Voto a voto em Embaúba. Confira as planilhas completas da Justiça Eleitoral

Voto a voto em Embaúba, comarca de Olímpia. Confira como foi a votação, através de planilhas oficiais da Justiça Eleitoral.

Eleicoes2014BAN

Você poderá ampliar, página inteira, cada planilha, inclusive imprimir:

GOVERNADOR

SENADOR

DEPUTADOS FEDERAIS

DEPUTADOS ESTADUAIS

Voto a voto em Cajobi. Confira as planilhas completas da Justiça Eleitoral

Voto a voto em Cajobi, comarca de Olímpia. Confira como foi a votação, através de planilhas oficiais da Justiça Eleitoral.

Eleicoes2014

Você poderá ampliar, página inteira, cada planilha, inclusive imprimir:

GOVERNADOR

SENADOR

DEPUTADOS FEDERAIS

DEPUTADOS ESTADUAIS

Voto a voto em Altair. Confira as planilhas completas da Justiça Eleitoral

Voto a voto em Altair, comarca de Olímpia. Confira como foi a votação, através de planilhas oficiais da Justiça Eleitoral. Você poderá ampliar, página inteira, cada planilha, inclusive imprimir:

Eleicoes2014BAN

GOVERNADOR

SENADOR


DEPUTADOS FEDERAIS

DEPUTADOS ESTADUAIS

Olímpia ajuda a eleger Alckmin, Serra, Rodrigo Garcia e Itamar Borges

Olímpia já encerrou a apuração dos votos, com 108 seções. A Justiça Eleitoral já disponibiliza as listagens oficiais. O leitor do Diário de Olímpia.Com poderá conferir abaixo, inclusive com detalhes de votos em branco, nulos e votação de todos os que foram votados em Olímpia.

O Diário está criando as tabelas de toda a Comarca e deverá publicar ainda neste domingo (5).

CONFIRA OS VOTOS EM OLÍMPIA

GOVERNADOR

Geraldo-Alckmin

SENADOR

Serra-Suplicy

 

DEPUTADOS FEDERAIS

RodrigoGarcia

DEPUTADOS ESTADUAIS

ItamarBorges

Semanário levanta suspeitas de documento fraudado para oposição vencer eleição no Resort

Uma gravíssima denúncia foi publicada na edição desta sexta-feira, 3, do semanário Planeta News, dando conta de que pode ter havido fraude na Assembleia para o Condomínio do Thermas de Olímpia Resort, fraude esta que teria possibilitado a vitória da oposição. E nela estariam envolvidos ex-secretário, atual secretário e até ex-funcionário comissionado, além de um empresário do ramo imobiliário. Leia, abaixo, a íntegra da matéria:

“Foi realizada no ultimo dia 27 de setembro a Assembleia Geral do Condomínio Thermas Olímpia Resort para eleição de síndico, subsíndico e novo conselho com a apresentação de duas chapas concorrentes.

“Amparada por liminar concedida pelo Juízo da 3ª Vara da Comarca, em Ação Cautelar Incidental, a LM Empreendimentos e Participações participou da Assembleia e seus votos foram decisivos para que a Chapa 2, indeferida pela Síndica sob alegação de falta de documentos indispensáveis, se sagrasse vencedora.

thumbnoticiaexibir

“A liminar concedida determinou que o voto da LM fosse consignado em ata, uma vez que, perdendo efeito a decisão, os votos serão recontados.

“O Condomínio e a Administradora Tuti protocolaram pedido de reconsideração da decisão que concedeu a liminar, alegando que a LM é inadimplente e em mora com o condomínio em mais de R$ 2 milhões não tinha poderes para votar na Assembleia realizada.

“No pedido de reconsideração, os administradores e a Sindica fazem referência à exibição, por representante da LM, de um documento de “habite-se” parcial, que teria sido emitido em 2009, contendo um selo que passou a ser usado pelo Município somente em 2011 e com o endereço atual da Prefeitura no rodapé, ou seja, Praça Rui Barbosa, quando, na época, a sede da Prefeitura estava localizada na Rua Nove de Julho.

“Sobre o mesmo documento, indicam outras divergências, como o selo do cinquentenário do Folclore do ano de 2014 em documento lavrado em 2011, apresentando diferenças em relação ao original sendo a mais grave relacionada com a discrepância verificada na metragem da área construída de 10.849,76 m2 no original para 11.069,86 m2 no documento exibido e parcialmente fotografado.

