Quer receber o que a CPFL cobrou a mais por 7 anos? Leia e divulgue

Durante sete anos os consumidores brasileiros foram lesados por um erro de cálculo das empresas distribuidoras de energia elétrica, entre elas a CPFL Energia, gerando a elas um lucro indevido de R$ 1 bilhão por ano. Está na internet uma petição que você, consumidor, poderá assinar clicando aqui.

topo-energia_crop

A petição será enviada aos ministros do TCU antes do julgamento, que está previsto para o final de abril.

Somente em 2007 é que o TCU (Tribunal de Contas da União) descobriu esse equívoco na fórmula de reajuste tarifário das contas de luz e apontou que, desde 2002, o que levou à mudança dos contratos de concessão somente em 2010.

Com a descoberta, muitos consumidores ficaram na expectativa de receber de volta o dinheiro pago a mais em suas contas. No entanto, para a frustração de todos, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), decidiu pela não devolução dos valores devidos.

É chegada a hora do TCU decidir a questão. E, até por coerência, espera-se que seja em favor dos consumidores, com a devolução ou compensação nas contas de luz dos valores erroneamente pagos ao longo dos 7 anos. O consumidor pode assinar esta petição promovida pela Frente de Defesa dos Consumidores de Energia Elétrica.

Deputada de Barretos será investigada pelo TCU: R$ 1,1 milhão em esquema fraudulento

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu hoje apurar denúncia do jornal O Estado de S.Paulo de que exista esquema de institutos fantasmas e empresas de fachadas nos convênios do governo para eventos culturais envolve parlamentares de São Paulo, Bahia, Goiás, Distrito Federal, entre outros Estados.

luciana_costa

Esses deputados e senadores destinam emendas para projetos que apresentam prestações de contas fraudulentas, com superfaturamento, endereços falsos e uso de laranjas. Entre os parlamentares envolvidos está Luciana Costa (PR), de Barretos. Leia mais…

Carneiro está com processos na Justiça Federal por má aplicação de verbas da Saúde

LFCMais do que deixar para o seu sucessor, o prefeito Geninho Zuliani (DEM), o que já foi classificado como ‘herança maldita’, o ex-prefeito e médico Luiz Fernando Carneiro (PMDB), deixou para si, também, uma espécie de ‘efeito perverso’ dos dois mandatos, oito anos, em que esteve sentado na cadeira principal do Palácio 9 de Julho: este Blog descobriu, com exclusividade, que, como efeito da ‘herança’ que deixou para Geninho pagar de quase R$ 2 milhões, valor corrigido de 2002 para cá, noticiado pelo Blog em 16 de outubro, Carneiro está com dois processos abertos pela Justiça Federal sobre o mesmo caso – denúncias de má aplicação de verbas federais da Saúde: um Cível e outro Penal.

Tem muito mais…