Seletiva busca novos talentos para profissional do OFC e Sub-20

O secretário de Cultura, Esportes e Lazer, Guto Zanette, visitou as dependências do Estádio Tereza Breda para acompanhar as seletivas dos atletas para a categoria sub 20 do Olímpia Futebol Clube, que receberá apoio da Prefeitura local por meio da Secretaria.

DSC_0974

Acompanhado do técnico do profissional do OFC, Nei Silva, o Secretário Guto e o Coordenador de Projetos Esportivo e Recreação, Paulo Fonseca que irá treinar o sub 20, assistiram a seletiva que busca novos talentos e atletas para a categoria de base e profissional. Guto também conversou com o Presidente do OFC, Antônio ‘Niquinha’ Delomodarme.

DSC_0998

A categoria sub 20 disputará os Jogos Regionais do Interior e Campeonato Paulista representando a cidade de Olímpia.

Além da categoria que funcionará em conjunto com o OFC, a Secretaria de Cultura, Esportes e Lazer ainda mantém outras quatro categorias no Projeto Esportivo, comandado por Paulo Fonseca e com o apoio do professor Alex Cristiano, a sub 9, sub 11, sub 13 e sub 15. Os treinos são gratuitos e acontecem todas as terças e quintas, a partir das 15h30, no Ginásio de Esportes “Olyntho Zambom”. Os interessados devem se dirigir ao local.

Geninho promete à diretoria do OFC buscar apoio na iniciativa privada

O prefeito Geninho Zuliani (DEM) e a diretoria do Olímpia Futebol Clube (OFC), almoçaram ontem, segunda-feira (26), e alinhavaram a forma de apoio que o futebol profissional olimpiense receberá em 2015, em campanha na Segunda Divisão a partir de março.

interna-ofc

Segundo revelou o presidente do OFC ao Diário, Antonio Delomodarme, Niquinha, “o prefeito deixou claro que não poderá contribuir com o time com recursos públicos, mas que buscará convencer a iniciativa privada a colaborar, já que deixou bem claro que, agora como Estância Turística, precisamos manter o Olímpia Futebol Clube firme e forte”.

Niquinha concorda com o prefeito:”O OFC precisa de apoio porque a nossa intenção é vir com tudo neste ano, e a presença da Prefeitura é fundamental, mas entendemos que não se pode investir com recursos públicos, daí a ideia de buscar nas empresas ou parceiros, esse investimento ao Olímpia Futebol Clube”.

“A diretoria do OFC agradece o apoio do prefeito e de seu governo, desde já, e nos mantemos confiantes de que essa estratégia junto à iniciativa privada vingará, afinal, o nosso time é, também patrimônio a ser mantido por todos nós”, conclui Niquinha.

Olimpia fica de fora do Acesso à A3

Pela última rodada do Grupo 19 da quarta fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, Olímpia e Nacional se enfrentaram neste domingo (19) na briga pelo acesso à Série A3 de 2015 e o jogo terminou com o placar de 1 a 1, resultado que garantiu o acesso do Nacional para a Série A3 de 2015.
Foto Janeclei Delomodarme/Facebook

IMG_3594.JPG

O Nacional terminou a quarta fase em primeiro lugar na chave, com dez pontos, e classificado para a decisão da Segunda Divisão com o Atibaia. O Olímpia ficou em terceiro lugar, com oito pontos.

Foi uma temporada bastante esforçada e meritória do OFC, especialmente a partir do presidente Antônio Delomodarme, o Niquinha, assim como técnico e jogadores. Mas, uma fatalidade aos 49 minutos do Primavera, que subiu ao Acesso, deixou o time olimpiense de fora.

O time da capital confirmou a liderança do Grupo 19 ao segurar o empate, fora de casa, por 1 a 1, com o Olímpia. O resultado parecia bom para os dois. O Naça ficou com 10 pontos e o Olímpia, vice-líder, com oito, e que ficou classificado por cerca de meia hora.

Isso porque o jogo do Primavera contra o Grêmio Prudente, em Indaiatuba, começou atrasado por falta de médico. Por acaso ou por premeditação, ninguém sabe. O time da casa precisa da vitória e ficou o jogo todo tentando superar a retranca do Grêmio Prudente. O gol da vitória saiu somente aos 49 minutos do segundo tempo com Eldinho.

Com a vitória suada, o Fantasma da Ituana atingiu os nove pontos, garantindo a vice-liderança e o acesso, após cinco anos. O Grêmio Prudente, que também fez uma grande campanha, terminou na lanterna com três pontos.

A equipe da Capital se lançou ao ataque desde os primeiros minutos de jogo e aos 12, Fernando colocou o Nacional na frente do placar do Estádio Maria Tereza Breda.

Diego Ceará, aos 20, empatou o jogo para o Olímpia. A partida se tornou mais disputada e os dois clubes brigavam por espaço em campo para criar suas oportunidades de gol.

No segundo tempo, o Olímpia intensificou a pressão em busca do segundo gol e o Nacional jogava no contra-ataque, em busca do equilíbrio em campo. O time paulistano conseguiu segurar o ataque dos donos da casa e tocou a bola até o apito final para garantir o acesso.

E que venha 2015.

IMG_3592.JPG

BARRETOS QUEBRA TABU

O Barretos Esporte Clube venceu a Portuguesa Santista por 1 a 0 e está de volta à Série A3 do Campeonato Paulista. O time quebra um tabu que durava desde 2010, quando a Inter de Limeira havia sido rebaixada para a Segunda Divisão e conseguiu o acesso na temporada seguinte.

A campanha da equipe teve pouquíssimas derrotas. Na primeira fase, no Grupo 02, a equipe perdeu apenas uma vez e terminou em segundo lugar, atrás do Olímpia. Apo s a Copa do Mundo, o time jogou o Grupo 10, e novamente com apenas uma derrota, terminou na liderança.

A terceira fase foi basicamente a repetição da fase anterior, e com 11 pontos e somente uma derrota em seis jogos, o time passou em primeiro lugar do Grupo 16, se credenciando para a disputa do acesso.

Na fase decisiva, o Barretos estreou com um empate fora diante da Portuguesa Santista.

Com a vitória sobre o Taboão da Serra na segunda rodada o time começou a se aproximar do acesso. Após perder do Atibaia no primeiro jogo e vencer o mesmo no segundo, o time teve a chance de conquistar o acesso em Taboão da Serra, mas acabou derrotado por 3 a 1.

O resultado fez com que só a vitória interessa-se contra a Portuguesa Santista. Empurrado pela sua torcida, o Barretos venceu por 1 a 0 e conquistou o acesso um ano após ser rebaixado.

