Caixa eletrônico da Praça explode e criminosos trocam tiros com a PM

O caixa eletrônico da Caixa foi explodido na madrugada desta segunda-feira (22), na Praça Rui Barbosa. Até o momento, os criminosos não foram encontrados.

Segundo consta, cerca de 15 criminosos explodiram o caixa automático da Caixa Federal durante a madrugada.

Na fuga, os ladrões deixaram cerca de R$ 36 mil no chão.

O equipamento estava instalado na Praça da Matriz, no centro da cidade.

A polícia foi chamada após o estouro e surpreendeu a quadrilha, que revidou com tiros de fuzil.

Thermas já conta com Banco 24 Horas

Não é novidade em Olímpia, que já chegou a ter no Supermercado Tome e Leve, mas é necessário no ponto nevrálgico do turismo local: o Banco24Horas, a rede de autoatendimento externo dos bancos já está funcionando Thermas dos Laranjais. Com essa facilidade, correntistas de diversos bancos passam a contar com mais facilidade e comodidade para realizar operações financeiras.

No Tome e Leve, era o mesmo sistema, mas não funcionava 24 horas, da mesma forma que o Thermas não ficará aberto 24 horas.

caixa24horas

No Banco24Horas, a população tem acesso a saques, consultas de saldo, emissão de extrato, pagamento de contas, entre outros. No total, são mais de 40 bancos em um único ponto de atendimento. Entre os bancos atendidos estão Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Citibank, Itaú, HSBC e Santander.

A instalação do Banco24Horas em Olímpia reforça o objetivo de oferecer comodidade e conveniência para a realização de transações bancárias.

Os terminais ficam disponíveis 24 horas por dia, sete dias por semana (conforme o horário de funcionamento dos estabelecimentos onde estão instalados).

‘Saques Grátis Todo Mês’

Todos os meses, os clientes com conta corrente pessoa física de todos os bancos têm direito ao benefício de, no mínimo, quatro saques sem tarifa, de acordo com Resolução nº 3919 do Banco Central.

Como funciona: os primeiros 4 saques no mês são grátis, contados no conjunto das transações realizadas em diversos meios como o caixa das agências/guichê, caixas de autoatendimento do próprio banco ou no Banco24Horas. Alguns bancos oferecem em suas cestas de serviços mais saques sem tarifa. Os saques gratuitos não abrangem transações internacionais e saque crédito.

Mais informações no em www.banco24horas.com.br ou pelo telefone 0800 56 24 00.

Está na hora dos bancos, e até mesmo do 24Horas, abrir quiosques pelos bairros da Estância.

Agência da Caixa abre 1 hora mais cedo nesta sexta-feira

A Caixa Econômica Federal informou que suas agências irão abrir nesta sexta-feira (7) uma hora antes do previsto. A abertura antecipada ocorrerá em função da pane que atingiu o sistema do banco nesta quinta (6), deixando os canais da instituição indisponíveis durante boa parte do dia.

IMG_4343.JPG

Os horários de abertura das agências variam de cidade para cidade –em alguns casos, até de agência para agência. Em OLÍMPIA, por exemplo, costuma abrir às 10h. Amanhã, portanto, abrirá as portas às 9h.

Em nota, a Caixa afirmou que seus clientes não serão prejudicados pela indisponibilidade do sistema, mas não detalhou de que forma isso será feito. A assessoria de imprensa do órgão afirmou que os clientes terão seus problemas analisados caso a caso nas agências.

Postos de autoatendimento, serviços de guichê nas agências e nas lotéricas ficaram indisponíveis desde a manhã até o tarde de hoje. A Caixa não informou a causa do problema, ocorreu aos poucos, em determinadas regiões. Serviços pela internet, telefone, débito ou crédito não ficaram indisponíveis.

A pane ocorre na semana de pagamento de grande parte dos salários e de benefícios do governo. É hoje, por exemplo, que recebem os segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que ganham um benefício previdenciário com valor acima de um salário mínimo e cujo cartão de pagamento tem final 4 ou 9.

