Usuário nem sempre consegue recarregar bilhete da Bontur e causa revolta

A empresa concessionária de transporte urbano coletivo de Olímpia, Bontur, cuja sede é em Barretos, oferece um péssimo serviço aos usuários que desejam recarregar os seus cartões com passagens a R$ 2,80 cada. Além do usuário pagar adiantado, ele precisa driblar horários inconstantes do atendimento, férias de funcionária que mantém a sede aberta, na Rodoviária, além de outros problemas.

bontur

A autarquia Prodem, que cuida do transporte, precisa ver isso. Ainda vivemos tempos em que o motorista recebe dinheiro do usuário ao invés de passe. Por Olímpia ser Estância Turística, já passou da hora da Bontur e Prodem transformar a Rodoviária em ponto central e de múltiplo uso com o mesmo passe, o famoso bilhete integração, já que R$ 2,80 é uma das maiores tarifas da região. Por outro lado, continuam circulando ônibus velhos e sem portas de acessibilidade em vários horários.

Por diversas vezes, tentamos recarregar o cartão, mas a sede, por sinal incipiente, sempre está fechada, seja porque é horário de almoço, seja por férias, seja por outras questões, e até mesmo o horário final de fechamento, que seria às 17h30, não é respeitado. Além do cliente querer facilitar a vida do pobre motorista, que virou cobrador, pagando adiantado várias passagens, tem de ir somente à Rodoviária (poderia ter vários pontos de recarga, inclusive na Prodem), faltar ao serviço ou sair antes, e ainda enfrenta essas dificuldades.

A Bontur comemora 35 anos de existência. Talvez em Barretos, seja motivo para apagar velinhas. Aqui, ainda não.

Prodem anuncia mudanças de direção no trânsito em algumas ruas

Comunicamos que a partir da próxima segunda-feira (29), as ruas Bartolomeu Ittavo, Andréia Degasperi, Rua B e Rua A do Bairro Santa Ifigênia passarão a ter sentido único de direção nos trechos indicados no mapa abaixo.

MAO1

A medida visa melhorias no fluxo de veículos e mais segurança para os pedestres já que a área possui um grande movimento de pessoas e automóveis entorno do CRAS e da UBS e também pelo fato das ruas serem estreitas dificultando o acesso.

A partir do dia 1º próximo, a primeira quadra da Av. Alberto Oberg que da acesso aos Bairros Harmonia e Viva Olímpia, passará a ter sentido único de direção (Centro/Bairro). O trecho inicia-se na Av. Mario Vieira Marcondes até a Travessa A. As demais ruas continuarão com os sentidos já estabelecidos.

MAO2

A medida visa desafogar o cruzamento da Av. Mario Vieira Marcondes, tornando o trânsito mais seguro.

E, a partir do dia 06/10/2014 será implantado sentido único de direção na Av. Benfati e Av. Seno Jardim Paulista.

MAO3

A medida visa melhorar o trânsito próximo a Subestação, já que a rua é muito estreita, além de beneficiar o bairro que teve um aumento no trafego de veículos com a inauguração de dois novos bairros vizinhos.

Prodem comunica motoristas de quatro novas lombadas em Olímpia

A autarquia Prodem (Progresso e Desenvolvimento Municipal) comunica que acaba de instalar mais quatro lombadas em Olímpia que, segundo o comunicado, “tem o objetivo de trazer melhorias na qualidade do trânsito e segurança dos pedestres”.

lombada1

As lombadas foram instaladas nos seguintes locais: duas lombadas na Avenida Alberto Oberg, que dá acesso ao Recanto Harmonia, Residencial Harmonia e Village Morada Verde e mais duas lombadas em frente a Creche Cidade da Imaculada, no Jardim São Francisco.

lombada2

“Em breve novos locais serão contemplados”, conclui a nota.

Prodem fará poda em árvores de ruas que serão recapeadas, nesta segunda-feira

Começam na segunda-feira, 9, pela empresa pública PRODEM, de Olímpia, as podas de árvores de algumas ruas da cidade em conjunto com obras de recape. Segundo informações, elas são necessárias para permitir o transito de maquinários e caminhões utilizados nas ações.

poda1

“Serão podadas na lateral a planta que estiver para a rua, pois a máquina ocupa uma extensão de guia a guia e uma altura de três metros”, disse Ana Lúcia Volpe, da Divisão de Meio Ambiente.