Com informações da Federação Paulista de Futebol e Futebol do Interior

Treinador do Nacional disse que ‘dará trabalho’ para o Galo, neste domingo

Olímpia e Nacional se enfrentam neste domingo (19), às 10h, no estádio Maria Tereza Breda, pela sexta rodada da quarta fase do Campeonato Paulista Segunda Divisão. Mas, o concorrente se prepara para enfrentar o Galo Azul.

OFC (1)

Líder e invicto no Grupo 19, com nove pontos, o Nacional vai até Olímpia para encarar o time da casa no estádio Maria Tereza Breda neste domingo (19), para disputar o acesso a Série A3 em 2015. Com um bom retrospecto longe do Nicolau Alayon, o time da capital paulista somou oito vitórias, três empates e duas derrotas, em 13 jogos como visitante.

Ressaltando essa força fora de casa, o técnico Carlinhos afirmou ter conhecimento do seu rival e espera que o seus jogadores mantenham o bom nível em campo. “Conhecemos bem o time do Olímpia. Eles têm um time bem treinado e jogadores de muito potencial individual. Sabemos dos seus pontos fortes e fracos e iremos usar isso ao nosso favor. Apesar de jogarmos com a torcida contra, nosso time vem se comportando bem fora de casa e queremos novamente sair com o resultado positivo para subirmos”, afirmou.

Sabendo da necessidade de somar ao menos um ponto, o comandante mostrou-se confiante para garantir o acesso. “Nós vamos confiantes para o confronto, iremos para fazer o nosso jogo. Somos os únicos do grupo e queremos manter isso, somos merecedores, o grupo trabalhou muito e é muito merecedor. Será o jogo da nossa vida e tenho certeza que todos darão 100% dentro de campo para sairmos com o resultado”, disse.

Sobre a preparação para este confronto, o treinador contou como foram os treinamentos e as conversas com o grupo. “Trabalhamos ontem (16) e hoje (17) e frisamos que provavelmente teremos uma bola para definir o jogo. Todos estão conscientes e sabem que eles são muito qualificados. O time deles tinha um ponto e com a mudança do treinador subiram na tabela, temos que ter paciência para fazermos o resultado”, finalizou.

Fonte: FPF

Que virada! Olímpia pode subir de divisão no próximo jogo. E em casa

Em 20 minutos, o Olímpia foi do inferno ao céu no Campeonato Paulista da Segunda Divisão – o quarto patamar estadual. Na noite desta quarta-feira (15), no Estádio Prudentão, pela quinta rodada da quarta fase, a equipe saiu atrás no placar e perdia por 2 a 0 para o Grêmio Prudente.

dsc_8776

O resultado parcial praticamente tirava o time da luta pelo acesso. Porém, com uma reação e o excesso de erros do adversário, os olimpienses buscaram a virada e ficaram muito perto da Série A3 estadual. A derrota fez os donos da casa darem adeus à competição.

SAIBA MAIS

Felipe, por duas vezes, e João Paulo fizeram os gols do Olímpia e deixaram a equipe com sete pontos, na segunda colocação do Grupo 19. Rudimar e Cenedesi anotaram para os gremistas, que permanecem na quarta e última posição da chave, com três pontos.

No próximo domingo (19), às 10h, os times voltam a campo. Os olimpienses enfrentam o Nacional, no Estádio Maria Tereza Breda, e com uma vitória sobem de divisão.

dsc_8811

O acesso pode até vir com um empate ou uma derrota, mas se isso ocorrer, o time dependerá do resultado entre Primavera e Grêmio Prudente, no Estádio Italo Mário Limongi, para saber se alcança o objetivo.

Fonte: Globo Esporte

Barretos e Olímpia: duelos decisivos nesta quarta-feira

Fora de casa, Barretos e Olímpia fazem hoje duelos decisivos pela fase decisiva do Campeonato Paulista da Segundona (quarta divisão). O Barretos pode garantir o acesso à Série A-3 de 2015, se vencer o Taboão da Serra, às 15 horas, e contar com derrota ou empate da Portuguesa Santista diante do Atibaia, às 19h30, no estádio Ulrico Mursa, em Santos. O Barretos está em segundo lugar no Grupo 18, com sete pontos, empatado com o líder Atibaia.

OFC (1)

Taboão da Serra e Portuguesa, com quatro pontos cada, estão fora da zona de classificação. Se vencer hoje e a Santista não ganhar, o Barretos chegará aos dez pontos e, na última rodada, cumprirá tabela contra a equipe de Santos, enquanto que Atibaia e Taboão brigarão pela outra vaga. "O Taboão é uma forte equipe, mas nós também somos.

Vamos com o time completo e com força total para conseguir esse sonhado acesso", disse o técnico do Barretos, Pinho. Já o Olímpia, em situação mais complicada no Grupo 19, precisa da vitória sobre o Grêmio Prudente, às 20 horas, em Presidente Prudente, para continuar com chances de classificação até a última rodada.

"Estamos motivados, com a primeira vitória obtida no quadrangular (1 a 0 domingo sobre o Primavera), mas perdemos o zagueiro Paulo Brumatti por cartão e o elenco é reduzido", disse o técnico Rogério China. O time de Olímpia é o terceiro colocado, com quatro pontos, e o time prudentino está na lanterna, com três. Nacional, líder com oito, e Primavera, em segundo com cinco, se enfrentam às 15 horas, no estádio Nicolau Alayon, em São Paulo.

Fonte: Diarioweb

Olímpia abre a fase final em São Paulo neste sábado

Agora é tudo ou nada para Olímpia e Barretos no quadrangular final da Segundona Paulista (quarta divisão). Serão seis jogos para definir o acesso à Série A-3. E o primeiro passo do Galo Azul poderá ser dado hoje, diante do Nacional, às 15 horas, no estádio Nicolau Alayon, em São Paulo.

OFC (1)

“Temos de manter o foco e a pegada. Fazer melhor do que foi feito até agora para conquistarmos os objetivos”, disse o meia Vinícius Leite.

O Olímpia está invicto há 11 partidas, aliás, perdeu apenas um jogo em 20 confrontos. Foi superado por 3 a 1 pela Inter de Bebedouro, na última rodada da primeira fase. “O grupo é bom. Independente de quem sai e entra todos dão conta do recado”, emendou Vinícius Leite, de 21 anos, natural de Andradina. O armador jogou na base de Ponte Preta, Mogi Mirim, Rio Claro e Palmeiras, e se profissionalizou no Novorizontino, ano passado, no Paulista A-3. Depois, defendeu o Linense na Copa Paulista e jogou o A-2 deste ano pelo Grêmio Barueri.

