Emprego formal perde força na região e Olímpia lidera demissões

O emprego formal em 32 municípios da região Noroeste paulista perdeu força e desabou no primeiro semestre deste ano. Levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) revela uma queda de 43,7% entre janeiro e junho deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Em números absolutos, foram geradas 21.282 vagas, contra 37.863 nos seis primeiros meses de 2011.

desemprego

O resultado regional acompanhou o desempenho nacional. Foram criados 1.047.914 postos de trabalho com carteira assinada, uma queda de 25,9% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram criados 1.414.660. O primeiro semestre deste ano foi o pior dos últimos dois. No ano passado foram criados 37.863 postos e, em 2010, a geração somou 27.358 vagas.

No mês passado, o resultado também não foi bom. Houve uma retração de 40,8%, já que foram 5.009 em junho, contra 8.462 em junho do ano passado. Nos últimos 12 meses, a queda foi de 43,7%. Foram 9.521 vagas abertas, contra 16.941 postos em igual período anterior. Em junho, o melhor desempenho regional ficou por conta de Bebedouro, que ocupou a terceira posição no ranking paulista que considera 350 municípios com mais de 50 mil habitantes. A cidade fechou o mês passado com 3.032 vagas.

Monte Azul Paulista também teve desempenho positivo e ficou na quarta posição, com 1.559 vagas geradas. Nas duas cidades, o setor responsável pelo resultado foi o agropecuário. Em Bebedouro, gerou 3.069 vagas. Em Monte Azul, 1.537.

O pior resultado no mês passado ficou com Olímpia, que perdeu 404 vagas. Tanabi fechou outras 389 e Cardoso, 180. A indústria das duas primeiras cidades foi a responsável pelas perdas: em Olímpia, foram 514 vagas negativas no setor. Em Tanabi, 414 negativas. Em Cardoso, quem influenciou no dado negativo foi a agropecuária, que registrou o fechamento de 194 postos. (Diarioweb)

Olímpia fica em 7º na geração de emprego entre 32 cidades da região

O emprego com carteira assinada em 32 municípios da região Noroeste paulista em maio registrou um crescimento de 19,6% em relação a abril, mas, ao mesmo tempo, uma queda superior a 50% em relação ao mesmo mês do ano passado.

1138mc73

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), foram criadas 4.694 vagas formais na região. Em abril, foram 3.924 e, em maio do ano passado houve a criação de 10.707 empregos. Em Olímpia, o saldo foi positivo, também, ficando em 7º lugar na região e 72º no Estado de São Paulo.

No ano, a região acusa a criação de 15.796 empregos, resultado 45,8% inferior ao observado entre janeiro e maio de 2011, quando foram criados 29.185 empregos. No acumulado dos últimos 12 meses, o saldo é de 14.327 empregos, 10,3% menor em relação ao período anterior, quando foram criadas 15.979.

Olímpia admitiu 586 trabalhadores com carteira assinada em maio e demitiu, por outro lado, 374 trabalhadores, resultando no saldo positivo de 212 trabalhadores admitidos no mês passado, ainda em seus empregos.

ÚLTIMO DIA

Terminam hoje as inscrições para o Programa Emergencial de Auxílio Desemprego (Pead) – cursos de qualificação profissional e oficinas culturais. A iniciativa disponibiliza 150 vagas para os moradores de Rio Preto e região.

Para participar é preciso ser maior de 16 anos, estar desempregado há pelo menos um ano, não ter familiar participante do programa, residir no Estado há no mínimo dois anos e não receber qualquer benefício social equivalente.

Os participantes recebem bolsa-auxílio de R$ 210, crédito para a compra de alimentos no valor de R$ 86 e seguro de acidentes pessoais. Quem se interessar deve se cadastrar no Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT). Mais informações pelo (17) 3281-1997.

Olímpia está em 1º lugar na região e em 10º no Estado na geração de empregos em janeiro

Olímpia foi a campeã do emprego em janeiro entre os 32 municípios da região de Rio Preto, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged),do Ministério do Emprego e Trabalho (MTE), superando até municípios como Rio Preto, Catanduva, Barretos, Mirassol, Votuporanga e outros.

emprego-com-carteira

O saldo de vagas foi de 633, resultado de 1.081 contratações e 448 demissões no mês passado. Com esse resultado, Olímpia está em 10ª posição entre os melhores municípios com saldo positivo de emprego do Estado de São Paulo.

