Prefeito de Barretos, sem condições de mantê-la, quer desistir da UPA

O prefeito de Barretos, Guilherme Ávila (PSDB), anuncia nesta quarta-feira, 5, a decisão de desistir de inaugurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), com prédio pronto desde junho 2012, e sugerir devolução parcelada de R$ 2 milhões liberados pelo governo federal para a construção.

upa-barretos

Ele alega não ter condições de manter o custo mensal de R$ 700 mil, necessários para funcionamento do serviço, diz o secretário municipal de saúde, Alexander Stafy Franco. "O município de Barretos não tem recursos suficientes para continuar gerindo as despesas da Santa Casa e ainda sustentar com mais de R$ 700 mil mensais uma UPA”, diz Franco, que é também o interventor da Santa Casa.

O secretário também alega que atual administração tem R$ 450 milhões em dívidas, o que obriga racionalizar os gastos para o pagamento deste passivo. O início da construção da UPA ocorreu em 2011, durante o governo do ex-prefeito Emanuel Mariano Carvalho (PTB). Com a infraestrutura pronta, em junho de 2012, cabia à atual administração comprar mobiliário e equipamentos médicos.

De acordo com assessoria da prefeitura, esse ano foi aberta licitação pública para compra de equipamentos e mobiliário, mas o processo foi cancelado porque nenhuma empresa se cadastrou. Caso o Ministério da Saúde aceite a devolução parcelada da verba, a Prefeitura de Barretos pretende utilizar o prédio para instalação de três ambulatórios de saúde, o da Saúde da Mulher, do Diabético e do Idoso.

O Ministério da Saúde informou ao Diário que a Prefeitura de Barretos desde o ano passado estava obrigada a devolver a verba usada para construção do prédio porque estourou o prazo de inauguração da UPA. “O Ministério da Saúde arca com 50% do custeio do atendimento e prefeitura e governo estadual, em comum acordo, assumem 25% cada um da obrigação financeira, portanto ela é viável financeiramente”, explica o ministério, via assessoria.

Fonte: Diarioweb

Prefeito de São Joaquim da Barra conhece modelo de gestão da UPA local

Anteontem, terça-feira (28), a Secretária de Saúde, Silvia Forti Storti recebeu a visita do prefeito de São Joaquim da Barra, Marcelo Mian (PT) na UPA – Unidade de Pronto Atendimento para conhecer as instalações, ver a rotina diária de funcionamento e a estrutura física. A cidade de 50 mil habitantes conquistou uma Unidade e veio buscar em Olímpia a referencia do atendimento para inauguração até o final do mês de novembro.

upa-(4)

“É muito gratificante saber que nosso trabalho é reconhecido, recebendo visitas de outros municípios que buscam informações. É assim que devemos proceder sempre um ajudando o outro, fortalecendo os vínculos e aprendendo”, disse a Secretária Silvia Forti.

“Olímpia surgiu como uma cidade de que a UPA aqui funciona muito bem, e mais ou menos com o numero populacional semelhante a São Joaquim. Por isso resolvemos ver in loco como funciona o serviço e o atendimento que é exemplo para toda a região”, disse Marcelo Mian.

upa-(2)

Segundo ele a UPA de Olímpia é muito bem equipada e tem um número alto de atendimentos. “Vimos à população sendo atendida a contento, com o carinho dos funcionários que aqui trabalham com os pacientes, uma abordagem muito importante”, finalizou Mian que esteve acompanhado da Diretora de Gestão , a advogado Susi, e da Assessora em Saúde, a enfermeira Milene.

upa-(3)

“Vimos que a gestão é eficiente, pegamos varias dicas com a Secretária Silvia que é experiente. Na área da saúde é assim, os recursos são finitos e as necessidades infinitas. Vejo que futuramente Olímpia e São Joaquim farão grandes parcerias”, endossou a Diretora de Gestão.

Quase 75 mil pessoas foram atendidas na UPA no ano passado, divulga Sílvia Forti

A UPA – Unidade de Pronto Atendimento 24 horas de Olímpia atendeu, em 2013, 74.467 pessoas, uma média de 6.205 consultas por mês e 206 consultas por dia. Com dois clínicos gerais, um pediatra, enfermeiros, técnicos de enfermagem e toda parte administrativa, a UPA começou a atender em junho de 2012.