Os bairros são:

– Jardim Universitário: Alameda Maria Mazer Moré, Alameda Professor Altino Robazzi e Alameda Filhas de Jó.

– Cohab III: Rua Paulo Brancalião.

– Centro II: Rua Américo Brasiliense entre as Ruas Veiga Miranda e Coronel José Medeiros.

– Centro I: Rua Floriano Peixoto entre a Avenida Aurora Forti Neves e Rua General Osório; Rua Duque de Caxias entre as Ruas 13 de Maio e General Osório; Avenida Waldemar Lopes Ferraz entre as Ruas Conselheiro Antônio Prado e Coronel Francisco Nogueira.

– Jardim Álvaro Brito: Rua Paulo Furquim.

– Tropical I: Ruas Jeferson Pereira, Antônio Guioto, Edson Souza Pereira, Geraldo Egydio Giacóia, Manuel Conde Tápia, Sérgio T. Rebelato, José Lopez, Ernesto Dorio e Capitão Luiz Teixeira Leite.

Prodem abre concurso para 13 cargos com salários entre R$ 739 e R$ 2,2 mil

A Prodem – Progresso e Desenvolvimento de Olímpia abre na segunda-feira (14), e até o dia 23, as inscrições para o Concurso Público nº 01/14, no prédio da empresa pública (Rua Conselheiro Antônio Prado, 326), das 9h às 16h.

concursos-publicos

O concurso será para os cargos: ajudante de serviços gerais masculino, cinco vagas e salário mensal de R$ 739; armador – construção civil, um vaga e salário mensal de R$ 1.700,00; auxiliar eletricista, uma vaga e salário mensal de R$ 1.400,00; auxiliar de encanador, uma vaga e salário mensal de R$ 1.400,00; auxiliar de pedreiro, duas vagas e salário mensal de R$ 1.400,00; auxiliar de pintor, uma vaga e salário mensal R$ 1.400,00; carpinteiro, uma vaga e salário mensal de R$ 1.700,00; encarregado de instalações elétricas uma vaga e salário mensal de R$ 2.200,00; encarregado de manutenção, uma vaga e salário de R$ 2.200,00; fiscal de Área Azul, cadastro de reserva e salário mensal de R$ 812,53; operador de máquinas manual, quatro vagas e salário de R$ 1.200,00; servente de obras, três vagas e salário de R$ 1.258,92 e vigia masculino, três vagas e salário de R$ 782,46.

Para as inscrições as condições são: ser brasileiro nato ou naturalizado; ter 18 anos de idade completos quando da convocação para a atribuição de vaga; haver cumprido as obrigações para com o serviço militar, quando do sexo masculino; estar em gozo de seus direitos políticos; estar quite com a Justiça Eleitoral e ainda os pretendentes deverão possuir os requisitos específicos para cada cargo.

No ato da inscrição, o candidato deverá apresentar somente a cédula de identidade. A inscrição deverá ser feita pessoalmente ou por procurador regularmente constituído. A taxa de inscrição varia entre R$ 25 e R$ 45 e deverá ser recolhida no Banco do Brasil, mediante depósito, até às 15h, do dia 23 de abril.

A validade do Concurso Público será de dois anos, contados da data de sua homologação, podendo ser prorrogado por igual período mediante ato do presidente da Prodem.

Prodem vai tirar a ‘prova do taxímetro’ nesta quinta-feira

A empresa pública PRODEM (Progresso e Desenvolvimento de Olímpia) quer saber qual o real impacto que a possível obrigatoriedade do uso do taxímetro nos táxis da cidade poderia vir causar no bolso dos usuários. Por isso, nesta quinta-feira (9), às 14h, o presidente Amaury Hernandes, engenheiro de segurança e trânsito, coordenará um ‘tour’ pela cidade, com alguns taxistas, fazendo aferições com base em bandeiradas e quilometragem. Atualmente, o valor cobrado por boa parte dos taxistas é de R$ 13 para qualquer trecho, exceto zona rural, horário noturno (além das 22h) e cidades da região e capital.

1363003522

A questão envolve a reapresentação de novo projeto de lei do prefeito Geninho Zuliani (DEM) regulamentando a profissão de taxista e tendo como pontos polêmicos as exigências do taxímetro, de imediato, e da cor padronizada do táxi em branco, em 36 meses. Não se sabe qual ‘o interesse turístico’ pelo branco, já que os carros oficiais, por exemplo, são escuros. Para alguns taxistas, a cor escura é mais ‘social’, menos ‘apelativa’, concorre para mais segurança e, por outro lado, muitos passageiros não querem, sequer, que o veículo tenha o luminoso ‘táxi’ no teto do veículo, para descaracterizá-lo como tal, inclusive também por segurança.

