Hoje é o dia de inscrição para o simulado do Enem

Esta sexta-feira é o último dia de inscrição para os estudantes interessados em fazer o Simulado Enem 2012 Geekie+Estadão, exame online e gratuito que entregará aos participantes um relatório de desempenho personalizado. As inscrições para as provas terminam às 23h59, pelo site www.geekie-estadao.com.br. Aproximadamente 42 mil pessoas já se cadastraram para fazer o simulado. As vagas são limitadas.

simulado

O simulado vai ficar disponível na web das 6h deste sábado (06), às 23h59 da quinta-feira (11). O aluno terá acesso ao exame no mesmo site da inscrição e poderá escolher o horário em que vai iniciar as provas. Serão quatro horas e meia para respondê-las, sem interrupções. A prova de Ciências Humanas e da Natureza terá 90 questões e a de Linguagens e Códigos e de matemática, outras 90. Não haverá redação.

O simulado é resultado de uma parceria entre o jornal O Estado de S. Paulo e a Geekie, startup de tecnologia aplicada à educação. Ele seguirá a metodologia da Teoria da Resposta ao Item (TRI), a mesma do Enem, que dá pesos diferentes a questões segundo seu grau de dificuldade. Até o dia 16, o participante vai conferir online o número de acertos e sua pontuação nas áreas de conhecimento e disciplinas. Ele receberá um relatório personalizado que mostrará sua classificação em relação a outros inscritos e pontos fracos em cada matéria, para que estude e chegue afiado ao Enem, em 3 e 4 de novembro.

As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

ETEC prepara 1ª turma de 160 alunos para o ENEM 2013 e anuncia avanços

A ETEC de Olímpia, vinculada ao Centro Paula Souza, referência no ensino médio e técnico no Estado de São Paulo, está preparando desde já sua primeira turma do ensino médio para o Exame Nacional do Curso Médio (ENEM) do ano de 2013.

Fachada-Etec

Os 160 alunos do ensino médio estão muito ansiosos para aplicar seus conhecimentos neste exame e com isso conseguir uma tão sonhada vaga em uma instituição de ensino estadual ou federal.

As ETEC de todo o estado tem tido sempre um desempenho de destaque não só no ENEM, mas também em outros vestibulares de diversas faculdades, sendo a única escola de Olímpia na qual o aluno cursa o ensino médio ao mesmo tempo em que cursa o técnico, tendo assim a oportunidade de ter dois diplomas ao mesmo tempo e sair bem preparados e diretamente para o mercado de trabalho ou para uma universidade de ponta.

Apesar de estar a apenas três anos em Olímpia, a ETEC já formou oito turmas nos cursos técnicos em Administração, Comércio, Contabilidade e Informática, totalizando cerca de 300 alunos formados e preparados para os desafios do mercado.

Além destes, a ETEC de Olímpia tem outros 600 alunos em seus cursos de ensino médio, técnico, Telecurso e classe descentralizada em Cajobi e planeja dobrar este número até 2014 tornando-se assim, uma das maiores escolas de Olímpia, tendo na retaguarda o Centro de Educação Tecnológica Paula Souza, com 41 anos de tradição no Estado de São Paulo e referência no Ensino Técnico e Médio no Brasil.

Capitaneada por seu novo diretor, professor Evaldo Guimarães, ex-diretor da ETEC Coronel Raphael Brandão de Barretos, eleito em julho passado para um mandato de 4 anos, a ETEC de Olímpia conta com uma equipe de quase 50 colaboradores, entre professores e funcionários, está preparando vários eventos para este segundo semestre, tais como a 3ª Semana de Estudos do Eixo de Gestão e Negócios, a Feira Tecnológica e de Profissões, voltada ao ensino médio e também divulgando o Vestibulinho para o ano de 2013, além da ampliação de seu espaço físico com a construção de quadra poliesportiva , novas salas de aula e laboratórios para a implantação de novos cursos para poder atender um número cada vez maior de estudantes de Olímpia e região.

A ETEC é ainda, veiculo de implantação de programas sociais do governo paulista, tais como Jovem Aprendiz, Aprendiz Paulista e Programa Via Rápida Emprego, todos eles buscando qualificar o trabalhador olimpiense. A ETEC de Olímpia é, portanto, uma realidade que veio para ficar e fazer parte do cotidiano de Olímpia e região.