No caso de benefícios abaixo de um salário mínimo, parte já recebeu o pagamento na última semana de outubro. O Bolsa Família já foi pago.

Bancários encerram greve nesta terça-feira

Exatamente uma semana depois de seu início, a greve dos bancários chega ao fim hoje. A decisão foi tomada ontem em assembleia realizada na sede do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Rio Preto e Região, onde os trabalhadores da classe aceitaram a sugestão da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) de encerrar a greve.

banco-santander

O Comando Nacional sinalizou para o encerramento da greve depois da última rodada de negociação entre os representantes dos trabalhadores e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), na sexta-feira à noite, quando a categoria recebeu a proposta de reajuste de 8,5% para o salário, um aumento real de 2,02%. A proposta anterior era de 7,35%. O aumento para o piso da categoria passou de 8% para 9%, além de um reajuste de 12,2% no vale refeição.

A Fenaban também propôs a compensação dos dias parados durante a greve, na forma de uma hora por dia no período de 15 de outubro a 31 de outubro, para quem trabalha seis horas, e uma hora por dia no período entre 15 de outubro e 7 de novembro, para quem trabalha oito horas. Segundo o presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Rio Preto e Região, Aparecido Roveroni, apesar de a proposta da Fenaban não ser o que a categoria pedia, o resultado foi satisfatório. “Conseguimos um bom resultado diante da atual situação econômica do País.”

Fonte: Diarioweb

GREVE! Bancos privados abrem a partir do meio-dia. Os estatais, só nos caixas eletrônicos

Os bancários de Olímpia aderiram um dia após à campanha nacional dos bancários iniciada ontem (30), e estão parcialmente em greve. Somente os bancos privados abrirão, pelo menos durante esta semana, do meio-dia às 15h. Os estatais, como Banco do Brasil e Caixa Federal, permanecem integralmente em greve, segundo esclareceu ao Diário, na manhã de hoje, o presidente da sub-sede do Sindicato dos Bancários de Rio Preto, em Olímpia, vereador Hilário Ruiz.

Os comerciantes se ressentem. Segundo Mário Mandarino, da Empório e Sabores, “nos 23 dias de greve do ano passado, no mesmo período, o meu movimento caiu 35%. Está tudo registrado. Infelizmente, a greve dos bancários nos traz muitos prejuízos, além de incômodos em diversos serviços”.

greve

Os bancários reivindicam 12,5% de reajuste, valorização do piso salarial, PLR maior, garantia de emprego, melhores condições de saúde e trabalho, com fim das metas abusivas e do assédio moral, mais segurança nas agências e igualdade de oportunidades.

greve3

Filas de clientes já se posicionavam dentro das agências à espera da abertura ao meio dia (no caso dos bancos privados, como Itaú, Santander, Bradesco), ou para utilização dos caixas eletrônicos.

greve4

“Sabemos que a greve é uma dor de cabeça para o usuário, pedimos a sua compreensão, mas é uma luta nacional, somente no Estado de São Paulo temos milhares de bancários afastados do trabalho por condições psicológicas adversas de trabalho, é muita pressão também, e a categoria é conhecida por sua união e pela insistência na obtenção do que considera justo para todos”, disse Hilário.

