Homem é preso em Guaraci por ameaça e descumprimento de medida protetiva

Um homem foi preso no centro de Guaraci, por volta das 12h23, acusado de descumprimento de medida protetiva de urgência. A vítima Alessandra Cristina Machado, de 40 anos, acionou a Polícia Militar daquela cidade informando que, desde ontem, sábado (12), Luciano Lucianelli Jr., de 39 anos, estaria perseguindo-a, de carro, e fazendo-lhe ameaças de morte, inclusive poderia estar com arma de fogo.

plantaopolicia

Alessandra está sob medida protetiva de urgência, da Lei Maria da Penha, já que foi vítima de ameaça anterior.

A viatura da PM com cabo Alex e soldado Estevam, em patrulhamento ostensivo, conseguiu localizar Luciano na Rua Campos Sales, nas proximidades da Delegacia de Polícia Civil e, a aproximadamente 30 metros distante da vítima Alessandra.

Foi dada voz de prisão para Luciano por descumprimento de ordem judicial, e os envolvidos conduzidos ao plantão, onde a delegada Débora Cristina Abdala Nóbrega ratificou a voz de prisão em flagrante de ameaça, sendo o indiciado conduzido à Cadeia de Severínia.

Homem é preso em flagrante após ameaçar companheira com espingarda e punhais

Um homem de 33 anos foi preso nos dois primeiros minutos desta sexta-feira (6), no bairro Nova Cidade, em Severínia, acusado de violência doméstica e ameaça com arma de fogo, além do porte ilegal da mesma.

violencia

A equipe da PM com cabos Adriano e Reginaldo foi acionada pela vítima, Rosineide Gonçalves, 33 anos, que alegou que o seu companheiro a ameaçou com uma espingarda com munição calibre 38.

Elias Borges dos Santos foi localizado defronte a sua residência, abordado e revistado, mas nada de ilícito foi encontrado com ele, contudo a sua companheira mostrou aos PMs o local onde ele havia escondido a espingarda calibre 40, oxidada, sem marca, e mais dois punhais e uma munição CBC calibre 38.

O autor recebeu voz de prisão e foi conduzido, juntamente com os objetos apreendidos, ao plantão policial, onde o delegado Marcelo Pupo de Paula, ratificou-a em flagrante delito, determinando fiança de R$ 900, que não foram pagos, daí Elias ficou encarcerado em um dos xadrezes da Cadeia local.

Mulher apanha e fratura a face em motel na madrugada de Ano Novo. Agressor vai preso

A primeira ocorrência da Polícia Militar de Severínia foi uma agressão sofrida por uma mulher de 44 anos, dentro de um quarto de motel. O agressor foi encontrado, preso em flagrante, não pagou fiança de R$ 2 mil, e responderá pelo crime da Lei Maria da Penha em uma das celas da Cadeia local, pelo menos por enquanto.

O fato ocorreu na madrugada deste 1º de janeiro, às 3h, no Motel Aquarius, em Severínia.

A viatura da PM com os soldados Antunes e Eliezer compareceram ao Motel Aquarius, sendo atendidos pela funcionária Marta. No local, a vítima Maria Barbosa de Oliveira, residente no Jardim Leonor, em Olímpia, pediu socorro, alegando que foi espancada pelo companheiro Arnaldo Benedito Gonçalves, de 37 anos, residente na Cohab 2, em Olímpia. Ela disse que as agressões ocorreram sem nenhum motivo.

Ela foi atendida no Pronto Socorro local e, no caminho deste, os policiais encontraram o agressor caminhando às margens da rodovia, sendo abordado e detido.

A mulher foi atendida pelo médico André Almeida, do PS de Severínia, onde foi constatada uma fratura na face e, assim, ela foi transferida para a Santa Casa de Misericórdia de Olímpia.

O agressor foi apresentado no plantão policial, onde o delegado Rafael Farias Domingos, ratificou a voz de prisão dada pelos PMs, arbitrou fiança de R$ 2 mil, que não foi paga e, assim, o homem foi recolhido à uma das celas da Cadeia de Severínia.

Siga o Diário de Olímpia no Twitter, Facebook e Flickr

Marido vai preso em Severínia após ameaçar com faca e tentar enforcar esposa

Um homem foi preso na noite de ontem, quinta-feira (19), acusado de agredir violentamente a esposa, sendo indiciado pela Lei Maria da Penha e, como não pagou na hora os R$ 1,5 mil de fiança, ficou em uma das celas da Cadeia de Severínia.