“No ultimo dia 30 de setembro o Juiz da 3ª Vara da Comarca, apreciando os argumentos do pedido de reconsideração da decisão que concedeu a liminar, determinou que a parte autora, no caso a LM, manifeste-se em cinco dias face a juntada de novos documentos e, após, o encaminhamento dos autos para decisão, com urgência, não suspendendo os efeitos da Assembleia porque sua análise não integra o pedido inicial, senão o direito a voto, ainda condicionado.

“Dada a grande repercussão do assunto, tivemos acesso aos autos da Cautelar Inominada que deu origem à liminar concedida, garantindo o direito de representação da LM na Assembleia.

“Examinando detidamente a documentação juntada, verificamos a existência de discrepâncias entre o “habite-se” 067/09 original e o documento que instrui a medida cautelar proposta.

“O documento original contém a assinatura do Engenheiro Luis Carlos Benites Biagi e o documento juntado, não. Há diferenças, entre um e outro documento, quanto ao número de unidades e a metragem. No original há indicação, na etapa I, de 136 unidades, 120 unidades e 8.665,22 m2, enquanto no documento juntado há o registro de 134 unidades, 118 unidades  e 8.665,95 m2. Há diferença, ainda, em outra metragem total. No original constam 1.867,51 m2 e no documento juntado, 1.868,24 m2.

“Outra discrepância que chama a atenção é o tipo de papel utilizado e o endereço da sede da Prefeitura. No “Habite-se” original é utilizado papel padrão e a sede da Prefeitura na Rua 9 de Julho, 1054. No documento junto aos autos o endereço da Prefeitura é o atual, Praça Rui Barbosa nº 54 e o papel utilizado traz impresso o selo da comenda Chico Mendes concedido ao Município apenas em 2011.

“Observamos que ambos os documentos são datados de 25 de junho de 2009.

“No dia da Assembleia Geral mencionada, as câmeras do Resort registraram a presença do secretário de Assuntos Jurídicos, Edilson Denadai, o ex-secretário de Obras, Renê Galetti, além do ex- assessor jurídico Luiz Carlos Rodrigues Rosa Junior em contato com o representante da LM, antes da realização do encontro. A Assembleia em curso, as câmeras flagram o ex-secretário, Rene Galleti, saindo do Resort acompanhado do representante da LM, e voltam já de posse do ‘habite-se’ aparentemente adulterado.

“Logo em seguida foi exibido o “habite-se”, cuja autenticidade vem sendo questionada, documento parcialmente registrado em foto que distingue perfeitamente o conteúdo e diverge do original.

“No ultimo dia 30 de setembro a Síndica enviou notificação à Associação dos Investidores e Proprietários do Resort comunicando os motivos pelos quais não daria posse à chapa eleita, tendo em vista que a eficácia dos votos da LM, decisivos para o resultado da Assembleia realizada, está condicionada a decisão judicial definitiva futura”.

Fonte: Blog do Orlando Costa

PF abre inquérito para apurar os R$ 102 mil em poder de assessor de Covas

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar a origem de dinheiro flagrado, no sábado (27), em posse de um colaborador do deputado estadual Bruno Covas (PSDB-SP), que disputa mandato para a Câmara dos Deputados.

covas

O radialista Mário Welber, suplente de vereador em São José do Rio Preto (SP), foi interceptado no aeroporto de Congonhas, na capital paulista, carregando R$ 102 mil em dinheiro e um envelope com 16 cheques e um cartão da campanha do neto do ex-governador de São Paulo Mário Covas. Os valores foram identificados na passagem dele pelo aparelho de raio X.

O caso foi noticiado nesta quinta-feira (2) pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. Segundo a publicação, ao ser flagrado, o suplente não explicou a procedência do dinheiro. Ele não foi preso.

Segundo a assessoria de Bruno Covas, o deputado não tem nenhuma relação com o dinheiro apreendido com Mario Welber e diz que o colaborador só fazia uma gentileza para a campanha:

“Os cheques se destinavam a pagamentos de prestadores de serviço da região de Rio Preto, estavam contabilizados e dentro da prestação de contas da campanha. Mario Welber estava em São Paulo para compromissos particulares e, a pedido do contador da campanha, aproveitou a passagem para encontra-lo e levar os cheques para o coordenador local, uma vez que voltaria naquele mesmo dia para Rio Preto. De acordo com o advogado, Mario Welber prestou os esclarecimentos necessários e se prontificou a esclarecer quaisquer que sejam as informações necessárias. Diante do extravio, os cheques serão cancelados. Todo e qualquer cheque emitido por uma campanha é regular e está contabilizado na  prestação de contas”, informou a assessoria de Bruno Covas.

Radialista e suplente de vereador do PSDB em São José do Rio Preto, Mário Welber informa no Facebook que trabalha na Secretaria de Estado do Meio Ambiente de São Paulo.