Uma das lideranças dos taxistas, Marcos Garcia (‘Barba’), apresentou para alguns vereadores na última sessão ordinária (6) uma planilha contendo possíveis itinerários tendo o Terminal Rodoviário como origem da corrida e, como destinos, os mais distantes dos diversos bairros da cidade. A simulação considerou os valores cobrados pelos taxistas de Rio Preto, ou seja, R$ 4,20 pela bandeirada e R$ 2,55 por quilômetro rodado. Para manter os atuais R$ 13, segundo Marcos Garcia, e tendo em vista esses valores de Rio Preto como referência, uma corrida deveria ter, pelo menos, 3,45 quilômetros. Mas, nem sempre é assim, se considerar apenas a Rodoviária como ponto central (o que também não confere com a realidade).

O taxímetro democratiza a tarifa, ou seja, paga mais quem anda mais. Mas, é uma faca de um gume social bem afiado: quem mora mais longe, pela geografia da cidade são as classes sociais C, D e E, e pagarão mais caro, seja lá qual a fórmula ou tarifa a ser aplicada na cidade. Pela simulação de Marcos Garcia, em corridas reais, levando-se em conta as tarifas de Rio Preto, uma corrida da Cohab-2, por exemplo, para bairros ‘na outra ponta’ da cidade, ou mesmo para o Thermas dos Laranjais, por exemplo, pagará no mínimo R$ 18.

Consequentemente, qualquer corrida com mais de 3,45 km ficará mais cara, principalmente ao se aplicar a “Bandeira 2”, que acrescenta, automaticamente, 30% ao preço a ser pago pelo cliente, esclarece o taxista Marcos Garcia.

Enfim, para o taxista nem precisava simular. Existe a equação para tanto se valendo do Google Maps. Mas, a prática, nesta quinta-feira, poderá desvendar o mistério: como tornar a tarifa menos onerosa para quem mora além do quadrilátero central, privilegiado, da cidade?

CLIQUE NO QUADRO ABAIXO E VERÁ, EM AMOSTRAGEM REAL, O IMPACTO DO TAXÍMETRO EM OLÍMPIA:

amostras

Prodem não abre mão do taxímetro e nem da cor branca “por situação turística”

Nenhuma das reivindicações dos taxistas, pelo menos as principais – extinguir a obrigatoriedade do taxímetro e da cor branca da futura frota de táxi – foi aceita pelo presidente da empresa púbica Prodem (Progresso e Desenvolvimento Municipal), Amaury Hernandes, em reunião com o presidente da Câmara, Beto Puttini (PTB), e alguns vereadores, no legislativo ontem, terça-feira (9).

Para obrigar o uso do taxímetro, em detrimento da fixação de tarifa – que a Prodem não quer, Amaury invoca lei federal para municípios acima de 50 mil habitantes. O taxímetro entraria em vigor imediatamente à promulgação da lei que está em curso na Câmara.

Para padronizar na cor branca, há uma ‘situação turística’ não bem explicada, mas que os vereadores “concordaram na troca em 60 meses”. Alguns taxistas querem saber se a frota oficial, em sua maioria cor preta, também será trocada para branca.

Eis a íntegra da ata da reunião:

taxi-01

taxi-02-(1)

Sem lei, taxistas criam tabela e geram dúvidas até entre eles. Prodem quer lei e taxímetro

Os usuários de táxi de Olímpia continuam tendo a necessidade de pesquisar, se possível, as tarifas cobradas por vários profissionais. É que, conforme foi divulgado pelo Diário, com exclusividade, sem uma legislação municipal que regulamente a concessão e o uso, exceto apenas por um antigo decreto, e sem um estudo mais acurado dos últimos índices inflacionários, eles, por si só, decidiram reajustar a tarifa básica de R$ 10 para R$ 13. E, mais: incluiram novas modalidades, tipo a corrida dentro do ‘quadrilátero central’, o ‘bairro-centro’ (e vice-versa), o ‘bairro-bairro’ e, curiosamente, a ‘corrida de mercado’.

tarifas-taxi

Detalhe: felizmente, não são todos os que estão praticando essa tabela que, alguns taxistas, ostentam diante do parabrisa do passageiro (veja foto). Ainda é possível encontrar profissional que, em seu âmago, considera o reajuste de 30% ‘puxado’ e ainda cobra R$ 10, independente se vai dar volta no quarteirão ou se é de bairro para bairro, exceto viagens além das 22h, para a zona rural ou cidades vizinhas que possuem, por exemplo, aeroportos, como Rio Preto e Barretos.