São Paulo continua em 1º lugar, com saldo positivo de 8.853, seguido de Franca (2.433), Ribeirão Preto (1.584), Sertãozinho (1.547) e Barueri (1.002).

REGIÃO

Na região, Olímpia ficou em primeiro lugar, seguido de Tanabi, com saldo de empregos em 343; em terceiro, Rio Preto (317), em quarto Barretos (298) e em quinto Novo Horizonte (185) – veja tabela do Diário da Região, de Rio Preto, abaixo.

Na região, o emprego formal em 32 municípios teve um baque no início do ano, com redução de 50% no número de vagas, na comparação com janeiro do ano passado. O saldo foi de 1.052 postos de trabalho em janeiro, contra 2.104 no mesmo mês do ano passado. O resultado é fruto de 18.349 contratações e 17.297 desligamentos no mês. (Informações Diarioweb)

emprego-em-olimpia

Indústria e agricultura registram demissão recorde dos últimos anos, revela Ministério

Foi o ‘pior novembro’ dos últimos anos em Olímpia no tocante ao nível de emprego, revela os dados divulgados hoje pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho. Historicamente, os últimos meses do ano, na cidade, sempre foram marcados com taxas negativas.

Foram 290 admitidos com carteira assinada, e demitidos, em novembro passado, 1.227, resultando em um saldo de 937 negativos e, também, uma taxa negativa de 6,89%. A taxa, desde 2003, mal chegava em três percentuais negativos. Leia mais…

Emprego ainda mantém saldo positivo em Olímpia em maio, embora com ligeira queda

19-cagedO emprego em Olímpia, embora com saldo positivo em relação aos contratados e demitidos no mês de maio, caiu da 5ª para a 8ª posição na região noroeste (72 cidades) e de 54° lugar para o 66° no ranking do Estado de São Paulo, aponta o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Emprego e Trabalho (MTE), divulgado ontem.

O resultado regional foi puxado pelo desempenho de cinco municípios: Bebedouro, Monte Azul Paulista, Rio Preto, Novo Horizonte e Monte Aprazível. Com exceção de Rio Preto, os resultados positivos foram motivados pelo setor agropecuário, em função da safra da laranja e da cana-de-açúcar. Leia mais…

Olímpia salta para o 5° lugar na região e para o 54° no Estado na geração de empregos

emprego9O emprego está em alta em Olímpia e, desta vez, em abril, saltando posições para as primeiras colocações: na região noroeste com 72 cidades, está em quinto lugar, à frente de cidades maiores como Barretos, Catanduva e Votuporanga. No Estado, saltou do 79° para o 54° lugar.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Emprego e Trabalho (MTE) de abril passado. A região respondeu por 2,18% das vagas geradas no Brasil no período, o que representa a abertura de 5.923 vagas, com destaque para o saldo positivo de 493 vagas de Olímpia. Leia mais…

Mesmo com queda do emprego em março, Olímpia está à frente de Rio Preto e Barretos

20110315132320De fevereiro para março, o emprego em Olímpia desabou de 265 vagas para 163, porém continua com fôlego para se manter entre os 100 primeiros colocados no ranking estadual, ficando à frente de cidades da região como Rio Preto, Votuporanga, Barretos, Fernandópolis, entre outras.

O levantamento mensal do Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Emprego e Trabalho (MTE), aponta para o fechamento de 102 vagas formais na cidade. Em março, portanto, foram 579 vagas, porém a demissão ficou em 416, permanecendo apenas 163 com registro em carteira devidamente empregados até o momento. Leia mais…

Emprego ganha fôlego em Olímpia e fica em segundo lugar entre 32 municípios da região

emprego-sp-2011O emprego na indústria em Olímpia e na região voltou a ganhar fôlego em fevereiro e foi determinante para o resultado positivo na geração de postos de trabalho durante o período.

É o que aponta os números divulgados ontem pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Emprego e Trabalho (MTE). O levantamento do Caged mostra que a cidade que mais gerou empregos na indústria no mês passado foi Tanabi, com 439 vagas. Em seguida aparece Olímpia, com 265 oportunidades. Leia mais…

Olímpia está fechando o ano com balanço positivo de empregos, apesar das demissões

EmpregoOlímpia está na 331ª posição do emprego no Estado de São Paulo, fechando outubro com saldo negativo de 98 demissões, porém, neste ano de 2010 o saldo foi positivo: 1.373 contratações e, nos últimos doze meses (de outubro a outubro), também positivo de 537 vagas ainda contratadas.