Fonte: Folha de S.Paulo

Vinte e sete dúvidas comuns sobre as eleições de domingo

As eleições para Presidente da República, Governador, Senador, Deputados Federais e Estaduais, ocorrem domingo (5) em todo o País. Com certeza, o eleitor tem muitas dúvidas, aqui elencadas e respondidas.

IMG_3254.JPG

Mas, qual é a diferença entre voto em branco e voto nulo? Informações retiradas do Guia do Eleitor do TSE – Tribunal Superior Eleitoral.

TIRA DÚVIDAS

1. Como faço pra saber está tudo certo para eu votar?
Você pode consultar aqui, ou ir ao cartório da sua zona eleitoral.

2.O que acontece se eu não votar em três eleições seguidas?
Você estará irregular. Se isso acontecer vá a um cartório eleitoral, onde pagará uma multa por cada turno de eleição que deixou de votar.

3. Qual o valor da multa ?
Ela pode variar entre R$1,06 e R$3,51. Esse valor pode ser dez vezes maior se o juiz eleitoral achar necessário.

4. Posso faltar ao trabalho para regularizar questões eleitorais?
Sim, se avisar com 48 horas de antecedência. Dessa forma você não tem desconto de salário. Porém isso só pode acontecer por no máximo dois dias.

5. As informações do título eleitoral são públicas?
Não, por lei os cadastros não são abertos, evitando assim que alguém possa ser localizado por seu título de eleitor.

6. Qualquer um pode ser mesário?
Apenas os maiores de 18 anos que estejam em dia com a Justiça Eleitoral. Em geral, a prioridade são os que têm ensino superior completo, professores e funcionários da Justiça.

7. O que acontece se eu não aceitar ser mesário?
Se não comparecer ao local da votação você tem 30 dias para se justificar ao juiz eleitoral, ou terá que pagar uma multa.

8. Um mesário trabalha em quantas eleições?
Infelizmente não existe uma regra e depende do juiz eleitoral em cada eleição.

9. Posso virar mesário no dia da eleição?
Sim, é a chamada nomeação ad hoc. Caso alguém falte, um eleitor pode ser selecionado para ocupar o lugar.

10. Alguém pode descobrir em qual candidato eu votei?
Não. Segundo o Tribunal Eleitoral Superior, a urna eletrônica é totalmente sigilosa e nem os juízes e técnicos têm como saber quem vota em quem.

11. O resultado da eleição pode ser hackeada?
Como as urnas não são conectadas em linha telefônica nem em rede de computadores é muito difícil. Além disso as informações são assinadas, os resultados não podem ser alterados e os próprios partidos realizam a contagem dos votos a partir da soma dos boletins de cada urna eletrônica.

12. Que documentos devo levar quando for votar?
Qualquer identificação com foto, menos a carteira de trabalho. O título de eleitor, por mais estranho que possa parecer, não é obrigatório.

13. Existe atendimento preferencial na hora de votar?
Sim, para os candidatos, juízes eleitorais, seus auxiliares de serviço e servidores da Justiça Eleitoral. Quem tem mais de 60 anos, necessidades especiais e mulheres grávidas e lactantes também tem prioridade.

14. O voto é obrigatório nos dois turnos? Se eu não votar no primeiro, posso votar no segundo?
Sim, o voto é obrigatório nos dois turnos. Caso não tenha conseguido no primeiro, basta justificar a ausência e votar normalmente no segundo.

15. O que posso levar comigo na hora de votar?
Nada além da sua “cola” com o nome e o número dos candidatos. Celulares, máquinas fotográficas, filmadoras, ou qualquer aparelho que comprometa o sigilo do voto são proibidos.

16. E se eu esquecer o número do candidato?
Na propria seção eleitoral tem uma lista completinha com os nomes e números dos candidatos.

17. Errei na digitação, e agora?
Só usar a tecla laranja, e começar de novo.

18. Como funciona o voto em legenda?
O voto em legenda é quando você escolhe votar em um partido no lugar de um candidato específico. Ele é valido só para deputados federais e estaduais. Para votar em uma legenda basta digitar apenas o numero do partido.

19. Qual a diferença entre votar nulo e votar em branco?
Nem os votos nulos, nem os brancos são contabilizados como votos válidos. Porém, os votos em branco são acrescentados ao total de votos do candidato vencedor só após a contagem final — não valem, por exemplo, para definir um primeiro turno. Já os votos nulos não são contabilizados.