“Se o Nacional chegou até aqui é porque tem algo de bom. Temos de ouvir o que nos dirá o treinador (Claudemir Peixoto) para não ter surpresas”, disse Vinícius. “Vamos jogar buscando a vitória, fora ou dentro de casa, para somar os pontos necessários e o mais rápido possível garantir o acesso e depois pensar em título”, finalizou. No outro jogo do Grupo 19, às 16 horas, o Grêmio Prudente recebe o Primavera, no estádio Paulo Constantino, em Presidente Prudente. Taboão da Serra e Atibaia, pelo Grupo 18, também jogam hoje, às 16 horas, no estádio vereador José Ferez, em Taboão da Serra. Amanhã, às 10 horas, o Barretos joga no estádio Ulrico Mursa, em Santos, contra a Portuguesa Santista.

Fonte: Diarioweb

Mulheres entram "na faixa" no jogo de domingo no Teresa Breda

A diretoria do Olímpia F. C. decidiu brindar as mulheres com um prêmio especial neste domingo, 11: o ingresso grátis para aquela que for prestigiar a partida entre Olimpia F. C.

niquinha

O Olímpia, com três vitórias e um empate, soma 10 pontos e é líder invicto e isolado do grupo dois do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. O Galo Azul e vai receber o Tanabi.

O jogo de ida, que marcou a estreia no certame, terminou empatado em 2 x 2. O convite às mulheres foi feito pelo presidente Antonio Delomodarme, popular Niquinha.

Olímpia FC vence o Inter por 2 a 0 jogando em casa

O Olímpia Futebol Clube conquistou sua terceira vitória consecutiva no último domingo, dia 4 de maio. O time olimpiense venceu por 2 a 0 a equipe da Internacional, de Bebedouro, Estádio Tereza Breda, em Olímpia.

olimpiafutebolclube

Mais uma vez com um toque de bola refinado e valorizando a posse de bola, a equipe olimpiense apresentou um belo futebol e saiu de campo aplaudida pelos torcedores presentes. A Inter de Bebedouro, que ainda não havia levado gols no campeonato, até que conseguiu se fechar bem na primeira etapa, mas teve sua defesa furada no início da segunda etapa.

Após belo lançamento, o volante Ademir, um dos destaques do jogo, dominou com tranquilidade e marcou um belo gol. Com o gol tomado a Inter teve que sair para o jogo e deixou bastante espaço para o Galo Azul, que praticamente matou o jogo aos 19 minutos da segunda etapa com um golaço de fora da área marcado pelo lateral artilheiro Rafael Batista.

Com o resultado, a liderança da chave permanece com o Galo Azul com dez pontos, agora de forma disparada. A equipe de Bebedouro segue com cinco, dividindo a vice-liderança da chave com Barretos e Fernandópolis, todos com a mesma pontuação. O Tanabi, próximo adversário do Galo, é o lanterna com apenas um pontinho.

A próxima partida será contra o Tanabi, no dia 11 de maio, às 10h, no Estádio Tereza Breda.

Após quatro anos, Cabañas retorna ao futebol e estreia contra o Olímpia

O Estado de S.Paulo — Uma reportagem no Fantástico, da Rede Globo, foi o que bastou para o presidente do Tanabi, Irineu Alves, viajar de carro até o Paraguai para conversar com o atacante Cabañas. Após as negociações, o carrasco do Flamengo na Libertadores da América de 2008, retorna ao futebol para jogar no Tanabi, time da quarta divisão do futebol paulista, situado na região de São José do Rio Preto.

cabanas_tanabi_div_95

Cabañas concederá entrevista coletiva no dia 1° de abril, na Câmara Municipal de Tanabi, e deve estrear cinco dias depois, contra o Olímpia, em casa.

O atacante levou um tiro na cabeça, durante uma briga num bar no México, quando defendia o América do México, e desde então segue afastado do futebol. Recentemente, o jogador assumiu que passa por dificuldades financeiras e que todo o dinheiro que ganhou na carreira esportiva ficou com a ex-mulher.

Além de Cabañas, outros veteranos conhecidos do público já vestiram a camisa do Tanabi nos últimos anos. Viola foi responsável pelos gols da equipe do interior paulista em 2013, tarefa que ficou com Túlio Maravilha, na busca pelos mil gols, em 2013.

Em reunião do OFC, Niquinha reconhece que ‘a cidade evoluiu fantasticamente’ na gestão Geninho

Na manhã de sábado, 1º de fevereiro, na sede da Secretaria de Agricultura, Comércio e Indústria, realizou-se um encontro entre a Diretoria do Olímpia Futebol Clube, o vice-prefeito Gustavo Pimenta (PSDB), grupo de investidores da Atlética Monte Azul, e secretários municipais Dirceu Bertoco (Agricultura), Rene Galetti (Obras), Paulo Marcondes (Governo), Guto Zanette (Esportes).

OFC-parcerias-(7)

“Esta é uma parceria que ocorre em diversas cidades e agora em Olímpia. Este apoio da Prefeitura é muito importante. Os parceiros gostaram das propostas dos Secretários. O OFC só tem a ganhar, já que o time é de todo município”, disse o Presidente do OFC, Antonio Delomodarme, conhecido como Niquinha.

“O secretário Paulo Marcondes foi muito feliz em sua colocação e empolgou os investidores. O que as pessoas têm que entender é que o Niquinha é adversário politico do prefeito Geninho Zuliani, mas não sou cego e tenho que reconhecer que a cidade expandiu demais com a gestão dele. E temos de ser sinceros, a cidade evoluiu fantasticamente, desenvolveu demais nos últimos cinco anos, finalizando com esta Estância Turística, que foi uma luta incansável, temos de parabenizar e sermos coerentes naquilo que eu vejo. Agora vamos tirar o OFC do marasmo, tentar alavancar o time com estas parcerias. Crescendo na mesma altura do Turismo e do Folclore”, disse Niquinha.

OFC-parcerias-(1)

“Ficamos animados e certos que fizemos uma boa escolha com o Olímpia Futebol Clube”, disse Fernando Silva, Gestor do Grupo Coral investidores de Monte Azul. “Eu gosto de futebol e invisto meu dinheiro em esportes. Moro em São Paulo e com a parceria com meu amigo Fernando tenho a possibilidade de investir no OFC. Mais do que isso, com este comprometimento da prefeitura, tenho certeza que será um grande negocio”, disse Hugo Maia de Arruda Pereira Filho, proprietário da empresa Agility Logística Internacional.