A ocorrência foi no Jardim Nova Cidade, de Severínia, por volta das 22h50. A equipe da Polícia Militar composta por 2º sargento Otoniel e soldado Souza Costa, acionada pelo 190, foi ao local e constatou que a esposa Cícera Miguel de Sousa, de 26 anos, apresentava várias lesões no pescoço.

Segundo ela informou aos policiais, o seu marido, Gilvan Oliveira de Sousa, de 33 anos, a ameaçou de matar com uma faca e a agrediu com as mãos, vindo a enforcá-la, e só parou porque a esposa conseguiu chutá-lo.

A vítima foi socorrida ao Pronto Socorro Municipal, onde foi medicada e liberada. O agressor foi localizado pelos policiais nas imediações, preso e conduzido ao plantão policial, onde a autoridade policial arbitrou fiança de R$ 1,5 mil, que não foi paga, sendo recolhido a um dos xadrezes da Cadeia local.

Siga o Diário de Olímpia no Twitter, Facebook e Flickr

Homem é preso por agredir a mulher, ameaçá-la de morte, e não pagar a pensão

 

Além de agredir a companheira com socos em seu rosto e ainda ameaçá-la de morte, Márcio José da Silva, 30, morador no bairro Boa Esperança, ainda estava com mandado de prisão decretada por não pagamento de pensão alimentícia. Resultado: foi preso na manhã deste feriado de Finados (2) pela Lei Maria da Penha (violência doméstica) e ainda por estar condenado pela Justiça, devendo pagar os 30 dias de acordo com a sentença da juíza Adriane Bandeira Pereira, da 1ª Vara Judicial da Comarca.

marcio-jose-da-silva

A guarnição da Polícia Militar, composta por cabo Faccio e soldado Rocha foram acionados pela vítima Eliete dos Santos Silva, 25, via 190, relatando que foi agredida pelo amásio Márcio José da Silva com vários socos em seu rosto e, posteriormente, a ameaçou de morte.

Ela alega que isso tem ocorrido com frequência. Daí, os policiais militares patrulharam o bairro, encontrando o agressor em uma das ruas.

As partes foram apresentadas ao plantão da Delegacia de Polícia Civil, perante o delegado César Aparecido Martins, que, em consulta aos antecedentes de Márcio, descobriu-se que contra ele havia um mandado de prisão por não pagamento de pensão alimentícia, devendo permanecer 30 dias recluso em regime fechado.

O delegado ratificou a voz de prisão dada pelos militares, elaborou o auto de prisão em flagrante delito, e determinou o seu encarceramento na Cadeia de Severínia.

A mulher sofreu lesões leves, foi medicada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e foi liberada.

Siga o Diário de Olímpia no Twitter, Facebook e Flickr

Homem vai preso por ameaça e violência doméstica nesta tarde

Um homem de foi preso na tarde desta segunda-feira (16) por ameaça e violência doméstica (Lei Maria da Penha), e por não ter pago a fiança na hora foi encarcerado na Cadeia de Severínia. A sua amásia e irmã, que sofreram ferimentos, foram atendidos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e liberadas.

SAM_0175

Francisco Henrique Costa de Jesus, morador na Vila Rodrigues, tentou esfaquear a sua amásia Franciele Batista Nascimento, 20, porém foi contido por sua irmã, Lucimara Batista do Nascimento, 20, que, nessa intervenção, sofreu um corte no polegar direito, causado pela faca do autor.

O tio do agressor, André, também interveio na discussão e conseguiu tomar a faca, imobilizando Francisco Henrique até à chegada dos policiais militares, cabo Nairton e soldado Rubens, que, diante dos fatos, deu voz de prisão ao autor.

O delegado César Aparecido Martins elaborou o auto de prisão em flagrante delito e o auto de exibição e apreensão da faca, arbitrando fiança de R$ 678, que não foi paga, sendo Francisco encaminhado à cadeia de Severínia.

Ex-marido agride mulher tentando rasgar documento de separação

Um caso de lesão corporal dolosa com lei Maria da Penha (violência doméstica) ocorreu pela manhã desta sexta-feira (29) no Jardim Glória. O ex-marido que chegou a entrar em luta corporal com a ex-mulher foi preso em flagrante, não pagou fiança e, assim foi recolhido à Cadeia de Severínia ficando à disposição da Justiça.

maria-da-penha

Segundo consta, em boletim lavrado pelo sargento PM Daniel e soldado Fábio, no local dos fatos, o ex-marido Rômulo César Rodrigues, de 36 anos de idade, entrou em luta corporal com a ex-mulher Dina Lúcia S. Cortelazzi, 40 anos de idade, porque ele queria destruir o documento de separação judicial das mãos dela.