Os números fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, divulgado ontem. Leia mais…

Olímpia fecha o balanço do emprego de setembro com saldo negativo de vagas

emprego9Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), divulgado ontem (19), Olímpia gerou 386 empregos em setembro, mas demitiu 396, ficando com saldo negativo de sete vagas. Desde junho, o saldo de vagas na cidade tem ficado no vermelho.

Por outro lado, os municípios que integram a região noroeste, da qual a cidade faz parte, geraram em setembro 1.105 vagas, elevando para 33.939 o número de empregos criados entre janeiro e setembro de 2010, volume 27,9% maior ao observado no mesmo período do ano passado (26.521). Leia mais…

Olímpia mais demitiu do que contratou em agosto, revela Ministério do Trabalho

seguro-desemprego-2011 * O Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Empregos (MTE), apontou no mês de agosto um saldo negativo para Olímpia, ou seja, resultado de  414 contratações e 452 demissões, ou seja, menos 38.

Na região Noroeste paulista, Rio Preto é a que apresenta melhor desempenho, com saldo de 1.016 empregos, seguida por Catanduva, com 469 vagas, e Bebedouro, com 325 novos postos. Leia mais…

Olímpia despenca no emprego: 348° lugar entre os 350 municípios do CAGED

demitir * Os dados integram o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Emprego e Trabalho (MTE), divulgado ontem.

Dados divulgados hoje (sábado, 17) pelo Diário da Região, de Rio Preto, revelam que a análise da empregabilidade de 32 municípios do Noroeste paulista em junho é positiva. Mas, Olímpia, literalmente, despencou.

Leia mais…

Olímpia está em 10° lugar na geração de empregos na região, segundo Caged

emprego9 * O saldo de empregos formais em Olímpia fechou o mês de abril deste ano com saldo positivo de 200 trabalhadores ainda em seus postos.

A cidade ocupa a 10ª posição no ranking da região Noroeste paulista, compreendida por 32 municípios, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego.

Em abril, Olímpia empregou 738 trabalhadores, e demitiu 538, ainda ficando com saldo positivo de 200 vagas.

Leia mais…

Olímpia está em quarto lugar na geração de empregos na região noroeste

O saldo de empregos formais na região Noroeste paulista, compreendida por 32 municípios, ficou positivo em 7.017 vagas em março. Esse resultado é fruto de 20.867 contratações e 13.850 demissões de trabalhadores, segundo dados divulgados pelo CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho referente ao mês de março.

Olímpia se mantém com saldo positivo entre contratações e demissões, ficando com 690 vagas no mês passado.

Leia mais…

Olímpia está em 4° lugar na região e 42° no Estado em geração de empregos, segundo o MTE

Emprego

* O saldo positivo de 443 vagas em fevereiro é o termômetro real do crescimento da cidade.

Olímpia está mantendo o nível de geração de empregos, e a manutenção dos empregados nessas vagas com carteira assinada. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), dos 32 municípios da região, Olímpia figura em quarto lugar no ranking de vagas, e em 42° no Estado de São Paulo.

Em fevereiro, Olímpia admitiu 791 trabalhadores, porém, demitiu, no mesmo mês, 348, resultando no saldo positivo de vagas de 443. Leia mais…

Olímpia está em 18° no ranking estadual na geração de empregos, segundo Caged

carteira(1) A região Noroeste paulista, composta por 32 municípios pela metodologia do Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), incluindo Olímpia, fechou o primeiro mês do ano com saldo negativo de 2.130 vagas. Apesar disso, o número é menor que o registrado em janeiro de 2009, quando foram encerrados 3.399 postos de trabalho na região. O número de contratações chegou a 14.123, entretanto, o número de demissões foi maior, chegando a 16.253, o que gerou o saldo negativo de 2.130 postos.

Olímpia está em 18° lugar no ranking estadual na geração de empregos, com 718 vagas disponíveis. Foram 1.138 admissões contra apenas 420 demissões em janeiro, na cidade, segundo o Caged.

Leia mais…