Solicitação de documentos para usar FGTS na CDHU pode ser feita em Olímpia

Os proprietários de imóveis adquiridos por meio da Companhia do Desenvolvimento Habitacional Urbano-CDHU, na Estância Turística de Olímpia, agora podem solicitar a documentação para fazer uso do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) em pagamentos de prestações, aqui mesmo no município.

Diretoria-de-Habitação-

Até então, a documentação era solicitada na unidade da CDHU de Ribeirão Preto, responsável pelos conjuntos habitacionais locais, obrigando os moradores a se deslocarem diversas vezes para aquela cidade devido à enorme burocracia. Agora, estes mutuários podem se dirigir à Divisão de Habitação de Olímpia, e resolver aqui seu problema.

“A Companhia está abrindo aos municípios a possibilidade de realizar este trabalho. Nós fornecemos a relação de documentos necessários, o mutuário traz e enviamos para a Unidade de Ribeirão Preto. Em Ribeirão, todos os trâmites serão realizados e após este processo os documentos retornam para Olímpia, onde será assinado. Após a assinatura, eles são novamente encaminhados para Ribeirão Preto, para a conclusão do processo de utilização do FGTS nas prestações”, explica Adriana Piton, Diretora da Habitação.

O mutuário, para fazer uso do FGTS, não pode ter prestações atrasadas. Caso tenha, será necessário fazer um acordo, dar uma entrada e parcelar o restante. O atendimento aos proprietários é realizado de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas, sem intervalo para almoço. No município há 619 mutuários que podem fazer uso do FGTS no parcelamento ou quitação de prestações.

 

CONTRATOS DE QUITAÇÃO

Por outro lado, os proprietários que já quitaram seus imóveis devem procurar o atendimento na Divisão de Habitação e solicitar o contrato de quitação. Os que desejam utilizar o FGTS também devem procurar o atendimento, localizado na Rua Caetano Gotardi, nº 323, centro, para obter informações referentes à documentação. Em caso de dúvidas entre em contato pelo telefone (17) 3281-1939.

CDHU não abre inscrições em Olímpia, esclarece a Prefeitura

A Prefeitura da Estância Turística de Olímpia, por meio da Diretoria de Habitação, informa aos olimpienses que não procede a informação de abertura de inscrições para casas da CDHU.

cdhu

A publicação que circula nas Redes Sociais é apenas para as cidades de Catiguá e Pindamonhangaba.

Outrossim, informa que quando houver programa de inscrição de casas populares informará a todos com antecedência.

Conforme o Diário apurou na manhã de hoje, devido ao grande número de leitores nos questionando, em Olímpia futuras casas da CDHU ainda estão em projeto. E as casas em construção no distrito de Baguaçu ainda demorará para atingir o estágio de 90% para que abram as inscrições.

Portanto, notícia falsa ou má interpretada nas redes sociais.

Mutuários em dia com a CDHU 1 podem quitar imóveis até 30 de junho

Mutuários do Conjunto Habitacional “Alberto Zacarelli”, o CDHU I, no Jardim São José, em Olímpia, já podem solicitar o contrato de quitação de seus imóveis, uma vez que vencerá até 30 de junho o prazo de 300 meses do chamado “Termo de Adesão e Ocupação Provisória”, passando, a partir daí, a serem proprietárias das casas, com plena quitação. O conjunto possui 91 imóveis.

moedas

Porém, esta norma vale somente para quem está em dia com as prestações. Quem tiver dívidas, seja com as prestações ou de qualquer outro gênero relacionadas ao imóvel, terá que primeiro resolver a pendência, para poder solicitar a quitação.

“Todos os imóveis estarão quitados até o dia 30 de junho, mas aqueles que possuem dívidas devem quita-las para poder obter o contrato de quitação”, explica a Diretora da Divisão de Habitação do município, Adriana Piton. “Quem tiver interesse, deve procurar a Divisão de Habitação para solicitar o contrato de quitação”, orienta Adriana Piton. A Divisão de Habitação está localizada à Rua Caetano Gotardi, 323, no Jardim Silva Melo, com o telefone 3281-1939.

De acordo com Adriana Piton, a dívida dos inadimplentes é baixa, mesmo que esteja há algum tempo sem pagar, porque a prestação das casas do conjunto é de R$ 26. “Então, o devedor que está recebendo e vendo discriminado o valor em débito, vem até a Divisão de Habitação, solicita um boleto no valor total, paga e já pede um contrato de quitação”.