A mulher apresentava várias escoriações pelo corpo, sendo encaminhada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), onde recebeu cuidados médicos.

barbatira

Posteriormente, ambos foram apresentados ao plantão policial, em que o delegado entendeu que o caso se tratava de lesão corporal dolosa e violência doméstica contra a mulher (Lei 11.340/2006, Lei Maria da Penha), ratificando, assim, a voz de prisão dada pelos PMs para o ex-marido Rômulo, autuando-o em flagrante, e arbitrada fiança de R$ 678, a qual não havia sido paga até o término do flagrante, ficando assim recolhido à Cadeia de Severínia até segunda ordem da Justiça.

Funcionária de creche de Severínia é agredida por ex-amásio

No início da manhã desta sexta-feira (1º), um homem de 26 anos agrediu a ex-amásia, de 22, na Creche Cantinho do Céu, em Severínia. Ele foi preso por lesão corporal e lei Maria da Penha.

P2010723

A Polícia Militar daquela cidade, através do cabo Nilton e soldado Bitencourt, foi acionada pelo 190 por populares, às 6h40, porque uma mulher estaria sendo agredida na referida Creche, pelo seu ex-amásio.

A vítima é Géssica da Silva, funcionária da Creche Cantinho do Céu. Os policiais militares a encontraram caída ao chão. Foi dada voz de prisão ao agressor Cristiano de Jesus Santos, que se entregou sem reagir.

barbatira

A mulher foi socorrida e levada de ambulância ao Pronto-Socorro Municipal e o autor da agressão conduzido à delegacia, onde o delegado Marcelo Pupo de Paula ratificou a voz de prisão em flagrante delito por lesão corporal e Lei Maria da Penha, sendo arbitrada fiança de mil reais, que não foi paga e, assim, Cristiano ficou preso em uma das celas da Cadeia local, à disposição da Justiça.

Mãe agride filho de 5 anos e ameaça irmã de surra por ter chamado a PM

Um menino de cinco anos foi agredido pela mãe com chutes, socos e pontapés e, na intervenção da tia – irmã da agressora – acabou sobrando para ela, também, sendo ameaçada de ‘levar uma surra após sair da delegacia”. Os fatos ocorreram no Jardim do Bosque, em Guaraci, na noite desta segunda-feira (10).

agressao-domestica

Por solicitação da vítima Gislaine Oliveira de Souza, 24 anos, através do 190 da Polícia Militar, o cabo Pereira e soldado Ferraccini compareceram ao local dos fatos. Gislaine declarou que ouviu gritos na rua e foi ver o que estava ocorrendo, quando presenciou a sua irmã, Andriele Oliveira de Souza, 25 anos, agredindo o seu sobrinho C.H.O., de apenas cinco anos, com chutes, socos e pontapés. Ela disse aos policiais que saiu em defesa da criança, retirando-a do local.

Com a chegada dos PMs, e diante dos fatos, a mãe Andriele recebeu voz de prisão, sendo conduzida ao plantão policiais juntamente com as vítimas. Durante o trajeto, Andriele ameaçou a sua irmã Gislaine, afirmando que assim que sairem da delegacia ela iria “pegar ela e dar uma surra”.

As partes foram apresentadas à delegada Débora Cristina Abdala Nóbrega, que ratificou a voz de prisão em flagrante delito por infração ao artigo 129 e 147 do Código Penal Brasileiro, e da Lei 11.340/06 (Maria da Penha), arbitrando a fiança em R$ 622, que foi paga e, assim, a agressora responderá pelos crimes de lesão corporal dolosa, agressão doméstica e de ameaça, em liberdade.

A criança agredida foi conduzida ao hospital municipal, em Guaraci, sendo atendida e medicada pelo médico Antonio Padron Neto e, em seguida, liberada.

