CPFL diz que apagões estão sendo ‘analisados’ e que o serviço em Olímpia ‘é um dos melhores do País’

A CPFL Paulista informa que entre os dias 21 e 22, registrou dois desligamentos que afetaram o fornecimento de energia elétrica para parte dos clientes de Olímpia. No dia 21, entre 12h13 e 12h40, totalizando 27 minutos, cuja causa está em análise pela distribuidora, e ontem, 22, de 12h05 as 12h16, totalizando onze minutos, causado por um incidente que levou a um dano material no transformador da subestação.

size_810_16_9_cpfl

Segundo nota enviada a pedido do Diário, “a CPFL compreende que as ocorrências registradas em dias consecutivos podem gerar preocupações a respeito da qualidade do serviço na cidade. Em ambos os casos, a distribuidora agiu rapidamente para reduzir o impacto destas questões técnicas no fornecimento de energia dos clientes que tiveram o serviço afetado”.

A CPFL explica que “é importante destacar que cerca de 2/3 do tempo em que falta energia corresponde a interrupções emergenciais, provocadas por fatores externos ao sistema elétrico, como os temporais, com quedas de árvores, colisões de veículos contra postes e objetos que atingem a rede – pipas, balões e galhos de árvores, além de furtos de cabos. O outro terço corresponde a desligamentos programados, informados previamente aos clientes, e organizados para que a empresa possa executar obras de melhoria na rede elétrica”.

“Neste momento, o fornecimento de energia elétrica encontra-se normalizado e os profissionais da empresa estão trabalhando para a solução definitiva do problema”, continua a nota.

Investimentos em Olímpia

Por outro lado,  a nota ressalta os investimentos que a empresa vem fazendo na rede elétrica do município de Olímpia. “Neste ano, a previsão de direcionamento de recursos para a rede de distribuição do município é de R$ 5.655.000,00”, revela a nota.

“Este valor inclui um novo equipamento para a subestação em questão no valor de R$ 4.635.000,00 que trará maior disponibilidade para atender novas cargas, mais flexibilidade no atendimento ao cliente e mais agilidade na solução de problemas, melhoria na qualidade dos serviços fornecidos, além de modernização do sistema de distribuição”, acrescenta a empresa.

Indicadores de continuidade no fornecimento de energia

A nota revela, ainda, que “o município de Olímpia é atendido pela CPFL Paulista que possui um dos melhores indicadores de qualidade no fornecimento de energia elétrica do país”.

Os indicadores oficiais medidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que medem a duração média de cada interrupção por cliente durante o ano (DEC) e a frequência média que o cliente ficou sem o serviço durante o ano (FEC).

“No ano passado, dado mais atualizado que a Aneel disponibiliza, o DEC da CPFL Paulista ficou em 6,93 hora / ano por cliente. O FEC no mesmo período ficou em 4,89 vezes/ano por cliente. Para  ter uma base de comparação, o DEC apurado no Brasil foi de 17,62 horas / ano por cliente e o DEC de 9,95 vezes/ ano por cliente”, conclui a CPFL.

Rede de energia no prolongamento da Aurora até a Júlio Ferranti

A Prefeitura de Olímpia realizou na última semana a ligação da extensão da rede elétrica e instalação de postes no prolongamento da Avenida Aurora Forti Neves e na Avenida Júlio Ferranti.

1625632_10203399871147544_119421504_n

A nova extensão foi realizada com recurso próprio e o investimento foi de R$ 27.029,03.

Agora o próximo passo será a instalação da iluminação, que deverá ser feita em breve.

A extensão da rede elétrica foi uma indicação do vereador Leonardo Simões, que havia conseguido uma emenda parlamentar, mas como a Prefeitura já tinha o recurso, a emenda foi destinada para outras obras.

Conta de luz deve ficar 10% mais barata nas residências

A última versão do plano de redução do custo de energia elétrica, que deve ser anunciado em setembro, prevê um corte médio de 20% nas contas das indústrias e de 10% nas dos consumidores domésticos.

contadeluz

A medida ainda não está totalmente fechada porque o governo ainda calcula se poderá abrir mão da receita de tributos que seriam cortados para reduzir o custo.

A avaliação final deve acontecer após o fechamento do projeto do Orçamento da União, que será enviado ao Congresso no final do mês. (Folha)

Mult Systems oferece soluções para a redução do consumo de energia

A Mult Systems oferece a seus clientes mão-de-obra especializada, solução para a redução de energia elétrica para fábricas e indústrias, em breve para residências, assessoria técnica, projetos, manutenção corretiva e preventiva, painéis eletro-eletrônicos, CLPs (Controlador Lógico Programável), Softer Start (chaves de acionamento que reduz impacto na partida, economizando energia), entre outros serviços para Olímpia e região.

mult-system

Os Projetos de Redução de Custos com Energia Elétrica é a seqüência lógica a ser seguida após o Diagnóstico Energético efetuado.

Pode-se, de acordo com as relações de custo benefício apontado pelo diagnóstico, dar ênfase às soluções mais viáveis e reduzir o custo na etapa de projetos. Podendo efetuar os seguintes projetos que resultarão em eficiência energética: enquadramento tarifário, correção de Fator de Potência, (Eliminação de Excedentes Reativos), readequação Luminotécnica, instalação de equipamentos de automação para controle e gerenciamento de energia elétrica, entre outros fatores para a redução de energia elétrica, levando assim a uma economia expressiva na conta elétrica.

