Lixo eletrônico poderá ser entregue nas escolas municipais de 24 a 28 deste mês

O Departamento de Água, Esgoto e Meio Ambiente da Estância Turística de Olímpia, Daemo Ambiental, fará coleta de “lixo eletrônico” no período de 24 a 28 deste mês, em parceria com as escolas de Ensino Fundamental da Rede Municipal. Será uma campanha voluntária, quando nas escolas estarão à disposição dos alunos e cidadãos recipientes para armazenar esses resíduos.

lixo

COISASO projeto foi desenvolvido após duas reuniões realizadas nos meses de junho e julho com a finalidade de discutir a temática do “lixo eletrônico” e firmar parceria entre os municípios de Cajobi, Olímpia, Monte Azul Paulista, Palmares Paulista, Paraíso e Severínia.

“O objetivo foi encontrar possibilidades para realizar um descarte correto, uma vez que estes materiais contêm substâncias que, quando descartados em locais inadequados, são capazes de acarretar problemas ao Meio Ambiente, tanto ao solo quanto à água”, explica Ana Lúcia Lopes Volfe, diretora de Meio Ambiente do município.

Como se sabe, todos os dias são lançados novos aparelhos celulares, televisores, computadores, entre outros, e a tendência é a população substituir os mais velhos e os que já estão quebrados por estes mais novos. E é aí que surge a questão: “Onde descartar todo este lixo eletrônico?”.

O 1º Mutirão “Bota Fora o Lixo Eletrônico” surge então como medida de solução para esta problemática, de acordo com Ana Lúcia Volfe. A campanha será realizada pela primeira vez nos municípios envolvidos na parceria. “A meta é coletar o maior número de materiais eletrônicos inutilizados nas cidades, e providenciar um descarte correto, limpo e sustentável”, diz a diretora.

A parceria dos municípios estendeu-se ainda à Empresa LED, localizada na cidade de Mococa, a qual será responsável pelo recolhimento de todo o lixo e do transporte até sua sede, onde possui um trabalho de reciclagem dos materiais coletados. “Para que esta campanha funcione, precisamos da colaboração de todos os cidadãos olimpienses”, pede Ana Lúcia.

Abaixo segue a lista dos endereços das escolas e os materiais que podem ser levados, salientando que o “lixo eletrônico” tem que ser levado completo, não podem ser entregues sem os componentes internos.

LOCAIS

Daemo finaliza obras do primeiro EcoPonto da cidade

O Daemo Ambiental está finalizando a pintura e a construção da calçada, instalando letreiro, placas informativas, caçambas, freezer para animais mortos e equipando a guarita com geladeira, micro-ondas e materiais de escritório no EcoPonto Unidade I, no Distrito Industrial II, que foi construído por meio de convênio com o Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição-Fecop. À Superintendência de Água, Esgoto e Meio Ambiente de Olímpia coube a fase final de acabamento.

DSC07074

Além disso, a Daemo Ambiental contratou quatro vigias por intermédio da Prodem, para turnos de 12 horas no local. A Autarquia também adquiriu um volume de 60 m³ de brita para tornar o pátio de manobras mais acessível aos munícipes que utilizarem o EcoPonto para descartar seus resíduos de forma correta. Caberá à Daemo Ambiental também o gerenciamento da rede de EcoPontos da Estância Turística de Olímpia.

DSC07070

Os EcoPontos são equipamentos públicos destinados ao recebimento voluntário de pequenos volumes de resíduos da construção civil e resíduos volumosos (até 1 m³) pelos próprios munícipes ou por pequenos transportadores cadastrados -excluídas as pessoas jurídicas-, diretamente contratados pelos geradores, voltados à triagem, ao acondicionamento e à remoção adequada às áreas de destinação autorizadas, provenientes de obras, reformas e reparos de pequeno porte.

No local, Rua Elzon Furlan, 151, Distrito Industrial-II “Álvaro Marreta Cassiano Ayusso”, também haverá um Ponto de Entrega Voluntária-PEV de resíduos recicláveis e óleo usado, que serão destinados à Cooperativa de Reciclagem “Amigos da Natureza”.

DSC07071(3)

Nos próximos anos devem ser instaladas mais unidades de EcoPontos na Estância Turística de Olímpia, para que todos os pontos do município sejam atendidos por esses equipamentos urbanos que propiciam a manutenção de uma cidade mais limpa para seus moradores.

Daemo faz reciclagem de podadores cadastrados e pede conscientização da comunidade

A Divisão de Meio Ambiente da Daemo Ambiental realizou no início da semana passada (2 e 3), na sala de reunião da autarquia, a Capacitação de Podadores para as empresas e podadores autônomos cadastrados. O objetivo da capacitação é a reciclagem dos conhecimentos e orientação de uma poda adequada nos exemplares arbóreos de nossa cidade. O evento foi divulgado hoje (7).