Silvia

A Portaria 2048 do Ministério da Saúde propõe a implantação nas unidades de atendimento às urgências do acolhimento e da triagem classificatória de risco. De acordo com esta Portaria, este processo deve ser realizado por profissional de saúde, de nível superior, mediante treinamento específico e utilização de protocolos pré-estabelecidos e tem por objetivo avaliar o grau de urgência das queixas dos clientes, colocando-os em ordem de prioridade para o atendimento.

O atendimento na UPA é dividido nas cores vermelho, amarelo, verde e azul. Ao chegar ao serviço de urgência (UPA) demandando necessidade aguda ou de urgência, o usuário é acolhido pelos funcionários da recepção e encaminhado para confecção da ficha de atendimento. Em 2013, o número de atendimento para a classificação vermelho foi de 282; amarelo, 1.163; verde, 12.186 e azul, 60.836, totalizando 74.467 atendimentos no ano de 2013.

Segundo a secretária de Saúde, Sílvia Forti Storti, mais do que uma previsão legal, “a classificação de risco é entendida como uma necessidade para melhor organizar o fluxo de clientes que procuram as portas de entrada de urgência e emergência, garantindo um atendimento resolutivo e humanizado àqueles em situações de sofrimento agudo ou crônico agudizado de qualquer natureza”.

De acordo com Newton Bortolan, Diretor de Divisão de Serviços de Saúde de Média e Alta Complexidades, “o atendimento aos portadores de quadros agudos, de natureza clínica, traumática ou psiquiátrica, deve ser prestado por todas as portas de entrada do SUS, ou seja, pelo conjunto das Unidades Básicas de Saúde e suas equipes da Estratégia de Saúde da Família, pela Unidade de Atendimento pré-hospitalar móvel e pela Unidade Hospitalar, possibilitando a resolução dos problemas de saúde dos clientes ou transportando-os responsavelmente a um serviço de saúde hierarquizado e regulado”.

Após a sua identificação em cores (veja acima), o usuário é encaminhado ao espaço destinado à Classificação de Risco onde é acolhido pelo técnico em enfermagem e enfermeiro que, utilizando informações da escuta qualificada e da tomada de dados vitais, se baseia no protocolo e classifica o usuário em: VERMELHO, emergência, será atendido imediatamente na sala de emergência; AMARELO, urgência, será atendido com prioridade sobre os clientes classificados como verde; VERDE, sem risco de morte imediato, somente será atendido após todos os clientes classificados como vermelho e amarelo; e AZUL, quadro crônico sem sofrimento agudo ou caso social, deverá ser preferencialmente encaminhado para atendimento em Unidade Básica de Saúde ou atendido pelo Serviço Social. Se desejar poderá ser atendido após todos os clientes classificados como vermelho, amarelo e verde.

“Nenhum cliente poderá ser dispensado sem ser atendido, ou seja, sem ser acolhido, classificado e encaminhado de forma responsável a uma Unidade de Saúde de referência”, conclui a secretária Silvia.

UPA de Olímpia é reclassificada pelo Ministério da Saúde por atender turistas e a comarca

A Secretaria de Saúde de Olímpia conseguiu recursos financeiros de investimentos do Ministério da Saúde volta para os Estados, Distrito Federal e municípios,  destinados à aquisição de equipamentos e materiais para a expansão e consolidação do SUS – Sistema Único de Saúde.

upa-olimpia

Em Olímpia, foi recebido o valor de R$ 432.622,00 para a compra de equipamentos para o laboratório municipal, ultrassom, mobiliários para o ARE – Ambulatório de Especialidades, entre outros.

Além desse recurso, a Saúde também solicitou ao Ministério da Saúde a alteração da UPA – Unidade de Pronto Atendimento 24 horas de Porte I para Porte II. A UPA atende, além dos olimpienses, toda a população turística e ainda os municípios de Altair, Cajobi, Guaraci e Severínia.

