Vacinação contra gripe é prorrogada até o dia 26

A Campanha de Vacinação contra a Influenza atingiu, até a última atualização 12 de junho, 72,98% dos destinados a receberem as doses. Como a meta é atingir 80% dos 11.823 que têm direito à vacina, a Secretaria Municipal de Saúde da Estância Turística de Olímpia continuará realizando a vacinação nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). No Estado de São Paulo, incluindo Olímpia, a campanha foi prorrogada até o dia 26 de junho.

gripe

Conforme os dados apresentados pelo Ministério da Saúde, o Brasil atingiu a meta estipulada, obtendo 80,46% do desejado, com 32.847.445 doses aplicadas. O Estado de São Paulo ficou abaixo das expectativas e vacinou 6.655.308 pessoas, um total de 74,24%, por isso a campanha foi prorrogada.

Dos grupos que têm direito a receber as doses, as gestantes são as que menos compareceram as UBS´s, apenas 295 mulheres foram vacinadas, das 491 esperadas pela Secretaria de Saúde. Devido ao baixo comparecimento, a Secretaria adotou uma medida de busca ativa das gestantes que realizam acompanhamento em clínicas particulares, conforme aponta a Aparecida Nicéia Mussolin, Chefe de Setor de Vigilância Epidemiológica.

A cidade já vacinou 63,01% das crianças, ou seja, 1.811 das 2.874 que têm que tomar a vacina. Este número foi considerado baixo pela Diretora de Vigilância em Saúde, Maria Carolina Mirandola, por isso ela reforça a necessidade das mães cumprirem a obrigação de vacinar seus filhos.

Os trabalhadores da área da Saúde somam 695, totalizando 76,46%. Puérperas (mulheres que deram à luz recentemente) e idosos totalizam 5.827 pessoas vacinadas, 75,31% e 77,21% respectivamente.

Os pertencentes aos grupos que tem direito à vacina (crianças, trabalhador da saúde, gestantes, puérperas, indígenas e idosos) podem comparecer às Unidades Básicas de Saúde de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30. Em caso de dúvidas, entre em contato pelo telefone (17) 3279-2344.

Vacinação contra a gripe vai só até sexta-feira

A Campanha de Vacinação contra a Influenza foi novamente prorrogada em todo o Estado de São Paulo, até o dia 12, próxima sexta-feira, incluindo Olímpia.

Olímpia já vacinou 1.678 crianças, das 2.874 que têm direito a dose, ou seja, 58,39%. Os trabalhadores de saúde já receberam 499 doses, totalizando 54,90%. Gestantes e puérperas juntas totalizam 353 pessoas vacinadas, 55,40% e 72,84%, respectivamente. Em relação aos idosos, o município já vacinou 74,56% das 7.468 pessoas que tem direito a vacina.

gripe

A campanha teve seu prazo prorrogado devido o não cumprimento da meta de vacinação, que é de 80%. De acordo com dados divulgados pelo Ministério de Saúde, no dia 5 de junho, o Brasil tinha vacinado 30.239.861 milhões de pessoas, ou seja, 74,07% do total a ser vacinado.

O Estado de São Paulo também não alcançou os números estipulados pelo governo federal, e registra 70,22% de pessoas vacinadas, um total de 6.294.658 milhões de doses aplicadas nos grupos contemplados pela vacina. Em Olímpia, 8.076 pessoas receberam a vacina, do início da campanha até a atualização do dia 5, totalizando 68,31%,

Os pertencentes aos grupos que tem direito à vacina (crianças, trabalhador da saúde, gestantes, as mulheres que deram à luz recentemente, indígenas e idosos) podem comparecer às Unidades Básicas de Saúde de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30. Em caso de dúvidas, entre em contato pelo telefone (17) 3279-2344.

Vacina contra a Gripe pode ser tomada até o dia 3

A Campanha de Vacinação contra Influenza foi prorrogada em todo o Estado de São Paulo até o dia 3 de junho, inclusive Olímpia. A extensão da campanha é motivada pelo não cumprimento da meta, que é de 80%.

gripe

Em Olímpia, 6.305 doses já foram aplicadas em todos os abrangidos pela vacina, um total de 53,33%. Porém, conforme ressalta a diretora da Divisão de Vigilância em Saúde Maria Carolina Mirandola, “as gestantes e as puérperas são as que menos aderiram à campanha e preocupam quanto ao risco que a doença pode oferecer a elas. Caso elas tenham dúvidas é aconselhado procurar agentes de saúde que irão explicar a importância da vacina e os benefícios desta”.