DSC_0076

Do conteúdo abordado, foram explanadas palestras como o “Plantio de árvores e empreendedorismo”, na qual a Engenheira Agrônoma Camila Furquim pôde instigar os participantes para o leque de opções relacionadas à presença das árvores no ambiente urbano.

“A árvore, para o profissional podador, é a matéria-prima do seu negócio. Se exaurimos a árvore até a sua morte, não só perdemos este exemplar arbóreo, como o podador perde o seu ‘ganha-pão’”, analisa Camila Furquim. “E também vimos a necessidade de se promover o plantio de mais árvores na cidade, pois quanto mais árvores tivermos na cidade, mais trabalho os podadores terão”, ressalta ela.

A engenheira explanou ainda sobre várias espécies de pequeno, médio e grande porte utilizadas na arborização urbana, ilustrando a palestra com fotos das árvores em flor.

O Diretor de Serviços Gerais da Prodem, Cássio dos Santos, apresentou os equipamentos para poda e os equipamentos individuais para a segurança do podador. Ele esclareceu a preocupação constante da equipe técnica de Meio Ambiente em relação à arborização, desde o levantamento da arborização urbana até a elaboração do Plano de Arborização Urbana da Estância Turística de Olímpia.

DSC_0100

O palestrante convidado, Engenheiro Otton Garcia de Arruda, da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo de São José do Rio Preto, apresentou técnicas de poda visando não danificar o exemplar arbóreo. Foram apresentadas fotos de exemplares arbóreos podados pelos profissionais locais, e muitas árvores estavam com excesso de poda de sua copa. “As árvores precisam das folhas para processar seu alimento, para comer, e, observamos que este excesso de poda está exaurindo as árvores, levando-as à morte”.

Os podadores, por sua vez, solicitaram uma maior conscientização da população para que eles possam aplicar este conhecimento técnico nas árvores, evitando, assim, podas drásticas e desnecessárias.

Todos os participantes da Capacitação de Podadores receberam certificado. A emissão da carteirinha destes profissionais está prevista para setembro. Para a empresa ou podador autônomo que não participou da capacitação, o mesmo terá que aguardar a reciclagem prevista para o ano que vem. Até lá, somente os podadores cadastrados na Daemo Ambiental poderão realizar as podas nas árvores das vias públicas e, a partir de setembro, somente os podadores com as carteirinhas.

Daemo adquire com recursos próprios caminhão-pipa superequipado, e geradores de energia

A Superintendência de Água, Esgotos e Meio Ambiente da Estância Turística de Olímpia, Daemo Ambiental, acaba de adquirir um caminhão-pipa superequipado, que além de executar os serviços corriqueiros como aguar ruas, lavar trechos em asfalto, praças e logradouros públicos, também está equipado para atender ocorrências de incêndios, por exemplo em matagal, canaviais e outros ambientes, mesmo na área urbana.

DSC_0042

Foram investidos R$ 244 mil em recursos próprios na compra do chassi e depois do tanque e equipamentos nele instalados. O caminhão, usado, ano/modelo 2011, tração 6×2, 3 eixos e motor de 250cv, foi adquirido por meio do Pregão Presencial nº 17/2014.

Após a aquisição do veículo, foi feita então a aquisição e montagem do equipamento tanque metálico, com capacidade de 12 mil litros, que foi instalado no caminhão. O equipamento custou R$ 52 mil, e foi fornecido pela TBA-Tecnologia em Equipamentos Ltda.

O Superintendente-geral da Daemo Ambiental, Antônio Jorge Motta, ressaltou que a iniciativa vem ao encontro das necessidades prementes do município, no que diz respeito ao atendimento em serviços urbanos de aguagem, lavagem e limpeza de asfalto, praças e logradouros.

O caminhão-pipa será também importante ferramenta auxiliar no combate a incêndios de qualquer porte, seja na área urbana, seja na área rural, em canaviais, etc. O caminhão poderá também suprir os Bombeiros quando necessário, por meio de um sistema de interligação de mangueira.

Para o prefeito Geninho Zuliani, o município ter um veículo utilitário deste porte e com essa capacidade técnica demonstra a consonância da Autarquia com os novos tempos que a cidade vive. “Importante frisar que estaremos utilizando sempre a água de reuso, aquela descartada pelo Termas dos Laranjais. Portanto, não haverá ônus para o município, e para o consumidor proporcionará um melhor atendimento dos serviços a serem realizados”.

DSC_0051

 

GERADOR DE ENERGIA

Outro investimento em melhorias de serviços feito pela Daemo Ambiental foi na aquisição de três geradores de energia movidos a diesel, que deverão evitar paralisações dos sistemas de captação e de tratamento de água em caso de queda ou interrupção do fornecimento de energia.