Veja o manual do MEC sobre a correção da redação do Enem 2012

O Ministério da Educação divulgou, na tarde desta segunda-feira (30), o manual “A redação no Enem 2012 – Guia do Participante”, um documento destinado aos mais de 5,7 milhões de estudantes que se inscreveram para a edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Em 50 páginas, o manual esclarece com detalhes as novas regras de correção da prova de redação do exame, que acontece nos dias 3 e 4 de novembro.

redacao-enem

Segundo presidente do Inep, Luiz Claudio Costa, o objetivo do material é detalhar os critérios utilizados na correção e tornar o processo mais transparente. Em 2011, mais de 120 estudantes entraram na Justiça para pedir vistas da prova, por não concordarem com o resultado. Até o fim de janeiro, em 79 casos a Justiça exigiu uma nova correção da redação, e apenas dois casos resultaram em alteração de nota.

“No guia está definido o que se espera de cada uma das competências da redação com exemplos. Queremos dar mais objetividade à correção de um texto que é subjetivo”, disse o ministro Aloizio Mercadante nesta segunda, em entrevista coletiva, em Brasília.

A nota final da redação do Enem — que vai de 0 a 1.000 —é calculada pela média aritmética das duas notas atribuídas à prova por dois avaliadores independentes. Cada um deles avaliará cinco competências, que permanecem iguais às das edições passadas do exame (veja tabela abaixo). O candidato pode somar no máximo 200 pontos em cada competência.

A principal mudança instituída pelo MEC neste ano se refere à discrepância entre estas duas notas e vale tanto para a nota final quanto para a nota de qualquer uma das competências. Pelo manual, uma discrepância acontece quando as notas finais dos avaliadores diferirem entre si em mais de 200 pontos –no ano passado, essa divergência era de 300 pontos–, ou quando as notas por competência diferirem em mais de 80 pontos.

Para solucionar a divergência, um terceiro avaliador será convocado para corrigir a redação, e sua nota será considerada final. Esse procedimento também já era praticado nas edições anteriores. Porém, se esta terceira pontuação continuar discrepante em relação às demais, uma banca composta por três examinadores atribuirá a nota final.

1foto_3

Competências explicadas

O manual explica ainda quais são os critérios que orientam os avaliadores na hora de pontuar cada competência. São seis os níveis de pontuação: zero, 40, 80, 120, 160 e 200. Cada um se refere à variação do domínio apresentado pelo candidato.

Por exemplo, na competência 1 (demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita), recebe nota zero quem demonstrar “desconhecimento total da norma padrão”. O candidato que mostrar “domínio insuficiente da norma padrão, apresentando graves e frequentes desvios gramaticais e de convenções da escrita”, receberá 40 pontos. Quem tiver “domínio mediano da norma padrão, apresentando grande quantidade de desvios gramaticais e de convenções da escrita graves ou gravíssimos” somará 80 pontos.

Caso o avaliador julgar que o estudante tem “domínio adequado da norma padrão, apresentando alguns desvios gramaticais graves e de convenções da escrita”, a nota atribuída será de 120 pontos na competência 1. Já quem demonstrar “bom domínio da norma padrão, apresentando poucos desvios gramaticais leves” receberá 160 pontos, e quem não apresentar, ou apresentar pouquíssimos desvios gramaticais leves e de convenções da escrita, receberá a pontuação máxima, 200.

Exemplos de redações nota 1.000

O Ministério da Educação selecionou ainda seis exemplos de redações que tiveram nota 1.000 no Enem 2011. Os textos foram acompanhados de uma explicação geral sobre o tema, que no ano passado foi “Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e o privado”, e de comentários gerais a respeito da construção dos textos de candidatos do Rio de Janeiro, de Minas Gerais e de São Paulo.

Para executar o novo sistema, o MEC anunciou o aumento de 40% no quadro de avaliadores, de 3.000 para 4.200 a partir deste ano. O ministro Aloizio Mercadante também afirmou, em maio, que o ministério firmou um termo de ajustamento de conduta com a Justiça no final do ano passado, no qual ficou definido que os estudantes teriam acesso à correção da prova de redação mediante um pedido. (G1)

MEC deve divulgar manual sobre a redação do Enem nesta segunda

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Luiz Cláudio Costa, vão apresentar na tarde desta segunda-feira (30) o manual sobre as novas regras da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012. A prova será nos dias 3 e 4 de novembro para 5,7 milhões de candidatos.

O Enem é utilizado por dezenas de instituições públicas e particulares para o acesso ao ensino superior, além de ser o critério usado pelo Programa Universidade para Todos (Prouni) para a concessão de bolsas em instituições privadas.

De acordo com a assessoria de imprensa do Inep, a entrevista coletiva será realizada às 16h em Brasília. A partir deste horário, o manual será divulgado no site oficial do Enem 2012.

Ainda segundo a assessoria de imprensa, o MEC deve divulgar, nesta segunda, o lançamento de um edital para financiar pesquisas sobre metodologias e técnicas de avaliação sobre o Enem. O ministério deve investir R$ 2 milhões em projetos de universidades que queiram estudar novos métodos de correção das provas, que poderão ser incorporados ao exame no futuro.