20. Como fazer para votar em branco?
Só usar a tecla de cor branca e depois confirmar na verde.

21. Como votar nulo?
Só digitar um número que não corresponde a nenhum candidato ou partido e apertar a tecla verde.

22. Fora votar nulo, o que mais anula votos?
Votos obtidos por “candidato condenados por compra de voto, por abuso do poder econômico ou por interferência do poder político ou de autoridade”podem ser anulados. Também se anula a votação “quando houver fraude ou coação”.

23. O que acontece se a maioria dos votos forem nulos?
Ao contrário do mito, se metade da população votar nulo, a eleição não será anulada. Isso só acontece “caso os votos sejam anulados por abuso do poder econômico ou interferência de poder politico ou de autoridade”.
Se isso acontecer será marcada uma nova eleição entre 20 e 40 dias.

24. O que é proibido fazer no dia da eleição?
Qualquer tipo de manifestação com pessoas usando camisetas de partidos ou candidatos, broches, adesivos e portando bandeiras.

25. É liberado usar bótom ou camiseta do meu candidato na hora de votar?
Sim, se você estiver sozinho e não participando de uma manifestação.

26. A Lei Seca entra em vigor quando?
A Lei Seca entra em vigor de acordo com as secretarias de Segurança Pública de cada município e estado, então varia de localidade para localidade.

27. Posso ser preso na véspera das eleições?
Pela lei, cinco dias antes e até 48 horas depois da eleição, nenhum eleitor pode ser preso ou detido, ao menos que seja pego em flagrante (cometendo crime afiançável ou inafiançável) ou se for sentenciado por crime inafiançável.

Para outras informações sobre o seu voto e dia da votação, acesse o site do Tribunal Superior Eleitoral.

Votar Bem

Por Ivanaldo Mendonça — Às vésperas das eleições, para que a política seja de fato, promoção do bem comum e o exercício do voto seja consciente, livre e responsável, questões fundamentais e de interesse comum devem ser consideradas e defendidas.

urna-eletronica

1. Vote. Não deixe de votar. Participar das eleições é exercer cidadania, expressão do comprometimento e colaboração na definição da vida política do País e Estado.

2. Servir ao povo. Vote em candidatos comprometidos em buscar soluções para questões decisivas: superação da pobreza, promoção de uma economia voltada à criação de postos de trabalho e melhor distribuição da renda, educação de qualidade para todos, saúde, moradia, respeito à vida e defesa do meio ambiente.

3. Promover o bem comum. Vote em candidatos comprometidos com a justiça e a solidariedade social: segurança pública, superação da violência, justiça no campo, dignidade da pessoa, direitos humanos, cultura da paz e o respeito pleno pela vida humana desde a concepção até à morte natural.

4. Governar para todos. Vote em candidatos comprometidos em promover políticas que beneficiem a sociedade como um todo, levando em conta, especialmente, as camadas sociais mais frágeis e necessitadas.

5. Ficha suja Não! Vote apenas em candidatos com “ficha limpa”, dignos de confiança, capazes de governar com prudência e equidade e de fazer leis boas e justas para o convívio social.

6. Voto não é mercadoria. Não colabore com a prática da corrupção eleitoral, o abuso do poder econômico, a compra de votos e ao uso indevido da máquina administrativa na campanha eleitoral.

7. Voto não é troca de favores. Escolha livremente. Conheça os candidatos, sua história pessoal, suas ideias, as propostas defendidas por eles e os partidos aos quais estão filiados. Vote em candidatos que representem e defendam, depois de eleitos, as convicções que você também defende.

8. Promover a liberdade religiosa. Vote em candidatos que respeitem a liberdade de consciência, as convicções religiosas dos cidadãos, seus símbolos religiosos e a livre manifestação de sua fé.

9. Promover e defender a família. Ajude a promover, com seu voto, a proteção da família contra todas as ameaças à sua missão e identidade natural.

10. Acompanhe a atuação dos eleitos. Votar é importante, mas não é tudo. Acompanhe as ações e decisões políticas e administrativas dos governantes e parlamentares, para cobrar deles a coerência para com as promessas de campanha e apoiar as decisões acertadas.

Ivanaldo Mendonça é Padre, Pós-graduado em Psicologia, [email protected]

Urnas de Olímpia e comarca começam a ser preparadas e lacradas a partir de quinta-feira

O cartório da 80ª Zona Eleitoral que compreende os municípios de Olímpia, Severínia, Altair, Guaraci, Cajobi e Embaúba, inicia na quinta-feira (25) o ritual de lacração das urnas das 202 secções, incluindo as urnas de contingência. Esse ritual estende-se até o dia 2 de outubro, três dias antes do pleito. A juíza eleitoral Maria de Almeida Gama Matioli deverá presenciar, em qualquer momento do expediente, essa cerimônia.

urna-eletronica

Neste processo, as urnas serão ‘inseminadas’ – ou seja, será gerada mídia com a relação de todos os candidatos a presidente da República, Senadores, Deputados Federais e Estaduais, Governadores, em cada uma das urnas, segundo esclarece a chefe do Cartório local Maria Batista dos Anjos.

