Pastor Leonardo toma posse da Secretaria de Movimentos Religiosos do Solidariedade

No sábado, dia 12 de abriu, aconteceu na ALESP (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), o encontro estadual do Partido Solidariedade, onde se reuniram centenas de lideranças políticas.

20140428122422

Durante o evento ocorreram as posses dos Secretários Estaduais do Partido. Já a Secretaria de Movimentos Religiosos foi assumida pelo vereador Pastor Leonardo Simões (Solidariedade), de Olímpia, que recebeu este convite do Presidente Nacional do Partido, Deputado Federal Paulinho da Força, bem como do Presidente Estadual do Partido David Martins.

20140428122537

O vereador disse que ficou “muito lisonjeado com esta nomeação” e relatou que se “empenhará em sua nova função partidária”.

20140428122723

Paulinho da Força faz contatos políticos em Olímpia nesta sexta

O Deputado Federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, Presidente Nacional do Solidariedade, estará em Olímpia nesta sexta-feira (31).

paulinho

O deputado passará o dia no Thermas Olímpia Resort e conhecerá o parque aquático Thermas dos Laranjais. À noite, jantará com o prefeito Geninho Zuliani (DEM), secretário de Governo Paulo Marcondes e vereador Leonardo Simões, que é membro do partido na cidade.

No sábado (1º), Paulinho coordena uma reunião com os filiados do partido na região, em Barretos, onde será recebido pelo ex-vereador Paçoca e pelo seu filho, atual Presidente da Câmara Municipal, Leandro Aparecido da Silva Anastácio.

Senado aprova projeto de Edinho que define regras para criação de partidos

O Senado aprovou nesta terça-feira (8) o projeto de lei que estabelece regras para a criação de novos partidos, limitando a portabilidade do fundo partidário e do tempo de Rádio e TV. O texto agora irá a sanção presidencial, mas as regras não valem em 2014 e não alcançam  os partidos criados neste ano.

O projeto 4470, apresentando em outubro passado pelo deputado Edinho Araújo (PMDB-SP), restringe o acesso ao dinheiro do fundo partidário e ao tempo de propaganda na TV para os novos partidos, até que eles se submetam à primeira eleição, evitando, assim, o troca-troca partidário de conveniência, como ocorreu nesta reta final de filiações visando às eleições de 2014.

“Sempre defendi que meu projeto é moralizador e respeita a opção do eleitor. Hoje temos partidos de mais e ideias de menos. Não se trata de inibir a livre organização partidária, mas, sim, de criar regras básicas para evitar o que a imprensa chamou nos últimos dias de ‘comércio’ de tempo de TV e fundo partidário”, afirmou o autor do projeto, aprovado antes por unanimidade na Câmara Federal.

O fundo partidário e o tempo de TV são calculados a partir do número de parlamentares eleitos pelos partidos. Pela regra atual, os deputados que migram para um partido novo levam os votos, para cálculo de tempo de TV e fundo partidário. Assim, os novos partidos ganham mais dinheiro e tempo, mesmo sem ter disputado eleições.

Pelo texto aprovado, o partido novo não ganha automaticamente o equivalente, em tempo e fundo partidário, aos votos de deputados que decidiram aderir à nova legenda. O projeto de lei, que já havia sido aprovado pela Câmara dos Deputados e tramitava no Senado, foi suspenso por liminar do ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal) em abril. Mas o pleno do STF liberou a tramitação.

Relator da matéria, o rio-pretense Aloysio Nunes (PSDB-SP) disse que o projeto valoriza o voto popular. “Esse projeto preserva o resultado das urnas. Prestigia o voto popular e a força de cada partido no Congresso”, disse.

PSDB perderá mandatos de vereadores dissidentes, diz Silvio Salata ao “Estadão”

silviosalataO advogado olimpiense, que milita na capital paulista, Silvio Salata, presidente da Comissão de Estudos Eleitorais da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP), foi notícia hoje em alguns veículos de comunicação, entre eles “O Estado de S.Paulo”, ao ser procurado para comentar sobre a debandada de seis vereadores paulistanos, então do PSDB, para o partido criado pelo prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, o PSD.

Para ele, o PSDB dificilmente terá sucesso se reivindicar na Justiça os mandatos dos seis vereadores dissidentes que anunciaram a saída do partido. Na prática, isso significa que os ex-tucanos poderão aderir a qualquer legenda – e não apenas ao PSD do prefeito Gilberto Kassab – sem medo de cassação por infidelidade partidária. Leia mais…

Dirceu Bertoco grava hoje programa de TV e pode aceitar convite que o afastará da Câmara

100_1004 O vereador Dirceu Bertoco poderá se ausentar por tempo indeterminado da Câmara de Vereadores de Olímpia se aceitar o convite que nesta terça-feira (12) os deputados de seu partido, o PR (Partido da República), Valdemar Costa Neto (federal) e André do Prado (estadual), voltarão a insistir: uma assessoria na reestruturação partidária na capital paulista.

Nesta terça, Bertoco estará na capital para a gravação do programa partidário de TV. Prestigiado pela cúpula paulista do PR, o vereador olimpiense, líder político do distrito de Baguaçu, confessou na noite de hoje ao Blog: “Está cada vez mais difícil recusar, tanto pela importância do trabalho como, claro, pela ajuda financeira e até outras ofertas político-eleitorais”. Leia mais…

PP de Salata tem o maior número de filiados em Olímpia, revela o TSE

Do Tablóide

Um levantamento disponibilizado no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), realizado em dezembro do ano passado, apontan que Olímpia tem 3.276 pessoas filiadas em partidos políticos. O partido com o maior número de filiados na cidade é o PP (Partido Progressista), presidido pelo líder do prefeito na Câmara Municipal, engenheiro Luiz Salata, com 1.015 (30,98%).

Leia mais…