“A UPA já atendia para Porte II, pois contava com atendimento de dois médicos clínico geral e um médico pediatra 24 horas. O recurso que vinha do Ministério da Saúde era apenas para um clínico geral e um pediatra, mas entendemos a necessidade de já funcionarmos com dois médicos”, disse a secretária Silvia Forti Storti.

De acordo com o levantamento feito para o Projeto de Alteração, no quadrimestre julho, agosto, setembro, outubro de 2012, a UPA movimentou 26.218 atendimentos, que gerou 88.303 procedimentos, destes, que totalizaram 212 municípios que utilizaram dos serviços assistências de Olímpia. Já o SAMU, no mesmo período, realizou 184 atendimentos aos usuários.

O pedido de alteração para Porte II foi feito em março de 2013 e apenas no final do ano saiu à alteração. Agora, a UPA, que antes recebia R$ 170 mil, passa a receber R$ 300 mil ao mês do Ministério da Saúde, além da contrapartida da Prefeitura.

Saúde esclarece sobre atendimento na UPA de menina que morreu após afogamento

A Secretaria de Saúde de Olímpia, através da direção da UPA e de sua assessoria Jurídica, enviou esclarecimentos sobre o ocorrido com a criança de quatro anos que faleceu ontem, quinta-feira (2). A menina sofreu afogamento na chácara em que a avó é caseira, depois foi reanimada por vizinhos, e depois encaminhada à UPA e, posteriormente, à Santa Casa local, onde faleceu.

CIMG3300

A secretaria, devido às desinformações publicadas, inclusive nas redes sociais, enviou a seguinte nota de esclarecimento:

“A Secretaria de Saúde de Olímpia vem, através deste, solicitar direito de resposta e esclarecimento, referente fato ocorrido no dia 02 de janeiro de 2013, quarta-feira, na Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24H de Olímpia, em questão ao atendimento e posterior óbito da paciente R.J.C.S, de 04 anos, 06 meses e 20 dias de idade, na Santa Casa de Misericórdia de Olímpia.

“Para referidos esclarecimentos, informamos que a mesma paciente, acima referida, deu entrada nesta UPA ás 15h13 do dia 2 de janeiro, sendo prontamente assistida pela pediatra Solange Aparecida Cabrelli, CRM-SP 102.274, onde foi notado comportamento agitado e assustado da paciente, com parâmetros de FC (frequência cardíaca) e oxigenação estáveis, sendo realizada medicação e estabilização, solicitados exames necessários para avaliação completa de quadro clínico, devida a gravidade do acidente ocorrido, e deficiência de informações sobre o tempo de permanência na piscina, relatados pela avó.

“A permanência da paciente nesta unidade, desde seu acolhimento até encaminhamento para realização de tomografia, totalizando um tempo de 1h15, dando saída às 16h28. Durante o percurso percorrido para a realização do exame, a paciente apresentou vomito e cianose, sendo diretamente encaminhada à Santa Casa de Misericórdia de Olímpia, onde, infelizmente, veio a óbito.

“Informamos que todos os dados acima relatados foram coletados através de gravações de nosso sistema de monitoramento e relato dos envolvidos no caso, e que as causas e circunstancias que levaram ao óbito só poderão ser esclarecidas pela Santa Casa de Misericórdia de Olímpia, através de seus representantes.

“Sem mais, nos colocamos á disposição para maiores esclarecimentos.

“Direção da UPA / Assessoria Jurídica da SMS

“Secretaria de Saúde de Olímpia”

Foto: Divulgação PM

Emoção da família Zangirolami na inauguração da moderna UPA 24 Horas

A inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 Horas) – convênio do governo federal com a Secretaria da Saúde e Prefeitura de Olímpia – na manhã deste sábado (30), no centro da cidade, mesclou momentos de emoção – por homenagear com a denominação de UPA 24h “Prefeito Wilson José Zangirolami”, e de comprovação de que a saúde pública, no que diz respeito às urgências e emergências, estará melhor encaminhada com uma infra-estrutura avançada, de ponta e com equipe médico-hospitalar que, a partir de segunda-feira (2), estará atendendo a partir das 7 horas. E durante o mês de julho, o cidadão poderá ser atendido tanto na UPA quanto na Santa Casa, a partir de agosto, só na UPA em urgências e emergências.