Finalmente, serão zeradas e lacradas, prontas para o pleito de 5 de outubro, em que os eleitores brasileiros são obrigados a votar, ou justificar, das 8h às 17h.

Na comarca de Olímpia, estão aptos ao voto 74.127 eleitores, em 27 locais de votação, 202 secções.

Em Olímpia, são 39.642 eleitores aptos ao voto, 2.068 tiveram os títulos eleitorais cancelados e 429 suspensos.

Em Severínia, são 12.429 eleitores aptos, 662 foram cancelados e 87 suspensos.

Em Guaraci, são9 8.469 eleitores aptos, 485 suspensos e 112 suspensos.

Em Cajobi, são 8.047 eleitores aptos, 396 cancelados e 46 suspensos.

Em Altair, são 3.091 eleitores aptos, 167 cancelados e 26 suspensos.

Finalmente, em Embaúba, são 2.449 eleitores aptos, 112 cancelados e 11 suspensos.

Nesse período, até o pleito, não é mais possível regularizar a situação eleitoral.

CARTILHA I
O Tribunal Superior Eleitoral tomou uma série de iniciativas para conscientizar o eleitorado brasileiro.

Além das campanhas publicitárias veiculadas em emissoras de rádio e TV, lançadas para despertar nos cidadãos a consciência sobre importância do voto e do ato de votar, a Escola Judiciária Eleitoral do TSE também lançou a Cartilha do Eleitor Consciente.

CARTILHA II

O objetivo da cartilha é esclarecer o eleitor e tirar suas dúvidas sobre o processo eleitoral, bem como incentivar a escolha consciente dos candidatos.

A cartilha foi organizada no formato de perguntas e respostas, por meio das quais o eleitor poderá se informar sobre o processo eleitoral.

O ranking de candidatos na eleição de 5 de outubro

De acordo com a Justiça Eleitoral nas eleições de outubro o eleitor poderá escolher entre 11 candidatos à presidência da república: Aécio Neves (PSDB), Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB), Eduardo Jorge (PV), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Luciana Genro (PSOL), Mauro Iasi (PCB), Pastor Everaldo (PSC), Rui Costa Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU).

marina

Para governo do Estado são 8 candidatos: Geraldo Alckmin (PSDB), Gilberto Natalini (PV), Laércio Benko (PHS), Maringoni (PSOL), Padilha (PT), Raimundo Sena (PCO), Paulo Skaf (PMDB) e Wagner Farias (PCB).

Senador por São Paulo são 8: Ana Luiza (PSTU), Edmilson Costa (PCB), Eduardo Suplicy (PT), Fernando Lucas (PRP), Gilberto Kassab (PSD), José Serra (PSDB), Juraci Garcia (PCO) e Kaka Wera (PV).

VAGAS: Para o senado, o Estado de São Paulo tem uma vaga disponível.  Para deputado federal são 70 e para Assembleia Paulista os candidatos disputam 94 vagas.

Em todo Estado são 31.648.266 eleitores para uma população de 43.663.669 pessoas.

Fonte: Diário de Barretos

Provedor revela quais os deputados ‘amigos da Santa Casa de Olímpia’

O provedor da Santa Casa de Misericórdia de Olímpia, advogado e corretor Mário Montini, vem divulgando uma Carta Aberta aos olimpienses demonstrando que, nos últimos três anos, 10 parlamentares tem contribuído com a instituição, através de emendas do Estado ou da União. Somente Rodrigo Garcia, candidato à reeleição para deputado federal, de setembro de 2011 a janeiro deste ano destinou mais de R$ 1 milhão para a Santa Casa local.

montinicapa1_thumb

“É comum nesse momento eleitoral surgirem os paraquedistas, e é bom a população saber que, de fato, se preocupa com a nossa Santa Casa”, disse Montini.

A carta é a seguinte:

CARTA ABERTA DE UM CIDADÃO OLIMPIENSE

Eu, Mário Francisco Montini, que a esta subscreve, cujas atividades sociais são de conhecimento público e prescindem de esclarecimento nesta oportunidade, preocupado com o momento político por qual passamos, exorta a todos a buscarem a melhor opção de voto em 3 de Outubro, com pensamento naquilo que os candidatos escolhidos poderão vir a contribuir com a nossa sociedade e, em especial, com a única Instituição Hospitalar Regional.