Mudanças

A criação do manual foi anunciada por Mercadante em maio deste ano. Na ocasião, o ministro afirmou que o MEC decidiu criar “filtros mais precisos para avaliar” a redação. A partir da edição de 2012 do Enem, cada prova será corrigida por dois corretores independentes, que avaliarão cinco competências. Caso as notas dos dois corretores tenham uma diferença de até 200 pontos, a nota final será feita a partir de uma média aritmética das duas avaliações. Até o ano passado, a margem de dispersão era de 300 pontos (a nota final do Enem varia de 0 a 1.000).

No entando, se a diferença da nota final entre dois avaliadores for maior que 200 pontos, haverá uma terceira correção. Se persistir a diferença, uma banca com outros três avaliadores vai corrigir a redação. A banca será composta de três avaliadores e coordenada por um professor doutor.

Para executar o novo sistema, Mercadante anunciou o aumento de 40% no quadro de avaliadores, de 3.000 para 4.200 a partir deste ano.

Cinco competências

A redação deve cumprir cinco competências(veja abaixo), cada uma vale 200 pontos, para o total máximo de 1.000 pontos. Se em qualquer uma das cinco competências houver uma discrepência acima de 80 pontos nas duas notas, um terceiro corretor avaliará a prova. O processo já acontecia no ano passado, porém, a partir de 2012, a prova será encaminhada a uma banca certificadora caso, na terceira nota, também persista a dispersão.

inep

De acordo com o ministro, o edital com as novas regras será publicado no “Diário Oficial da União” de sexta-feira (25).

“Para fazer todas as mudanças criamos comitê científico, discutimos intensamente para chegar a essas conclusões e estamos bastante preparados para enfrentar este grande desafio para fazer o Enem mais seguro e que dê tranquilidade para os jovens que vão participar desse processo”, disse o ministro da Educação.

Guia da redação

Mercadante afirmou que o Ministério da Educação vai distribuir a todos os alunos um guia para a redação do Enem, com as regras de correção e exemplos de redações modelo. Segundo o ministro, o Enem se tornou uma “peça estruturante do sistema de ensino superior do Brasil, porque na realidade ele é o grande instrumento de avaliação do mérito e desempenho dos alunos”.

Sobre os candidatos terem acesso à correção da redação, Mercadante destacou que o MEC firmou um termo de ajustamento de conduta com a Justiça no final do ano passado, no qual ficou definido que os estudantes teriam acesso à prova. “Isso será mantido, o que estamos concluindo é a operacionalização. É uma operação complexa fazer com que cada aluno que solicite sua redação a receba onde ela deve chegar.”

Ele creditou ao Enem o sucesso de programas como o Sistema de Seleção Unificado (Sisu), o Programa Universidade para Todos (Prouni), o Programa de Financiamento Estudantil (Fies) e o Ciência Sem Fronteiras, que utilizam o resultado do exame como principal critério de seleção dos estudantes.

Esse alunos “chegaram pelo mérito, o acesso foi o Enem, é uma conquista republicana”, disse Mercadante. “Estamos fazendo um refinamento do sistema para que a banca esteja sempre pronta a responder pelos casos de discrepância”, disse Luiz Cláudio Costa, presidente do Inep.

Segundo Costa, as mudanças são uma busca do Inep por “um sistema cada vez mais justo” para avaliar os candidatos “dentro da subjetividade da avaliação de um texto”.

A partir desta edição do Enem, os candidatos que fizeram a prova em busca da certificação do ensino médio terão de ter melhor desempenho. A pontuação mínima necessária subiu de 400 para 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento e 500 pontos na redação. (G1)

Inscrições para o Prouni terminam nesta segunda-feira

As inscrições para o processo seletivo do segundo semestre de 2012 do Programa Universidade para Todos (Prouni) terminam nesta segunda-feira (2).

enem-2011-foto-arena-size-598

São oferecidas 90.311 bolsas de estudo (52.487 integrais e 37.824 parciais) a alunos de baixa renda. As inscrições são gratuitas e realizadas pelo site do programa.

Para se inscrever, o candidato precisa ter realizado a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2011 e ter obtido no mínimo 400 pontos na média das cinco notas – ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias. Além disso, ele não pode ter zerado na redação.

Estudantes com renda familiar de até um salário mínimo e meio por pessoa podem pleitear bolsas integrais. Já as bolsas parciais são destinadas aos que possuem renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos.

Nos dois casos, é preciso que o aluno tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou tenha sido bolsista integral na rede privada. Há reserva de vagas para candidatos com deficiência e aos autodeclarados indígenas, pardos ou negros – com percentual estabelecido de acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 7. Entre os dias 7 e 13, os selecionados terão que comprovar as informações fornecidas. No dia 20, será divulgada a lista de contemplados na segunda chamada. Quem não for selecionado em nenhuma das etapas, pode contar ainda com a lista de espera, entre os dias 2 e 4 de agosto.