Por enquanto a Superintendência recebeu o primeiro gerador, movido a diesel, que será instalado na captação do Olhos D’Água. Todos os equipamentos foram fornecidos pela Silmáquinas e Equipamentos Ltda., vencedora do Pregão Presencial 14/2015. O gerador já entregue, o maior dos três, tem o valor de R$ 145.712,15.

Outros dois geradores deverão chegar nos próximos dias, um para instalação na Estação de Tratamento de Água-ETA, no valor de R$ 93.331,97, e outro, portátil, para uso nos poços diversos espalhados pela cidade. Ou seja, a Daemo Ambiental está investindo em recursos próprios na aquisição destes equipamentos, um total de R$ 341.900. Somados os dois investimentos, são quase R$ 600 mil em recursos recebidos de consumidores que retornam na forma de prestação de serviços que lhes proporcionam maior conforto, tranquilidade e segurança.

Daemo oferece curso para podadores de árvores cadastrados

A Divisão de Meio Ambiente da autarquia Daemo Ambiental, de Olímpia, está promovendo o Curso de Poda de Árvores para as empresas e podadores autônomos cadastrados na autarquia, para atualizá-los e orientá-los para uma poda adequada nos exemplares arbóreos de Olímpia.

poda-arvore

Além disso, visa atender as Metas do Plano de Arborização Urbana e a Legislação em vigor, no controle e fiscalização das podas das árvores no município. O curso será ministrado nos dias 2 e 3 de julho, das 8h às 17h, na Sala de Reunião da Daemo Ambiental.

Durante os dois dias do curso, serão realizadas diversas atividades como palestra com o engenheiro agrônomo Otton Garcia de Arruda, da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo de São José do Rio Preto, apresentação de modelos e exemplares arbóreos, além de exposição de EPI’s – Equipamentos de Proteção Individual, equipamentos e ferramentas de poda.

Até a data do curso, a Divisão de Meio Ambiente da Daemo Ambiental ainda estará recebendo a documentação para o cadastramento dos podadores. Os documentos necessários são: RG, CPF/CNPJ, uma foto 3×4, comprovante de residência, Inscrição municipal e registro no IBAMA (caso possua motosserra). Além da documentação acima, o podador deve informar se realiza outros tipos de serviços como jardinagem, supressão de árvores, utilização de lenha retirada de toco, reforma de calçadas e se deseja a divulgação ou não de seus serviços para os interessados.

Para as pessoas que realizam a “poda de formação”, com ferramentas simples como a tesoura ou o tesourão de poda, cortando apenas galhos finos com diâmetro menor de 2cm, sem utilizar escadas ou outros tipos de ferramentas pesadas, não é necessário estarem cadastradas. O munícipe poderá intervir no exemplar arbóreo, promovendo o seu desenvolvimento adequado. Para orientações, a Divisão de Meio Ambiente conta com equipe técnica capacitada para atender ao munícipe.

O credenciamento dos podadores somente será possível com a participação dos mesmos nas atividades de orientação e reciclagem. A exigência da apresentação da carteirinha pelos podadores aos fiscais da Prefeitura está prevista para setembro deste ano. Até lá, somente os podadores cadastrados na Daemo Ambiental poderão realizar as podas nas árvores das vias públicas. Os podadores estando orientados para os cuidados necessários com o exemplar arbóreo promoverão seu desenvolvimento, melhorando a qualidade de vida da população.

A programação do curso está disponível no site da Daemo Ambiental, www.daemo.com.br.

Usuário tem novo Portal do Daemo para informações, reclamações e serviços

A autarquia Daemo Ambiental, de Olímpia, criou uma nova página na internet, alterando a ferramenta para o uso e movimentação de qualquer sistema de informações eletrônicas e os serviços disponibilizados online.

ipad

O novo site, além de emitir a segunda via do talão da conta, certidão negativa e possibilitar pesquisa de consumo, agora também aceita débito automático, e registra solicitações da fatura digital, de serviços de consertos e de atendimento.

Valdir Peres Sant’ana, Diretor Comercial do Daemo, explica que foram criadas informações sobre débito automático, no qual a pessoa pode até preencher um requerimento para levar ao banco para ter informações sobre débito. “A novidade maior é a inclusão da fatura digital”, destaca. “Na fatura digital a pessoa cadastra-se por meio do site com um e-mail e poderá realizar a leitura na casa dela. Mas a fatura não sai impressa no local, ela receberá um link no e-mail cadastrado. Caso deseja abrir a fatura, terá todas as informações, ou basta só pegar o código de barras para pagar”, explica.