É comum aparecer nesse momento eleitoral inúmeros “paraquedistas” que jamais tiveram compromisso com a nossa cidade e, em especial, para com a nossa Santa Casa, daí tomarmos a liberdade de informar a ajuda que tivemos e a essencialidade destes beneméritos, senão vejamos:

Valor do Recurso Data Crédito Origem Objeto Indicado por
R$ 500.000,00 30/09/2011 Estadual Custeio: material, medicamentos e serviços Rodrigo Garcia
R$ 100.000,00 16/01/2012 Estadual Investimento: equipamentos (bisturi, mesa cirúrgica, perfurador e monitor de parâmetros) Itamar Borges
R$ 70.000,00 28/05/2012 Estadual Custeio: material e medicamentos Marcos Neves
R$ 100.000,00 28/05/2012 Estadual Investimento: equipamentos (ar condicionado, cama, maca) Adilson Rossi
R$ 300.000,00 27/12/2012 Estadual Custeio: material, medicamentos e serviços Rodrigo Garcia
R$ 115.681,68 06/09/2013 Federal Custeio: material e medicamentos Edinho Araújo
R$ 300.000,00 02/10/2013 Federal Investimento: equipamentos (ap. Anestesia, autoclave, ECG, monitor, Raio-X, ventilador pulmonar) Aloysio Nunes Ferreira
R$ 200.000,00 09/12/2013 Estadual Custeio: serviços Bruno Covas

R$ 60.000,00 16/12/2013 Estadual Custeio: material e medicamentos Orlando Bolçone
R$ 250.000,00 14/01/2014 Estadual Custeio: material, medicamentos e serviços Rodrigo Garcia
R$ 270.000,00 01/07/2014 Estadual Investimento: equipamentos (arco cirúrgico) Dilador Borges
R$ 30.000,00 01/07/2014 Estadual Custeio: material e serviços (reforma UTI) Welson Gasparini
Nota-se o montante de R$ 2.295.681,68, sendo R$ 1.050.000,00 oriundos do trabalho de apenas um dos Deputados Beneméritos.

Não há nos dados acima, promessas de disponibilização de verbas, pois anotamos apenas os efetivamente cumpridos durante nossa administração.

Estas são as informações que temos por relevante levar ao conhecimento público, a fim de que Olímpia possa continuar a contar com a prestimosa colaboração destes nobres políticos.

Olímpia, setembro de 2014.
Mário Francisco Montini

O seu voto é sagrado

Por Ivanaldo Mendonça — Preparamo-nos para escrever mais uma importante página da história. No próximo cinco de Outubro, elegeremos os que governarão o país e estados pelos próximos quatro anos. Quais suas expectativas? O cenário político do Brasil não favorece: escândalos, desvios, corrupção, impunidade… Muito disso é consequência do que fizemos ou deixamos de fazer no exercício do direito do voto. Desânimo, indiferença e omissão colaboram, ainda mais, para a manutenção da situação.

eleicao

Política é a arte de promover o bem-comum. Exercer política é cuidar bem da cidade, do estado, do país e das pessoas. A ideia original confronta com a atitude de tantos, cujo interesse é promover o bem particular, no máximo, o bem de seus correligionários. Não generalizemos! Existem pessoas dispostas a promover o bem comum. Critérios sólidos e equilibrados são fundamentais para escolher bem em quem votar.

O voto é sagrado porque corresponde ao exercício da cidadania. Ser cidadão é exercer de forma consciente, livre e responsável, direitos e deveres. Voto consciente promove vida, justiça, paz, concórdia, elimina miséria, melhora a qualidade da saúde e educação. O voto é sagrado porque é vontade de Deus que seus filhos, indistintamente, vivam com dignidade.

A Bíblia propõe que os homens escolhidos para governar, sejam antes de tudo justos, tementes e obedientes a Deus, porque, se assim forem, de verdade, não farão o mal ao povo. O poder concedido a um governante para pastorear o povo é confiado por Deus. No uso da liberdade, Ele permite que os escolhamos. Quem recebeu a capacidade para governar deve fazê-lo da melhor maneira possível, pensando em todos.

Em tempos de campanha muito se fala em Deus. Muitos se convertem, vão às missas e cultos e, mesmo atrasados, entram na fila da comunhão. Igrejas são excelentes palcos para os artistas políticos. Belos discursos, tapinhas nas costas e agrados de todas as naturezas podem custar muito caro.