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

“Quando a pessoa acaba de pagar e não tem mais parcela nenhuma a vencer, nem recebe mais boleto, às vezes é porque ela já quitou o imóvel. Se ela quitou o imóvel, tem que vir até a Divisão, porque nós temos que pedir uma documentação para enviarmos o pedido do contrato de quitação”, explica Adriana. “Vindo o contrato de quitação, nós entregamos para o mutuário, e ele vai no Cartório e registra, passa para o nome dele, porque a CDHU dá a documentação para o mutuário fazer a transferência. Ninguém precisa ir a Ribeirão Preto para fazer isto”, observa a Diretora.

“Como é sabido que cada mutuário tem uma situação específica, o mais correto é ele se apresentar para vermos em qual situação se enquadra. Então damos toda a orientação sobre o que tem que fazer para conseguir a quitação. Aqui também podemos dar todas as demais informações e assessoramento que o mutuário necessitar”, finaliza.

Mutuários do CDHU-3 participaram de ‘reunião social’ no CRAS

A diretoria de Habitação de Olímpia reuniu no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do bairro Santa Ifigênia com os mutuários do CDHU-3, em parceria com a construtora SGS Enger Engenharia Ltda., com o intuito de oferecer informações e consciência de comunidade para os moradores.

reuniao-cdhu-(1)

Além da diretora de Habitação Adriana Piton, também participaram da reunião a técnica social da construtora, Maria José Alves Maia, a gestora do Banco do Povo Paulista, Rita de Cássia Gomes Mathias, e assistente social Edna Marques.

“Novamente estamos realizando esta atividade que faz parte das ações a serem desenvolvidas com os moradores no período de pós-ocupação”, disse Adriana Piton.

O tema desenvolvido pela assistente social Edna foi sobre a importância do vinculo entre a comunidade do entorno do CRAS com a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social. “Este é o principal equipamento de desenvolvimento dos serviços sócio-assistenciais da Proteção Social Básica, tanto através de Projetos, de Programas ou Serviços. Desenvolvendo ações que visam à inclusão, a promoção social, a inclusão produtiva, o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, bem como, a participação popular”, disse ela.

reuniao-cdhu-(2)

Em seguida, a gestora do Banco do Povo discorreu sobre o Microcrédito para os mutuários ativos da CDHU para construção geral, como reformas e compra de material, com valor de R$ 7.500,00 financiados em 36 meses.

As reuniões são parte de requisitos do programa do CDHU, e se estenderão por alguns meses prestando serviço de conscientização e informação aos mutuários do conjunto habitacional.

Contratos definitivos da CDHU são entregues para 109 famílias de Olímpia

Na noite desta terça-feira (2), a diretoria de Habitação Municipal, em conjunto com a SGS Enger Engenharia, representante da CDHU, entregaram para as 109 famílias contempladas com unidades no bairro do conjunto habitacional, os contratos definitivos registrados em cartório.

contratos-cdhu-(3)

A Diretora de Habitação, Adriana Pitton, acompanhada da técnica social da SGS Enger, Maria José Alves Maia, informou que estas reuniões técnico-sociais acontecerão pelos próximos meses em parceria com a construtora com o intuito de oferecer informações e consciência de comunidade para os moradores: “Hoje além de explicarmos sobre as reuniões, também entregamos o contrato definitivo registrado em cartório, uma exigência do CDHU até mesmo para os mutuários conseguirem fazer quitação com o Fundo de Garantia, por exemplo,”, contou.

contratos-cdhu-(4)

Foram acertados os tramites para os ajustes necessários para reparos nas moradias e informado aos moradores que a empresa responsável pela instalação dos aquecedores solares iniciará a implantação à partir do dia 29 de setembro: “Orientamos sobre diversos assuntos pertinentes, por isso solicitamos a presença dos moradores sempre que solicitada”, finalizou Adriana.

contratos-cdhu-(2)

contratos-cdhu-(5)

CDHU deverá marcar reunião com mutuários em julho para regularizar imóveis em Olímpia

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU) deverá marcar para o próximo mês, julho, reunião em Olímpia para atender casos de mutuários que necessitam regularizar os seus imóveis junto à empresa estadual.

foto-(2)

A informação foi prestada pelo presidente da Câmara, vereador Beto Puttini (PTB), após reunião com o diretor de atendimento habitacional, Guaracy Fontes Monteiro, em conjunto com o secretário de Obras Renê Galetti.

