Duplo homicídio hoje em Nova Granada

Fim de semana violento em Nova Granada, 89 quilômetros de Olímpia. Duas pessoas foram mortas a tiros durante a madrugada deste domingo (5). Uma das vítimas era o proprietário de uma pizzaria na cidade.

Foram duas ocorrências. Na primeira, por volta de uma da manhã, um homem entrou em uma lanchonete que fica na avenida Sete de Setembro, anunciou o roubo e levou todo o dinheiro do caixa. Após a ação, ele fugiu a pé .

Aproximadamente uma hora depois, José Augusto Souza Almeida, suspeito de praticar o assalto, parou em frente a uma pizzaria, na Praça da Matriz, e foi surpreendido por um homem encapuzado que efetuou quatro tiros na sua direção. Almeida morreu no local.

Na confusão, o proprietário da pizzaria, Rodrigo Gomes Carrilho, 35 anos, também foi atingido por um disparo e morreu no Hospital de Base de Rio Preto.

O corpo de Carrilho vai ser enterrado ainda nesta noite no cemitério da cidade. A família fez a doação dos órgãos do comerciante. A polícia ainda não tem pistas do autor dos disparos. (Diarioweb)

Dois encapuzados invadem hospital e matam com 13 tiros rapaz na frente da mãe dele

Um rapaz foi executado com 13 tiros dentro da Santa Casa de Guaíra, a 84 km de Olímpia, na madrugada de hoje, dia 1°. Edilson Evaristo Barbosa, 33 anos, estava internado, por conta de uma tentativa de homicídio, desde sábado (28).

Hoje, dois homens encapuzados invadiram o hospital e mataram o paciente na presença da mãe dele. Barbosa havia passado por cirurgia e se recuperava bem.

Em nota, a Santa Casa de Guaíra lamenta o ocorrido e diz que as normas de segurança foram inúteis diante da ousadia dos invasores e termina pedindo desculpas aos pacientes, funcionários e seus familiares.

Guaíra tem 37,5 mil habitantes e o hospital tem 60 leitos.

Barbosa tinha passagem por tráfico de drogas e foi atingido no último sábado com tiros enquanto saia de casa. A polícia civil de Barretos investiga o caso. (Diarioweb)

Leia abaixo a nota divulgada pela Santa Casa de Guaíra

carta

Ministério Público denuncia cinco pelo assassinato do diretor da TV Barretos

O Ministério Público do Estado de São Paulo denunciou à Justiça cinco homens, quatro deles já presos, por envolvimento pela morte de Marcos Antonio Moreira Lagos, ex-diretor da TV Barretos, morto a tiros no dia 27 de junho do ano passado, em um hotel em Barretos.

foto-homicidio

De acordo com a denúncia do promotor Aluisio Antonio Maciel Neto, o crime foi praticado a mando do médico Milton Diniz Soares de Oliveira, Rafael Sasdelli Soares de Oliveira e Lucas Sasdelli de Oliveira, ambos ex-mantenedores da Fundação de Educação e Telecomunicação de Barretos, do Centro Educacional Soares de Olivera (Ceso), do Sistema Educacional Soares – Ouro Branco Ltda. e do Instituto Barretense de Educação e Pesquisa (Ibep), que foram vendidos à vítima em outubro de 2010.

O autor do crime, conforme o MP, foi Adriano Dias de Souza, que, por indicação de João Aparecido Domingues, foi contrato pelo pelo trio e receberia R$ 80 mil para praticar o crime. Todos eles foram denunciados.

Segundo o promotor, o crime foi motivado porque Lagos não teria quitado a dívida de R$ 5 milhões, que deveria ter sido paga em abril do ano passado, além dos outros R$ 500 mil acertados com os ex-proprietários.

