Começa a obra do PAC de R$ 14 milhões para a nova ETA de Olímpia

As obras na ETA – Estação de Tratamento de Água já começaram. A previsão para o término da obra é de 18 meses. A obra faz parte do PAC II. Em conjunto com a obra está sendo desenvolvido um Projeto Social Sustentável, que irá conscientizar as crianças e adultos sobre a importância do meio ambiente, bem como tudo o que envolve o mesmo.

DSC02554

De acordo com Alaor Tosto do Amaral, superintendente da Daemo Ambiental, a obra tem uma previsão de custo de aproximadamente R$ 14 milhões. “Deste valor R$ 7 milhões é a parte de mão de obra e R$ 7 milhões é o custo de equipamentos e materiais que envolvem a execução da obra. Essa ETA vai iniciar a operação com uma produção de 200 metros cúbicos por hora de água e a capacidade dela prevista é de 500 metros cúbicos por hora. A previsão de consumo da cidade de Olímpia, a hora que estivermos com a capacidade máxima, é para os próximos 20 anos para atender a demanda de consumo de Olímpia. Agora nós sabemos que existem vários fatores que podem interferir nessa previsão como, por exemplo, o crescimento de Olímpia nos últimos anos. Com o término dessa Estação de Tratamento de Água nós devemos eliminar aproximadamente 30 poços artesianos, para reduzir os custos que envolvem a manutenção e operação dos poços artesianos, que se encontram na zona leste, onde está sendo construída a ETA”, informou Alaor.

DSC02557

Já a parte do Projeto Social é a contrapartida da Prefeitura Municipal para a execução da ETA. “Existe uma contrapartida do município de aproximadamente R$ 220 mil, que deverá acompanhar a execução da obra. Esse projeto social demonstra para os munícipes todo esse investimento e como ele está sendo ocorrido, o que ele vai beneficiar e a população ter conhecimento de como funciona uma Estação de Tratamento de Água, os benefícios que ela traz para a sociedade. Então esse Projeto Social é para colocar para os munícipes do conhecimento de como funciona e de conscientizar”, concluiu.

A responsável pela implantação do projeto é Carmem Lúcia Bordalho de Almeida. “Esse projeto abrange os bairros Santa Ifigênia, Santa Fé, Campo Belo e Boa Esperança, além de ser divulgado em todo município. Ele vai ser um projeto voltado para a questão da sustentabilidade, meio ambiente, do reaproveitamento de alimentos, da importância da água, então é a conscientização, porque hoje o planeta se fala muito nisso. Esse projeto é uma exigência do Governo Federal. O trabalho vai ter duas vertentes, uma com a escola e as famílias, através do CRAS e das Ongs, mas dentro da família se trabalha com catadores de reciclagem, porque vai ensinar como eles trabalharem, não só a questão de lixo, de reciclagem, mas também a questão de solo, semente. Esse projeto é pioneiro na região, Olímpia vai sair na frente e como vai ser um piloto, muitas outras cidades com certeza virão conhecer o projeto”, finalizou a coordenadora. (Prefeitura)

Geninho assina início das obras da ‘Praça do PAC’ no Jardim Luiza de R$ 1,6 mi

Foi assinado pelo prefeito reeleito Geninho Zuliani (DEM) o contrato para a construção da Praça dos Esportes e da Cultura (PEC), integrante do PAC 2 – Programa de Aceleração do Crescimento, no Eixo Comunidade Cidadã. O valor da obra é de R$ 1.605.469,15.

DSC04681

Na oportunidade, assinou em conjunto com o prefeito o responsável pela empresa que executará a obra, Edvaldo Síscaro, da Ello Forte Indústria, Comércio e Empreendimentos Ltda., que ficará responsável pela execução da obra. A empresa foi escolhida pela Concorrência Pública 05/2012.

Também estiveram presentes na assinatura o secretário de obras Renê Galetti e o vereador reeleito, ex-secretário de Cultura, Turismo, Esportes e Lazer, Beto Puttini, autor do projeto e que acompanhou todo o processo durante dois anos.

DSC04643

Apenas 350 municípios foram contemplados com a praça e graças ao trabalho desenvolvido pelo vereador o projeto será construído em Olímpia. Mais de oito bairros serão beneficiados com a nova praça.