Segundo o MEC, desde 2005 até o primeiro semestre de 2012, foram concedidas cerca de 1 milhão de bolsas. (Veja)

Prazo de inscrição para o Enem 2012 termina às 23h59 desta sexta-feira

O prazo para as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) termina às 23h59 desta sexta-feira (15). As inscrições devem ser feitas pelo site http://sistemasenem2.inep.gov.br.

1foto_1

A taxa custa R$ 35. O exame será realizado nos dias 3 e 4 de novembro e o resultado individual dos candidatos será divulgado em 28 de dezembro.

A expectativa do Inep é que 6 milhões de pessoas se inscrevam para fazer o Enem 2012. Para facilitar o processo de inscrições, o ministério preparou um guia com instruções para os candidatos (veja aqui). Veja abaixo as principais regras sobre a próxima edição do exame:

Até as 17h de terça-feira (12) o Inep registrou 4.023.816 candidatos inscritos. Segundo o órgão, no ato da inscrição, 1.849 candidatos pediram auxílio de um ledor, 203 solicitaram prova em braile, 1.846 requisitaram assistência para déficit de atenção e dislexia e 1.103 pediram intérprete em língua brasileira de sinais (libras). Além disso, 58.289 candidatos se inscreveram como sabatistas – pessoas que guardam o sábado. Do total, 758 apresentaram-se como gestantes e 1.260 são lactantes.

Enquanto um grande contingente dos que vão fazer a prova está concentrado na faixa etária de 17 anos (662.822), o número de candidatos de 21 a 30 anos está maior: 1.176.934.

Inscrição

Os candidatos poderão se inscrever até as 23h59 do dia 15 de junho no site do Enem. O valor da taxa de inscrição é de R$ 35. No ato de inscrição é emitida uma guia para ser paga em uma agência bancária até o dia 20 de junho.

A isenção do pagamento da taxa pode ser feita por meio do sistema de inscrição e é conferida ao aluno que vai concluir o ensino médio em 2012 em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar ou a estudantes que se declaram membros de família de baixa renda ou em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Para isso, deverá apresentar documentos que comprovem sua condição. Os documentos serão analisados pelo Inep, que poderá negar a isenção.

No ato de inscrição, o candidato deve fornecer o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o seu número do documento de identidade (RG). Estudantes com necessidades especiais deverão informar no ato da inscrição sua situação. O Inep oferece provas diferenciadas, intérpretes e salas de aula e mobiliários acessíveis. Estudantes que estão internados e recebem aulas dentro do hospital poderão realizar a prova no próprio hospital, desde que indiquem a necessidade na inscrição.

Quem for usar o Enem para obter a certificação de conclusão do ensino médio deverá indicar uma das instituições certificadoras que estará autorizada a receber seus dados cadastrais e resultados. Para receber a certificação, é necessário tirar nota mínima de 450 nas quatro provas e 500 na redação.

O edital indica ainda que cabe ao candidato verificar no sistema do Inep se a inscrição foi concluída com sucesso. Que não for isento deverá acompanhar a confirmação do pagamento da taxa. O candidato deverá guardar número da inscrição e a senha.

Elas são indispensáveis para todo o processo do Enem, como inscrição, realização da prova, obtenção dos resultados e participação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona os alunos melhores classificados no Enem para vagas em universidades públicas cadastradas

Também será usado nos programas de bolsa de estudos (Prouni) e de financiamento estudantil (Fies), entre outros programas do Ministério da Educação, como o Ciência sem Fronteiras. O Comprovante da Inscrição estará disponível no http://sistemasenem2.inep.gov.br/inscricao.

As provas

O Enem será realizado nos dias 3 e 4 de novembro. O exame tem quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha e uma redação. As provas vão tratar de quatro áreas de conhecimento do ensino médio (veja ao lado).

Para a realização, das provas o candidato deverá usar somente caneta com tinta esferográfica preta e feita com material transparente.

As provas terão início às 13h (horário de Brasília). No dia 3 de novembro, os candidatos farão as provas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias, até as 17h30. No dia 4 serão realizadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias, que terminarão às 18h30. O candidato só pode entregar o gabarito e deixar a sala após duas horas de prova. Para levar o caderno de questões, é necessário esperar na sala até que faltem 30 minutos para o fim da prova.

O Inep recomenda que os candidatos cheguem ao local de prova ao meio-dia (horário de Brasília). É obrigatória a apresentação de documento de identificação original com foto para a realização das provas. Quem não tiver o documento deverá apresentar boletim de ocorrência emitido no máximo 90 dias antes da data da prova e se submeter a uma identificação especial e preenchimento de formulário próprio.