“O contrato era de gaveta porque não se pode vender uma instituição. Como não tinham como cobrar judicialmente essa dívida, o trio resolveu matá-lo para voltar ao comando do negócios”, afirmou o promotor. Lucas, Rafael, João e Adriano foram presos pela DIG de Barretos. Já o médico está foragido. (Diarioweb)

Peão acusado de matar tricampeão de Barretos vai a juri popular no dia 24 de abril

Cinco anos depois, a Justiça de Novo Horizonte marcou o júri do acusado de matar o tricampeão de Barretos, Virgilio Gonçalves, durante uma competição em 2007. Aparecido Alves dos Santos, que na época do crime usava nome falso de Rinaldo Aragão, vai a júri popular no dia 24 de abril.

assassino-e-vitima

O crime aconteceu antes de uma montaria na festa do peão de Novo Horizonte. Os disparos, segundo a polícia, partiram de Aparecido e ocorreram no local onde os peões se preparam para o início do rodeio, durante a queima de fogos. Aparecido Alves dos Santos fugiu, mas foi preso dias depois em uma fazenda de Goiânia.

Tricampeão em montaria em cavalos em Barretos, Virgílio era considerado um dos melhores do país. O peão de 35 anos foi atingido por dois tiros, um na cabeça e outro no braço. O motivo seria um desentendimento.

Na época do crime, o presidente da festa do peão de Novo Horizonte, Antônio Carlos Cristóvão, disse que havia uma rixa entre os dois peões. “O suspeito de disparar os tiros havia sido cortado de uma das seletivas em Barretos por Virgílio, que era um dos organizadores. Desde então, a vítima estava sendo atacada verbalmente pelo peão”, disse.

Polícia aponta médico Milton Soares como mandante de assassinato de diretor de TV

O médico Milton Diniz Soares de Oliveira, 56, é apontado pela polícia de Barretos como o “autor intelectual e mandante” do assassinato de Marco Antonio Morera Lagos, o Chileno, 34.

Ainda segundo a investigação policial, seus filhos Lucas, 30, que também é médico, e Rafael, 27, participaram do planejamento do crime, além do enfermeiro João Aparecido Domingues, 45, que fez a intermediação para que Adriano Dias de Souza, 24, executasse o homicídio no dia 27 de junho de 2011.

“Tecnicamente Milton está foragido porque tem prisão temporária decretada, foi procurado e não encontrado, porém manifestou, através de advogado, interesse em se apresentar”, afirmou ontem à tarde o delegado Júlio César Cardoso, que comanda as investigações.

Os outros quatro acusados estão presos em Barretos. “Eles foram apontados como envolvidos pelas provas dos autos, inclusive a confessional”, afirmou o delegado da DIG. “O conjunto das provas é muito consistente e cada um irá responder por homicídio qualificado dentro de sua participação”, declarou.

As investigações sobre os motivos do crime ainda continuam.

A POLÍCIA

Vários fatores foram importantes para que a polícia esclarecesse o crime, afirmou o delegado Júlio César Cardoso (foto).

Ele citou o serviço de inteligência da Seccional, a investigação para identificar o executor, a integração com a polícia de Limeira, além do acompanhamento do Judiciário e do promotor de justiça Aluisio Maciel Neto.

“Foi um caso de grande clamor público e um crime com sofisticação e planejamento, um crime feito profissionalmente”, declarou.

EXECUTOR PRESO

Apontado como executor do crime, Adriano Dias de Souza, foi o primeiro a ser preso em Limeira no dia 3 de janeiro. No dia 5, foram presos Rafael Soares em Barretos e em Limeira foram detidos seu irmão Lucas e o enfermeiro João Aparecido Domingues, sendo trazidos ainda na noite de quinta-feira para Barretos. (Diário de Barretos / Foto: Tininho Jr.)

***

 

* Fique à vontade para dar a sua opinião, mas atenção: se ele não aparecer no mesmo dia é porque, com certeza, você não leu a nossa política de comentários. No momento, está sob moderação.

Polícia Civil prende suspeito de ser assassino de Chileno, o ex-diretor da TV Barretos

O delegado seccional de Polícia Civil, João Osinski Júnior, de Barretos, confirmou ontem a prisão, na cidade de Limeira (SP), de um homem que é suspeito de ser o assassino de Marco Antonio Morera Lagos, o Chileno.

