Açúcar Guarani e Prefeitura fazem neste domingo mutirão de limpeza após chuvas

DSC01762 * Equipes de homens e máquinas da Açúcar Guarani, juntamente com a força-tarefa da Prefeitura de Olímpia, iniciam neste domingo (3), às 7h, um mutirão de limpeza e reparos após as fortes chuvas que desabaram sobre a cidade na tarde de ontem, sexta (1).

Ainda não se tem um relatório completo de todos os estragos ocorridos na cidade, mas sabe-se que não são poucos, principalmente na rua Floriano Peixoto, local em que a prefeitura estava preparando exatamente para as águas pluviais (obra que o governo anterior não fez), e que sempre foi problemático nessa época chuvosa.

O Corpo de Bombeiros terá um relatório, também, nesta segunda-feira (4), de todos os chamados ocorridos desde o início das chuvas de sexta.

E VEIO A CHUVA. E COM ELA, LAMA, DESTRUIÇÃO, MEDO E PREJUÍZOS. A PREVISÃO É MAIS CHUVA, DIZ IPMet

* A previsão do IPMet (Instituto de Pesquisas Meteorológicas), da Unesp de Bauru, transmitida ao Blog pela meteorologista Zildene Pedrosa não é nada animadora: mais chuvas, e fortes, poderão surgir nesta noite, durante o sábado (2), e somente com alguns raios de Sol no domingo (3). Prefeitura também foi inundada: molhou móveis, computadores, documentos, processos, quase tudo no andar de baixo. Prefeito determina força-tarefa para avaliar prejuízos em toda a cidade, ordena estudos para Secretaria de Obras e ajuda moradores na limpeza.

DSC01753

DSC01765 Ainda não se tem a dimensão dos prejuízos que a forte chuva que despencou sobre Olímpia a partir das 17h desta sexta (1), mas pelo número de chamados que os Bombeiros, Defesa Civil, Polícia, Pátio da Prefeitura, DAEMO receberam nas últimas horas, e pelo transbordamento do Córrego Olhos D’Água, levando água, lama e destruição, inclusive de residências, a cidade levará um tempo para se recompor.

Uma edificação construída nos fundos da residência da rua Washington Luiz, 869, foi completamente derrubada – ali funcionava o trabalho da jovem Gislaine Beati Alonso, filha de Paulo Alonso, funcionário da empresa de ônibus Danúbio Azul. Leia mais…

Geninho paga mais de R$ 60 mil por casa e terreno inundados no São Benedito

O prefeito Geninho Zuliani (DEM) pagou a desapropriação de uma casa e lote situados no bairro São Benedito anteontem, segunda-feira (1), em decorrência de uma enchente que inundou o local e destruiu a moradia em 2007. Os proprietários Jaime Rodrigues de Oliveira e Alice Biso de Oliveira receberam dois cheques: um no valor de R$31.680,00 – referente a casa e outro no valor de R$29.040,00 – correspondente ao terreno.

Leia mais…

Após o caos das enchentes, canteiros de Rio Preto terão grama e não pedras. Como aqui

Projeto prevê a solução ecologicamente correta: grama e não pedras nos canteiros

A solução paisagística e ecologicamente correta adotada pelo prefeito Geninho Zuliani (DEM) em Olímpia, desde o ano passado, começando pela avenida Dr. Waldemar Lopes Ferraz no cruzamento com a Av. Aurora Forti Neves (nos quarteirões adjacentes ao novo Centro de Referência do Idoso), será adotada na ‘reconstrução’ de Rio Preto após o caos das últimas enchentes: os canteiros centrais das principais avenidas daquela cidade, seus cartões-postais, não terão mais pedras e sim… grama esmeralda!

Saiba mais…

Guarani ajuda Rio Preto a se recuperar do caos da última enchente

Colaboradores da Usina Guarani a serviço da recuperação em Rio Preto

Diante dos grandes danos causados a Rio Preto pela forte chuva da madrugada de segunda-feira, dia 18/01, a Açúcar Guarani ajuda a cidade na recuperação de suas vias públicas. A Companhia vai disponibilizar, a partir de 19 de janeiro, 100 funcionários da Área Agrícola para auxiliarem à Prefeitura de Rio Preto na limpeza de “bocas de lobo” e retirada de pedras das ruas e rodovias.

“Em outros momentos difíceis como este, a Guarani fez questão de ser parceira na recuperação da cidade. Agora, não seria diferente.”, afirma Roberto Perosa, gerente de Relações Institucionais da Companhia.

Rio Preto amanhece sob o caos após temporal. Duas pessoas morreram e estradas estão parcialmente interditadas

Foto enviada pelo internauta Paulo César Galante Junior

Rio Preto amanheceu sob o caos nesta segunda-feira (18), segundo o site Tem Mais. A chuva em Rio Preto começou por volta das 3h30 e só diminuiu por volta das 6h. Uma motorista que estava dentro de um carro morreu afogado. Um bombeiro, que tentava resgatar uma pessoa, também morreu.

Foto enviada pelo internauta Paulo César Galante Junior

Leia e veja mais…

A destruição de SL Paraitinga sem cortes

Um usuário do Portal Luís Nassif, André Luiz da Silva , filmou, por mais de cinco minutos, sem cortes, a destruição de São Luís do Paraitinga, no Vale do Paraíba, devido às chuvas da passagem do Ano Novo.

Assista e aproveite para doar alimentos, roupas e o que puder, para os desabrigados. Como? Leve para a Companhia da Polícia Militar de Olímpia, na avenida Dr. Waldemar Lopes Ferraz, centro da cidade.

Chuvas: das 19 cidades em emergência no Estado, uma delas é Mirassol

Subiu para 19 o número de municípios em situação de emergência em São Paulo em razão das fortes chuvas que assolam parte do Estado há mais de um mês. Outras duas cidades estão em estado de calamidade pública. Uma delas está em nossa região, Mirassol.

Veja a preciosidade de Igreja que foi perdida em Paraitinga. A foto por Elias, do Portal Luís Nassif, foi tirada um dia antes dela ser totalmente destruída pelas chuvas:

CLIQUE PARA AMPLIAR
A relíquia destruída pelas águas em 31/12

Leia mais…

PM local recolhe doações para uma das maiores tragédias paulistas

São Luiz do Paraitinga ainda está submersa e 10 mil moradores tiveram que deixar suas casas. Em São Paulo, seis pessoas de uma mesma família que morreram em deslizamento em Cunha foram enterradas. A Polícia Militar entrou na campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis, roupas e tudo o que puder ajudar. Ajude você também. Você assistiu à reportagem da tragédia no Fantástico, da TV Globo, de ontem, domingo (3)? Se não assistiu, agora é a oportunidade.

Polícia Militar recolhe doações para desabrigados do Vale do Paraíba

Desde ontem, domingo (3), todas a Unidades da Polícia Militar do Estado de São Paulo já estão recebendo doações de comida, colchões e outros objetos que possam ajudar os desabrigados da cidade de Cunha (SP), Vale do Paraíba. Em Olímpia, o doador poderá ligar para 190 ou levar pessoalmente à sede da 2ª Companhia de Polícia Militar, na avenida Waldemar Lopes Ferraz, centro da cidade.

A Defesa Civil contabiliza 4.000 pessoas desabrigadas encaminhadas para abrigos públicos e 5.000 desalojados que aguardam a água baixar em casas de amigos ou parentes. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a população estimada da cidade, em 2009, era 10.908 pessoas.