 

Outro ponto ressaltado pelo diretor é o serviço de conserto que o site disponibiliza, inclusive na área ambiental. “A pessoa entra no site se tem um problema na casa dela, pode solicitar o serviço que será atendida por meio de um protocolo que será feito para nós e aberta uma ordem de serviço para verificar. Além disso, temos a parte de licitações e a parte ambiental que não tínhamos anteriormente, agora tem tudo a respeito do Setor de Meio Ambiente”.

 

Os serviços podem ser solicitados pelo site a qualquer momento, porém os reparos serão feitos em dias úteis. “Se a pessoa solicitar no sábado, será visto somente na segunda-feira”, observa o diretor. Dentro deste processo de mudanças também foi criada uma Central de Atendimento ao Cliente (CAC) com uma linha gratuita 24 horas para facilitar o acesso da população aos serviços prestados pela Daemo.

 

“Agora está disponível também o 0800-818-2803 para a população, inclusive com os telefones celulares, caso haja alguma emergência de final de semana. Caso o morador ligue no sábado e não tenha ninguém para atender, a ligação vai para o celular do plantonista.

Também estão à disposição os telefones normais durante os fins de semana”, informa Valdir. A Central de Atendimento também possibilita o cliente entrar em contato pelo e-mail [email protected]. Para conhecer o novo site do Daemo acesse www.daemo.com.br e confira as novidades.

daemo-2015-2

 

Acessado por computador, tablets ou celulares, o site possui o mesmo conteúdo e layout, de forma a manter a experiência e a navegação do usuário uniformes, independente do equipamento utilizado.

Podadores de árvores profissionais tem de recadastrarem no Daemo até dia 30

Até o dia 30 de abril a autarquia Daemo Ambiental, de Olímpia, realiza o recadastramento dos podadores de árvores das áreas públicas de Olímpia. Na sequência, serão realizadas diversas atividades e reuniões para orientação sobre poda dos exemplares arbóreos.

poda

Os documentos necessários para o recadastramento são RG, CPF/CNPJ, foto 3×4, comprovante de residência, inscrição municipal e Registro no IBAMA (caso possua moto-poda e/ou moto-serra).

O podador deverá apresentar-se na Divisão de Meio Ambiente da Daemo Ambiental munido com a documentação e informar se realiza outros tipos de serviços como jardinagem, supressão de árvores, utilização de lenha retirada de toco, reforma de calçadas e se deseja a divulgação ou não de seus serviços para os interessados.

Os profissionais que realizam a “poda de formação” com ferramentas simples como a tesoura ou o tesourão de poda, sem utilizar escadas ou outros tipos de ferramentas pesadas, não é necessário estarem cadastrados. O munícipe poderá intervir no exemplar arbóreo, promovendo o seu desenvolvimento adequado. Para orientações, a Divisão de Meio Ambiente conta com equipe técnica capacitada para atender ao munícipe.

“O credenciamento dos podadores somente será possível com a participação dos mesmos nas atividades de orientação e reciclagem. A certificação está prevista para setembro deste ano. Os podadores estando orientados para os cuidados necessários com o exemplar arbóreo promoverão seu desenvolvimento, melhorando a qualidade de vida da população”, disse Ana Lúcia Volfe, assessora de Meio Ambiente.

Geninho expõe ações que se governo vem executando em relação à crise hídrica

O prefeito de Olímpia, Geninho Zuliani (DEM), participou do Fórum “A Crise Hídrica e o Impacto no Agronegócio”, realizado no Grêmio Recreativo e Literário, em Barretos, conforme antecipado pelo Diário de Olímpia na semana passada.

DSC_0146

O evento reuniu diversas lideranças políticas, entre elas o Secretário Estadual de Agricultura, Arnaldo Jardim, o deputado estadual Itamar Borges; os prefeitos de Barretos, Guilherme Ávila; de Bebedouro, Fernando Galvão; de Terra Roxa, Samir Assad Nassbine; de Guaraci, Renato Azeda, além de integrantes da Cetesb, DAEE, vereadores, estudantes, entre outros. O fórum foi organizado e realizado pelo Grupo Monteiro de Barros e a Uvesp (União dos Vereadores do Estado de São Paulo).

Na primeira parte do evento, os prefeitos de Barretos, Bebedouro e Olímpia expuseram a questão hídrica e do abastecimento nas suas respectivas cidades. De Olímpia, o Prefeito Geninho apresentou a Daemo Ambiental, autarquia responsável pelo tratamento e abastecimento de água. Geninho disse que o município sofreu muito com a estiagem e a crise hídrica, mas salientou que a cidade está preparada para enfrentar dificuldades neste sentido.

Entre os projetos futuros, Geninho citou a Estação de Tratamento de Esgoto-ETE, que está sendo construída, e o projeto para a perfuração de poço profundo para captar água no aquífero Guarani, com o objetivo de sanar o problema de abastecimento de água por até 40 anos em Olímpia. “Buscamos 30% de água no rio Olhos D´Água e 70% em poços pequenos”, esclareceu.