A empresa ficará responsável pelo fornecimento de materiais, mão de obra e equipamento para a construção da Praça dos Esportes e da Cultura. O prazo para a conclusão da obra é de aproximadamente 12 meses e deve começar dentro de 15 dias.

O objetivo das PECs é integrar num mesmo espaço físico programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços sócio assistenciais, políticas de prevenção à violência e inclusão digital, de modo a promover a cidadania em territórios de alta vulnerabilidade social das cidades brasileiras.

praca_pac

O projeto será construído em 3.000 metros quadrados e fica localizado na Rua Mário Riscali, no Jardim Luiza. A implantação das PECs conta com recursos do Governo Federal, repassados aos entes federados que são responsáveis pela execução das obras e pela posterior gestão, manutenção e sustentabilidade desses equipamentos públicos.

Obras para dotar Olímpia de 100% de água tratada começam em 15 dias

Conforme anunciado na última segunda-feira (15) por este Diário, a Prefeitura de Olímpia assinou com a empresa Scamatti & Seller Infra-Estrutura Ltda o contrato para a ampliação do sistema de abastecimento de água potável no município. A obra terá o investimento de R$ 13,3 milhões do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal, sendo R$ 6.110.462,90 destinados ao pagamento da conclusão da obra e o restante para a compra de equipamentos para a ETA e demais componentes.

IMG_3836

O prazo para a conclusão das obras é de 18 meses. As obras devem começar dentro de 15 dias. O projeto do Daemo Ambiental tem a finalidade de trazer água do Rio Cachoeirinha até a ETA, localizada atrás do Jardim Campo Belo, que está inacabada. Além disso, serão construídos mais seis quilômetros de adutora de água em volta de Olímpia.

IMG_3838

A empresa ficará responsável pela ampliação do sistema de abastecimento de água, contemplando a construção de captação de água (sistema cachoeirinha), rede adutora de água bruta, conclusão da ETA que está inacabada, construção de estação elevatória e reservatórios, semienterrado e reservatório elevado, construção de adutoras de água tratada e interligação ao sistema existente em Olímpia.

Mega investimento de R$ 13 milhões para água tratada é assinada hoje por Geninho

Esta segunda-feira (15) foi um ‘dia feliz’ para o prefeito reeleito Geninho Zuliani. É que, desde agosto do ano passado, quando assinou pessoalmente com a presidenta Dilma Rousseff, finalmente hoje foi assinado do contrato da obra que retira Olímpia do atraso na captação, tratamento e distribuição de água tratada, inclusive deixando a cidade preparada para um crescimento de, pelo menos, vinte anos.

geninho-e-dilma

Trata-se de projeto feito pelo DAEMO Ambiental (Departamento de Água e Esgoto) para captação, conclusão da Estação de Tratamento de Água (ETA), adutora, rede de distribuição, estação elevatória e reservatórios, para abastecer a cidade através do Rio Cachoeirinha, com seis quilômetros de adutora de água – tudo bancado pelo PAC –2.

A finalidade desse investimento é o de trazer água do Rio Cachoeirinha até a ETA, atrás do Jardim Campo Belo, “que o ex-prefeito José Carlos Moreira começou e não terminou, então o dinheiro servirá para levar a água do Rio Cachoeirinha até à ETA, terminar a própria ETA, e fazer mais seis quilômetros de adutora de água em volta da cidade”, explicou Geninho.

CRONOGRAMA DA OBRA

Segundo o projeto desenvolvido pelo DAEMO e aprovado pelo PAC-2, a obra levará 18 meses para ser construída, obedecendo etapas e valores que irão sendo liberados pelo governo federal.

Primeiramente, será feita a captação e recalque no Rio Cachoeirinha, ao mesmo tempo em será construída a nova adutora de água bruta, ambos pelo prazo de seis meses, ao custo de R$ 1.371.838,14.

A partir do quatro mês, a nova ETA será construída e concluída dentro do cronograma até o 18° mês, ao custo de R$ 3.615.381,45.