Segundo informações do Ministério da Saúde, o Estado de São Paulo registra 4.572,208 milhões de doses aplicadas, cerca de 51,01% do total. Em âmbito nacional, a campanha registra 52,85%, ou seja, 21.577,602 milhões de pessoas já foram vacinadas.

Desde o início da campanha até a última atualização do Ministério da Saúde, 22 de maio, o município tinha vacinado 202 gestantes, 41,14% do total e 49 puérperas, ou seja, 60,49%.

NO SÁBADO

No próximo sábado, 30, os agentes da saúde continuarão realizando a vacinação de pacientes acamados que solicitaram a visita.

Os pertencentes aos grupos que tem direito à vacina (crianças, trabalhador da saúde, gestantes, puérperas, indígenas e idosos) podem comparecer às Unidades Básicas de Saúde de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30. Em caso de dúvidas, entre em contato pelo telefone (17) 3279-2344.

Vacinação contra Influenza já atinge 34,04% da população olimpiense

A Campanha Nacional Contra a Influenza, que iniciou no dia 4 de maio, já atingiu 4.024 pessoas, conforme informa a Secretaria de Saúde de Olímpia, em um total de 11.823, ou seja, 34,04% da população do qual a vacina é destinada no município.

gripe

Em um balanço divulgado pela Secretaria de Saúde, nas primeiras semanas da campanha e no Dia de Mobilização das 4.024 pessoas vacinadas, 764 são crianças, ou seja, aproximadamente 26.58%, das 2.874 crianças que devem ser vacinadas no município. Os trabalhadores da área da saúde totalizam 259, de um total de 909, representando 28.49%.

As gestantes também compareceram em bom número e o município já vacinou 141 futuras mamães, aproximadamente 28,72%, das 491 gestantes existentes na cidade. Em relação às puérperas, 56,79% receberam a dose da vacina contra a Influenza, ou seja, 41 mulheres de um total de 81.

A maior quantidade de doses aplicadas foi registrada em idosos, cerca de 37,68% desta população foi vacinada nas primeiras semanas da campanha. Das 4.024 pessoas que compareceram as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), 2.814 eram idosos.

A meta é vacinar 80% dessa população e tem como objetivo reduzir a mortalidade, as complicações e as internações que ocorrem em consequência das infecções pelo vírus da influenza na população. A vacina contra a gripe ou Influenza previne contra os vírus AH1N1 (gripe suína), AH3N2 e INFLUENZA B.

Começa hoje a vacinação contra a gripe nas unidades de Saúde

Começa nesta segunda-feira (4) a Campanha Nacional Contra a Gripe, se estendendo até 22 de maio de 2015.

gripe

Por outro lado, o dia 9 de maio será o Dia de Mobilização, quando o Centro de Referência do Idoso-CRI, UBSF Dr. Francisco Figueiredo Filho (Jardim São José), UBS Dr. Clodoaldo Marins Sarti (Jardim Santa Ifigênia) permanecerão abertos.

Durante a Campanha, todas as Unidades de Saúde ficarão abertas de segunda a sexta-feira das 7 às 17 horas, para atender ao público.

A Campanha será destinada à população maior de 60 anos, gestantes em qualquer período gestacional, puérperas até 45 dias após o parto, população indígena, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da Saúde, pessoas portadoras de doenças crônicas, como diabéticos, hipertensos, e outras categorias de risco clínico e população privada de liberdade (detentos).

O objetivo é reduzir a mortalidade, as complicações e as internações que ocorrem em consequência das infecções pelo vírus da influenza na população. A meta é vacinar 80% dessa população. A vacina contra a gripe ou Influenza previne contra os vírus AH1N1 (gripe suína), AH3N2 e INFLUENZA B. A vacina é composta de cepas virais inativadas, e por serem inativadas não causará gripe.