O então diretor da TV Barretos foi morto no dia 27 de junho do ano passado, com sete tiros de pistola calibre 380, disparados no estacionamento do hotel onde ele morava, na rua 40 entre as avenidas 43 e 45, por volta das 7h. Leia mais…

Na caça aos assassinos do irmão do PM, hoje: um preso, quase 5 kg de drogas, carro e moto

100_4606“Para as polícias Civil e Militar é ponto de honra solucionar o homicídio do irmão do policial militar Rocha, não só porque é irmão de PM, mas porque não podemos admitir que o crime não seja solucionado, e peço ajuda da população que passe, anonimamente, pelo 190 ou 197, informações para encontrarmos os responsáveis”.

100_4602

A afirmação foi feita na tarde de hoje, quarta (30), pelo delegado titular de Olímpia, João Brocanello Neto, que, mesmo de folga, acompanhou o trabalho do delegado César Aparecido Martins na operação conjunta realizada desde a manhã envolvendo as Polícias Civil, Militar e Força Tática da PM de Barretos, e que resultou na prisão de um acusado de tráfico e na apreensão de 4,8 quilos de maconha e quase 38 gramas de cocaína em duas ocorrências simultâneas no bairro Santa Ifigênia. Leia mais…

Homem que matou ex-mulher com 6 facadas em Guaíra, em junho, é preso em Guaraci

PB280003O homem que matou a ex-mulher com pelo menos seis facadas no último dia 25 de junho, chocando a população de Guaíra, foi preso ontem à noite pela Polícia Militar de Guaraci.

Através de denúncia anônima pelo 190, os militares Ferreira e Tavares, juntamente com policiais civis comandados pela delegada Débora Cristina Abdala Nóbrega, foram à rua Belmiro Vicente, 4, onde Danilo Aparecido Campos, 23, estaria residindo. Ao avistar os policiais, tentou fugir, sendo alcançado na avenida Natal Pastres, no Jardim São Vicente. Leia mais…

Irmãos saem algemados do Fórum com pena de 18 anos e nove meses de reclusão cada um, e parentes da vítima fizeram B.O. de ameaça

100_4209PLANTÃO DO BLOG – Os irmãos Alessandro e Leandro foram condenados em 18 anos e 9 meses em regime inicial fechado. O julgamento terminou por volta da 1h desta quinta-feira (24).100_4210

Segundo a estagiária de Serviço Social, na área jurídica, Graziele Gislene Bonifácio, do escritório do advogado Luiz Carlos Roberto, que passou a informação ao Blog, “foi um momento de muita emoção o final do julgamento, principalmente porque ambos saíram algemados do Fórum, com as mulheres e parentes chorando”.

Do Fórum, foram à Delegacia de Polícia Civil, de onde foram feitos os procedimentos e encaminhados à Cadeia de Barretos. Leia mais…

Caso Fedatto: "Não se mata nem um porco assim", acusa o promotor. "Ele era valentão, foi matar e encontrou a morte", disse a defesa

100_4236Não se mata nem um porco assim”, disse o promotor Gilberto Ramos de Oliveira Júnior, ao acusar os irmãos Alessandro Luís Souza da Conceição (Nego) e Leandro Souza Conceição, de homicídio triplamente qualificado, motivo torpe, emprego de meio cruel e recurso que dificultou a vítima – João Carlos Fedatto – de se defender dos 21 golpes de faca e um tiro, há quase exatos dois anos.

100_4231Os irmãos, que estavam em liberdade, ainda estão sob o Júri Popular, no Fórum da Comarca de Olímpia, que iniciou às 9h, teve intervalo para o almoço das 14h30 às 15h30, e neste momento – 21h – iniciam as réplicas após as teses da acusação e da defesa. Esta última quer que o açougueiro Leandro não seja condenado por homicídio, mas por lesão corporal, já que teria tentado apartar a briga (segundo os advogados), e para o mototaxista Alessandro a legítima defesa pura ou putativa (meio pelo qual alguém, por erro justificável pelas circunstâncias, repele aquilo que lhe parece ser uma agressão injusta e atual). A acusação, evidentemente, quer a condenação de ambos. A sentença poderá sair após à meia-noite, e a Blog a trará. Leia mais…

Irmãos vão hoje à Júri pela morte de pai que foi tirar satisfações por causa de filha grávida

Se nada ocorrer em contrário, será hoje, quarta-feira (23), o julgamento dos irmãos que mataram João Carlos Fedato há exatos dois anos: o mototaxista Alessandro Luís Souza da Conceição (Nego, foto) e o açougueiro Leandro Souza Conceição, a partir das 9h, no Fórum de Olímpia. A família de Fedato quer justiça e este pode ser um dos mais concorridos Júris do ano na cidade.