Conferência dos dados

Antes de iniciar as provas, de acordo com o edital, o candidato deverá verificar se o seu caderno de questões contém a quantidade de questões indicadas no seu cartão-resposta e contém qualquer defeito gráfico que impossibilite a resposta às questões. O estudante deverá ler e conferir todas as informações registradas no caderno de questões, no cartão-resposta, na folha de redação, na lista de presença e demais documentos do exame.

Se notar alguma coisa errada, o candidato deverá imediatamente comunicar ao aplicador de sua sala para que ele tome as providências cabíveis no momento da aplicação da prova.

Segundo o edital, a capa do caderno de questões possui informações sobre a cor do mesmo e uma frase em destaque, e caberá obrigatoriamente ao candidato marcar nos cartões-resposta, a opção correspondente à cor da capa do caderno de questões; transcrever nos cartões-resposta a frase apresentada na capa de seu caderno de questões. As respostas das provas objetivas e o texto da redação do deverão ser transcritos, com caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente, nos respectivos cartões-resposta e folha de redação, que deverão ser entregues ao aplicador ao terminar o exame.

O que não pode

O edital proíbe ao candidato, sob pena de eliminação, falar com outros candidatos, usar lápis, lapiseira, borracha, livros, manuais, impressos, anotações, óculos escuros, calculadora, agendas eletrônicas, celulares, smartphones, tablets, ipod, gravadores, pen drive, mp3 ou similar, relógio ou qualquer receptor ou transmissor de dados e mensagens.

Todos os pertences que não sejam a caneta preta de material transparente e o documento de identificação deverão ser guardados em um porta-objetos com lacre, que deverá ficar embaixo da carteira do candidato e só poderá ser reaberto após a saída dele da sala de prova.

A redação

O sistema de correção do Enem sofreu mudanças em 2012. A partir deste ano, a redação será corrigida por dois corretores de forma independente, sem que um conheça a nota atribuída pelo outro. A nota final é composta de cinco notas, que avaliam competências específicas do candidato.

A nota final corresponde à média aritmética simples das notas atribuídas pelos dois corretores. Caso haja discrepância de 200 pontos ou mais na nota final atribuída pelos corretores (em uma escala de 0 a 1.000), ou de 80 pontos ou mais em pelo menos uma das competências, a redação passará por um terceiro corretor, em um mecanismo que o Inep chama de “recurso de oficio”.

Se a discrepância persistir, uma banca certificadora composta por três avaliadores examinará a prova. Os candidatos poderão solicitar vistas da correção, porém não poderão pedir a revisão da nota.

Será atribuída nota zero à redação: que não atender a proposta solicitada ou que possua outra estrutura textual que não seja a do tipo dissertativo-argumentativo; sem texto escrito na folha de redação, que será considerada “em branco”; com até sete linhas, qualquer que seja o conteúdo, que configurará “texto insuficiente”; linhas com cópia dos textos motivadores apresentados no caderno de questões serão desconsideradas para efeito de correção e de contagem do mínimo de linhas; com impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação, que será considerada “anulada”.

Os resultados

Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados no site http://www.inep.gov.br/enem no dia 7 de novembro. Os candidatos poderão acessar os resultados individuais do Enem 2011 a partir de 28 de dezembro, mediante inserção do número de inscrição e senha ou CPF e senha no endereço eletrônico http://sistemasenem2.inep.gov.br/.

O Inep diz que a utilização dos resultados individuais do Enem para fins de certificação, seleção, classificação ou premiação não é de responsabilidade do órgão, mas das entidades às quais os dados serão informados pelo candidato.

O Inep não fornecerá atestados, certificados ou certidões relativas à classificação ou nota dos candidatos. De acordo com a portaria publicada no “Diário Oficial”, a inscrição do participante implica a aceitação das disposições, diretrizes e procedimentos para a edição do Enem contidas no edital. Para os adultos submetidos a penas privativas de liberdade e adolescentes sob medidas socioeducativas, que incluam privação de liberdade, haverá um edital para o processo de inscrição específico.

Saiba todas as regras para o ENEM. Inscrições até sexta à noite

Mais de quatro milhões de candidatos já se inscreveram para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), segundo divulgou no final da tarde desta terça-feira (12) o Ministério da Educação.

enem2

As inscrições podem ser feitas até as 23h59 desta sexta-feira (15), no endereço http://sistemasenem2.inep.gov.br. A taxa custa R$ 35.

O exame será realizado nos dias 3 e 4 de novembro e o resultado individual dos candidatos será divulgado em 28 de dezembro. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), os três estados que registram maior procura são, respectivamente, São Paulo (659.441), Minas Gerais (425.033) e Rio de Janeiro (315.292).