Homem vai preso em Severínia após brigar com vizinho e machucar a amásia

Um homem de 32 anos foi preso à zero hora desta segunda-feira (3), em Severínia, acusado de violência doméstica. Ele agrediu a sua mulher, de 30 anos, e o seu vizinho. Foi preso, não pagou fiança de R$ 1 mil, e está à disposição da Justiça.

maria-da-penha

Vizinhos de Seleida Aparecida Nardi Vieira acionaram o 190 da Polícia Militar, em Severínia, deslocando-se para o local a guarnição com os soldados Souza Costa e Amarante, em que já estava a guarnição da Guarda Civil Municipal (GCM), acalmando os ânimos do acusado, Rogério Fernandes Neves, que acabara, de envolver-se em luta corporal com o seu vizinho e com a sua amásia Seleida.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão para Rogério, que foi apresentado juntamente com a vítima lesionada no braço direito e na cabeça na delegacia de Polícia Civil, onde o delegado Marcelo Pupo de Paula ratificou a prisão em flagrante delito por violência doméstica contra a mulher (artigo 129, combinado com o artigo 11.340/06, do CPP, Lei Maria da Penha), e arbitrada a fiança de mil reais, que não foi paga, daí Rogério foi detido, permanecendo preso em uma das celas da cadeia de Severínia, ficando à disposição da Justiça.

Homem de Severínia que ameaça ex-mulher vai preso por não pagar fiança

Um homem de 33 anos foi preso no início da noite deste sábado (18), em Severínia, acusado de ameaça e de violência doméstica contra a ex-mulher, em flagrante.

selomariapenha

Os policiais militares Sobrinho e Souza Costa foram acionados, via 190, por volta das 19h05, à rua Rodrigo da Silva Varolo, no bairro Cidade de Deus, em Severínia, onde a vítima, Marilda Aparecida dos Santos, 49 anos, disse que o seu ex-amásio Rogério Aparecido Teixeira, chegou à porta de sua casa e, depois de destruir uma tela que protege a frente de sua residência, adentrou ao quintal e a ameaçou, inclusive se chamasse a polícia, “pois aí a coisa não iria ficar boa mesmo”, segundo as palavras dele.

Mesmo com tal ameaça, a mulher tomou coragem e ligou para a PM. O acusado já tinha se evadido do local, mas após patrulhamento intensivo, o encontraram em um bar próximo à casa da mulher. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia de Polícia, onde o delegado César Aparecido Martins ratificou a voz de prisão, em flagrante delito por violar a lei ‘Maria da Penha’.

Como ele não pagou a fiança arbitrada em R$ 622, Rogério foi recolhido à uma das celas da Cadeia, ficando à disposição da Justiça.

Homem vai preso após danificar casa e ameaçar de morte a ex-mulher

Um homem foi preso na tarde desta segunda-feira (13), em Severínia, por ter danificado a porta, janela, vasos e plantas de sua casa, e ainda a ter ameaçado com um podão de cortar cana.

Os policiais militares cabo Nilton e soldados Souza Costa e Bitencourt foram chamados à rua Trindade Manzano Borges, no Jardim Primavera 2, onde em contato com a vítima, Ednalva Oliveira da Cruz, 46 anos, denunciando o ex-marido Luiz Carlos de Freitas, 45 anos, teria danificado a porta, janela, vasos e plantas, e ainda a ameaçado de morte com um podão de cortar cana, e depois se evadido do local.

Em patrulhamento, os PMs localizaram o ex-marido, que recebeu voz de prisão, sendo ratificada pelo delegado de Polícia Civil Marcelo Pupo de Paula, sendo recolhido em uma das celas da Cadeia local, ficando à disposição da Justiça.

“Ex” agride mulher com socos e beliscões no rosto em Guaraci e vai preso

Um homem de 29 anos foi preso no começo da madrugada de hoje, quarta (29), em Guaraci, porque estava agredindo com tapas e beliscões no queixo de sua ex-amásia, em Guaraci.

Os policiais militares cabo Aleixo e soldado Colevatti, de Guaraci, atenderam a denúncia da vítima, Jéssica Dienifer de Souza, 20 anos, de que estava sendo agredida pelo ex-companheiro Marcelo Tiágo Silvério, 29, com tapas e apertões em seu rosto e queixo, causando-lhe lesões internas na boca.

O homem recebeu voz de prisão, estando ainda na residência da vítima, na Vila Camargo. Conduzido à delegacia de polícia, a delegada Débora Cirstina Abdala Nóbrega ratificou a voz de prisão por infração ao artigo 129, parágrafo 9º, da lei federal 11.340/2006 (Lei Maria da Penha).

Já preso, foi conduzido à Cadeia de Severínia onde ficará à disposição da Justiça.