Campanha de vacinação vai até o dia 14

A campanha de vacinação contra a gripe foi prorrogada pela Secretaria Estadual de Saúde. A mobilização nacional teve início dia 22 de abril e deveria ter terminado no dia 9 de maio, mas o Ministério de Saúde estendeu o prazo até o próximo dia 14 para que os Estados atinjam a meta estabelecida: imunizar 80% do grupo prioritário.

vacinacao

Com isso, a vacina permanecerá disponível nas 26 unidades de saúde de Rio Preto. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 100 mil doses de vacina contra gripe foram aplicadas até agora. Isso significa que 75,4% do chamado grupo prioritário foi imunizado.

Podem ser vacinados idosos; crianças entre seis meses e cinco anos de idade; gestantes; mulheres que tiveram filho até 45 dias; profissionais que trabalham na área da saúde; policiais; professores e carteiros.

Portadores de doenças crônicas devem apresentar prescrição médica.

Nos outros casos, basta apresentar algum documento que comprove a função.

Fonte: Diarioweb

Profissionais da Educação, policiais, carteiros e bombeiros, podem se vacinar contra a Gripe

Desde anteontem, segunda-feira, dia 9, estão inclusos na campanha estadual de vacinação contra a Gripe os profissionais da educação, policiais civis e militares, bombeiros e carteiros.

gripe

Todas as unidades básicas de Saúde (UBS), de Olímpia, já estão abastecidas com estoque de vacina suficiente para atender este público. Para serem vacinados, basta que procurem uma unidade de saúde munidos de sua carteira de vacinação.

Em Olímpia, a campanha já atingiu as metas estabelecidas pelo Ministério da Saúde, que é de 80% da população-alvo, no que se refere aos trabalhadores da saúde, onde foram aplicadas 923 doses (101,54% de cobertura), idosos, com 7.000 doses (93,73% de cobertura), e puérperas, com 93 doses (119,23% de cobertura).

Mesmo com a boa aceitação da população, os grupos de gestantes e crianças com idade entre 06 meses e menores de 05 anos ainda não atingiram as metas.

Entrevistada sobre a campanha, Juliana Bressane Dias, enfermeira e diretora da Divisão de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde de Olímpia informou que “é muito importante que as gestantes e as crianças sejam vacinadas, porque, assim como os idosos, elas estão entre os grupos mais acometidos pelo vírus Influenza, e a gripe, nesses grupos, costuma ser mais severa, podendo levar até mesmo a óbito”.

Juliana acrescenta, ainda, que “ já vacinamos já 2.184 crianças e nossa cobertura tá em 76,77% da população infantil com idade entre 06 meses a menores de 05 anos, e em gestantes foram aplicadas 299 doses, com uma cobertura de 62,68%. Ressalvo da importância da vacina para prevenção e peço que procurem uma unidade de saúde próxima a residência para tomarem a vacina”.

Vacina contra a Gripe está disponível nas UBS até sexta-feira

A campanha de vacinação contra a gripe na cidade de Olímpia foi prorrogada até esta sexta-feira (6). A vacina está disponível nas UBS – Unidades Básicas de Saúde, de segunda a sexta-feira.

gripe

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, a população alvo era 11.777, sendo aplicadas vacinas em 10.334, computando 87,75% do alvo olimpiense.

O objetivo era reduzir os casos de complicações e óbitos causados pela doença nas pessoas de 60 anos ou mais de idade, profissionais da saúde, gestantes, população indígena, crianças na faixa etária de 6 meses e menor que 5 anos, mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias (puérperas) e quem tem doenças crônicas.

A vacina, além de proteger contra a gripe, reduz o risco de complicações respiratórias e pneumonia. São necessárias duas semanas para que comece a fazer efeito. Por isso, a campanha acontece no outono, para oferecer proteção no inverno, quando ocorre maior circulação do vírus. Adultos, inclusive gestantes, devem tomar uma dose. Ao receberem a vacina pela primeira vez, crianças de 6 meses a 5 anos devem receber duas doses com intervalo de 30 dias entre elas.

O contágio da gripe ocorre através das secreções das vias respiratórias. O vírus também é transmitido da forma indireta, por meio das mãos que podem levar o agente infeccioso direto à boca, olhos e nariz. Medidas simples como lavar as mãos com frequência ajudam a evitar o contágio.