A expectativa do Inep é que 6 milhões de pessoas se inscrevam para fazer o Enem 2012. Para facilitar o processo de inscrições, o ministério preparou um guia com instruções para os candidatos (veja aqui).

Até as 17h de terça-feira (12) o Inep registrou 4.023.816 candidatos inscritos. Segundo o órgão, no ato da inscrição, 1.849 candidatos pediram auxílio de um ledor, 203 solicitaram prova em braile, 1.846 requisitaram assistência para déficit de atenção e dislexia e 1.103 pediram intérprete em língua brasileira de sinais (libras). Além disso, 58.289 candidatos se inscreveram como sabatistas – pessoas que guardam o sábado. Do total, 758 apresentaram-se como gestantes e 1.260 são lactantes.

Enquanto um grande contingente dos que vão fazer a prova está concentrado na faixa etária de 17 anos (662.822), o número de candidatos de 21 a 30 anos está maior: 1.176.934.

Inscrição

Os candidatos poderão se inscrever até as 23h59 do dia 15 de junho no site do Enem. O valor da taxa de inscrição é de R$ 35. No ato de inscrição é emitida uma guia para ser paga em uma agência bancária até o dia 20 de junho.

A isenção do pagamento da taxa pode ser feita por meio do sistema de inscrição e é conferida ao aluno que vai concluir o ensino médio em 2012 em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar ou a estudantes que se declaram membros de família de baixa renda ou em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Para isso, deverá apresentar documentos que comprovem sua condição. Os documentos serão analisados pelo Inep, que poderá negar a isenção.

No ato de inscrição, o candidato deve fornecer o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) e o seu número do documento de identidade (RG). Estudantes com necessidades especiais deverão informar no ato da inscrição sua situação. O Inep oferece provas diferenciadas, intérpretes e salas de aula e mobiliários acessíveis. Estudantes que estão internados e recebem aulas dentro do hospital poderão realizar a prova no próprio hospital, desde que indiquem a necessidade na inscrição.

Quem for usar o Enem para obter a certificação de conclusão do ensino médio deverá indicar uma das instituições certificadoras que estará autorizada a receber seus dados cadastrais e resultados. Para receber a certificação, é necessário tirar nota mínima de 450 nas quatro provas e 500 na redação.

O edital indica ainda que cabe ao candidato verificar no sistema do Inep se a inscrição foi concluída com sucesso. Que não for isento deverá acompanhar a confirmação do pagamento da taxa. O candidato deverá guardar número da inscrição e a senha.

Elas são indispensáveis para todo o processo do Enem, como inscrição, realização da prova, obtenção dos resultados e participação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona os alunos melhores classificados no Enem para vagas em universidades públicas cadastradas

Também será usado nos programas de bolsa de estudos (Prouni) e de financiamento estudantil (Fies), entre outros programas do Ministério da Educação, como o Ciência sem Fronteiras. O Comprovante da Inscrição estará disponível no http://sistemasenem2.inep.gov.br/inscricao.

As provas

O Enem será realizado nos dias 3 e 4 de novembro. O exame tem quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha e uma redação. As provas vão tratar de quatro áreas de conhecimento do ensino médio (veja ao lado).

Para a realização, das provas o candidato deverá usar somente caneta com tinta esferográfica preta e feita com material transparente.

As provas terão início às 13h (horário de Brasília). No dia 3 de novembro, os candidatos farão as provas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias, até as 17h30. No dia 4 serão realizadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias, que terminarão às 18h30. O candidato só pode entregar o gabarito e deixar a sala após duas horas de prova. Para levar o caderno de questões, é necessário esperar na sala até que faltem 30 minutos para o fim da prova.

O Inep recomenda que os candidatos cheguem ao local de prova ao meio-dia (horário de Brasília). É obrigatória a apresentação de documento de identificação original com foto para a realização das provas. Quem não tiver o documento deverá apresentar boletim de ocorrência emitido no máximo 90 dias antes da data da prova e se submeter a uma identificação especial e preenchimento de formulário próprio.

Conferência dos dados

Antes de iniciar as provas, de acordo com o edital, o candidato deverá verificar se o seu caderno de questões contém a quantidade de questões indicadas no seu cartão-resposta e contém qualquer defeito gráfico que impossibilite a resposta às questões. O estudante deverá ler e conferir todas as informações registradas no caderno de questões, no cartão-resposta, na folha de redação, na lista de presença e demais documentos do exame.

Se notar alguma coisa errada, o candidato deverá imediatamente comunicar ao aplicador de sua sala para que ele tome as providências cabíveis no momento da aplicação da prova.