Geninho também relatou sobre as questões do Agronegócio e disse que as principais culturas são: cana de açúcar, cítricos (laranja) e silvicultura.

DSC_0127

A segunda parte do encontro teve a participação do Secretário Estadual de Agricultura, Arnaldo Jardim, que falou sobre a mudança do paradigma da questão hídrica, que agora é vista com mais atenção pelos municípios e o Governo do Estado. O secretário também falou do impacto da crise hídrica sobre a produção agrícola de São Paulo.

O secretário também comentou que a crise hídrica não é passageira e veio para ficar. “Não estou dizendo que vamos repetir a seca do ano passado, mas temos que nos planejar para contar com menos recursos hídricos para fazer as mesmas coisas”, disse. Arnaldo Jardim destacou que a Secretaria possui quatro eixos fundamentais para minimizar os impactos da crise no agronegócio. Um programa estadual em parceria com municípios possibilitará a recuperação de nascentes de água abandonadas. A Secretaria também estuda alternativas para recompor as matas ciliares e preservação permanente para manter a qualidade da água e evitar o assoreamento.

“No terceiro eixo estamos produzindo novos cultivares de diferentes espécies vegetais e novos procedimentos na criação de ovinos, caprinos e suínos utilizando menos água. Lançamos variedades de cana e feijão que produzem bem mesmo com menor oferta de água”, relatou. O último eixo é referente à irrigação. “Esses equipamentos são necessários e fundamentais e temos condições de fazer com que busquem maior eficiência evitando desperdício de água”, acrescentou. O governo paulista também lançou linha de crédito na região mais crítica do Estado, localizada no Alto Tietê e na bacia do Piracicaba, para financiar poços.

O secretário encerrou sua palestra comentando que é preciso criar alternativas para enfrentar a crise hídrica. “Aprender a lidar com a água que usa para produzir, para se manter, vamos continuar dando exemplos que fazem mais diferença que os discursos”, finalizou.

O deputado estadual e presidente da Comissão de Agricultura, Itamar Borges, encerrou o ciclo de palestras elogiando a atuação de Arnaldo Jardim à frente da Secretaria. Borges defende a aproximação entre a iniciativa privada e o Poder Público para o desenvolvimento da agricultura no Estado de São Paulo e no país.

“Este é um novo momento para os municípios, que agora precisam pensar em alternativas para a crise hídrica e planejar soluções de longo prazo. Por isso, eventos como este, de troca de informações entre os municípios e o Governo do Estado, são tão importantes”, finalizou o deputado Itamar.

Alunos do projeto ‘Aprendiz Legal’ plantam árvores no Jardim Cote Gil

Um grupo de alunos do Centro de Integração Empresa-Escola-CIEE, em parceria com a Divisão de Meio Ambiente da autarquia Daemo Ambiental, realizou o plantio de 22 mudas de árvores na rotatória do Jardim Cote Gil, na quarta-feira (25), mas só foi divulgado hoje (30), apesar do Diário ter conhecimento, mas foi cancelada a divulgação prévia.

DSC_0153

A iniciativa é parte integrante do Projeto Consciência Verde-Plantio de Árvores, que visa estimular a reflexão e mudança de comportamento para o consumo consciente, além de valorizar a prática da responsabilidade socioambiental com desenvolvimento da consciência ambiental.

Os alunos participantes da atividade estão no Projeto Aprendiz Legal, programa de aprendizagem realizado pelo CIEE voltado para a preparação e inserção de jovens no mercado de trabalho.

“Em nossos encontros são trabalhados os conceitos de cidadania, ética, identidades, trabalho e protagonismo juvenil, preparando o jovem não apenas para o mercado de trabalho, mas também para a vida. É uma oportunidade de promover a mudança social e contribuir para o desenvolvimento profissional e cidadão dos jovens”, explica Ana Carolina Sangali, instrutora do projeto Aprendiz Legal.

A equipe de Educação Ambiental da Divisão de Meio Ambiente da DAEMO Ambiental, com as monitoras Ana Lúcia Lopes Volfe, Assessora de Meio Ambiente, e Camila Valente Furquim Vicente, Engenheira Agrônoma, apoiou as atividades, com instruções sobre o plantio e manuseio de mudas e ferramentas. O plantio complementou a palestra de orientação sobre como plantar árvores em áreas urbanas e calçadas, ministrada pela engenheira, no dia 18 de março.

“Os alunos conheceram um exemplar arbóreo no ambiente urbano, suas interferências e necessidades. Conheceram árvores de pequeno, médio e grande portes, as que podem ser tóxicas, provocar alergias e acidentes com frutos. Enfatizamos sobre as estruturas que entram em conflito com arborização urbana como a rede elétrica, o espaço do passeio público, os encanamentos de água e esgoto, o trânsito e a acessibilidade aos pedestres”, ressalta Camila Vicente.