“Será a oportunidade para mais de 500 famílias olimpienses resolverem os seus problemas contratuais com a CDHU”, disse Beto ao Diário.

Casas da CDHU “Augusto Zangirolami” entregues, e parcelas mínimas a partir de R$ 101,70

O Governo do Estado realizou o sonho da casa própria para 109 famílias de baixa renda de Olímpia nesta terça-feira, 29. Os proprietários sorteados das casas da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) receberam moradias de 52,36 m² de área construída. "Hoje em dia a moradia passou a ser a demanda mais importante para a população", destacou o secretário Estadual da Habitação, Sílvio Torres.

capa-cdhu

Além do prefeito Geninho Zuliani (DEM) acompanhado da esposa Ana Cláudia, estiveram presentes à cerimônia o vice-prefeito Gustavo Pimenta, secretários municipais e alguns vereadores da base aliada, do deputado estadual Itamar Borges (PMDB-SP), e o secretário de Habitação do Estado de São Paulo, Silvio Torres, que representou o governador do Estado, Geraldo Alckmin,  que não pode comparecer ao evento devido aos últimos acontecimentos de tumultos, protestos e, principalmente, muita preocupação com o vandalismo.

DSC_8655

Localizado no Jardim São Francisco, o Conjunto Habitacional Augusto Zangirolami foi pavimentado com calçadas e possui paisagismo. As unidades entregues têm dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro, piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos no banheiro e na parede hidráulica na cozinha, laje, cobertura de estrutura metálica e muro de divisa entre os lotes. As casas já estão preparadas para instalação de aquecedores solares, que serão instalados posteriormente. Três casas foram, inclusive, adaptadas para cadeirantes.

DSC_8663

Com investimento de R$ 8 milhões, as moradias construídas em um terreno doado pela prefeitura beneficiam famílias com renda entre um e dez salários mínimos, priorizando as que recebem até três. Os novos mutuários terão prazo de até 25 anos para quitar o financiamento habitacional, com prestações subsidiadas pelo Governo do Estado, cujo valor mínimo é de R$ 101,70. Em Olímpia, 85% das famílias que receberam as chaves dos imóveis estão nessa faixa, os demais pagam de acordo com a renda declarada.

DSC_9407

“Estou feliz por realizarmos o sonho destas famílias que vão morar na sua casa própria, com uma parcela viável, trazendo a dignidade para estas pessoas. Agradeço ao Secretário de Habitação que veio representar o Governador Geraldo Alckmin, e aos deputados Rodrigo Garcia e Itamar Borges que são nossos grandes parceiros”, disse o prefeito Geninho.

DSC_9436

“Aqui em Olímpia, quando nós viemos fazer o sorteio em agosto, eram mais de 4 mil famílias inscritas para 109 casas que nós estamos entregando hoje. Nós liberamos mais 200, já iniciamos a obra de 197 no distrito de Baguaçu, e outras 60 no distrito de Ribeira. Na região nós temos cerca de 700 unidades em obra. Mais as comprometidas na região de Barretos, nos passamos de 1200 apenas pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano)”, enumerou Sílvio Torres.

DSC_9383

Sete famílias de mutuários receberam as chaves no palco do evento: Ana Cláudia Tifoli da Silva e João Paulo Pereira, Joana Darque de Castro e Sérgio Fernando, Sueli Nascimento Singh e Ibirajara Singh Filho, Maria Aparecida Alves de Brito e José Antonio de Brito, Daniela Cristina Ferreira Andrioli e Juliano Andrioli, Joana Alves da Silva e João Carlos Ribeiro, e Josiara de Melo Lamon Barbosa acompanhada de Ivan Luis Barbosa.

DSC_9475

Finalmente, a mutuária Vanessa Aparecida Rodrigues do Amaral, acompanhada do filho Caique e da avó Nadir, juntamente com as autoridades presentes descerraram a fita inaugural da sua casa, simbolizando a entrega das chaves.

DSC_9503

Os demais mutuários, em fila, retiraram as chaves e alguns acessórios para as suas novas casas, em outra casa que, provisoriamente, serviu de central de distribuição.