Eles são acusados de homicídio triplamente qualificado. A denúncia do Ministério Público é de que houve motivo torpe, emprego de meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima por parte dos irmãos que, assim, dispararam arma de fogo e desferiram mais de 19 golpes de faca, provocando os ferimentos que foram a causa da morte. Leia mais…

Tentativa de homicídio ontem à noite no Santa Ifigênia: homem atinge mulher com facadas

PB060033Uma tentativa de homicídio foi registrada às 19h30 de ontem, domingo (6). Em meio à discussão do casal, o homem desferiu golpes de faca contra a mulher, atingindo-a no peito e no braço, no bairro Santa Ifigênia.

Após denúncia pelo 190 da referida briga, os policiais cabo Kleber Lima e soldado Adaor, com apoio do sargento Otoniel e soldado Fábio, foram ao local e constataram os ferimentos na mulher e que o autor havia fugido do local. Leia mais…

Mulher mata a outra com três facadas no peito porque usava as suas roupas na tarde de hoje

OLYMPUS DIGITAL CAMERA         Uma mulher matou outra mulher com três facadas no peito na tarde de hoje numa calçada, no Bairro São José, pelo motivo de que a vítima usava as roupas da autora.

Luiza Aparecida Pereira da Silva, de 44 anos, foi encaminhada ao IML (Instituto Médico Legal) de Barretos, após ser socorrida na Santa Casa local pelo Resgate dos Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos.

O crime ocorreu na avenida José Rodrigues da Silva, 235, na vila São José. Marli da Silva Bento, de 27 anos, moradora da rua Joaquim Miguel dos Santos, 925, centro, após o crime, deixou o local, mas foi localizada pelos policiais militares 3º sargento Otoniel e soldado Fábio, com apoio do Cabo Kleber Lima e soldado Adaor. Leia mais…

Juíza sentencia comparsa de assassino de Ruiz a 7 anos e 6 meses de cadeia por latrocínio

franciscoruiz1A juíza Adriane Bandeira Pereira, da 1ª Vara do Fórum da Comarca de Olímpia, condenou em primeira instância André Amorim da Silva, o “Neguinho”, comparsa do crime de latrocínio (roubo seguido de morte), que culminou com o assassinato, à queima-roupa, e com um tiro na boca, do motorista Francisco Basílio Ruiz, de 50 anos, em 1º de fevereiro deste ano.

A pena foi de sete anos e seis meses em regime inicial fechado, da qual a defesa já recorreu. Neguinho foi comparsa do adolescente D.V.C.S., de 17 anos, autor do tiro, ambos de Rio Preto, mas a sua pena foi pelo latrocínio, agravada pela consequência trágica, já que Neguinho ficou dentro do carro e não sabia que o menor tinha matado o olimpiense. Leia a sentença para entender o caso…

Por ciúmes, homem mata namorado da ex-mulher em Cajobi no último domingo

Na noite de anteontem, domingo (31), um crime motivado por ciúmes matou um homem em Cajobi. Segundo a polícia, José de Assis Batista, 50 anos, entrou em um bar a procura do namorado da ex-esposa e, ao encontrá-lo, atirou.

O disparo atingiu a boca de Solimar Antônio Paiolli, 50, que foi socorrido mas não resistiu. José de Assis Batista fugiu de carro. Ele está separado da esposa há mais de um ano.

Polícia reconstitui o duplo homicídio em Altair

A Polícia Civil realizou na manhã de ontem a reconstituição do duplo homicídio cometido na última terça-feira pelo comerciante Milton Antônio da Silva, 49, em Altair.

Em duas horas de trabalho, a polícia reconstruiu todos os passos do acusado até a morte da ex-mulher, Elaine Cristina de Lima, 36, e do namorado dela, Sandro Aparecido Pereira Saim, 25. A filha de Elaine e Silva, de 12 anos, que presenciou o crime, participou da remontagem. Leia mais…