A equipe do Meio Ambiente da Daemo Ambiental providenciou os equipamentos e a retirada das mudas no Viveiro Municipal. Ana Lúcia Volfe ressalta que “os alunos fizeram a marcação para a abertura das covas para o plantio das mudas, a correção e a adubação na cova e realizaram o plantio das mudas, conforme a orientação técnica dada em palestra”.

Entre as espécies plantadas destacam-se os ipês branco, rosa, roxo e amarelo. Após o término da atividade, a Secretaria de Obras e Engenharia realizou a rega das mudas com água de reuso.

“O plantio de árvores é um ato de cidadania. Não basta simplesmente plantar. É preciso conhecer e se responsabilizar pela manutenção do exemplar plantado e estes alunos poderão levar à sua comunidade todo este aprendizado”, finaliza a Engenheira Agrônoma Camila Vicente.

Daemo Ambiental realiza a Avaliação de Desempenho de seus servidores

A autarquia municipal Daemo Ambiental, que cuida do abastecimento de água de Olímpia, vem realizando desde 2011 a Avaliação de Desempenho dos colaboradores. Em 2014, a avaliação ocorre no mês de dezembro, e os melhores avaliados começarão receber o benefício no primeiro mês do ano subsequente. A Avaliação de Desempenho é coordenada pela empresa Laraya & Laraya Consultoria.

P1000742

Segundo Wayne Bergamasco, diretor administrativo do Daemo, neste ano serão avaliados 96 colaboradores, incluindo os servidores efetivos, servidores comissionados e estagiários. “A Lei que especifica a Avaliação de Desempenho determina que apenas os servidores efetivos tenham direito a promoção, mas para efeito de acompanhamento na execução de todas as funções, todos são avaliados. A Avaliação é sempre feita pelo seu Chefe imediato. A importância da Avaliação de Desempenho é gratificar quem realmente merece, onde promovemos os servidores que no exercício de suas funções se destaca pelo desempenho de forma eficiente e eficaz nas atribuições que lhe são cometidas”, disse Wayne.

Durante todos os anos de execução da Avaliação de Desempenho, vários colaboradores se destacaram. “Estamos no quarto ano da Avaliação de Desempenho e durante esses anos vários vem se destacando, e por merecimento receberam a promoção, com isso os incentivou, motivando cada vez mais quem recebeu a promoção e os que não receberam querendo mostrar melhor eficiência em suas atribuições, para que no próximo ano estejam entre os colaboradores promovidos. As promoções são anuais, e até 25%, com arredondamento sempre para cima, dos servidores poderão ter direito por merecimento à promoção”, afirmou o diretor.

Na Avaliação, os colaboradores são avaliados em vários quesitos desde a avaliação técnica, que são as funções do seu cargo, até a avaliação comportamental, e com isso ficou mais claro para os colaboradores quais são exatamente as funções e rotinas do seu cargo, pois são informados previamente todos os quesitos que serão avaliados, resultando em um melhor desempenho. “Em minha opinião, os colaboradores veem a Avaliação de Desempenho como uma oportunidade de crescer na sua profissão, na qual depende da eficiência de cada um”, concluiu Wayne.

Daemo recebe visita técnica dos alunos da Unifeb

No último dia 15, alunos do curso de graduação em Engenharia Ambiental do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos – Unifeb realizaram uma visita técnica às Estações de Tratamento de Água e Esgoto da Daemo Ambiental. A visita ocorreu em razão do evento promovido pelo curso de graduação, o SiGAS – Simpósio de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, que completou sua quarta edição este ano.

3-(9)

A visita foi acompanhada pelo Biólogo João Paulo de Castro e pela Técnica Química Roseli Sabino. Foram explicados os processos físico, químico e biológico desde a captação, tratamento, distribuição de água e tratamento de esgoto doméstico.

1-(8)

A parceria com o Daemo Ambiental – Superintendência de Água, Esgoto e Meio Ambiente de Olímpia teve como principal objetivo a troca de vivências e experiências que venham a complementar a grade curricular do curso.

Daemo prevê racionamento se não chover. Capacidade de abastecimento está em 40%

Crise confirmada em diversos Estados Brasileiros, a falta de água atinge diversas cidades que já sofrem racionamento há meses. Segundo dados, no mês de Outubro choveu 4,6 milímetros em Olímpia, em Setembro 54 milímetros, mil milímetros a menos do que em 2013. Caso não chova na cidade, o DAEMO Ambiental (Departamento de Água e Esgoto do Município de Olímpia) deverá iniciar o racionamento de água, já que a cidade opera com 40% da capacidade de abastecimento.

motta-e-daemo

“Infelizmente é verdade. Estamos planejando o racionamento, pois com a falta de chuva, o nível do Ribeirão Olhos D’água está crítico”, disse o Superintendente do DAEMO, Antônio Jorge Motta.