Para se ter uma ideia, os taxistas criaram uma tabela com reajuste de 30%, superior à inflação dos últimos seis anos. E os novos roteiros podem criar arbitrariedade de interpretação e dúvidas entre os usuários. E alguns taxistas sequer estão na praça há tanto tempo.

Mas, essa situação poderá ser por tempo determinado, devido às mudanças que serão feitas pela Prefeitura de Olímpia.

O Diário consultou nesta segunda-feira (21) o novo diretor-presidente da Prodem (empresa pública que gerencia, entre outras áreas, o transporte coletivo urbano, como mototaxis e ônibus coletivos), engenheiro Amaury Hernandez, sobre o assunto, e ele adiantou que já está estudando com o prefeito Geninho Zuliani (DEM) uma legislação ‘mais moderna e atrelada ao poder público municipal, conferindo-lhe, inclusive, o direito de instituir a tarifa anual, como ocorre em outros serviços de concessão’.

Amaury é o responsável pelo avanço tecnológico e de eficiência no trânsito de Olímpia na gestão anterior, do reeleito Geninho Zuliani, e conhece a situação. Ele também trabalhou na área em Rio Preto e, por isso, já tem um modelo de nova legislação de uso e concessão do serviço de táxi em Olímpia, inclusive em ‘caráter precário’, ou seja, como o motorista iniciante que possui apenas uma ‘permissão para dirigir’ por um ano.

Além disso, estão em estudos duas mudanças, além da concessão da tarifa pelo prefeito: o taxímetro e a identificação do carro de praça com cores ou alguma logomarca. “O taxímetro não vai privilegiar ricos e nem pobres e vai medir, não apenas a distância entre dois pontos, mas também o tempo da corrida, entre outros fatores, é o instrumento mais democrático e funciona bem em qualquer cidade que o implante”, assegura o presidente da Prodem.

A outra medida é identificar os carros com uma única cor e logomarca, ou apenas logomarca, ainda em estudos. Sobre a situação se o proprietário usar o mesmo veículo para, digamos, um passeio, a resposta foi: “Seria o mesmo que o empresário de ônibus coletivo não quiser padronizar porque vai usar o ônibus para outros eventos, inclusive particulares, isso não é problema da concessão do serviço”.

E, também, haverá, na legislação, obrigações e deveres, tais como o motorista substituto (se o principal não quiser fazer o horário noturno, ou um plantão, por exemplo, ele acionaria o segundo motorista que ficaria nesse horário), e, o ponto nevrálgico da cidade que se quer turística: horários de funcionamento, inclusive noturno, hoje escasso de profissionais.

Com a regulamentação, e com o taxímetro, ou ao menos a implementação da lei, o prefeito poderá derrubar os preços vigentes e instituir uma tabela mais esclarecedora, detalhada, explicando onde fica o quadrilatério central, identificando os bairros a bairros, inclusive, porque a tabela, como foi feita e vem sendo, por alguns, praticada, cria uma livre arbítrio de onde começa a tarifa e de onde ela é reajustada.

Amaury prometeu definir o assunto para após o carnaval.

Prodem comunica mão única em rua a partir do dia 14

A empresa pública Prodem (Progresso e Desenvolvimento Municipal) comunica que, a partir de 14 de maio (segunda-feira), em função da existência de canteiro central na Rua José Domingos Terezo, Jardim Menina Moça, localizada ao lado do Village Morada Verde, será implantada mão única de direção em cada uma das suas pistas, entre as Ruas João Rimoli Neto e Abrão Nej Aidar.

mapamaounica

Mais informações na Prodem: (17) 3280-1050 ou [email protected]

Vivaldo desmente notícia distorcida e esclarece: a dívida é do governo passado

O semanário Planeta News, de propriedade da vereadora Priscila Foresti (PRB), publicou no último final de semana manchete dando conta de que o Tribunal de Contas de São Paulo -TCE-SP julgou irregulares as contas de 2009 da Progresso e Desenvolvimento Municipal-Prodem, e que, portanto, o seu presidente, Vivaldo Mendes Vieira, estaria condenado a devolver ao caixa da empresa, R$ 2,8 mil. E, maliciosamente, culpou Vivaldo que, segundo o jornal, esse dinheiro teria sido recebido indevidamente, com a autoconcessão de reajuste de 7% sobre os vencimentos de R$ 5 mil mensais.