Abracemos, com fé e esperança, a oportunidade de exercer o sagrado direito de voto. É vontade de Deus que escolhamos bem! É vontade de Deus que todos vivam com dignidade! No entanto, não basta que seja vontade de Deus. É necessário que seja também minha, sua, nossa vontade e compromisso. Voto consciente é voto vitorioso, sempre.

Ivanaldo Mendonça, Padre, Pós-graduado em Psicologia, [email protected]

Silvio Salata é ouvido pelo Estadão sobre gastos com ‘cabos eleitorais’ de Aécio

O advogado olimpiense, com banca na capital paulista, Sílvio Salata, é novamente destaque na mídia nacional, ao comentar assuntos de sua especialidade: o Direito Eleitoral. Desta vez, o jornal O Estado de S.Paulo, edição desta terça-feira (9), repercutiu o caso do comitê financeiro da campanha presidencial de Aécio Neves (PSDB) ter pago em agosto cerca de R$ 2,5 milhões à uma empresa de eventos por um serviço descrito como ‘atividades de militância e mobilização de rua’.

IMG_2732

Os especialistas, entre eles Silvio Salata, ouvidos pelo Estadão, não veem ilegalidade, desde que os gastos sejam identificados.

“O gasto é lícito desde que a empresa apresente a relação individualizada  de todo o pessoal contratado”, disse Salata, que é membro da Comissão nacional de Direito Eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional São Paulo (OAB-SP).

Clique abaixo e amplie a reportagem completa:

salata

Silvio Salata na defesa de Maluf consegue adiar julgamento no TRE

O advogado olimpiense Luiz Silvio Moreira Salata (foto), especialista em direito eleitoral, integra a defesa do ex-governador, hoje candidato a deputado federal Paulo Maluf (PP) e, nos últimos dias, tem sido citado pela mídia nacional no trabalho de manutenção dessa candidatura.

>IMG_2732.JPG

Silvio Salata divide uma das mais respeitadas bancas advocatícias da capital paulista, com os filhos, também advogados, Maria Silvia e Luiz Ricardo.

Neta sexta-feira (29), ele foi citado pelos jornais O Globo, do Rio, e O Estado de S.Paulo, em relação ao fato de que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) deixou para a próxima sessão, marcada para a segunda-feira (1º), o julgamento da impugnação do registro da candidatura do deputado federal Paulo Salim Maluf (PP).

Nesta sexta-feira, juízes eleitorais apreciaram o pedido de impugnação, protocolado pela Procuradoria Regional Eleitoral, no sentido de barrar a candidatura do parlamentar com base na Lei da Ficha Limpa. A sessão, no entanto, terminou empata em três a três. O voto de minerva, dado pelo presidente do TRE-SP, Antônio Carlos Mathias Coltro, deve acontecer na próxima semana.

E Silvio Salata esteve na defesa de Maluf, sendo citado pelo jornal carioca: “O advogado de Maluf, Silvio Salata, argumentou que “a peculiaridade do caso requer uma análise minuciosa, pois esse é o primeiro caso no TRE cujo acórdão do Tribunal de Justiça (TJ) reconhece a inexistência de dolo indicado na sentença, somente há culpa”.

IMG_2716.JPG

Para a defesa, fica claro no acórdão que houve a culpa pela nomeação de Reynaldo de Barros, então secretário de Obras e presidente da Emurb, que autorizou os pagamentos indevidos às construtoras.

Por sua vez, o blog de Fausto Macedo, do Estadão, estampa a manchete: “Candidatura de Maluf divide corte eleitoral em São Paulo”. E, de novo, a atuação do advogado olimpiense: “Os advogados Eduardo Nobre e Silvio Salata, que representam Maluf perante o TRE, sustentam que os desembargadores da 10.ª Câmara de Direito Público do TJ concluíram que “não houve ato doloso, não houve enriquecimento ilícito”.

A candidatura do ex-prefeito Paulo Maluf (PP-SP), que busca se reeleger deputado federal, dividiu o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo na aplicação da Lei da Ficha Limpa. Com um empate de 3 votos a 3, o julgamento foi interrompido ontem, após quase duas horas de debates intensos. Nestes, está o nosso respeitado e competente Silvio Salata. (Leonardo Concon)

‘Estadão’ publica opinião de Sílvio Salata a respeito dos cartazes falsos em SP

O advogado olimpiense Luiz Sílvio Moreira Salata, com banca na capital paulista com os seus filhos Maria Sílvia e Luiz Ricardo, sempre é procurado pela mídia nacional para opinar em assuntos delicados, envolvendo área jurídica, especialmente a político-partidária. Desta vez, foi a vez do jornal O Estado de S.Paulo, edição de anteontem, sexta-feira (15), procurar o especialista em Direito Político-Eleitoral a questão de propaganda falsa de autoria da ONG Greenpeace, envolvendo os candidatos Dilma Rousseff (para a Presidência da República, PT) e Geraldo Alckmin (para o governo paulista, PSDB).