Ele pede que a população se sensibilize e ajude na economia de água no município. “Vemos por toda cidade que muitos ainda lavam calçadas, grades, varandas, e não é o momento. Estamos numa crise hídrica e vai faltar água. Pessoas lutam por um balde de água enquanto outras desperdiçam”, endossou.

“Podemos ver nos noticiários, as reportagens sobre a falta de água de maneira critica em diversas cidades do Estado, como em Itu e na própria capital. Esta realidade pode chegar a Olímpia caso o população não se conscientize. Fazemos o controle de forma metódica, pois nossa região não é rica em água, temos os níveis de reservatórios e riachos no limite mínimo. Precisamos agir e economizar água”, disse Motta.

Segundo ele, ainda não existe falta de abastecimento em Olímpia pelo controle que o DAEMO Ambiental realiza de maneira eficiente no que tange o controle de abertura de registros e ao acompanhamento dos níveis dos reservatórios, porém, existe sim a possibilidade, caso a população também não faça sua parte.

A parte central da cidade de Olímpia é abastecida pela ETA – Estação de Tratamento de Água, que é abastecida pelo Ribeirão Olhos D’água, assim esta seria a região mais prejudicada. Em outros bairros existem poços profundos, mas que também estão operando com o limite mínimo de água. “É preciso que a população nos ajude, volto a salientar, a água está acabando nas profundezas da mesma forma que nos leitos dos rios”.

Motta destaca que mundialmente os cuidados são os mesmos: desligar a torneira enquanto escova os dentes, tomar banhos rápidos, não lavar calçadas e carros. “Ela vai fazer falta, por isso pedimos, rogamos para as pessoas economizarem” Ele diz que diversas reclamações dos munícipes quanto à pressão da agua nas torneiras, são problemas inerentes à escassez da água. E que diariamente são feitos reparos às redes, ou substituições, por Olímpia ter um sistema antigo.

Outra ação que será iniciada pelo DAEMO será a fiscalização. “Iremos começar a multar. Infelizmente não gostamos disso, mas teremos que tomar medidas preventivas e louvar os que usam a água conscientemente. Água é alimento”, finalizou.

P.S.: Estamos tentando há vários dias falar com o superintendente, mas sempre ‘está em reunião’. Cobramos a assessoria de imprensa, que nos enviou hoje este material.

DAEMO alerta sobre falta d´água em alguns bairros devido à manutenção da CPFL

A empresa pública DAEMO Ambiental Informa que nesta quarta-feira (15), das 8h às 17h30 haverá manutenção na rede elétrica programada pela CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz).

DAEMO

Devido a este fato, o abastecimento de água tratada ficará prejudicado durante todo o período da tarde e início da noite até que os reservatórios retornem às suas capacidades normais, nos seguintes bairros: Harmonia, Paulista, Cisoto, e São Domingos.

O DAEMO Ambiental solicita a compreensão de todos e pede também que a população economize água, não lavando carros ou calçadas.

Abastecimento de água volta ao normal no centro, garante Daemo

O serviço de impermeabilização dos dois decantadores na Estação de Tratamento de Água (ETA) da DAEMO Ambiental foi finalizado na última quinta-feira (21).

IMG_2295.JPG

O diretor da empresa Silcam Pintura e Revestimento Industrial, Ari Cândido, responsável pela impermeabilização dos decantadores, explicou que o decantador 2 já está pronto desde a última terça e o decantador 1 ficou pronto na quinta-feira a tarde.

Os decantadores passaram por esse processo de impermeabilização graças a inúmeros vazamentos apresentados no decantador 2 causando o desequilíbrio da estrutura dos tanques. Esse mesmo problema já havia acontecido há 4 anos, porém o problema voltou a acontecer.

Segundo o Superintendente da DAEMO Ambiental, Antonio Jorge Motta, o material utilizado para fazer a impermeabilização de forma eficiente era muito caro na época e como o problema voltou a acontecer e o material esta mais barato o serviço foi feito novamente.

O diretor da empresa Silcam disse que a garantia em todas as suas obras é de 8 anos, porém, a expectativa é que o problema de vazamento nos decantadores seja resolvido por pelo menos duas décadas.

Candido também falou da qualidade do produto que está sendo utilizado para impermeabilizar os decantadores. “A resina de poliuretano elastomérico é um produto importado que chegou ao Brasil em 2001 e está sendo a solução para vários Sistemas de abastecimentos de água e esgoto nos municípios do país e também em empresas privadas como a AMBEV”, afirma Cândido.

Depois da conclusão deste serviço de impermeabilização o próximo passo foi encher os dois tanques. Segundo o superintendente, demorou cerca de 10 horas para reabastecer os dois decantadores em sua plenitude.