“A intenção é trazer o OFC pro cenário nacional com estes parceiros que já tem um trabalho em Monte Azul, agregando a parceira entre a Coral, OFC e Prefeitura. Hoje estamos alinhando o que a Prefeitura pode ou não participar, focando no cumprimento de lei”, disse Paulo Marcondes.

“É uma parceria de interesse da Prefeitura entre o OFC. Existem problemas pontuais com alguns secretários que serão resolvidos e conversados, quanto à reformas, com o Rene, questão de esporte, com o Guto, governo com o Paulo, além do Bertoco que disponibilizou o espaço para reuniões”, ressaltou Gustavo Pimenta, vice-prefeito.

“Vemos que a intenção é boa, tanto da diretoria do OFC quanto dos parceiros, a Secretaria de Esportes no que for possível ira participar e ajudar o time olimpiense”, disse Guto Zanette.

Na sexta-feira (7), das 8 as 17 horas, haverá uma ‘grande peneira’ com atletas nascidos entre os anos de 1997 – 2000.

Olímpia Futebol Clube tem novo técnico e faz as pazes com o GAPO

Por João Prates — Após a bela goleada aplicada pelo Olímpia FC diante do União Suzano AC (leia abaixo), a diretoria do Azulão do Vale presidida por Milton Aparecido da Silva e Airton Francisco da Silva apresentaram João Batista (foto) para dar continuidade aos trabalhos como treinador.

novo-tecnico

João Batista tem 46 anos e conquistou acessos com AA Internacional (Limeira) e CA Guaçuano e atua como treinador desde o ano de 2006.

Neste ano João Batista atuou na série A3 pela SE Itapirense e na Segundona atuou como treinador da SE Matonense.

O novo comandante da equipe inicia seus trabalhos já nesta Quinta-Feira (29/08) visando a partida diante do CA Assisense no próximo Domingo (01/09) às 10:00 no Estádio Maria Tereza Breda.

GOLEADA

Na primeira partida após a demissão do técnico Valter Ferreira, o Olímpia Futebol Clube foi à cidade de Suzano e aplicou uma goleada histórica na equipe do União Suzano AC pelo placar de 6 a 2, em partida válida pela segunda rodada do Grupo 18 da terceira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão.

O Olímpia sobe para quatro pontos e pode fechar a rodada como líder isolado da chave, caso a partida entre Paulistinha e Assisense termine empatada ou com vitória da equipe mandante. O Suzano ainda não somou pontos nesta fase.

O Galo Azul jogou solto e largou na frente do placar com dois gols de Chico, camisa 11 do time. Aos 19 minutos, Thomas bateu da entrada da área para fazer o terceiro do Olímpia e com menos de 20 minutos o alviceleste já vencia por 3 a 0.

Mesmo atuando fora de casa, Olímpia dominava a partida e criava as melhores chances de gol. O Suzano tentou reagir ainda na etapa inicial e fez o gol aos 30, com Lúcio, após cruzamento de Saraiva. Mas aos 32, Elivelton aproveitou contra-ataque para fazer o quarto dos visitantes

No segundo tempo, Ricardinho acertou o ângulo do goleiro do Olímpia para fazer o segundo gol dos donos da casa na partida.

Entretanto o Olímpia manteve o controle do jogo e Thomas anotaria mais dois gols, aos 20 e 30 minutos da etapa final, para sacramentar a vitória do time visitante em Suzano. O Azulão do Vale ainda perdeu a chance de fazer um sétimo.

No próximo domingo o Olímpia joga em casa contra a Assisense. A partida será as 10h no Estádio Maria Tereza Breda. O apoio do torcedor é fundamental para a equipe buscar a classificação.

Ficha Técnica

Campeonato Paulista Segunda Divisão

Grupo 18 – Fase 03/04 – Rodada 02/06

União Suzano AC 2 x 6 Olímpia FC

Data: 28/08/2013 – Quarta-Feira

Estádio: Francisco Marques Figueira

União Suzano AC: Tiago; Adriano (Jonatans), Lucas, Renan Paulista e Bruno Lima; Renan Santos (Douglas),Gabriel Pit, Bauru (Ricardo) e Terrão; Clodoaldo e Sócrates.

Técnico: Josias de Oliveira.

Olímpia FC: Guilherme; Weritinho, Naka, Bruno e Guto (Valdinei); Dick, Elsinho, Thomas e Uélisson Santana, Chico (Tyrone) e Elivelton (Vinícius).

Técnico: Paulo Muller

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Rafael Tadeu Alves de Souza

Quarto árbitro: Emiliano Alves Costa

Gols: União Suzano AC: 29’ 1ºT Lucas e 05’ 2ºT Ricardo – Olímpia FC: 03’ 1ºT Chico, 12’ 1ºT Elivélton, 18’ 1ºT Thomas, 39’ 1ºT Elivélton, 18’ 2ºT Thomas e 31’ 2ºT Thomas.

Cartões Amarelos: União Suzano AC: Lucas, Bauru, Renan e Ricardo – Olímpia FC: Guto.

Próxima partida do Olímpia FC pela Terceira rodada da Terceira fase do Grupo 18 da Segunda Divisão 2013:

Domingo (01/09) – 10:00 horas – Olímpia FC X CA Assisense

ENFIM, A PAZ COM O GAPO

Foi realizado na noite desta terça-feira (27) às 19h, na ACIO, a 21ª Reunião Mensal do GAPO – Grupo de Apoio à Olímpia. A reunião foi aberta à todos, bem como foi enviado e-mail de convite aos sócio-torcedores cadastrados.

Na ocasião foram discutidos vários pontos, como: Pontualidade do sócio-torcedor, valores arrecadados e gastos com o Olímpia FC, repasse do GAPO ao Olímpia FC e compra de todos os prêmios, inclusive o carro no início de setembro.

Imagem3

A reunião contou com a presença do presidente do Olímpia FC Milton Aparecido da Silva, que fez o uso da palavra a partir da metade da reunião. Ele solicitou a união de forças em prol do Azulão do Vale e aproveitou para ressaltar a importância do GAPO. “Este grupo é maravilhoso, vocês são pessoas idôneas que nós precisamos juntos. Quero vocês do nosso lado para conseguirmos o acesso, eu quero o bem de Olímpia através do Olímpia FC”, disse Milton.

Milton ainda se referiu às entrevistas veiculadas quando do rompimento com o GAPO: “Fui mal interpretado, sei do não vínculo político com ninguém, nunca desconfiei do GAPO e principalmente sei da importância fundamental para o GAPO trazer a torcida de volta”.