Do sexto ao 13° mês, segundo o projeto, será construída a unidade de desaguamento de lodo, ao custo de R$ 1.301.260,32.

Do 11° mês até o final, serão construídos o reservatório enterrado de 2 mil metros cúbicos, a estação de recalque para o reservatório de 500 metros cúbicos e o reservatório elevado de 500 metros cúbicos, ao custo de R$ 1.966.304,24.

E, finalmente, a partir do sétimo mês, até o final da obra, será construída a linha de seis quilômetros da nova rede de água, ao custo de: R$ 3.274.885,44. Todas as etapas juntas: R$ 13,329,670.43.

Agora vai: terça, PAC de R$ 13,3 milhões. Dia 2, Água Limpa de R$ 21,5 milhões

Cem por cento de água e esgoto tratados e, melhor, para as próximas décadas – esta frase está próxima de se tornar realidade em Olímpia, que, aos 108 anos de história, ainda registra os parcos 30% de esgoto tratado e, diariamente, problemas na captação, tratamento e distribuição de água. Nesta terça-feira (22), o DOE (Diário Oficial do Estado) publica a licitação para os R$ 13,3 milhões do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento) para a água – e, no próximo dia 2 de junho – será a vez da publicação, também no DOE, dos R$ 21,5 milhões para o esgoto da cidade – um total de R$ 34,7 milhões liberados no governo do prefeito Geninho Zuliani (DEM).

20100903114038

A licitação do PAC 2 para Olímpia também será republicada, na quarta-feira (23), no DOU (Díário Oficial da União). Em agosto do ano passado, em Rio Preto, o prefeito olimpiense assinou esse convênio diretamente com a presidenta Dilma Rousseff.

PAC 2

Trata-se de projeto feito pelo DAEMO Ambiental (Departamento de Água e Esgoto) para captação, conclusão da Estação de Tratamento de Água (ETA), adutora, rede de distribuição, estação elevatória e reservatórios, para abastecer a cidade através do Rio Cachoeirinha, com seis quilômetros de adutora de água – tudo bancado pelo PAC –2.

“Agradeço, e muito, a competência da equipe do DAEMO, liderada pela superintendente Sandra Lima, ao secretário Walter Trindade, que foi comigo defender o projeto no Ministério das Cidades, em Brasília, e aos deputados federais do PT Devanir Ribeiro e Paulo Teixeira”, disse Geninho à época da liberação, em entrevista ao Diário de Olímpia.

A finalidade desse investimento é o de trazer água do Rio Cachoeirinha até a ETA, atrás do Jardim Campo Belo, “que o ex-prefeito José Carlos Moreira começou e não terminou, então o dinheiro servirá para levar a água do Rio Cachoeirinha até à ETA, terminar a própria ETA, e fazer mais seis quilômetros de adutora de água em volta da cidade”, explicou Geninho.

CRONOGRAMA DA OBRA

Segundo o projeto desenvolvido pelo DAEMO e aprovado pelo PAC-2, a obra levará 18 meses para ser construída, assim que a licitação definir quem irá realizá-la, obedecendo etapas e valores que irão sendo liberados pelo governo federal.

Primeiramente, será feita a captação e recalque no Rio Cachoeirinha, ao mesmo tempo em será construída a nova adutora de água bruta, ambos pelo prazo de seis meses, ao custo de R$ 1.371.838,14.

A partir do quatro mês, a nova ETA será construída e concluída dentro do cronograma até o 18° mês, ao custo de R$ 3.615.381,45.

Do sexto ao 13° mês, segundo o projeto, será construída a unidade de desaguamento de lodo, ao custo de R$ 1.301.260,32.

Do 11° mês até o final, serão construídos o reservatório enterrado de 2 mil metros cúbicos, a estação de recalque para o reservatório de 500 metros cúbicos e o reservatório elevado de 500 metros cúbicos, ao custo de R$ 1.966.304,24.

E, finalmente, a partir do sétimo mês, até o final da obra, será construída a linha de seis quilômetros da nova rede de água, ao custo de: R$ 3.274.885,44. Todas as etapas juntas: R$ 13,329,670.43.

