Governo aperta o cerco e poderá retomar imóvel de quem dá o calote no ‘Minha Casa’

Se você foi beneficiário do programa ‘Minha Casa, Minha Vida, e está com três ou mais prestações atrasadas, cuidado: poderá perder o imóvel. O Diário ainda não conseguiu o número exato de inadimplentes em Olímpia, essa questão já foi solicitada. Enquanto isso, anote: o governo federal decidiu retomar os imóveis dos beneficiários mais carentes do programa Minha Casa, Minha Vida que estão inadimplentes há mais de três meses. A Caixa Econômica Federal apertou a cobrança das prestações que estão atrasadas.

casaspopularesfoto

Beneficiados por um imóvel, eles não pagam o financiamento há pelo menos três meses, parcelas que variam de R$ 25 e R$ 80. Só em Rio Preto, são mais de mil famílias em débito.

A inadimplência da faixa 1 do programa — famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil — fechou o primeiro semestre deste ano em 22%, dez vezes superior aos atrasos dos financiamentos imobiliários tradicionais.

A mudança de postura em relação aos calotes se deve a dois fatores: o agravamento da crise, que não permite ao governo ser leniente com a inadimplência em momento de frustração de recursos, e o temor da fiscalização dos órgãos de controle, já que até 95% desses imóveis são bancados com dinheiro público.

Segundo o Ministério das Cidades, outro motivo para a retomada dos imóveis é que a inadimplência da faixa 1 destoa das operações das outras duas faixas do Minha Casa: a parcela de atrasos acima de 90 dias nessas faixas está por volta de 2%. Segundo o governo, dos contratos do Minha Casa faixa 1 está há mais de 90 dias em atraso.

O primeiro passo para retomar os imóveis dessas famílias foi dado no fim do ano passado pela presidente Dilma Rousseff. Ela modificou uma lei para determinar que os imóveis tomados tenham um tratamento diferenciado. Em vez de levar a leilão,  a Caixa tem de reincluir o imóvel no programa, para ser direcionado a outro beneficiário que esteja na lista de espera.

A alteração na lei evita que o imóvel retomado seja comprado por uma família com renda superior, o que seria uma alteração do programa, pois essas casas ou apartamentos têm um tratamento tributário diferenciado, ou seja, são construídos com menos impostos.

O Ministério das Cidades afirmou que objetivo não é retomar imóveis nos casos de inadimplência mas, sim, ajudar os beneficiários a superar eventuais dificuldades. Por isso, são chamados para negociar as parcelas em atraso. O período de negociação varia em cada caso, sem prazo específico para tomada da casa.

Dilma vem a Rio Preto entregar casas populares na sexta

O Palácio do Planalto confirmou agenda da presidente Dilma Rousseff (PT), que na próxima sexta-feira (4), vem a Rio Preto participar da entrega das chaves das 2.508 casas dos loteamentos Amizade e Lealdade, no distrito de Talhados, financiados com recursos federais do Minha Casa Minha Vida.

Em Olímpia, o restante da lista com os nomes dos mutuários do Residencial Harmonia (Minha Casa, Minha Vida –2) está na burocracia da Caixa Econômica Federal, atrasando o cronograma de entrega das chaves, inclusive com a presença de Dilma, conforme já foi anunciado.

dilma-minha-casa

A data já havia sido anunciada pelo prefeito Valdomiro Lopes (PSB) há duas semanas, quando realizou o sorteio dos endereços dos contemplados. A informação foi confirmada ontem pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República. É a segunda vez que a presidente vem à cidade para entrega de casas. A primeira foi em agosto de 2011, quando entregou as 2.491 casas do Nova Esperança, extremo norte de Rio Preto.

Existe a expectativa de que Dilma aproveite a visita a Rio Preto para anunciar novos investimentos na cidade, como a inclusão da obra do contorno ferroviário na terceira etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que deve priorizar obras de mobilidade urbana. Assim como em 2011, a agenda da presidente em Rio Preto deve ser rápida.

Dilma deve chegar pela manhã, participar da solenidade de entrega das chaves e deixar a cidade, onde não deve ficar por mais de quatro horas. Antes de Dilma, a última visita presidencial a Rio Preto ocorreu no final da década de 1970, com a visita de Ernesto Geisel.

Fonte: Diarioweb

SAIU A LISTA DE SUPLENTES DO SORTEIO DO RESIDENCIAL HARMONIA

O vice-prefeito e secretário de Assistência Social, Gustavo Pimenta (PSDB), liberou ao Diário de Olímpia, a lista dos 1.500 suplentes do sorteio do Residencial Harmonia, que faz parte do programa federal Minha Casa, Minha Vida –2, em Olímpia.

cdhu

Os três primeiros nomes, que constam nesta lista de suplentes como ‘convocados’, são nomes que integram três desistências da lista de convocados anteriormente publicada.

Assim que tivermos a listagem oficial de todos os futuros mutuários, publicaremos.

Com esta listagem, se completa esta primeira fase de quem fez parte do sorteio, tanto da listagem oficial, dos deficientes e idosos, e agora dos suplentes.

A LISTA DE SUPLENTES

Recinto lotado para mais um sorteio de casas. Relação definitiva sairá nos próximos dias

Foi realizado na tarde deste sábado, dia 12 de outubro, o sorteio das 713 casas do Residencial Harmonia, Minha Casa Minha Vida 2. O evento, realizado no Recinto do Folclore, atraiu milhares de pessoas que acompanharam de perto o sorteio das casas.

3

A partir das 8h, os inscritos começaram a colocar os nomes nas urnas. Às 11h os portões foram fechados. Após todos os nomes dentro da urna, pois mesmo quem não compareceu teve seu nome colocado, as urnas foram fechadas e levadas ao palco central pelo Prefeito Geninho Zuliani, Vice-Prefeito Gustavo Pimenta e pela Primeira Dama Ana Cláudia Zuliani, que foram acompanhados por colaboradores da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social.

1

Estiveram presentes no sorteio, além do prefeito Geninho e do vice Gustavo, secretários municipais Edilson De Nadai, de Assuntos Jurídicos e Guto Zanette, de Cultura, Esportes, Turismo e Lazer; o diretor do Escritório de Captação de Recursos João Paulo Polisello; os vereadores Beto Putini, Cristina Reale, Marcelo da Branca, Leonardo Simões, Luiz Antônio Moreira Salata e Hilário Ruiz e o deputado estadual João Paulo Rillo.

2

Foram sorteados 22 idosos, 22 deficientes, 660 no geral e mais 1.500 suplentes. As nove casas restantes foram destinadas para população desabrigada das enchentes e os imóveis que foram interditados pela Prefeitura, portanto serão sorteadas 704.

4

5-(1)

1391582_596257347098589_329058690_n