Em tempos de desenvolvimento sustentado, assinalam Luiz Roberto e Tiago proprietários da empresa, é preciso também “conscientizar clientes, colaboradores e a comunidade para a utilização correta da energia, cuidando do meio ambiente e preservando o futuro para nossas famílias”.

A Mult Systems está sempre atenta às tendências de mercado e trabalha com o objetivo de excelência no atendimento ao cliente, buscando atingir as metas da política da Qualidade Total. Por isso, dentre os serviços oferecidos destacam-se o desenvolvimento de sistemas elétricos, pneumáticos, inversores de frequência, painéis de comando, relês programáveis, gerenciamento de energia elétrica, automação de grupos geradores e treinamentos.

Especializados no ramo, eles oferecem, ainda, serviços de assessoria e consultoria em engenharia elétrica. A Mult Systems recomenda a manutenção preventiva e periódica, para melhor aproveitamento e segurança, de seu sistema produtivo, evitando desgastes, desperdícios, acidentes e prejuízos para a sua empresa.

ANÁLISE DA QUALIDADE DE ENERGIA

Para essa análise são dimensionadas os seguintes fatores:

Tensão e corrente elétrica.
Valores máximos e mínimos das tensões e correntes elétricas.
Fator de potência.
Potência ativa, potência reativa e potência aparente.
Energia ativa direta e reversa.
Demanda trifásica média.
Distorção harmônica total de tensão e corrente (THD).
Harmônicas individuais de tensão e corrente até a quadragésima primeira.
Tabela de consumo ponta, fora de ponta e demandas máximas.
Tabela resumida das grandezas de tensão, corrente e potência.
Relatórios dos níveis de tensão de acordo com a resolução 505 da Aneel.

Com as medições destas grandezas elétricas avalia-se profundamente seu sistema elétrico, complementando e confrontando a idéia de que instalando capacitores está resolvido o problema da qualidade de energia elétrica.

Conta de luz 2,61% mais cara a partir deste domingo

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou ontem o reajuste tarifário da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL Paulista).

contas-de-luz

Para os clientes de baixa tensão, como residências, o reajuste será de 2,61%. Para alta tensão, como as indústrias, o aumento será de 3,38%. De acordo com a Aneel, o efeito médio a ser percebido pelos consumidores será de 2,89%.

As novas tarifas entrarão em vigor no próximo domingo, dia 8, para 3,75 milhões de unidades consumidoras localizadas em 234 municípios em São Paulo, incluindo Olímpia e região.

Ao calcular os índices de reajuste, a Agência considera a variação de custos que a empresa teve no decorrer do período de referência.

A fórmula de cálculo inclui custos típicos da atividade de distribuição, sobre os quais incide o IGP-M e outros custos que não acompanham necessariamente o índice inflacionário, como energia comprada de geradoras, encargos de transmissão e encargos setoriais. Os índices aprovados são o máximo que as empresas podem praticar.

Vence nesta terça-feira o prazo para pedir tarifa social de energia elétrica no CadÚnico

Mais de 3 milhões de famílias de baixa renda que consomem menos de 30 quilowatts/hora (kWh) correm o risco de perder o benefício de pagar a tarifa social de energia elétrica.

Termina amanhã o prazo para que os consumidores que se enquadram nesses quesitos se inscrevam no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e, assim, garantam a manutenção do recebimento dos descontos previstos na Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). Leia mais…

Engenheiros Paulo Cover e Lucas Calve garantem que readequação da tarifa pode reduzir conta de energia em até 16%

Hoje em dia, a tarifa de energia elétrica é um dos principais componentes que ‘pesam’ no mix das despesas fixas, e constantes. Pior ainda se o comércio, ou a indústria, não tiver um correto planejamento de seu parque elétrico e, o principal, devidamente enquadrado com a tarifa correta para cada caso.

Muitos empreendimentos estão enquadrados na tarifa incorreta e com a adequação da tarifa a conta pode reduzir em até 16% no mês. Para isso, existe uma empresa de Olímpia, a ATSEL Engenharia Elétrica, que desenvolve projetos na cidade e região, é que é administrada pelos engenheiros Paulo Henrique Bossi Cover e Lucas Hamilton Calve. Leia mais…

Lotéricas não recebem mais contas de luz

fotos_2407092124000000 * A partir deste mês, as contas da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) não mais estão sendo recebidas pelas casas lotéricas.

A empresa credenciou uma rede de estabelecimentos comerciais, denominada “CPFL Total”, formada por supermercados, papelarias e outros locais, para efetuar o recebimento.

A conta também pode ser paga diretamente nos bancos ou por meio de débito automático em conta bancária. (Diarioweb)

CPFL distribuirá lâmpadas econômicas em Olímpia e região

* Famílias carentes de Barretos, Olímpia, Guaíra, Severínia, Colina e Ipuã receberão 18 mil lâmpadas econômicas para instalarem em suas residências. incandescente_eletronica

Esta é uma das iniciativas que integram o programa de Eficiência Energética desenvolvido pela CPFL Paulista e, tem como objetivo, desenvolver ações voltadas para a redução e conscientização do consumo de energia elétrica.

Leia mais…