Foram vacinadas 2.112 crianças de 06 meses à 4 anos, 11 meses e 29 dias (74,24%), 878 trabalhadores da área da saúde (96,59%), 335 Grávidas (70,23%), 88 Puérperas (112,82%) e 6.921 Idosos (92,68%).

Vacinação contra a gripe tem prazo estendido até o dia 30 deste mês

O Ministério da Saúde prorrogou a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. A campanha teve início em todo o território nacional no dia 22 de abril, e tinha encerramento inicial previsto para o dia 9 deste mês, prorrogado para dia 16 e agora para o dia 30 de maio. Em todo o país, foram aplicadas 25.547.234 doses da vacina.

vacinacaogripe

Em Olímpia, segunda a enfermeira e diretora da Divisão de Vigilância em Saúde do município, Juliana Bressane Dias, foram aplicadas 8.286 doses, equivalendo à 70% de cobertura da população alvo, sendo 1.824 em crianças menores de 5 anos, 801 em trabalhadores da saúde, 250 em gestantes, 78 em mães com crianças até 45 dias de vida, e 5.333 em adultos maiores de 60 anos.

Juliana ainda informa que a população tem sido receosa quanto à vacina devido a mitos que a rodeiam. “As pessoas acreditam que a vacina causa gripe, o que não é verdade. Estamos no início do período frio e seco, o que aumenta a propagação e contaminação do vírus Influenza, e o período para que a vacina comece a agir no organismo é de em torno de 10 dias. Muitas pessoas tomam da vacina e acabam ficando resfriadas ou gripadas nesse intervalo, porque a contaminação é muito fácil, o que gera esse mito”.

E, conclui: “A vacina não causa a gripe, e é muito importante que o público-alvo tome, pois eles fazem parte do grupo de risco de complicações, que pode sim levar a doenças mais graves e causar até mesmo a morte. Por isso, peço novamente que procurem a unidade de saúde mais próxima à sua residência e vacine-se”.

Entrega de vacina contra a gripe atrasa, por isso campanha começa na quinta, e não terça

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Divisão de Vigilância em Saúde, informa que a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, realizada pelo Ministério da Saúde entre os dias 22 de abril e 9 de maio, se iniciará, efetivamente em Olímpia, no dia 24, quinta-feira, e não no dia 22, terça-feira, devido a um problema de logística da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo.

vacinacao

A diretora da Divisão, Juliana Bressane Dias, informa ainda que “houve um atraso na distribuição das doses da vacina em todo o Estado de São Paulo, e as doses destinadas a Olímpia serão retiradas na Diretoria Regional de Saúde XIV, em Barretos, na tarde da terça-feira, dia 22, e posteriormente distribuídas nas unidades de saúde de Olímpia no decorrer do dia 23. Por isso, orientamos que a população inicie a procura pela vacina nas unidades a partir do dia 24 de abril, quarta-feira, quando já estaremos com a distribuição regularizada”.

Gripe suína faz a oitava vítima na região

Uma idosa de 68 anos é a quarta vítima fatal da gripe suína, a H1N1, em Rio Preto, a oitava na região. A mulher morreu anteontem, após um mês internada no Hospital de Base. Ontem, a Secretaria de Saúde do município confirmou mais dois casos da gripe, somando 22 infectados pela doença na cidade este ano.

hospitaldebase

“A gente não sabe explicar. Quando internamos, ela estável razoável, mas, de repente, foi para a UTI”. O que ficou para a família de Zulmira Elisa de Souza foi a sensação de que muito aconteceu em pouco tempo, conforme relata o viúvo Rui Cordeiro, 68 anos. Ele conta que a família toda estava gripada e que ninguém imaginou o quanto o caso de Zulmira era grave. “A gente estava tossindo, com gripe, mas não pensamos que terminaria desse jeito”, desabafa o idoso.

Zulmira era aposentada e há alguns anos, passou por um transplante de medula. “Mas não era câncer, era benigno e ela já estava recuperada”, afirma Rui. Uma mulher de 30 anos e um bebê de 11 meses foram as vítimas da gripe confirmadas pela Saúde ontem. Os dois pacientes foram internados no Hospital de Base, mas já tiveram alta e passam bem.