Desde sexta-feira os moradores dos bairros abastecidos pela ETA, principalmente o centro da cidade, já está com a água incolor. “A água estava amarelada, pois carreava materiais que se depositam naturalmente nas redes subterrâneas de distribuição. Agora o problema foi sanado” finaliza Motta.

Daemo garante que abastecimento de água começa a ser normalizado

O superintendente da autarquia DAEMO Ambiental, Antonio Motta (foto), garante que o abastecimento de água nos bairros altos e no centro da cidade começa a ser restabelecido a partir da noite desta quinta-feira (14). Nas últimas horas, faltou água em vários bairros, gerando desconforto e muita insatisfação dos usuários atingidos.

motta

Motta explica que o sistema de tratamento de água da ETA é composta por dois decantadores, redutores de velocidade, filtros, sistemas canalizadores e reservas. “Um dos decantadores, chamado de número 2, apresentou vazamentos generalizados, impossibilitando o funcionamento. Isso sobrecarregou todo o sistema da Estação de Tratamento de Água, colocando em risco, inclusive, a estabilidade da estrutura como um todo, por encontrar-se em desequilíbrio”, disse.

Segundo o diretor, “são poucas as empresas que tratam de tal impermeabilização e o serviço esta sendo realizado com o melhor material do mundo (resina de poliuretano).Um dos tanques (o que apresentou o vazamento) já foi impermeabilizado e agora vamos aproveitar e já fazer o serviço também no outro tanque. É garantia de não apresentar um novo problema por mais de 20 anos”.

Prefeitura e Daemo faturam prêmios de ‘melhores empresas públicas para estagiar’ de 2013

Na noite de ontem, quinta-feira (27), conforme noticiado pelo Diário, foi realizada no Espaço Sociocultural – Teatro CIEE, em São Paulo, a cerimônia de entrega do prêmio “As Melhores Empresas para Estagiar 2013”. Olímpia concorreu em duas categorias com a Prefeitura e a autarquia Daemo Ambiental e faturou o primeiro e segundo lugares, respectivamente.

1964845_10203624569044851_555318625_n

O prêmio é promovido pelo CIEE – Centro de Integração Empresa-Escola, em parceria com a Toledo & Associados Pesquisa de Mercado e Opinião Pública Ltda. e a Associação Brasileira de Recursos Humanos – Seccional São Paulo.

1549333_10203624568324833_758777636_n

A Prefeitura de Olímpia ganhou o primeiro lugar na categoria Empresa Pública com mais de 60 estagiários. O troféu foi recebido pelo diretor do Escritório de Captação de Recursos (ECR), João Paulo Pitta Polisello.

1506575_10203624566724793_1093222103_n

Já o Daemo Ambiental levou o troféu de segundo lugar para a categoria Empresa Pública até 60 estagiário e quem recebeu foi Fernando Velho, secretário de Planejamento e Diretor de Meio Ambiente.

Foi a oitava edição do prêmio. A Prefeitura de Olímpia já ganhou o prêmio em 2011 e concorreu pela segunda vez. Já o Daemo participa pela primeira vez.

1964804_10203624567044801_1479750060_n

A Prefeitura tem trabalhando em diversos setores municipais e em órgãos e instituições públicas e federais como Tiro de Guerra, Junta Militar e Fórum, mais de 150 estagiários e o Daemo Ambiental tem em seu quadro de funcionário mais de 10 estagiários.

“O nosso contato com o CIEE é através do supervisor regional Nei Godoy. Ele é sempre muito prestativo e nunca mediu esforços para contribuir com o crescimento do CIEE em Olímpia. Sempre tivemos o apoio dele e esperamos continuar com esse contato para que o CIEE se fortaleça ainda mais na nossa cidade. Foi uma honra receber esse prêmio para Olímpia”, disse Pitta Polisello.

1966720_10203624567244806_1461425288_n

De acordo com o prefeito Geninho Zuliani (DEM), que não pode estar presente na entrega do prêmio, “a Prefeitura sempre se preocupou em formar o estagiário para que ele saia com grande experiência, pois o estágio é um aprendizado para a formação profissional. Esse é o nosso compromisso com todos os estagiários que entram para a Prefeitura de Olímpia, é fazer com que eles cresçam profissionalmente e saiam daqui prontos para a carreira que escolheram. Esse prêmio só mostra que o nosso trabalho está no caminho certo e vamos continuar melhorando cada dia mais nosso contato com os estagiários e o CIEE”.

10009314_10203624567764819_1954469572_n

No total, 15 empresas do Estado de São Paulo receberam troféus de primeiro, segundo e terceiro colocados.

Para chegar ao resultado, foram ouvidos cerca de 5 mil estagiários e executivos das 200 empresas inscritas, entre públicas e privadas.