Vários assuntos pertinentes ao Olímpia FC e à saída conturbada do GAPO foram abordadas e ao final, o Presidente do Olímpia FC e o Presidente do GAPO – José Aparecido Passi – selaram novamente a parceria e agora aguardam pelo bom desempenho da equipe em Suzano para aguardar a casa cheia diante do CA Assisense.

Goleada habilita o Olímpia Futebol Clube para a terceira fase do Campeonato

Por João Prates — Será no sábado (24) a estreia do Olímpia Futebol Clube na terceira fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Após golear o Sev-Hortolândia por 4 a 1 na última rodada da segunda fase, ontem, domingo(18), o Galo vai com moral para encarar o Paulistinha, às 17h, no Estádio Tereza Breda. Restam apenas 16 equipes e destas, 4 disputarão a Série A-3 em 2014.

ofcsev03

Nesta fase os times disputarão dentro dos respectivos grupos em turno e returno, classificando-se para a quarta fase os dois clubes com o maior numero de pontos ganhos em cada um dos grupos considerados exclusivamente os resultados obtidos nesta fase.

União Suzano e Assisense são os outros adversários do grupo.

ofcsev02

Também no domingo (25), o Estádio Tereza Breda será utilizado pelas equipes Sub 11 e Sub 13: Sub 11 às 9h – Olímpia x Corinthians e Sub 13 às 10h15 – Olímpia x Osasco.

ofcsev04

Jogos do 1º turno da terceira fase:

Sábado (24), no Tereza Breda: Olímpia x Paulistinha.

Quarta-feira (28), em Suzano: Suzano x Olímpia.

Domingo, 1º de setembro, Tereza Breda: Olímpia x Assisense.

 

Preços dos valores dos ingressos para a terceira fase: Arquibancada: R$ 12 – meia R$ 6; Cadeira: R$ 20 – meia R$ 10.

ofcsev08

Confira os novos grupos:

Grupo 15

1º colocado do Grupo 9 – Diadema

1º colocado do Grupo 10 – Inter de Bebedouro

2º colocado do Grupo 12 – XV de Jaú

4º melhor terceiro colocado – Matonense

ofcsev09_2

Grupo 16

1º colocado do Grupo 11 – Portuguesa Santista

1º colocado do Grupo 13 – Água Santa

2º colocado do Grupo 14 – Atibaia

3º melhor terceiro colocado – Fernandópolis

Grupo 17

1º colocado do Grupo 14 – Tupã

2º colocado do Grupo 11 – Tanabi

2º colocado do Grupo 13 – Primavera

2º melhor terceiro colocado – Cotia

Grupo 18

1º colocado do Grupo 12 – União Suzano

2º colocado do Grupo 9 – Assisense

2º colocado do Grupo 10 – Paulistinha

1º melhor terceiro colocado – Olímpia

Classificação

Com a goleada, o time de Olímpia conseguiu seu passaporte para a sequência da Segundona. Destaque para Chico, que teve uma bela atuação.

No encerramento da segunda fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, pelo Grupo 12, o Olímpia, jogando em seus domínios fez a lição de casa e goleou o fraco time do SEV, pelo placar de 4 a 1. Thomaz, Elivelton e Chico(2),  fizeram para o Galo Azul. Jair descontou para os visitantes.

A partida

O primeiro tempo terminou empatado em 1 a 1, onde o time da casa, que não se apresentou bem encontrou pela frente um time jovem, o que dificultou e muito as coisas para o time comandado pelo técnico Valter Ferreira. O Galo, além do gol feito por Thomaz, aos 28 minutos, teve mais quatro excelentes chances de virar o jogo.

Aos oito minutos, Chico recebeu belo passe de Peterson e, em velocidade quase fez. A defesa do SEV chegou a tempo e impediu o que seria o primeiro gol olimpiense.  Aos 17 minutos foi a vez de Peterson, que na entrada da área arriscou. A bola desviou na zaga e passou rente a trave.

Aos 29, Uélisson Santana acertou a trave do arqueiro Charles. O gol de empate do SEV aconteceu aos 33 minutos, numa falha do goleiro Lucas, que soltou a bola nos pés do zagueiro Jair, que só teve o trabalho de tocar para a rede. No último lance, Thomaz acertou o pé da trave esquerda do time visitante.

Goleada

Na etapa complementar, com as alterações feitas por Ferreira, o time do Olímpia ficou mais ofensivo, principalmente após a entrada do humilde Elivélton, que caiu nas graças da torcida, com seu bom futebol e seu carisma.

Após a entrada de Elivélton e Eder Sales, o Olímpia fez três gols e decretou de vez a vitória e, consequentemente sua passagem para a outra fase da competição.

Aos 18 minutos, após jogada de Guto, Elivélton fez o segundo tento olimpiense. Aos 23 e 42 minutos, respectivamente Chico, deixou a sua marca. Chico, aliás, que foi um dos destaques da partida.

Ficha Técnica:

Olímpia 4×1 SEV-Hortolândia

Renda: R$ 2.045,00

Público: 357 pagantes + Sócio Torcedores

Árbitro: Aurélio Santanna Martins

Assistentes: Giuliano Neri Colisse e João Guilherme Lopes

Cartões Amarelos: Naka, Elsinho e Guto(Olímpia); Felipe, Bruno e Raul(SEV)

Gols: Thomaz, aos 28´\1T, Elivélton, aos 18, Chico, aos 23 e 42´\2T(Olímpia); Jair, aos 33´\1T(SEV-Hortolândia).

Olímpia

Lucas; Fabrício (Éder Sales), Bruno, Elsinho e Valdinei; Naka(Elivélton), Peterson, Thomaz e Uélisson Santana(Eriquinho); Chico e Guto.

Técnico: Valter Ferreira.

SEV

Charles; Felipe, Matheus Mosca, Jair e Lucas Matos; Bruno, Baiano(Ângelo), Caio(Vinícius) e Guilherme(Luís Gustavo); Raul e Anderson Ligeiro.

Técnico: Willian Sander.

PROMOÇÃO

Atenção: Quermesse  em Prol ao Olímpia FC é adiado.

A Diretoria do Olímpia FC decidiu adiar a realização da Quermesse Beneficente que estava marcado para o domingo (25) no Recinto do Folclore.

Segundo o Vice-Presidente do Olímpia FC, Airton Francisco da Silva o evento terá uma nova data a ser marcado pela diretoria devido a fraca venda de cupons e espera o aumento nas vendas.

Os prêmios serão: 1ª poupança de 500 reais; 2ª poupança de 750 reais; 3ª poupança de 1.000 reais; 4ª poupança de 1.500 reais chamada e no prêmio principal um veículo Fiat Uno Mille zero quilometro.