GALERIA DE FOTOS NO FLICKR

Confira as fotos do Diário de Olímpia, através de Leonardo Concon e Cristiane Gracindo, clicando na imagem abaixo:

flickr-cdhu

Siga o Diário de Olímpia no Twitter, Facebook e Flickr

Alckmin adia visita por causa de tumultos e secretário entrega chaves com prefeito

O governador Geraldo Alckmin, de São Paulo, não pode estar presente para a entrega das chaves aos mutuários das 109 casas populares construídas pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano), em Olímpia, nesta terça-feira (29). A alegação foi de que ele está envolvido com os últimos acontecimentos de protestos e vandalismos na capital paulista, mas deverá estar presente nos próximos dias em Olímpia.

politica_geninho_alckim

O evento ocorreu ‘in loco’, ou seja, no próprio conjunto habitacional “Augusto Zangirolami”, na Cohab 4, a partir das 10h15, com a presença do secretário de Estado da Habitação Sílvio Torres.

Alckmin anunciaria hoje Olímpia como Estância Turística do Estado de São Paulo, projeto do deputado estadual Itamar Borges (PMDB), mas, deverá fazê-lo nos próximos dias. Aguarde ainda hoje informações e fotos desta entrega de chaves.

CDHU sorteia localização das 109 casas nesta sexta-feira

A CDHU – Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo realiza nesta sexta-feira (4), às 17h, na Casa de Cultura, o sorteio dos endereços das 109 casas localizadas na Cohab IV. Ainda não será a entrega das chaves.

cdhu

Os habilitados conhecerão a quadra e o lote que irão morar em breve.

Todos que estão habilitados deverão comparecer ou podem mandar um representante que esteja munido de RG e CPF.

Mutuários da CDHU tem até R$ 7,5 mil do Banco do Povo para reforma ou construção

O Banco do Povo Paulista de Olímpia já está disponibilizando o Programa Casa Paulista/Microcrédito. O programa foi implantado pela SERT – Secretaria do Emprego e das Relações do Trabalho, em parceria com a Secretaria de Estado da Habitação e oferece uma linha de crédito de R$ 200,00 até R$ 7.500,00 com juros de 0,5% ao mês e em até 36 meses para pagar em parcelas fixas, somente para mutuários adimplentes da CDHU, ou seja, que estão em dia com todas as parcelas.

reforma-de-casa

O financiamento é feito para material de construção em geral e também 50 % da mão de obra. Esse programa foi assinado em março de 2013, pelo vice-prefeito Gustavo Pimenta, em Barretos e já está disponível para os olimpienses.

A linha de crédito Casa Paulista/Microcrédito Banco do Povo Paulista foi especialmente desenvolvida para apoiar a população de menor renda na reforma ou ampliação de moradias da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano, do governo do Estado). “Através desta linha de crédito, o mutuário poderá ampliar, reformar e pintar sua moradia, elevando sua autoestima e realizando o sonho da reforma em sua casa e que não tinha condições financeiras para isso”, disse Rita de Cássia Gomes Mathias, gestora do Banco do Povo Paulista de Olímpia.

Essa linha de crédito destina-se apenas a mutuários da CDHU e podem ser mutuários ativos (que esteja em dia com os pagamentos das prestações); mutuários inativos (que já quitou sua dívida do financiamento com CDHU); beneficiários de uso de imóvel em concessão onerosa da CDHU (desde que esteja também em dia com os pagamentos das taxas de ocupação no cadastro da CDHU); tem que ser maior de 18 anos de idade, menor a partir de 16 anos desde que seja emancipado legalmente; tem que residir no imóvel objeto do financiamento; ter renda familiar de até cinco salários mínimos; não pode possuir restrições cadastrais junto ao SCPC , Serasa e Cadin Estadual, e tem que apresentar fiador/devedor solidário (pode ser parente de 1º grau, desde que não resida com o mutuário, ou seja, não resida no mesmo endereço).

De acordo com Rita, nesta primeira etapa do programa os beneficiados serão somente os moradores do CDHU. “Para aqueles que sonham em reformar sua casa, tornarão seus sonhos em realidade, pois alguns moradores não tem acesso a outros bancos. Além de melhorar o estado de conservação e habitualidade do imóvel, contribuirá também para elevar o padrão de urbanização da cidade, consequentemente gerando mais emprego com a mão de obra e gerando mais renda para Olímpia”, contou a gestora.