DSC_0457

O deputado federal Rodrigo Garcia (DEM), que no ano passado, liberou R$ 600 mil para custeio da Santa Casa, prestigiou a cerimônia. Nos discursos dos médicos Euder Quintino de Oliveira e Nilton Roberto Martinez – dois nomes respeitadíssimos no cenário da saúde do município – ficou constatado que a UPA 24 horas poderá, definitivamente, mudar, e melhorar, o cenário do atendimento de urgência e emergência, não poupando elogios ao prefeito Geninho Zuliani (DEM) e à secretária da Saúde, Sílvia Elisabeth Forti Storti, pela obra que, segundo afirmaram, “é a de maior importância para a cidade”.

DSC_0367

A família Zangirolami, inclusive a ex-primeira dama Zuleica, esteve presente e, emocionada, acompanhou os discursos dos oradores, sempre enaltecendo a figura do ex-prefeito e, também, da ex-primeira dama que, à época, não havia a Secretaria de Assistência Social como existe atualmente, com recursos, transferências, e, assim, as ações eram elaboradas, com dificuldades, mas executadas e, até hoje, respeitadas na comunidade. Disseram que Zuleica inaugurou o ‘primeira-damismo’ na cidade, voltando o seu trabalho para os mais necessitados, além de auxiliar o marido na condução da cidade.

DSC_0364

Não faltou emoção no discurso de Sílvia Forti, principalmente quando agradeceu o apoio de sua família – pais e irmã presentes, teceu elogios ao prefeito Geninho e à sua gestão, e respondeu às críticas com a palavra de ordem: “Façam, e façam melhor, se puderem”.

DSC_0429

O deputado Rodrigo e o prefeito Geninho também discursaram e, na sequência, descerraram as placas inaugurativas do SAMU e da UPA 24 horas, inclusive o prefeito, atendendo solicitação do vereador José Elias Morais (Zé das Pedras, PMDB), denominou o SAMU com o nome do jornalista Manoel dos Santos (Nelito), além de decretar luto oficial no município, sendo muito aplaudido pela iniciativa.

DSC_0441

Outro discurso, de improviso, que emocionou os presentes, foi da filha do ex-prefeito, Zilah Terezinha Zangirolami (casada com o irmão do deputado Rodrigo, Marco Aurélio Garcia, o Lelo), que até relembrou os tempos em que, o pai prefeito, e os filhos vendendo laranja na rua, “e muitos zombavam, mas foi com essa venda de laranja que compramos o primeiro automóvel”. Em nome da família, que acompanhava com lágrimas nos olhos o seu depoimento, ela agradeceu ao prefeito e à secretária a homenagem dando o nome à UPA, a obra mais importante na atual gestão, de seu falecido pai, ex-prefeito Wilson José Zangirolami.

DSC_0474

Em seguida, todos foram conhecer as modernas instalações da UPA que, inclusive, conta com ala infantil, decorada com bichinhos.

GALERIA DE FOTOS

We cannot display this gallery

UPA 24h é inaugurada neste sábado e funciona a partir de segunda

A UPA – Unidade de Pronto Atendimento 24h de Olímpia será inaugurada neste sábado (30), às10h, e começa a funcionar, de fato, na segunda-feira (2). Os novos equipamentos foram testados e serviram para o treinamento das equipes e para testes.

DSC01122-(1)

A UPA, ação do governo federal conquistada pela atual gestão, é uma estrutura de complexidade intermediária entre as Unidades Básicas de Saúde (UBS e UBSF) e a porta de urgência Hospitalar, onde em conjunto com estas, compõem uma rede organizada de atenção as urgências ou emergências.

DSC01079

A UPA é integrante do componente pré-hospitalar fixo e foi implantada em local estratégico de fácil acesso a população local e bem servida pela malha rodoviária nas proximidades do município. A unidade se destina aos usuários que procuram as portas dos serviços de urgência ou de emergência do sistema de saúde da rede SUS no município de Olímpia, no momento definido pelo mesmo como de necessidade aguda ou de urgência.