Diretoria reduz preço dos ingressos para jogo decisivo do Galo Azul neste domingo

Por João Prates — A diretoria do Olímpia FC baixou o preço dos ingressos para a partida entre Olímpia x Sev Hortolândia, que se realiza neste domingo (18), às 10h, no Estádio Maria Tereza Breda. Os ingressos para arquibancadas estão custando R$ 5, um desconto de mais de 50% em relação aos preços praticados nos jogos anteriores. Para as cadeiras custarão R$ 10.

OFC-Segunda-Divisao

O vice-presidente do clube, Airton Francisco da Silva, motiva os torcedores através das redes sociais e imprensa a comparecerem ao estádio e ajudar o clube nesta partida decisiva. “Precisamos daqueles que amam o Galo para estarem no estádio apoiando, incentivando os nossos jogadores. É um momento de união. A entidade Olímpia FC precisa de você torcedor”, declarou o vice-presidente.

A expectativa dos dirigentes do Olímpia é que como a partida é decisiva, o interesse dos torcedores aumente consideravelmente. Os ingressos estarão  à venda a partir das 8h, nas bilheterias do estádio.

O jogo

O time do Olímpia FC, dirigido por Valter Ferreira, está pronto para o jogo decisivo deste domingo (18), às 10h, no Thereza Breda, contra o Sev Hortolândia, pela ultima rodada da 2ª fase do Campeonato Paulista da 2ª Divisão.

A partida está sendo aguardado com muita expectativa, já que é decisivo para o Galo Azul que precisa da vitória para continuar na competição.

Olímpia é o 3º colocado do grupo 12, com seis pontos e o adversário é o lanterna que ainda não pontuou nesta fase.

Valter Ferreira lamentou o empate cedido no final da partida disputada na quarta-feira (14), em Jaú diante do XV. Infelizmente, num descuido da nossa defesa, sofremos o gol de empate. Precisamos ter mais atenção para não acontecer mais surpresas na sequência da competição,  ” comentou o comandante.

O jogo terminou com os clubes empatando em 2 a 2.

Olímpia empata fora e agora só precisa de uma vitória pra se classificar

Jogando na noite desta quarta-feira (14) em Jaú, no Zezinho Magalhães, pela penúltima rodada da segunda fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, Grupo 12, XV de Jaú e Olímpia, apenas empataram em 2 a 2. Léo e Igor Martins fizeram para o Galo da Comarca. Já Thomaz e Uélisson Santana assinalaram para o Galo Azul.

Com o resultado, o XV aparece na segunda colocação com nove pontos ganhos. O líder, é o União Suzano, com 11 pontos e já classificado para a próxima fase da Segundona, assim como o próprio Galo da Comarca, que ao menos garantiu a vaga pelo índice técnico.

Por outro lado, os comandados do técnico Valter Ferreira estão na terceira colocação com seis pontos na tabela, onde depende de uma simples vitória no próximo compromisso para continuar na competição.

Após o apito do árbitro, o treinador olimpiense lamentou o gol de empate já nos acréscimos.”Infelizmente num descuido da nossa defesa, sofremos o gol de empate. Precisamos ter mais atenção para não acontecer mais surpresa na sequência da competição”, disse Ferreira.

Na Frente

No primeiro tempo, aconteceram poucas chances de gols. No entanto, o Olímpia foi mais feliz e inaugurou o placar no finalzinho da partida através de Thomaz, que aproveitou a falha da defesa e, como oportunista não desperdiçou, onde teve o somente o trabalho de tocar para o fundo do gol aos 44 minutos.

Além do gol, o Galo Azul acertou o travessão do arqueiro André Moreto, numa meia bicicleta do zagueiro Naka. O Galo da Comarca, quase marcou com Pablo, que na entrada da área arriscou. A bola tirou tinta da trave.

Tudo Igual

Na etapa complementar, o jogo foi mais movimentado e os dois times criaram várias chances para marcar. Logo aos três minutos, o time da casa chegou ao tento de empate numa falha gritante do goleiro olimpiense Lucas, que bateu roupa no lance. Quatro minutos depois, o Olímpia quase marcou o segundo com Chico, que na entrada da área acertou um tirambaço para uma grande defesa de André, que mandou para escanteio.

Aos oito minutos, quem chegou com perigo foi o time da casa. Desta vez o goleiro Lucas, do Olímpia, redimiu do lance do tento de empate e fez uma excelente defesa. Aos 35, aconteceu o gol do Azulão, no chute de Uélisson Santana. A bola bateu no travessão e, antes de entrar bateu nas costas do arqueiro quinzista. Quando tudo indicava a vitória do quadro visitante, veio o castigo e, na falha da zaga olimpiense, o XV, através de Igor Martins, deixou tudo igual, 2 a 2.

Próximos Jogos

Na última rodada da segunda fase da Segundona, com todos os jogos programados para o próximo domingo, ás 10 horas, o XV, vai até a cidade de Suzano, encarar o União Suzano. Já o Olímpia, recebe no Teresa Breda, o lanterna SEV-Hortolândia.

Ficha Técnica

XV de Jau 2 x 2 Olímpia

Local: Estádio: Zezinho Magalhães, em Jaú

Renda: R$ 6.320,00

Público: 622 pagantes

Árbitro: Antonio Rogério Batista do Prado

Assistente: Leandro Antonio dos Santos e Bruno Bonan Munhoz

Cartões Amarelos: Bruno Kelvin, Pablo, Léo e Marcos Schimdt (XV de Jaú); Thomas, Guto(Olímpia)

Gols: Léo, aos 3 e Igor, aos 46´\2T(XV de Jaú); Thomaz, aos 44´\1T e Uélisson Santana, aos 35´\2T(Olímpia)

XV de Jaú

André Moreto; Wesley, Bruno Mineiro (Gago), Bruno Kelvin e Maycon; Ricardo Lopes, Juninho Vermelho (Marcos Schimdt), Léo e Igor Henrique; Cristiano (Igor Martins) e Pablo. Técnico: Doriva Bueno

Olímpia

Lucas; Fabrício, Naka, Bruno e Valdinei; Peterson Dick (Tayrone), Guto e Uélisson Santana; Chico (Elivélton) e Thomaz. Técnico: Valter Ferreira.

Olímpia-SP nega ser "paraguaio", mas provoca Atlético com galo azul

Duas notícias foram publicadas nesta terça-feira (22) fazendo comparação entre o Olímpia Futebol Clube e o homônimo Club Olímpia, da capital mineira, e do Paraguay propriamente dito.