Segundo o edital, a capa do caderno de questões possui informações sobre a cor do mesmo e uma frase em destaque, e caberá obrigatoriamente ao candidato marcar nos cartões-resposta, a opção correspondente à cor da capa do caderno de questões; transcrever nos cartões-resposta a frase apresentada na capa de seu caderno de questões. As respostas das provas objetivas e o texto da redação do deverão ser transcritos, com caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente, nos respectivos cartões-resposta e folha de redação, que deverão ser entregues ao aplicador ao terminar o exame.

O que não pode

O edital proíbe ao candidato, sob pena de eliminação, falar com outros candidatos, usar lápis, lapiseira, borracha, livros, manuais, impressos, anotações, óculos escuros, calculadora, agendas eletrônicas, celulares, smartphones, tablets, ipod, gravadores, pen drive, mp3 ou similar, relógio ou qualquer receptor ou transmissor de dados e mensagens.

Todos os pertences que não sejam a caneta preta de material transparente e o documento de identificação deverão ser guardados em um porta-objetos com lacre, que deverá ficar embaixo da carteira do candidato e só poderá ser reaberto após a saída dele da sala de prova.

A redação

O sistema de correção do Enem sofreu mudanças em 2012. A partir deste ano, a redação será corrigida por dois corretores de forma independente, sem que um conheça a nota atribuída pelo outro. A nota final é composta de cinco notas, que avaliam competências específicas do candidato.

A nota final corresponde à média aritmética simples das notas atribuídas pelos dois corretores. Caso haja discrepância de 200 pontos ou mais na nota final atribuída pelos corretores (em uma escala de 0 a 1.000), ou de 80 pontos ou mais em pelo menos uma das competências, a redação passará por um terceiro corretor, em um mecanismo que o Inep chama de “recurso de oficio”.

Se a discrepância persistir, uma banca certificadora composta por três avaliadores examinará a prova. Os candidatos poderão solicitar vistas da correção, porém não poderão pedir a revisão da nota.

Será atribuída nota zero à redação: que não atender a proposta solicitada ou que possua outra estrutura textual que não seja a do tipo dissertativo-argumentativo; sem texto escrito na folha de redação, que será considerada “em branco”; com até sete linhas, qualquer que seja o conteúdo, que configurará “texto insuficiente”; linhas com cópia dos textos motivadores apresentados no caderno de questões serão desconsideradas para efeito de correção e de contagem do mínimo de linhas; com impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação, que será considerada “anulada”.

Os resultados

Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados no site http://www.inep.gov.br/enem no dia 7 de novembro. Os candidatos poderão acessar os resultados individuais do Enem 2011 a partir de 28 de dezembro, mediante inserção do número de inscrição e senha ou CPF e senha no endereço eletrônico http://sistemasenem2.inep.gov.br/.

O Inep diz que a utilização dos resultados individuais do Enem para fins de certificação, seleção, classificação ou premiação não é de responsabilidade do órgão, mas das entidades às quais os dados serão informados pelo candidato.

O Inep não fornecerá atestados, certificados ou certidões relativas à classificação ou nota dos candidatos. De acordo com a portaria publicada no “Diário Oficial”, a inscrição do participante implica a aceitação das disposições, diretrizes e procedimentos para a edição do Enem contidas no edital. Para os adultos submetidos a penas privativas de liberdade e adolescentes sob medidas socioeducativas, que incluam privação de liberdade, haverá um edital para o processo de inscrição específico.

Enem: inscrições abertas a partir das 10h desta segunda

As inscrições para a edição de 2012 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam amanhã, às 10 horas, e seguem até o dia 15 de junho. As datas das provas foram marcadas para 3 e 4 de novembro.

enem

As inscrições podem ser feitas pela internet no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Em 2011, o Enem teve 5,4 milhões de candidatos em todo o Brasil, número recorde de inscritos.

A partir de 2009, o Ministério da Educação e Cultura (MEC) passou a utilizar a nota do exame como forma de entrar em universidade públicas. Os alunos se inscrevem no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e, de acordo com o resultado do Enem, podem pleitear vagas em instituições públicas de ensino superior de todo o país. “Isso fez com que os alunos passassem a dar mais importância ainda à prova,” diz a diretora do Colégio Kelvin, Mariza Deguer.

Além de universidades públicas, a nota do Enem pode ser usada para conquistar vagas em instituições particulares conveniadas com o Programa Universidade Para Todos (Prouni) e é pré-requisito para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A preparação dos alunos do ensino médio e de cursinhos está intensa.