A estratégia de atendimento está diretamente relacionada ao trabalho do SAMU – Serviço Móvel de Urgência, que organiza o fluxo de atendimento e encaminha o cliente ao serviço de saúde adequado à situação.

DSC01069

Ao chegar ao serviço de urgência demandando necessidade aguda ou de urgência, o paciente é acolhido pelos funcionários da portaria/recepção e encaminhado para confecção da ficha de atendimento. Após sua identificação, o usuário é encaminhado ao espaço destinado à Classificação de Risco, onde é acolhido pelo enfermeiro e utilizando informações da escuta qualificada e da tomada de dados vitais, se baseia no protocolo e classifica o usuário em:

* Vermelho, ou seja, emergência e será atendido imediatamente como Prioridade I;

* Amarelo, ou seja, urgência e será atendido como Prioridade II no consultório ou leito da sala de observação;

* Verde, ou seja, sem risco de morte imediato. O paciente será atendido após todos os pacientes classificados como vermelho e amarelo serem atendidos.

* Azul, ou seja, quadro crônico sem sofrimento agudo ou caso social. O paciente deverá ser avaliado por enfermeiro e médico, encaminhado para atendimento em Unidade Básica de Saúde ou atendido pelo Serviço Social. Poderá ser atendido após todos os pacientes classificados como vermelho, amarelo e verde.

DSC01042

Nenhum paciente poderá ser dispensado sem ser atendido, ou seja, sem ser acolhido, classificado e encaminhado de forma responsável a uma Unidade de Saúde de referência. O paciente poderá permanecer em observação na UPA por até oito horas. Após este período, poderá ser encaminhado para a internação, transferido, conforme a necessidade de cada caso, para as UBS/UBSF ou terá alta para o domicílio e ou município de origem.

Geninho decreta que UPA 24 horas trará nome de Wilson Zangirolami

O ex-prefeito Wilson  Zangirolami, falecido no dia 9 de agosto do ano passado, denominará a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) – 24 horas, que será entregue à população assim que o ministro da Saúde Alexandre Padilha determinar a data, o mais breve possível, em sua agenda.

UPA-Wilson

O prefeito Geninho Zuliani (DEM) assinou na manhã de hoje, em seu gabinete, o Decreto 5.177 dispondo sobre a denominação, que passa a denominar-se “Unidade de Pronto Atendimento – UPA Prefeito Wilson Zangirolami”. Será publicado na próxima edição da Imprensa Oficial do Município (IOM), sábado (7).

“Fiquei muito feliz na manhã de hoje ao assinar o decreto denominando a UPA de Prefeito Wilson Zangirolami, que foi um grande amigo, parceiro, aliado, conselheiro, um grande prefeito que pegou a prefeitura com sete folhas de pagamento atrasadas, com máquinas quebradas, ficou seis anos à frente da Prefeitura, deixando os negócios particulares e familiares de lado, um grande ser humano, e que teve uma das melhores Primeiras Damas no município, dona Zuleica, e por isso estamos homenageando um homem de bem, que sempre gerou centenas e centenas de empregos no Bazar das Noivas, nas fazendas, enfim, onde pode contratar, e deixou um legado de grande valor para a memória de todos os olimpienses”.

Procurada a respeito do assunto, a secretária Sílvia Forti, da Saúde, não escondeu a sua satisfação: “É uma homenagem justíssima, trabalhei com ele no Centro de Saúde, quando ele foi prefeito, sei como ele era um homem bom, honesto, competente e, acima de tudo, humano no trato com a população”.

VINDA DE PADILHA

Sobre a UPA e a sua inauguração, o prefeito revela que “é uma das obras mais importantes de nossa gestão e, portanto, merecedora do nome do senhor Wilson Zangirolami. Quanto à sua inauguração, essa semana estará sendo concluída a concretagem da parte externa, até a semana que vem os equipamentos já estarão indo para lá, todo o prédio será lavado dos restos de construção e, com isso pronto, até semana que vem, vamos funcionar lá o SAMU 192, que hoje funciona precariamente nos fundos da Secretaria da Saúde; e, para ser sincero, estou fazendo uma agenda política com o ministro da Saúde Alexandre Padilha, acertando para breve uma data em conjunto, para que ele possa inaugurar essa UPA 24 horas, e a razão principal é que, onde o ministro da Saúde pisa ele acaba liberando mais alguma coisa para a cidade, por isso vai valer a pena esse pequeno atraso de 10 a 15 dias, além do programado”.