101_5658

Um blog na internet, do mesmo redator, também mancheteou a nota, e abre comentários, sem censura, criticando inclusive a honra pessoal de Vivaldo. Hoje, ele enviou a seguinte nota de esclarecimento ao Diário de Olímpia, relatando a verdade sobre os fatos que, mais uma vez, órgãos de imprensa ligados ao ex-prefeito do PMDB, ficha suja, publicaram sem explicar direito a origem que, por sinal, vem do seio da administração malfadada de oito anos do PMDB.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

VIVALDO MENDES VIEIRA, Presidente da Empresa Pública PRODEM, torna público o seguinte:

A notícia veiculada pela imprensa local, dando conta da decisão do E. Tribunal de Contas do Estado de São Paulo sobre o Exercício Financeiro de 2009 da PRODEM, cujas contas estariam irregulares, exige os seguintes esclarecimentos:

1. Evolução da Dívida

Trata-se de uma divida contraída junto a Prefeitura Municipal de Olímpia, em 1999, portanto há 10 anos antes da assunção desta Presidência, e refere-se a débitos pendentes para com o INSS. Em 2011 a referida divida foi quitada através de dação em pagamento à Prefeitura de uma área de terras no Distrito de Baguaçu, como parte de pagamento e o restante foi pago parceladamente, regularizando assim a antiga pendência.

2. Índices de Liquidez e de Endividamento

Os índices desfavoráveis apresentados são reflexos de administrações passadas, os quais estão sendo melhorados gradativamente nesta gestão, como segue: em 2009, já sobre nossa gestão, o Índice de Liquidez resultou em 0,30 contra 0,26 de 2008, melhoria de 15,4%; em 2010 0,59, melhoria de mais de 96% em relação a 2008; já em 2011 este índice saltou para 0,79, tendo uma melhoria de 163% em relação a 2008;

Em 2008, ou seja, antes de assumirmos a Presidência, a PRODEM apresentou um prejuízo na ordem de R$ 572 mil reais. Em 2009 nossa forma de administrar propiciou um lucro de R$ 379 mil reais, em 2010 o lucro foi de R$ 423 mil reais, tendo em 2011 chegado a um lucro de R$ 460 mil reais;

Ademais, há de se ressaltar que o patrimônio desta Empresa quando assumimos em 2009 era de quase R$ 1,5 milhões de reais NEGATIVOS, saltando em 2011 para R$ 60 mil POSITIVOS, demonstrando a seriedade que esta Empresa vem sendo administrada.

3. Licitação – Falhas de Instrução

Em 2009 quando fomos nomeados, adotamos exatamente o mesmo edital de anos anteriores para contratação de Empresa para prestação de serviços de transporte de alunos rurais. Porem o Tribunal de Contas, só agora questionou a exigência do CRV, registro do veículo como de passageiros, e a inspeção semestral de vistoria (CIRETRAN); Quanto ao CRV, este foi exigido em função de que em 2002 foi realizado pela UFSCAR – Universidade Federal de São Carlos, um estudo referente ao Sistema de Transporte Escolar Rural deste Município, buscando incentivar à renovação da frota por parte dos prestadores de serviços, e, consequentemente, maior segurança e conforto aos alunos, recomendando que fosse adotado um método de pagamento baseado em 3 elementos: Custo Fixo, Custo Variável e Remuneração. Ocorre que para apuração dos custos é necessário saber o valor venal do veículo o qual só seria possível exigindo a descrição dos mesmos (CRV); Em relação aos outros dois itens questionados, estes são exigências constantes do CTB-Código de Trânsito Brasileiro, em seus Artigos 136 a 138. Diante de tais questionamentos, em 2010 abandonamos os métodos sugeridos pela UFSCAR passando a pagar um valor fixo por Km, retirando assim do Edital a exigência do CRV, mas, mantendo as outras duas, para não descumprirmos o CTB, e para não expormos a riscos nossos alunos.