Esse programa é mais uma conquista para Olímpia. “Com a vinda deste programa os lojistas de materiais de construção aumentarão o seu faturamento, aumentará a procura de mão de obra e Olímpia passa a ser uma cidade alegre, onde todos os sonhos de moradores de baixa renda serão realizados, valorizando ainda mais seu imóvel. Agradecemos ao vereador Leonardo Simões que foi o precursor desse programa na Casa Paulista. Agradecemos pelo empenho e dedicação para a assinatura da adesão desse programa, pois ele irá beneficiar muitas famílias olimpienses”, concluiu Rita.

O financiamento do programa é destinado apenas para reformas, ampliações e pinturas para moradores do CDHU e não para aquisição de imóveis. Para ter acesso a esta linha de crédito, os mutuários interessados deverão comparecer a unidade do Banco do Povo Paulista de Olímpia, localizada na Rua Américo Brasiliense, 834, no centro, telefone (17) 3279-8268, onde serão sanadas todas as dúvidas existentes e informada toda a documentação necessária para adquirir o crédito. O Banco do Povo Paulista atende ao público das 9h às 16h.

CDHU: Saiu a lista definitiva dos 109 contemplados

A CDHU – Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano divulgou na manhã desta quinta-feira (19) a lista definitiva dos 109 contemplados para as casas da Cohab-4.

CDHU

A empresa lembra que esses contemplados, caso tenham os seus nomes inscritos no Programa Minha Casa, Minha Vida-2, cujo sorteado será no feriado de 12 de outubro, no Recinto do Folclore, serão automaticamente excluídos da lista do sorteio por já terem adquirido um imóvel.

Qualquer dúvida, contate a Central de Habilitação da CDHU, à rua Caetano Gotardi, 323, Centro, Olímpia.

site 1site 2site 3

CDHU divulga os candidatos eliminados do sorteio. E os 68 primeiros contemplados

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU), divulgou, no último final de semana, na Imprensa Oficial do Município, duas relações. A primeira com a lista de eliminados do programa Minha Casa, Minha Vida, cujo sorteio se dará na segunda quinzena de setembro, por motivo de duplicidade, ou triplicidade, de endereço.

E a segunda, simplesmente, a lista dos primeiros contemplados do sorteio do CDHU, ocorrido recentemente, portanto, duas listas diferentes. Então, os 68 foram eliminados de outro cadastro, porque por lei não podem participar de mais de um sorteio, assim, se deu com o Minha Casa, Minha Vida, já que foram contemplados no CDHU da Cohab 4.

No primeiro caso, os que se sentirem prejudicados, devem procurar a Central de Cadastro, na rua Caetano Gotardi, 323, centro, das 8 às 16 horas, somente de 9 a 13 deste mês.

Confiram as listas. A primeira, com a dos endereços duplicados ou triplicados, eliminados, mas com possibilidade de recurso, com 236 candidatos:

lista1LISTA2LISTA3LISTA4LISTA5

E, a segunda, os primeiros 68 candidatos, dos 109 total, CDHU da Cohab 4, e não podem mais se inscrever em qualquer programa social, portanto, eliminados da lista do MCMV:

ELIMINADOS-CDHU1ELIMINADOS-CDHU2

CDHU sorteia oito casas para deficientes físicos

Os 7% das casas da Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU), desta vez destinadas às famílias e pessoas com deficiências, somando oito moradias, foram sorteadas na tarde de sexta-feira (16), na Casa de Cultura de Olímpia.

IMG_6658

Segundo informações de Antônio Carlos Voltani, líder do Núcleo de Habitação da CDHU, os mutuários sorteados serão avaliados no que se referem à documentação necessária, requisitos de não possuir moradia e também com relação à deficiência do individuo contemplado. “Serão feitas pericias com o médico responsável no que tange ao tipo de deficiência do membro da família, por isso quem tiver documentação médica que constate e ateste a veracidade deve levar a pericia para que seja facilitado o processo”.

IMG_6643

De acordo com o Antônio, já foram recusados 15 casos de contemplados no sorteio normal, realizado no último dia 9, devido ao mutuário já ter sido sorteado no passado com moradia da CDHU e ter posteriormente vendido o imóvel, ou conter casa em seu nome. Porem este não é o número final, ainda serão checados os registros de IPTU e cartórios.

IMG_6639

Com a presença do vice-prefeito Gustavo Pimenta, que é também secretário de Assistência Social, foram sorteados oito contemplados: Celso da Silva Bittencourt, Sueli Aparecida Nascimento Sing, João Carlos Ribeiro, Célio Simão Marques, José Maria da Silva, Marta Aparecida Maria da Silva, Irene Alves de Morais e Ana Lúcia Franco.