SERVIÇO

Inscrições: 28/5 a 15/6, no site do Inep (www.inep.gov.br)
Provas: 3 e 4 de novembro
Taxa: R$ 35 (Pessoas de baixa renda podem pedir isenção da taxa no momento da inscrição. Estudantes que concluem o ensino médio em 2012 estão automaticamente isentos da taxa)
Resultado: gabarito será revelado até 7 de novembro; resultado final sai no dia 28 de dezembro

Gabaritos das provas do Enem no site

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2011, realizado no final de semana, trouxe uma prova com textos e enunciados menores e cobrou mais conteúdo dos candidatos.

Os gabaritos das provas serão divulgados hoje, no site do Inep (www.inep.gov.br). Os índices de abstenção no País caíram de 28% no ano passado, para 26,4% neste ano.

Provas do concurso do Daemo poderão ser antecipadas, e não adiadas, devido ao Enem

concursoA Superintendência de Água, Esgoto e Meio Ambiente de Olímpia (Daemo Ambiental) mudou a data do concurso público que oferece 22 vagas para oito cargos. É que, originalmente, a data original, 23 de outubro, coincidiria com as provas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e, por isso, segundo confidenciou uma fonte ao Blog hoje, quinta (29), a nova data poderá ser antes, e não depois, da original.

A nova data poderá ser dia 16 de outubro, uma semana antes do dia 23, que é a data do ENEM e, por sua vez, a prova do ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) será no dia 6, mas a alteração definitiva sairá na Imprensa Oficial do Município (IOM) neste sábado (1º). Leia mais…

Enem encerra inscrições hoje às 23h59

O período de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano acaba hoje, às 23h59. Para se inscrever, os interessados devem acessar o site. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela prova, afirma que não haverá prorrogação. O número de inscritos já ultrapassou 4.633.081, um recorde.

No entanto, quase 1,5 milhão de inscrições ainda estão pendentes – não foram pagas ou o pagamento foi efetuado, mas o Ministério da Educação (MEC) ainda não recebeu uma notificação do banco, já que o processo pode levar 72 horas. Leia mais…

Enem: prazo de inscrição termina nesta sexta

enemTermina amanhã o prazo de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Quem se inscrever amanhã poderá pagar a taxa de inscrição, de R$ 35, nas agências do Banco do Brasil.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 4,6 milhões de estudantes haviam se inscrito no programa até ontem. Destes, 947.491 alunos da rede pública foram isentos de pagar a taxa automaticamente. Leia mais…

Em 6 horas, 300 mil se inscrevem no Enem

enemOntem, no primeiro dia de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), foram registradas uma média de 470 inscritos por minuto. Segundo balanço do Ministério da Educação, foram 300 mil inscritos em seis horas. Neste ano, o exame ocorrerá nos dias 22 e 23 de outubro e os interessados têm até as 23h59 do dia 10 de junho para fazer a inscrição no site do Enem.

Desde 2009, o MEC deu início a um projeto de substituição dos vestibulares tradicionais pelo Enem. A partir do resultado da prova, os alunos se inscrevem no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e podem pleitear vagas em instituições públicas de ensino superior de todo o País. No ano passado, foram ofertadas 83 mil vagas em 83 instituições – entre elas, 39 universidades federais. Leia mais…

Inscrições para o Enem abrem na segunda

prova-enem-436As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão abertas na próxima segunda-feira, a partir das 10h, e seguirão até as 23h59 de 10 de junho, feitas exclusivamente pela internet. O valor será de R$ 35. A partir de 2012, haverá pelo menos duas edições anuais do exame – a primeira será em 28 e 29 de abril e a segunda deve ocorrer em novembro, após as eleições municipais.

“É fundamental termos mais oportunidades de avaliar como estamos”, disse hoje a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Malvina Tania Tuttman. Segundo ela, a realização de mais de duas edições dependerá do banco de itens. Conforme o Grupo Estado antecipou, a prova do Enem deste ano será aplicada nos dias 22 e 23 de outubro. Leia mais…

Notas do ENEM estão na internet

O Ministério da Educação divulga os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2010. Os estudantes podem consultar suas notas no site do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), informando seu CPF e senha. <

O resultado individual que pode ser consultado apresenta o desempenho de cada participante nas quatro provas objetivas (Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologia; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; e Matemática e suas Tecnologias), mais a nota da redação. Leia mais…

Enem à vista neste final de semana

enem-o-que-estudarA prova do Enem 2010 será aplicada sábado e domingo (6 e 7) em todo o país. Nos dois dias, a prova começará às 13h, horário oficial de Brasília.

Os portões dos locais da prova serão abertos uma hora antes. Recomenda-se chegar no mínimo com essa antecedência. O local de prova está no cartão de confirmação de inscrição. Não é possível alterá-lo.

Todos os cartões de confirmação de inscrição já deverão ter sido entregues pelos Correios. Caso você não tenha recebido o seu, poderá imprimi-lo pela internet, no endereço http://sistemasenem2.inep.gov.br/localdeprova/.