Na região, além das quatro mortes em Rio Preto, outras quatro pessoas morreram pela gripe H1N1 em Jales, Catanduva, Fernandópolis e Votuporanga. (Diarioweb)

Vacinação contra gripe acaba nesta quarta e Olímpia atinge a meta

A campanha de vacinação contra a gripe termina nesta quarta-feira, 29, nos postos de saúde de todo o Estado de São Paulo. Fazem parte do público-alvo prioritário gestantes, pessoas com 60 anos ou mais, mulheres até 45 dias após o parto, indígenas, crianças de 6 meses a 2 anos, profissionais de saúde e doentes crônicos. Para essas pessoas, a dose da vacina é gratuita.

vacinacao

Em Olímpia, foram aplicadas praticamente a totalidade das 10 mil doses recebidas do Estado para imunização do público-alvo no município. A meta é de 80% em cada categoria com números estimados pelo Estado, porém em algumas categorias foram realizadas mais vacinas que as estimativas iniciais. Foram vacinadas 138,46% das mulheres no período de até 45 dias após o parto (em puerpério). Entre os idosos, a cobertura atingiu 83,50%. Os trabalhadores da saúde foram 106% vacinados. Entre as gestantes, o índice foi de 66,24%, e foram imunizadas as crianças, representando 88,15% de cobertura.

Em função de a meta – de mínimo de 80% de cobertura – ter sido alcançada em quase todos os grupos priorizados pela vacinação apenas não atingindo o número de gestantes, a Secretaria de Saúde de Olímpia informa que a campanha será encerrada na quarta-feira, 29 de maio, mas que a partir de então as unidades estarão atendendo apenas às crianças a partir de seis meses e menores de dois anos que necessitam da aplicação da segunda dose para estar completamente imunizadas contra os três vírus Influenza que compõe a vacina, incluindo o tipo A (H1N1), responsável pela gripe suína.

Iniciada em 15 de abril, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe já terminou no dia 10 nos outros Estados. Mas foi prorrogada até o dia 29 em São Paulo quando o governo percebeu que a meta de vacinar 80% das pessoas dos grupos alvo não havia sido totalmente atingida.No total, a expectativa era de imunizar cerca de 7 milhões de pessoas no Estado, número atingido até 17 de maio.

A preocupação é maior porque São Paulo lidera o número de mortes por gripe H1N1 em todo o País. Segundo o Ministério da Saúde, até 12 de maio 55 pessoas morreram em cidades do Estado (contra 74 no ano passado inteiro), o equivalente a 90% de todos os óbitos registrados no Brasil no período. Dos 388 casos confirmados, 328 foram em território paulista.

Antes do tempo

Infectologistas lembram que, após receber a vacina, o corpo ainda leva cerca de 15 dias para produzir a quantidade necessária de anticorpos e ficar imunizado. É no inverno, que começa no dia 21 de junho, que costuma se concentrar a maior quantidade de casos.

Neste ano, porém, a epidemia no Estado começou mais cedo, ainda em abril, por causa dos dias frios que ocorreram no início daquele mês – antes mesmo de começar a campanha de vacinação. Daí o número alto de mortes até agora.

Com a alta adesão à campanha de vacinação, espera-se que a quantidade de casos e mortes agora comece a diminuir.

Fontes: Agencia Estado e Prefeitura de Olímpia

 

.

Vacina contra a Gripe é oferecida na rede de Saúde até o dia 26

As Campanhas de Vacina Contra Influenza são realizadas no país desde 1.999, e não é diferente em Olímpia. Desde a última segunda-feira (15), ela vem sendo aplicada na rede pública de Saúde. Ela irá até o dia 26, sexta-feira da semana que vem.

A expectativa de vacinação em Olímpia é de 12.890 pessoas, sendo a maior parte idosos acima de 60 anos (7.468). Até o momento apenas 17,44% desse total foi vacinado. Neste sábado (20), todas as UBS estarão abertas das 8h às 17h para a campanha.