IMG_6628

Na suplência ficaram: Tatiane Aparecida Silva, Lucineia da Silva Rosa, Odmar Ziviane Cardoso, Benedita de Fátima Barbosa Camargo, Manoel Amaro de Paula, Samuel dos Santos Silveira, Rosana Aparecida Gonçalves e Cleide Silveira de Jesus.

CDHU sorteará oito casas para deficientes na próxima sexta-feira

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU) sorteia, nesta sexta-feira (16), oito casas destinadas a deficientes físicos, na Casa de Cultura, às 15h.

cdhu

Segundo informações, foram 250 inscrições. Os inscritos precisam chegar às 13h30 para colocarem a senha na urna. Além dos oito titulares, como de praxe, a CDHU sorteará oito suplentes.

CDHU divulga listagem das famílias sorteadas na última sexta-feira

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU) sorteou, no último dia 8, sexta-feira passada, as famílias que irão morar em seu conjunto habitacional (CDHU-4).

Confira as listagens obtidas pelo Diário, inclusive dos idosos, e também de todos os suplentes, no caso de impugnação de uma ou outra família:

LISTA1LISTA2LISTA3LISTA4

SUPLENTES

SUPLENTE1SUPLENTE2SUPLENTE3SUPLENTE4

IDOSOS CONTEMPLADOS

IDOSOS1

IDOSOS SUPLENTES

IDOSOS-SUPLENTES

Não, não era o Fefol, e sim o sorteio de 109 casas da CDHU. E virão mais 200

Parecia o Festival de Folclore de Olímpia em dia de abertura ou encerramento, mas não era. Conforme anunciado, foi realizado na manhã desta sexta-feira (9), o sorteio das 109 casas da CDHU – Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano, localizadas no bairro Cohab 4. Os portões do Recinto de Exposições e Praça de Atividades Folclóricas “Prof. José Sant’Anna” foram abertos às 8h e o sorteio foi realizado às 11h.

IMG_6009

Estiveram presentes Silvio Torres, Secretário de Estado de Habitação, o prefeito Geninho Zuliani e o seu vice e secretário de Assistência Social Gustavo Pimenta; Guilherme Ribeiro, chefe de gabinete da CDHU, os deputados Itamar Borges e Dilador Borges, secretários municipais, vereadores, representantes da CDHU de Ribeirão Preto e famílias que concorreram às casas. No total foram feitas 4.257 inscrições, entre elas 258 deficientes, 418 idosos e 10 policiais.

IMG_6011

Antes de seguirem para o sorteio, o prefeito Geninho, o vice Gustavo e o secretário Silvio Torres se reuniram no gabinete, onde foi entregue o decreto de Visitante Ilustre ao secretário e também ao Guilherme Ribeiro. Depois conheceram as obras das 109 casas.

IMG_6017

O prefeito agradeceu o empenho do secretário Silvio e do Governador Geraldo Alckmin. “Quero agradecer ao apoio do secretário e do governador por estarem realizando o sonho dessas 109 famílias. Teremos ainda mais 197 casas em Baguaçu e algumas casas em Ribeiro dos Santos. Esperamos conseguir mais casas para nossa população, pois a demanda é grande, temos quase 5 mil inscritos para esse sorteio”, disse.

IMG_6097

O secretário Silvio Torres, por sua vez, fez um novo anúncio: “O governador Alckmin com certeza estará presente na entrega dessas 109 casas, que deve acontecer dentro de dois meses. Quero aqui já deixar o meu compromisso e dizer que vamos trazer mais 200 casas para Olímpia. Agora só a prefeitura adquirir um terreno e vamos construir, juntamente com a CDHU. Temos o projeto de ajudar na construção das casas e também na aquisição do terreno”, disse o secretário.

IMG_5963

O sorteio foi realizado com urnas transparentes e diante de todos os participantes. Foram sorteados 109 nomes e mais alguns suplentes, caso haja alguma irregularidade na documentação. Após o término do sorteio os titulares receberam um envelope com relação de documentos, com todos os dados para se apresentar na Rua Caetano Gotardi, 323, no centro, a partir desta segunda-feira, dia 12 de agosto, com data e horário pré-agendado e determinado.

silvio-torres

O Diário trará a relação de todos assim que for liberada.