TRANSIÇÃO UPA-SANTA CASA

O prefeito adianta, também, que haverá “uma transição de atendimento entre a Santa Casa e a UPA, com explicações à população, para que a mudança não seja traumática”.

Segundo Geninho, “haverá uma reunião muito ampla com a Secretaria da Saúde, corpo clínico, médicos, provedoria, enfermeiros, enfim, com todos os envolvidos para a transição, ninguém vai encerrar o contrato com o Pronto-Socorro da Santa Casa em um dia e, no dia seguinte, abrir a UPA”.

No primeiro mês de atendimento, assinala, ambos os locais estarão atendendo e, da Santa Casa, aos poucos, os pacientes serão reencaminhados para a UPA 24 horas.

“A UPA será cara para o município, mas valerá a pena”, revela Geninho Zuliani, acrescentando que “serão três médicos na UPA, por 24 horas, dois clínicos-gerais e um pediatra, daí você imagina que o pronto atendimento terá uma melhora de 300%, nem será mais comparado com o da Santa Casa”. Só no plantão desses médicos, haverá um investimento de R$ 150 mil por parte da prefeitura.

“Vamos ter um salto de despesa muito alto, que virá aliado com um salto de qualidade de atendimento igualmente alto”, finaliza Geninho.

QUEM FOI WILSON ZANGIROLAMI

AGORA, VAI: NOVO EMPREITEIRO DA UPA PROMETE ANTECIPAR PRAZO PARA INAUGURAÇÃO EM AGOSTO

A UPA 24 horas de Olímpia (Unidade de Pronto Atendimento) deverá estar recebendo os pacientes de casos de emergência a partir de setembro, após a sua inauguração em agosto.

DSC07818

Pelo menos, é o que espera, desta vez, o prefeito Geninho Zuliani (DEM) que recomendou ao novo empreiteiro das obras, até então paradas por incapacidade técnica do primeiro vencedor da licitação, que, se possível, antecipe o máximo possível o cronograma de entrega dos 120 dias contratuais. Leia mais…

Obras da UPA deverão ser concluídas ainda no final do semestre através de nova empresa

Após inúmeros problemas com a empresa anteriormente contratada para a construção da UPA 24h (Unidade de Pronto Atendimento), do governo federal, as obras, finalmente, deverão ser retomadas já na próxima semana, assim que o contrato com a nova empresa for homologado queda-feira (16), às 15h, pelo prefeito Geninho Zuliani (DEM).

upa01

A UPA está sendo construída na Avenida Waldemar Lopes Ferraz, centro, defronte ao supermercado Iquegami. Segundo o novo contrato, de número 21/03, a obra custará R$ 1.009.300,00, sendo necessária a injeção de recursos próprios devido aos problemas com a incapacidade técnica da empreiteira anterior.
Continuar lendo Obras da UPA deverão ser concluídas ainda no final do semestre através de nova empresa

Nova empreiteira para continuar obras da UPA poderá ser conhecida no dia 13

Foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de hoje, quinta (23), a nova tomada de preços que a prefeitura de Olímpia lançou para que as obras da UPA 24 horas (Unidade de Pronto Atendimento) prossigam, agora sem mais interrupções.

Obras-UPA-06

Como já foi divulgado neste Portal, a empreiteira anterior não teve capacidade financeira para prosseguir a obra, deixando-a com as paredes semi-erguidas, prejudicando o cronograma e, principalmente, a cidade que já poderia estar com o hospital em funcionamento no início de 2011. Leia mais…

Obras da UPA atrasam por problemas de empreiteiro, que já está sendo substituído

O atraso nas obras de construção da Unidade de Pronto Atendimento 24 horas (UPA), do governo federal, é um ‘caso diferente’, disse o prefeito Geninho Zuliani (DEM). “Temos R$ 1milhão depositado em caixa para a obra, e por que, então, a construção da UPA não está na velocidade que todos querem, inclusive eu, o prefeito? Por culpa do empreiteiro”, revela.