4. Encargos Sociais e Remuneração do Dirigente

Inexiste a irregularidade apontada e será objeto de recurso próprio a decisão noticiada, uma vez que o TCE deu interpretação diversa ao texto legal que permite o reajuste havido e questionado no apontamento em apreço.

No caso, o salário do Presidente da empresa pública PRODEM não está ou estava atrelado ao subsídio do Vice-Prefeito (e não salário), e, nos termos da Lei Orgânica, a presidência da PRODEM teve equiparada a sua condição como “agente público” ao cargo de “secretário”, fazendo jus a um subsídio mensal.

A Lei Orgânica Municipal, acompanhando os princípios constitucionais, especifica no § 2º, do artigo 74, que o “subsídio” seria “automaticamente atualizados, conforme dispuser a lei”.

Na referência desta disposição, em observância aos princípios do artigo 29, incisos V e VI, alínea b e inciso VII, da Constituição Federal, fez o Legislativo Municipal propor a Lei n. 3.316, de 27 de março de 2008, devidamente promulgada pelo então chefe do executivo, a qual explicita que “Os subsídios não serão computados nem acumulados sob qualquer hipótese ou fundamento e são irredutíveis, ressalvado o disposto no artigo 4º, assegurada a revisão geral anual, na forma da lei”, e, no artigo 7º, complementa queA revisão dos subsídios mencionados nesta lei, dar-se-á na mesma data e no mesmo índice percentual concedido ao funcionalismo público municipal.

Portanto, em sendo assegurada a correção dos valores arbitrados pela Emenda à Lei Orgânica n. 19/2008, com base na Lei n. 3.316/2008, e, em estando o citado aumento de acordo com o percentual estipulado pela Lei Municipal n. 3.350, de 26 de junho de 2009, temos que não há qualquer irregularidade na fixação do valor questionado.

Em concluindo, observando que a Constituição Federal e a Lei Orgânica do Município de Olímpia permitem o reajuste anual dos subsídios/salários dos agentes públicos, conforme as normas acima citadas, e, considerando que o Legislativo Municipal aprovou a Lei n. 3.350/2009 que concedeu o aumento aos servidores na razão de 7% sobre os vencimentos vigentes em 31 de maio de 2009, temos que o aumento atende as disposições do referido artigo 7º, da Lei n. 3.316/2008, sendo o advento da Resolução n. 6, de 29 de junho de 2009, apenas ato discricionário que estendeu o mesmo percentual aos empregados da PRODEM.

De tudo, não resta justa a decisão do TCE, bem como não é justa a execração a que está submetido o subscritor da presente, sendo certo que tais apontamentos serão objeto de recurso próprio na data oportuna.

Olímpia, 7 de abril de 2012.

VIVALDO MENDES VIEIRA – PRESIDENTE DA PRODEM

Prodem inicia nesta quarta campanha de trânsito nas emissoras de rádio

A empresa pública Progresso e Desenvolvimento Municipal de Olímpia (Prodem) inicia nesta quarta feira (14), uma campanha de utilidade pública para ser veiculada no rádio. A campanha tem como principal objetivo esclarecer e conscientizar as pessoas da importância de cumprir e respeitar as leis de trânsito.

022

A campanha veiculará informações sobre o uso do telefone celular ao dirigir, respeito ao pedestre, utilização do cinto de segurança, sobre as conseqüências de um acidente de trânsito, segurança dos motociclistas, instalações de mini rotatórias, dentre outras informações. Serão várias inserções diárias nas programações das emissoras de rádio de Olímpia.

028

A Prodem, durante a administração do Governo Geninho e sob o comando do Diretor-Presidente Vivaldo Mendes, vem implantando diversas ações voltadas para uma melhoria do trânsito em Olímpia.

Com a implantação do sistema de estacionamento rotativo “Área Azul”, agora encontra-se facilidade para estacionar no centro da cidade.

03

Foram alterados sentidos de mão de trânsito em várias ruas, transformando algumas delas em “mão única”, o que veio reduzir áreas de conflitos entre os veículos e melhorar o fluxo dos mesmos.

As ruas próximas às escolas estão recebendo sinalização vertical e horizontal, incluindo faixas de pedestres, locais específicos para estacionamento de veículos escolares e de embarque e desembarque dos alunos.

018

A instalação de algumas mini rotatórias também faz parte destas mudanças. “Tudo isto provoca a necessidade de uma maior divulgação, para que a população tome conhecimento e se adapte de forma mais consciente”, informa Vivaldo ao Diário de Olímpia.