ÁGUA LIMPA, DIA 2

Com a obra do Programa Água Limpa Olímpia não apenas terá resolvido o seu déficit de 70% de tratamento de esgoto, esquecido pelas gestões passadas, como também para os próximos 20 anos, e bem longe do Thermas dos Laranjais, enterrando de vez o conhecido ‘bostódromo’ do ex-prefeito do PMDB.

Trata-se maior convênio já assinado na história de Olímpia. E, simultaneamente com o PAC2, de longe é o mais significativo para a população, que passará a ter qualidade de vida assim que as obras forem entregues.

A diferença essencial entre a lagoa de Carneiro e o sistema compacto conquistado por Geninho é que, na lagoa, o tratamento praticamente natural, à luz do Sol, leva 21 dias, e tem forte cheiro; no compacto, em 24 horas, aliando o sistema natural com a química. O custo será minimizado com a ausência da manutenção obrigatória da lagoa tradicional a cada cinco anos, com lodo depositado em sua base. Melhor: a eficácia do sistema compacto é de 99%, e o da lagoa, 85%.

A Estação de Tratamento do Córrego dos Pretos, única existente na cidade e construída na gestão do ex-prefeito José Fernando Rizzatti (PSDB), hoje secretário municipal de Agricultura, será apenas para direcionar o esgoto para uma nova estação de tratamento a ser construída, no valor aproximado de R$ 700 mil, com função de recalque, totalmente automatizada.

Olímpia terá Praça ‘Multiuso’ Cultural e Esportiva de R$ 2 milhões do PAC

Foi assinada na tarde desta segunda-feira (2), entre a Prefeitura de Olímpia e a Caixa Econômica Federal convênio do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal, para que Olímpia receba uma praça de multiuso cultural e esportiva no valor de mais de R$ 2 milhões.

DSCN1756

A contrapartida da prefeitura será de R$ 269 mil. Com essa obra, o prefeito Geninho Zuliani (DEM) soma mais de R$ 70 milhões em convênios com o governo federal em sua gestão, incluindo as casas populares.

E, na somatória com os convênios estaduais já assinados, somente até agora, em pouco mais de três anos de mandato, o prefeito amealhou dos governos federal e estadual R$ 130 milhões.

pracapac2

Essa conquista havia sido anunciada pelo secretário Beto Puttini (Cultura, Turismo, Esportes e Lazer) em dezembro de 2010, e divulgada com exclusividade neste Portal. A intenção era que fosse construída em 2011. Agora, se tornou realidade e, dentro de alguns dias, a obra estará sendo licitada.

O PROJETO

Trata-se do ‘Projeto Praça’ do PAC, e será executada no Jardim Luiza, contemplando os moradores dos bairros Campo Belo, Alvorada, Santa Fé, Paulista, Cisoto, São Francisco, Cecap, Canterville, Miessa, Boa Esperança e Jardim Santa Ifigênia.A área de construção será de 6 mil metros quadrados.

pracapac1

A praça será composta por cine de 60 lugares, telecentro, biblioteca, salas multiuso, Cras (Centro de Referência da Assistência Social), pista de skate, jogos de mesa, espaço criança, quadra coberta, equipamentos de ginástica, kit básico esportivo e pista de caminhada.

O projeto foi apresentado pelo secretário Puttini em setembro de 2009, através do Ministério de Esportes, que disponibilizou a inscrição para os municípios. Puttini foi rápido, se inscreveu e habilitou Olímpia para receber a Praça, atendendo aos critérios do PAC, ou seja, de que a praça é um equipamento que deverá integrar atividades e serviços culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços sócio assistenciais, políticas de prevenção à violência e inclusão digital, oferecendo cobertura a todas as faixas etárias, Olímpia apresentou projeto e foi beneficiada

Prefeito de Olímpia, no palanque com Dilma, assina R$ 13,3 mi para abastecimento de água. Presidenta manda ‘um abraço’ para a cidade

Geninho-e-presidenta-Dilma-mostram-o-documento-assinado-da-liberação-de-R$-13-milhoes-do-PAC-2ATUALIZADO COM MAIS FOTOS – A presidente da República Dilma Rousseff chegou por volta das 10h em São José do Rio Preto. Ela participou da entrega oficial de 2 mil chaves das casas do Conjunto Habitacional Nova Esperança, na zona norte da cidade. O empreendimento foi construído com verbas do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’. Dilma discursou por 20 minutos e, depois, concedeu entrevista coletiva aos jornalistas credenciados. Cerca de 10 mil pessoas compareceram à entrega das chaves. Fotos Jonas Olmos