Homem dá socos e chutes na mulher, em Guaraci, e é liberado após pagar R$ 700

Um homem de 24 anos recebeu voz de prisão após agredir a mulher com socos e chutes, causando-lhe escoriações pelo corpo. Mas, se livrou pagando fiança de R$ 700.

maria-da-penha

A ocorrência de lesão corporal dolosa contra a mulher (Lei Maria da Penha) ocorreu em Guaraci às 21h15 de hoje (21), no Jardim São Vicente.

A vítima Francieli Amorim da Silva, 19, acionou o 190 da Polícia Militar, denunciando que Vagner Paulo Costa da Silva, 24, estava lhe agredindo com vários socos e chutes.

A viatura com o cabo PM Adilson e soldado Ferracini localizaram o valentão, que recebeu voz de prisão, tendo sido ratificada pela delegada de plantão, da Delegacia de Polícia Civil, Débora Cristina Abdala Nóbrega, por infração ao artigo 129, parágrafo 9º, da lei federal 11.340/2006, tendo sido arbitrada fiança de R$ 700, a qual foi paga, tendo sido colocado em liberdade para responder ao inquérito de violência doméstica.

Homem agride mulher e corre atrás dela com facão. Sem pagar fiança, dormiu no xadrez

Um homem de 41 anos de idade, morador no distrito de Ribeiro dos Santos, foi preso  no começo da noite de ontem, por volta das 18h10, pelos crimes de ameaça e flagrante de violência doméstica (Lei Maria da Penha).

P2180127

Acionada pela vítima Márcia Lima da Silva, 40, através do 190, os policiais militares cabo Kleber Lima e soldado Adaor, foram ao endereço do casal, devido às ameaças de morte que Robson Luís do Prado estava fazendo à mulher.

Ela chegou a sair correndo para a rua, pedindo socorro, porque o seu amásio estava armado de facão, querendo matá-la.

O homem foi detido pelos PMs e conduzido ao plantão da Delegacia de Polícia Civil, onde o delegado Marcelo Pupo Paula ratificou a voz de prisão dada pelos policiais, de crime de lesão corporal dolosa e ameaça.

Foi arbitrada fiança de R$ 1,2 mil, que não foi paga, e assim o homem permaneceu preso à disposição da Justiça.

Turista valentão bate na mulher, diz que é o ‘dono de S.Carlos’, sem pagar fiança vai preso

“Eu sou o dono de São Carlos, lá eu faço o que eu quero”, esbravejou o turista Osmar Moretti Júnior, de 30 anos, ao ser contido por policiais militares após ter agredido a mulher no clube Thermas dos Laranjais com pescoções e socos em seu rosto neste domingo (12).

o-dono-de-sao-carlos

Ele foi surpreendido pelos seguranças do Thermas dando socos na esposa e só parou quando foi contido. O motivo de tamanha ira? Segundo a esposa disse aos policiais cabo Ladário e soldado Camargo, ele viu a cunhada no clube e, ‘como não gosta dela’, descontou na mulher.

Aliás, Ana Paula da Silva, 28, disse que está casada com ele há 13 anos e apanha há sete. Por coincidência o filho do casal tem sete anos. A mulher disse que ele é usuário de cocaína e chega a cheirar na frente dela e até do filho menor.

covarde-de-sao-carlosA mulher disse que foram ao Thermas e lá ele viu a irmã dela, que ele não gosta, e passou a descontar a sua ira com muitos socos e pescoções. O segurança Reginaldo Francisco de Oliveira acompanhou boa parte dessa cena ‘ao ar livre’ do valentão de São Carlos e foi na defesa da mulher, chamando os demais companheiros, acionando também o 190 da Polícia Militar.

O valentão covarde arrastou a mulher até ao estacionamento do clube, pelos cabelos, e não parava de socá-la, foi quando os seguranças intervieram. Ao cabo PM Ladário, o valentão dizia ser ‘o dono de São Carlos’, batendo forte no peito. A resposta foi bem curta e convincente: “Aqui quem manda é a Polícia Militar e o senhor está preso”.

A mulher teve de passar pelo Pronto-Socorro local onde foram constatadas as agressões e medicada.

Os ânimos foram contidos e todos levados ao plantão policial, onde o delegado João Brocanello Neto ratificou a voz de prisão e afiançou em R$ 1000 que, não sendo paga, mandou o valentão covarde para a Cadeia de Severínia.

O cidadão é tão ‘dono de São Carlos’ que ele tem passagem pelo artigo 180 do Código Penal, ou seja, receptação.