Desativado o Thermas Internacional de Rio Preto

Publicado em 30 de outubro de 2014 às 9h13
Atualizado em 30 de outubro de 2014 às 9h14

Considerado um atrativo turístico regional, o Thermas Internacional de Rio Preto foi desativado. Ex-presidente do clube, o empresário e engenheiro Joaquim Corrêa Lima falou com exclusividade ao Diário da Região sobre o fechamento do complexo de águas termais. A área de 40 mil metros quadrados que abriga o Thermas, no Km 49 da Rodovia Transbrasiliana (BR-153), deverá ser vendida. O local foi avaliado em R$ 6 milhões.

thermas

Estrangeiros

Corrêa Lima assumiu o empreendimento turístico em 2001. Alguns anos antes, na década de 1990, o clube também fechou as portas. "Durante esses anos (de 2001 a 2014), colocamos em ritmo de recuperação um clube que estava passando por fortes dificuldades", disse o ex-presidente.

No ano passado, o Thermas obteve a matrícula de delimitação correta de sua área. O clube atraia turistas estrangeiros, principalmente chineses e japoneses, que buscavam relaxar nas águas com temperaturas superiores a 40 graus.

Associados

Os ex-presidente do Thermas disse que se afastou da diretoria para dar lugar a uma comissão de associados, que deveria administrar o clube nos próximos anos. "Todavia, não se conseguiu sucesso total, por falta de colaboração de parte dos associados que não quiseram ajudar a viabilizar a nova fase do clube, agora em terreno próprio", comentou Corrêa Lima. Ele disse que o Thermas possui aproximadamente 300 sócios.

Dívida

O dinheiro da venda do Thermas de Rio Preto será usado para quitar dívidas do clube. Corrêa Lima afirmou que os R$ 6 milhões, eventualmente arrecadados com a venda do complexo, serão suficientes para honrar os débitos. Ele não deu detalhes de quem são os credores. O empresário manterá negócios em Rio Preto. Ele é dono do hotel construído ao lado do clube e que segue funcionando normalmente.

Fonte: Diarioweb

Assunto(s):

Leia também:

2 comentários

  1. nestor bragança disse:

    nao entendi. o Hotel Fechou ?????

Resposta para nestor bragança