Dilma-e-Geninho-caminham-juntos

O prefeito Geninho acompanhou a visita ao lado da presidenta. Na cerimônia ele permaneceu no palco junto às autoridades e logo após a assinatura recebeu cumprimentos e deu um abraço em Dilma. Com o documento em mãos, Geninho e Dilma posaram para fotos. Leia mais…

Geninho assinará com Dilma os R$ 13,3 mi para 100% de abastecimento de água em Olímpia, na próxima sexta-feira, em Rio Preto

A presidenta Dilma Rousseff assinará, na próxima sexta-feira (19), juntamente com o prefeito Geninho Zuliani (DEM), de Olímpia, a liberação de R$ 13,3 milhões do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento), em São José do Rio Preto.

dilmageninho

A liberação ocorreu no dia 23 de dezembro passado, como um presente de Natal para Olímpia: a inclusão do projeto feito pelo DAEMO Ambiental (Departamento de Água e Esgoto) para captação, conclusão da Estação de Tratamento de Água (ETA), adutora, rede de distribuição, estação elevatória e reservatórios, para abastecer a cidade através do Rio Cachoeirinha, com seis quilômetros de adutora de água – tudo bancado pelo PAC –2. Leia mais…

Vitória de Geninho nos governos federal e estadual repercute hoje na imprensa regional

Conforme este Blog noticiou ontem, quinta (5), às 16h, com exclusividade, o prefeito Geninho Zuliani (DEM), de Olímpia, conquistou pouco mais de R$ 33 milhões num só dia. O Diário Oficial da União (DOU) publicou a liberação de R$ 13 milhões pelo PAC 2 para obras da futura Estação de Tratamento de Água (ETA) e o governador geniodrGeraldo Alckmin comunicou-lhe, pessoalmente, a liberação de R$ 20,4 milhões para o programa Água Limpa, da construção da futura lagoa compacta de tratamento de esgoto.

Hoje, a imprensa regional repercute essa conquista, como foi o caso do “Diário da Região”, anunciando, regionalmente, as liberações do PAC. O destaque foi para o prefeito Geninho que voltou a dizer que ontem, quinta, “foi o dia mais feliz de minha vida”. Leia mais…

HOJE É UM DIA QUE ENTRA PARA A HISTÓRIA DE OLÍMPIA: R$ 33 MILHÕES LIBERADOS PARA ÁGUA E ESGOTO

DSC06896EXCLUSIVO — O prefeito Geninho Zuliani (DEM) recebeu hoje, quinta (5), duas notícias que o fizeram ‘transbordar de alegria’, segundo suas palavras no microblog Facebook, embora não revelasse quais eram.  Mas, o Blog descobriu hoje mesmo: primeiro, o governo federal incluiu Olímpia no PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento) com a liberação de R$ 13,3 milhões para a construção da nova Estação de Tratamento de Água (ETA), abandonada pelo governo José Carlos Moreira, resolvendo de vez o problema crônico de abastecimento de água da cidade para hoje e para os próximos vinte anos.

A outra excelente notícia é que o prefeito Geninho resolverá outro problema crônico da cidade: o tratamento de esgoto. Leia mais…

PAC também aprova R$ 230 mil para ‘desfavelamento’ do Boa Esperança

Além de faturar R$ 13,330 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), segunda fase, do governo federal para solucionar de vez o problema constante do abastecimento de água de Olímpia, o prefeito Geninho Zuliani (DEM) receberá, também, R$ 230 mil para aplicação no bairro Boa Esperança, um dos mais carentes do município.