silvio-cartaz

A reportagem, assinada por Ricardo Chapola e Valmar Hupsel Filho, é a seguinte:

É do Greenpeace, ONG conhecida por ações midiáticas de defesa do meio ambiente, a autoria dos cerca de 100 cartazes espalhados por pontos de ônibus da cidade de São Paulo em que a presidente Dilma Rousseff (PT) e o governador Geraldo Alckmin (PSDB) parecem juntos. Candidatos à reeleição, Dilma e Alckmin são filiados a partidos adversários no plano nacional e estadual.

A peça estampa as logomarcas dos governos federal e estadual e dá a entender que, tanto a presidente quanto o governador, são responsáveis por dobrar a extensão das linhas de metrô em São Paulo até o fim de 2014. “A espera acabou. Até o final de 2014 a extensão do metrô de São Paulo vai dobrar”, diz o texto disposto acima das fotos de Alckmin e Dilma, conforme mostrou ontem o jornal Folha de S. Paulo.

Os cartazes foram espalhados por 100 pontos de ônibus das regiões da Avenida Paulista, do Ibirapuera e na Vila Madalena.

O advogado Silvio Salata,consultor da comissão nacional de Direito Eleitoral da OAB, disse que a ONG pode ser alvo de inquérito policial porque cometeu diversos delitos, como falsidade ideológica e propaganda eleitoral irregular.

“O autor colocou uma coisa absolutamente falsa, com amara dos governos e juntou dois candidatos que estão em polos opostos”, disse.

A campanha de Alckmin afirmou que vai processar os autores dos cartazes. Pela legislação eleitoral brasileira, candidatos à reeleição não podem ter suas imagens vinculadas a propagandas institucionais.

ESTADAO

PROTESTO

A ação, classificada pela coordenadora da campanha de transportes do Greenpeace, Bárbara Rubim,de “intervenção urbana”, consistiu na colocação dos cartazes de protesto por cima dos originais, de publicidade paga. “A ideia era gerar estranhamento mesmo”,
disse. Ela nega que a ONG tenha cometido crime eleitoral, mas assume que o anúncio é falso.

Segundo ela, trata-se de um protesto pelo não cumprimento de promessas feitas durante a campanha passada. “Faz-se de tudo para conseguir os votos dos eleitores e, depois da sornas, as ideias são abandonadas”, disse. Ela ironizou o fato de o governo estadual negar a autoria dos cartazes, mas não citar a promessa não cumprida.

A concepção dos cartazes é de autoria da própria ONG. Não houve, segundo Bárbara, contratação da Ótima, concessionária que administra publicidade nos os pontos de ônibus em São Paulo.

A empresa não autorizou seus clientes a divulgar o conteúdo.

Edinho Silva desiste da campanha para deputado federal para ser tesoureiro de Dilma

O ex-presidente do PT de São Paulo e deputado estadual, Edinho Silva, anunciou que não será mais candidato a deputado federal nas eleições deste ano. Segundo nota, em plenária na noite de ontem com militantes e simpatizantes do partido e moradores de Araraquara na Câmara Municipal, o deputado informou que será tesoureiro da campanha da presidente da República Dilma Rousseff à reeleição.

edinho-silva1

“Aceitei com dor no coração, porque tenho convicção de que seria um dos candidatos a deputado federal mais votados do Estado, pelo trabalho que realizo na Assembleia Legislativa e como presidente da estadual do PT até novembro do ano passado. Mas o projeto do PT para o Brasil está acima das missões pessoais”, falou Edinho, no comunicado. O deputado continuará com suas atividades estaduais.

Ontem, por exemplo, Edinho defendeu a união do PT de Araraquara e Matão para disputar vagas na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal e propôs que o ex-prefeito de Matão Adauto Scardoelli seja candidato a deputado federal. Para estadual, ressaltou que o diretório municipal de Araraquara deve decidir entre os nomes de Marcia Lia e do vereador Edio Lopes.

Edinho tomou decisão parecida com a de seu companheiro de partido, Rui Falcão. No último dia 11, o presidente nacional do PT e também deputado estadual informou que não concorrerá a nenhum cargo eletivo em 2014 e que se dedicará “unicamente às tarefas de crescimento do PT e da campanha de Dilma”, conforme nota sobre o assunto em sua página na internet.

Fonte: Agencia Estado