Primeiramente, a manchete do Gazeta Press, publicada na Placar online, com o título reproduzido acima. E, na sequência, o jornal ABC Color, do Paraguai, edição também online. “El portal brasileño Gazeta Press publicó una nota que no puede pasar desapercibida. Es la historia del Olimpia Fútbol Club, un club que tiene sede a unos 600 kilómetros de Belo Horizonte, en San Pablo. Conozca su historia en este artículo”, inicia a sua matéria.

O Diário reproduz as duas matérias. Primeiramente, do Gazeta Press:

GAZETA PRESS —A 600 quilômetros de distância do Mineirão, o município paulista de Olímpia tem uma população (pouco mais de 50.000 habitantes) insuficiente para lotar o estádio onde será decidido o título da Copa Libertadores da América de 2013. “Mas estamos na final e vamos fazer o possível para vencer”, sorriu Milton Aparecido da Silva, presidente do Olímpia Futebol Clube, apropriando-se do feito do Club Olimpia do Paraguai.

time-do-olimpia-de-sao-paulo

A brincadeira feita por Milton já virou comum entre torcedores, simpatizantes e até adversários do Olímpia-SP, equipe da última divisão do futebol paulista. Se o site oficial do finalista da Libertadores saiu do ar às vésperas da final com o Atlético-MG, o do seu homônimo brasileiro passou a receber muitos cliques de visitantes paraguaios. “Eles estão deixando um monte de mensagens para a gente”, contou o presidente. Quando conversa com dirigentes de outros clubes do Estado, ele fica ainda mais orgulhoso ao ouvir a pergunta: “O que você está fazendo aqui? Não acompanhou a delegação do seu time em Belo Horizonte?”.

Apesar do desejo de estar ao lado do Club Olimpia na capital mineira, o Olímpia Futebol Clube não deixou de ser brasileiro. Seus dirigentes querem resistir à tentação de apoiar a equipe homônima na Libertadores para mostrar nacionalismo e torcer para o Atlético reverter a derrota por 2 x 0 do jogo de ida. “Até porque o Olímpia legítimo é o brasileiro. O outro é paraguaio, pirata!”, gargalhou Gustavo Boscon, idealizador e vice-presidente do Grupo de Apoio a Olímpia (Gapo), que administra o time paulista.

O Olímpia tem até mesmo algo em comum com o Atlético. No início dos anos 1990, quando o clube viveu o seu auge (disputou a Série A-1 do Campeonato Paulista em 1991), moradores da cidade do noroeste do Estado denunciaram à polícia um galo que não parava de cantar à noite. O time local adotou o animal como mascote e chegou a levá-lo para alguns jogos no Estádio Tereza Breda (a única arena paulista a ter o nome de uma mulher, segundo os olimpienses). A tradição foi mantida pelo já falecido gandula Jair Roberto Rocha, que adotou outro galo na temporada passada – o bicho ganhou uniforme e era paparicado até com picolés após as partidas.

Há uma peculiaridade, no entanto, que faz o Galo de Olímpia soar provocativo para os atleticanos. ‘Tenho uma empresa de fertilizantes e vou muito a Minas Gerais a trabalho. Quando estou por lá, o pessoal diz que o nosso Olímpia cometeu o maior sacrilégio do mundo com o Atlético. O nosso mascote é o galo azul! Justamente a cor do Cruzeiro! Ou seja, temos um galo cruzeirense!’, comentou Gustavo, o dirigente do Gapo. “Mas galo azul é mais forte ainda, sô! Somos Galo também, como o Atlético!”, bradou o presidente Milton Aparecido.

O desejo de Milton em encontrar semelhanças com os finalistas da Libertadores é tamanho que ele chegou a colorir o uniforme alvinegro do Olimpia paraguaio quando falava sobre o Galo. “Você já viu a camisa deles? Existe um pouco de azul ali, com certeza”, garantiu. Certo ou errado, o mandatário do Olímpia celeste já pensou em uma maneira de vestir o seu time como os tricampeões da Libertadores.”Estão me falando para colocar uma faixa horizontal na nossa camisa branca, para ficar parecida com a deles. Estou pensando nisso, viu? Quem sabe se esse título contra o Atlético for confirmado? Qualquer aposta em marketing é interessante”, afirmou.

Gustavo Boscon sabe bem como é o uniforme do Olimpia do Paraguai. Há três anos, o vice-presidente do Gapo esteve em Assunção para uma viagem de negócios e fez questão de comprar uma camisa da equipe xará. Na noite de segunda-feira (22), ele tirou a indumentária do armário, vestiu e ergueu os polegares para posar para uma foto para a Gazeta Esportiva. “Vou jogar futebol daqui a pouco com essa mesma camisa, que é original! É legal brincar com o pessoal em razão dessa coincidência entre os Olímpias. Muita gente da cidade está orgulhosa por causa da decisão da Libertadores. Vamos acompanhar atentamente. Queiram ou não, os paraguaios estão ajudando a nos divulgar”, disse.

O empresário não guarda com carinho somente os uniformes dos Olímpias. Ele tem o Palmeiras como segundo time, enquanto o presidente Milton se diz “pelezista” e admira a notória semelhança entre os escudos do Olímpia e do seu Santos. “No interior, todo o mundo escolhe um time grande para torcer. É por isso que lançamos a campanha ‘Olímpia, meu primeiro time’, espalhando adesivos pela cidade. O objetivo é que o clube da capital seja o segundo no coração das pessoas. Mas sabemos que a missão é complicada, pois o Olímpia está praticamente falido, começando a se reerguer só agora”, reconheceu Gustavo.

Distante das glórias do Olimpia do Paraguai, campeão mundial em 1979, o Galo Azul está no vermelho há algum tempo. “Fomos abalados por uma gestão que ficou 12 anos no clube, colecionando quedas, quedas e quedas de divisão. O público se afastou”, lamentou Gustavo. Em 2011, ainda na condição de torcedor, ele decidiu por si próprio tentar reverter a situação. Seu time sofreu uma goleada por 5 x 1 do grande rival Barretos na ocasião. “Foi uma saraivada. Barretense, a minha mulher até comemorou um gol deles”, lembrou o empresário, que conteve a vontade de arremessar um copo de refrigerante contra a esposa, mas não a ideia de criar o Grupo de Apoio a Olímpia (Gapo).