Apenas duas cidades da região de Rio Preto tiveram obras selecionadas ontem pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) por intermédio do Ministério das Cidades. Os municípios de Olímpia e Tanabi vão receber juntas R$ 19,4 milhões, conforme revelado em primeira mão pelo Portal de Notícias (Blog do Concon). Leia mais…

PAC 2 libera mais de R$ 13 milhões para Olímpia investir em abastecimento de água

deputadospt O presente de Natal que o prefeito Geninho Zuliani (DEM), de Olímpia, esperava do governo federal saiu publicado hoje, quinta-feira (23), no Diário Oficial da União (DOU): a inclusão do projeto feito pelo DAEMO (Departamento de Água e Esgoto) para captação, conclusão da Estação de Tratamento de Água (ETA), adutora, rede de distribuição, estação elevatória e reservatórios, para abastecer a cidade através do Rio Cachoeirinha, com seis quilômetros de adutora de água – tudo bancado pelo PAC –2 (Programa de Aceleração do Crescimento): R$ 13, 330 milhões.

Com os R$ 17 milhões que já estão aprovados pelo governo estadual para a construção da Estação de Tratamento de Esgoto, através do programa “Água Limpa”, Olímpia terá um investimento público de pouco mais de RF$ 30 milhões na atual gestão e, com isso, o prefeito assegura que “o problema de abastecimento de água e tratamento de esgoto estará resolvido e com folga para os próximos 100 anos”. Leia mais…

Beto Puttini conquista praça cultural de R$ 1,9 milhão do PAC. Prefeitura não pagará nada

Olímpia foi contemplada com uma praça multiuso cultural e esportivo, no valor de R$ 1,9 milhão, sem contrapartida da Prefeitura, através do Projeto Praça, do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal.

pracapac2

A informação foi confirmada na manhã de ontem, quarta-feira (22), pelo secretário de Cultura, Esportes, Turismo e Lazer, Beto Puttini. A obra será executada em 2011 no Jardim Luiza, contemplando ainda os moradores dos bairros Campo Belo, Alvorada, Santa Fé, Paulista, Cisoto, São Francisco, Cecap, Canterville, Miessa, Boa Esperança e Jardim Santa Ifigênia.A área de construção será de 6 mil metros quadrados. Leia mais…

Saúde da Família: Ministério da Saúde dá parecer favorável à primeira UBSF de Olímpia

silviafortiA secretária da Saúde de Olímpia, Silvia Forti Storti, conquistou para a cidade a primeira Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF), a ser construída em 2.011, com R$ 400 mil do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), do governo federal, beneficiando o bairro São José e adjacências, ou seja, cerca de oito mil habitantes.

A futura UBSF terá três equipes, cada uma com um médico, um enfermeiro, dois técnicos de enfermagem e seis agentes comunitários. Leia mais…

Deputado petista Paulo Teixeira ajuda Geninho a conquistar PAC 2 em Brasília

pauloteixeira“Há uma grande chance de Olímpia ser incluída no PAC-2, para 2011, já que a comissão de seleção de projetos do Ministério das Cidades gostou do nosso projeto e até pediu mais documentos para complementar, o que estamos fazendo hoje”, disse, nessa quarta, ao Portal de Notícias (Blog do Concon), o prefeito Geninho Zuliani (DEM). Agora, a escolha será política e, para isso, Geninho conta com apoio do deputado Paulo Teixeira, do PT.

Ontem, terça (16), ele esteve no Ministério das Cidades, em Brasília, para defender o projeto para que seja, enfim, aprovado em definitivo no Programa de Aceleração do Crescimento, fase 2, juntamente com o secretário de Planejamento Valter Trindade, e o engenheiro da autarquia Toni. Leia mais…

Ministra Dilma poderá liberar R$ 69 mi do PAC para Aurora até a rodovia ainda este ano

Aurora Forti Neves recebendo novo asfalto este ano
Aurora Forti Neves recebendo novo asfalto este ano

Uma boa notícia animou o prefeito Geninho Zuliani (DEM), de Olímpia: a ministra da Casa Civil Dilma Rousseff poderá decidir, no início do próximo mês, dezembro, se inclui total ou parcialmente o ousado projeto de estender a Avenida Aurora Forti Neves, uma das principais da cidade, e que margeia o Córrego Olhos D’Água, até a rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), que está inserido no PAC – Plano de Aceleração do Crescimento do governo Lula. O custo total é de R$ 69 milhões.

Continue lendo…