Prodem altera para mão única quatro ruas

A empresa pública Prodem – Progresso e Desenvolvimento de Olímpia emitiu no final da tarde de hoje, terça (17), informando que, a partir de 1º de fevereiro, mês que vem, uma quarta-feira, algumas ruas da cidade passarão a ser mão única de direção.

São elas: Rua Caetano Gotardi, saindo da Rua Engenheiro Reid até Rua Benjamim Constant (Sentido Santa-Rita para o Abrigo São José); rua Amador R. de Souza, saindo da Rua Caetano Gotardi até Rua Denadai (Sentido Centro-Bairro); rua José Clemêncio, saindo da Rua José Firmino (próxima ao Abrigo São José) até Rua Nove de Julho); e rua José Joaquim de Toledo (cont. da Rua Nove de Julho), saindo da Rua Eliazar de Menezes (Colégio Silva Mello) até Rua Romeu Seno (sentido Centro-Bairro).

Mais informações: (17) 3280-1050 ou [email protected]

Assina o comunicado o presidente da Prodem, Vivaldo Mendes Vieira.

Prodem se reúne neste sábado o dia todo para elaborar plano de ação para 2012

Neste sábado (14), a empresa pública Prodem (Progresso e Desenvolvimento de Olímpia) realiza durante todo o dia uma ‘Oficina de Planejamento’, na Pousada dos Ipês, com o objetivo de elaborar um Plano de Ação para 2012.

Vivaldo-Mendes-treinamento

“Olimpia está cada vez mais progredindo. Sendo assim, precisa se preparar para esta nova realidade. Uma das ferramentas para acompanharmos esta evolução, é preparar a equipe de colaboradores dos órgãos públicos”, assinala Vivaldo Mendes, presidente da empresa pública.

Segundo ele, trata-se de um encontro de Planejamento Participativo, envolvendo todo o pessoal da área administrativa (Transito, Transporte, Área Azul, Recursos Humanos), e reforça: “Esta é, portanto uma forma de planejar com envolvimento e conhecimento de todos”.

Além disso, o encontro será a oportunidade para que cerca de 20 funcionários envolvidos passem por etapa de capacitação, o que, para Vivaldo, “não é despesa e sim investimento da Prodem”.

Posteriormente, segundo o presidente, a Prodem irá realizar encontros e treinamentos com os demais funcionários, como vigias, serviços gerais etc.

 

 

 

SERVIÇO

Tema: Oficina de Planejamento para elaboração do Plano de Ação

Data: 14 de janeiro de 2012

Horário: das 08h30min as 17h

Local: Pousada dos Ipês (Rod. Assis Chateaubriand, KM 143)

Publico Alvo: Todos os membros que compõem o staff de Administração da Prodem.

Prodem abre processo seletivo para ajudante

A empresa pública Prodem (Progresso e Desenvolvimento do Município de Olímpia) comunica que está recebendo inscrições para o processo seletivo destinado a contratação de Ajudante de Serviços Gerais masculino.

concurso

Período do recebimento das inscrições:10 a20 de Janeiro, na Prodem – Rua Conselheiro Antônio Prado, 326 – Centro – Olímpia, de  2ª à 6ª Feira das 9h às 16h.

Mais informações: (17) 3280-1050 / 3280-1051/ 3280-1059 ou na Imprensa Oficial do dia 07 de janeiro, Pág. 22 (www.olimpia.sp.gov.br)

Prodem inicia construção de rotatória entre as avenidas Aurora e a Constitucionalista de 32

Vivaldo MendesA empresa pública Prodem (Progresso e Desenvolvimento Municipal) comunica que a partir da próxima segunda-feira (12) será iniciada a construção de uma rotatória no cruzamento das Avenidas Aurora Forti Neves com a Constitucionalista.

Segundo informa o diretor-presidente, Vivaldo Mendes, ao Blog, a finalidade será a de disciplinar e melhorar o fluxo de veículos naquele local. Leia mais…

Rua Bruno Riscali será mão única a partir do dia 5, sentido centro-bairro, avisa a Prodem

A empresa pública Prodem comunica que a partir do dia 5 (uma segunda-feira) será mão única de direção a Rua Bruno Riscali.

Essa rua passa defronte à Faculdade Ernesto Riscali (FAER) e Restaurante Villa da Vó, por exemplo, e o sentido será Centro-Bairro, a partir da Al. Filhas de Jó.