Fundado em 5 de dezembro de 2011, o Gapo reuniu 25 empresários e profissionais liberais do interior paulista com o objetivo de salvar o Olímpia da falência. Emprestou o seu CNPJ ao endividado clube e passou a tentar resgatar os torcedores da cidade. Entre as ações de que Gustavo Boscon se orgulha, estão as reformas estruturais e as captações de oito anunciantes para a camisa do time, de 32 para as placas de publicidade do estádio e de 500 sócios-torcedores. Os associados aumentaram as receitas do clube com o pagamento mensal de R$ 30 ou R$ 50 – o valor varia de acordo com o local da arquibancada de onde se assiste aos jogos. Em troca, recebem camisas oficiais, ingressos para todos os jogos e o direito de participar de sorteios de televisores e até de motocicletas. “Se não fosse o Gapo e tudo isso que fazemos, o Olímpia já teria acabado”, assegurou o criador do grupo.

Houve também uma polêmica mudança diretiva no Olímpia a partir da introdução do Gapo. Ex-presidente do Barretos, Milton Aparecido da Silva assumiu o comando do clube rival neste ano, após a renúncia de Valter Joaquim Bitencourt. “É claro que um ou outro torcedor ainda pode ficar meio desconfiado por eu ter sido do Barretos, mas o pessoal sabe que proporcionei alegrias lá. Ajudei no acesso deles. Além disso, o meu irmão (Airton, eleito vice-presidente) é um empresário bem estabelecido em Olímpia”, argumentou, mas sem esquecer as suas raízes. “Posso voltar ao Barretos um dia. Eu gostaria disso. O objetivo é que todos os times da região estejam fortes, em divisões melhores.”

Para o sonho do presidente se concretizar, Gustavo sugere a criação da Liga do Noroeste Paulista para a disputa de um torneio forte, alimentado pela rivalidade regional, e para aumentar a representatividade da região na Federação Paulista de Futebol (FPF). “Poderíamos colocar essa Liga no lugar da Copa Paulista, que não dá renda nenhuma. Se a Segunda Divisão já é catastrófica, imagine a Copa Paulista. É um fracasso. Além disso, os clubes do interior deixariam de ser barrigas de aluguel para empresários. A verdade é que estamos muito largados pela FPF hoje, sendo vítimas de uma distribuição desigual de cotas. Do jeito que as coisas estão, o futebol do interior de São Paulo está fadado ao fim”, alertou o dirigente do Gapo.

Na árdua tarefa de evitar o pior, o Olímpia pode buscar inspiração justamente no seu velho xará. Primeiro time da história do Paraguai (foi criado em 1902, um ano antes da fundação da cidade paulista de Olímpia – o clube brasileiro é de 1946), o Club Olimpia caiu em desgraça desde que conquistou a Libertadores de 2002 sobre o São Caetano, no ano do seu centenário. Ficou 11 anos sem levantar um troféu nacional – jejum que terminou em 2011 – e ainda hoje enfrenta graves problemas financeiros.

“O que mais me chama a atenção desse Olimpia do Paraguai é a sua força de vontade. Os jogadores estão há nove meses com salários atrasados, e um deles (o lateral Sebastián Ariosa) até descobriu um câncer. Por isso, mesmo que eles não vençam o Atlético, essa campanha na Libertadores já foi histórica. Um clube paraguaio limitadíssimo, que estava sem patrocínio algum, foi para a final da maior competição da América. Isso deveria servir de exemplo para muitos jogadores chinelinhos do Brasil, pois aqueles atletas estão resgatando uma tradição à base da raça”, declarou Gustavo.

De longe, alguns olimpienses já começaram a se espelhar na garra paraguaia para dar a sua própria volta olímpica. O objetivo do Olímpia brasileiro pode não ser a conquista de uma Libertadores sobre o Galo mineiro, mas ao menos outros triunfos como os da Série A-2 de 1990 e das Séries A-3 de 2000 e 2007. O time também quer formar outra vez ídolos como Juninho Fonseca, natural da cidade, que fez fama no Corinthians. Ou ser o destino de mais atletas renomados, como o tetracampeão mundial Viola (jogador do clube em 1991) ou o calvo Basílio (1995), que passou por Palmeiras e Santos. Em último caso, protagonizar de novo episódios folclóricos – o gandula Marcos Benedito da Silva, que invadiu o campo para evitar um gol do Araçatuba em 1993, hoje tem mais espaço na memória dos torcedores do que Leônidas da Silva, cuja despedida do São Paulo foi em um jogo em Olímpia, em dezembro de 1950.

“Tudo isso só depende do nosso trabalho”, conscientizou-se Gustavo Boscon, antes de guardar novamente a sua camisa paraguaia, mas não pirata, do Club Olimpia bem próxima da azul-cruzeiro do Olímpia Futebol Clube.

A MATÉRIA DO ABC COLOR:

El Olimpia brasileño también juega su partid

El portal brasileño Gazeta Press publicó una nota que no puede pasar desapercibida. Es la historia del Olimpia Fútbol Club, un club que tiene sede a unos 600 kilómetros de Belo Horizonte, en San Pablo. Conozca su historia en este artículo.

Imagínese: a un día de la final de vuelta de Copa Libertadores, Olimpia de Paraguay está a un paso de su cuarta Libertadores pero aparece en el horizonte la historia de otro Olimpia, el Olimpia brasileño, que también adoptó como mascota a un gallo (como el Atlético Mineiro) de color azul (color del Cruzeiro, rival acérrimo del Mineiro).

El portal brasileño Placar reproduce una nota de Gazeta Press que cuenta la historia de este modesto club, que milita en la última división del fútbol paulista.

“Estamos en la final y vamos a hacer lo posible para ganar”, dijo entre risas Milton Aparecido Da Silva, presidente del Olimpia Fútbol Club, aprovechándose de lo hecho por Olimpia de Paraguay, indica el informe.

“Sus dirigentes quieren resistirse a la tentación de apoyar al equipo homónimo en la Libertadores para mostrar nacionalismo y apoyar al Atlético Mineiro (…) “Porque el Olimpia legítimo es el brasileño. El otro es paraguayo, ¡pirata!”, ‘cacareó’ Gustavo Boscón, idealizador y vicepresidente del Grupo de Apoyo a Olimpia (Gapo), que administra el equipo paulista”, reza parte de la nota. Pero Boscón lo dice en broma, porque después dijo que ya estuvo en Asunción y compró un par de camisetas originales de Olimpia y comentó que va a alentar al paraguayo porque, se quiera o no, “el Olimpia paraguayo está ayudando a divulgarnos”, contó.

El presidente del club inclusive está pensando en incluir la franja negra de Olimpia de Paraguay en la remera del de Brasil. “Cualquier apuesta en marketing es interesante”, afirmó.

El equipo está en la ciudad de Olimpia, que tiene 50.000 habitantes, inclusive menos que la capacidad del estadio Mineiro, donde se disputará el juego este miércoles por la noche.