A princípio era somente para a população acima de 60 anos e profissionais de saúde. Nos últimos anos os grupos prioritários se estenderam para as gestantes, crianças de 6 meses a menores de 2 anos e doentes crônicos, este último somente com apresentação da prescrição médica. Este ano entram também como grupo prioritário as puérperas, ou seja, mulheres no período até 45 dias após o parto.

gripe

A eficácia desta vacina para adultos jovens é de 70 a 90%, em crianças de 77 a 91%, gestantes até 85%, além de conferir imunidade também para o bebê durante a amamentação até a 14ª semana e nas pessoas acima de 60 anos, de 26 a 77%, tendo como principal benefício a capacidade de prevenir doenças respiratórias agudas graves, pneumonias, internações e óbitos por doenças pulmonares.

A proteção conferida contra esta vacina tem duração de um ano. Ela é inativada (maior segurança na sua composição) e é trivalente (protege contra os três principais subtipos virais mais incidentes no ano anterior, inclusive o H1N1).

Esta vacina está contraindicada para as pessoas com história de reação anafilática prévia a esta vacina ou alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados.

A meta é vacinar 80% de cada grupo prioritário. Lembramos que durante o período da campanha, no sábado, dia 20 de abril, todas as unidades de saúde estarão abertas para vacinação e durante a semana no horário normal de funcionamento. A Secretaria Municipal de Saúde espera a participação de todos em mais esta campanha de vacina.

Matéria do G1 sobre H1N1 em Severínia está oito meses atrasada

O Diário de Olímpia reproduziu, ontem à noite, matéria do Portal G1 (Globo.Com) afirmando que “a Vigilância Epidemiológica confirmou cinco casos de H1N1 em Severínia. Os pacientes são trabalhadores rurais vindos do norte do país. Três ainda aguardam resultado”. A matéria não procede.

gripe

Esse diagnóstico, de cinco casos, foi registrado em março passado, segundo o serviço epidemiológico daquela cidade e, portanto, a matéria, talvez esquecida na gaveta da Redação do G1, foi lembrada somente agora, mas se esqueceram de checar as informações e, na esteira, nós também. Pedimos escusas.

Prevenção

Lavar as mãos o maior número de vezes e evitar contato com pessoas que apresentem os sintomas são as principais formas de prevenir, alerta a Secretaria de Saúde. Caso a pessoa sinta os sintomas como febre, tosse, coriza, falta de ar e dor no corpo, deve procurar imediatamente o posto de saúde.

Mulher morre de gripe após um mês internada em Rio Preto

Mais uma pessoa foi vítima da gripe em São José do Rio Preto. Uma mulher, de 34 anos, morreu nesta segunda-feira (23) após ficar internada por 30 dias no Hospital de Base, onde tratava os sintomas da doença e também de um câncer.

gripe-suina

A vítima era de Alta Floresta (MT). Com este caso, sobe para 10 o número de mortes em consequência da gripe na região noroeste paulista. Em Rio Preto, onde foram registradas três mortes, a Saúde decidiu ampliar a vacinação para crianças até cinco anos; o normal é até dois anos de idade.

O aumento dos casos de gripe leva a população a correr para postos de vacinação e a se prevenir comprando álcool em gel nas farmácias. A ampliação da faixa etária para crianças foi autorizada pelo Ministério da Saúde e realizada porque houve sobra de vacinas, mesmo com a meta da faixa etária cumprida.

Nas clínicas particulares da cidade, as doses de vacina se esgotaram. Segundo fabricantes que fornecem vacinas contra a gripe no Estado, não há previsão para que a situação volte ao normal. De acordo com os laboratórios, a fabricação do produto é lenta e pode levar até quatro meses a partir do início do processo.

Mais quatro casos de gripe A na região. Agora, são 31 somente neste ano

Confirmados nesta segunda-feira (25) mais quatro casos de Gripe A em São José do Rio Preto. Entre os pacientes, um bebê de oito meses, que está internado em estado estável, e uma criança de 11 anos, que já teve alta.

Com estes casos, sobe para 31 o número de pessoas que contraíram a doença neste ano, sendo que duas morreram.

Em Olímpia, ainda não há nenhuma ocorrência de gripe contraída no município, segundo a Secretaria da Saúde.

A vacina contra o h1n1 está disponível em todas as unidades de saúde, inclusive de Olímpia.

A campanha vai até sexta-feira (29). Devem ser imunizados idosos acima de 60 anos, crianças menores de dois anos e maiores de seis meses, gestantes e portadores de doenças crônicas. (G1)