Obras-UPA---01-(1)

A empresa JNP foi denunciada, na semana passada, que alguns funcionários trabalhavam na obra sem registro em carteira e que a folha de pagamento estava atrasada. “Procurei o meu secretário de obras, Gilberto Tonelli Cunha, e recebi a informação de que o que eles fizeram já foi pago, o dinheiro está na conta, o problema é que a empresa está passando por dificuldades”, conta Geninho ao Blog. Leia mais…

Obras da futura UPA 24h não param

* O fotógrafo Jonas Olmos registrou na tarde desta quarta (7) o atual estágio das obras do futuro hospital que está sendo construído no local em que funcionava o Pátio da prefeitura de Olímpia – a Unidade de Pronto Atendimento 24 horas (UPA). Em colaboração, como sempre, ao Blog, mostramos o avanço dos serviços:

Obras-UPA---03

A UPA de Olímpia envolve um investimento de R$ 1.470.000,00 do governo federal, sendo apenas R$ 70 mil de contrapartida do município. Leia mais…

Geninho consegue liberação da área da Fepasa para construir a UPA 24 horas

Conforme noticiado ontem pelo blog em primeira mão, o prefeito Geninho Zuliani assinou na manhã de hoje, quinta-feira (28), na capital paulista, o termo provisório de posse da área onde hoje funciona o Pátio Municipal, nas proximidades da avenida Dr. Waldemar Lopes Ferraz com Avenida dos Olimpienses, e adjacências, para que, ainda neste semestre seja construída no local a Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas, um semi-hospital dotado da primeira ambulância SAMU com UTI Móvel de Olímpia.

Na foto, enviada pelo prefeito Geninho com exclusividade ao Blog, ele assina o termo de posse provisória acompanhado dos secretários Amaury Hernandes, do Planejamento e Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, e Beto Puttini, da Cultura, Turismo, Esportes e Lazer.

Geninho assina com diretoras da FEPASA e secretários Amaury e Puttini o termo de posse provisória da área

Posse da área da UPA 24h será concedida em caráter provisório pela União na quinta

Pelo menos umas 20 áreas consideradas ‘devolutas’, algumas invadidas, como é o caso do bairro Boa Esperança (antigo Pedregal), Cozinha Piloto, terreno onde está o Corpo de Bombeiros e até o Pátio da Prefeitura, futura Unidade de Pronto Atendimento 24h (UPA), pertencentes à União, estão inclusas em trabalho da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente para que sejam, definitivamente do município.

Uma delas, pelo menos, já estará em posse provisória para que a UPA 24h seja imediatamente construída ainda neste semestre.

A informação foi prestada pelo secretário Amaury Hernandes ao Blog e à Rádio Difusora ontem à noite.

Na quinta-feira (26), o prefeito Geninho Zuliani (DEM) estará assinando um ‘termo de posse provisória’, na capital paulista.

Ouça, na Rádio Blog, a informação completa de Amaury Hernandes:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Maquete da UPA é apresentada aos vereadores por arquiteto e secretária

Silvia Forti e Miguel Ramos
Silvia Forti e Miguel Ramos

O arquiteto Miguel Ramos apresentou aos vereadores, na sessão ordinária de ontem à noite, segunda-feira (23), detalhes da planta e da maquete da Unidade de Pronto Atendimento 24h (UPA) que, conforme foi divulgado com exclusividade por este Blog há várias semanas, será construída na área onde hoje é o Pátio Municipal (este será transferido para o antigo Matadouro Municipal, segundo dizem).

A parte frontal da UPA (defronte um supermercado)
A parte frontal da UPA

A secretária da Saúde Sílvia Forti fez a apresentação do projeto conquistado pelo prefeito Geninho Zuliani (DEM), junto ao Ministério da Saúde e, em seguida, Miguel mostrou detalhes de como será a UPA de Olímpia, um investimento de R$ 1.470.000,00, sendo apenas R$ 70 mil de contrapartida do município.

Continue lendo…