greve2

O QUE ELES QUEREM

AS PRINCIPAIS REIVINDICAÇÕES DOS BANCÁRIOS
Reajuste salarial de 12,5%.
Piso Salarial de R$ 2.979,25
PLR: três salários mais parcela adicional de R$ 6.247.
14º salário.
Vales alimentação, refeição, cesta-alimentação, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 724,00 ao mês para cada (salário mínimo nacional).
Gratificação de caixa: R$ 1.042,74.
Gratificação de função: 70% do salário do cargo efetivo.
Vale-cultura: R$ 112,50 para todos.
Fim das metas abusivas.
Combate ao assédio moral.
Isonomia de direitos para afastados por motivo de saúde.
Manutenção dos planos de saúde na aposentadoria.
Emprego: fim das demissões e da rotatividade, mais contratações, proibição às dispensas imotivadas como determina a Convenção 158 da OIT, aumento da inclusão bancária e combate às terceirizações.
Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para todos os bancários.
Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós.
Prevenção contra assaltos e sequestros: cumprimento da Lei 7.102/83 que exige plano de segurança em agências e PABs, garantindo pelo menos dois vigilantes durante todo o horário de funcionamento dos bancos; instalação de portas giratórias com detector de metais na entrada das áreas de autoatendimento das agências; biombos em frente aos caixas e fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários.
Igualdade de oportunidades para todos, pondo fim às discriminações nos salários e na ascensão profissional de mulheres, negros, gays, lésbicas, transexuais e pessoas com deficiência (PCDs).
A PROPOSTA DOS BANCOS REJEITADA PELOS BANCÁRIOS
Reajuste de 7,35% (0,94% de aumento real).
Piso portaria após 90 dias – 1.240,89 (8% ou 1,55% de aumento real).
Piso escritório após 90 dias – R$ 1.779,97 (1,55% acima da inflação).
Piso caixa/tesouraria após 90 dias – R$ 2.403,60 (salário mais gratificação mais outras verbas de caixa), significando 1,39% de aumento real).
PLR regra básica – 90% do salário mais R$ 1.818,51, limitado a R$ 9.755,42. Se o total ficar abaixo de 5% do lucro líquido, salta para 2,2 salários, com teto de R$ 21.461,91.
PLR parcela adicional – 2,2% do lucro líquido dividido linearmente para todos, limitado a R$ 3.637,02.

………………………………………………………….
Antecipação da PLR
Primeira parcela depositada até dez dias após assinatura da Convenção Coletiva e a segunda até 2 de março de 2015.
Regra básica – 54% do salário mais fixo de R$ 1.091,11, limitado a R$ 5.853,25 e ao teto de 12,8% do lucro líquido – o que ocorrer primeiro.
Parcela adicional – 2,2% do lucro líquido do primeiro semestre de 2014, limitado a R$ 1.818,51.
………………………………………………………….
Auxílio-refeição – R$ 24,88.
Auxílio-cesta alimentação e 13ª cesta – R$ 426,60.
Auxílio-creche/babá (filhos até 71 meses) – R$ 355,02.
Auxílio-creche/babá (filhos até 83 meses) – R$ 303,70.
Gratificação de compensador de cheques – R$ 137,97.
Requalificação profissional – R$ 1.214,00.
Auxílio-funeral – R$ 814,57.
Indenização por morte ou incapacidade decorrente de assalto – R$ 121.468,95.
Ajuda deslocamento noturno – R$ 85,03.
CALENDÁRIO
Setembro
30 – Início da greve nacional por tempo indeterminado
Outubro
2 – Manifestações em frente aos prédios do Banco Central, em defesa de um BC independente do mercado financeiro
Fonte: Contraf-CUT

Bancários ainda trabalham em Olímpia, mas não por muito tempo

Pelo menos em Olímpia, nesta terça-feira (30), ao contrário de Rio Preto e cidades da região, os bancários ainda não cruzaram os braços. Ainda. Mesmo assim, fique de olho, consumidor: greve de bancários, com agências bancárias fechadas, não exime o consumidor de adiar pagamentos. O alerta é da Fundação Procon-SP diante das costumeiras reclamações por conta de prazos perdidos. Os funcionários dos bancos decidiram na noite de ontem parar suas atividades a partir de hoje em Olímpia e em várias cidades da região. Existem alternativas para que o pagamento de contas seja realizado no prazo mesmo com a greve.

bradesco-olimpia

Segundo o Procon, os consumidores devem entrar em contato com empresas e concessionárias de serviços e solicitar outras formas e locais para pagamento. A obrigação da empresa credora é de oferecer alternativas para que os pagamentos sejam efetuados. O pedido deve ser documentado por e-mail ou pelo número de protocolo. Entre as opções para pagamento de contas de consumo e tributos estão os caixas eletrônicos, que continuam funcionando normalmente; as casas lotéricas, espalhadas por toda a cidade; os supermercados; e agências dos Correios, que oferecem ao público a opção do Banco Postal – nestes três últimos, as empresas devem ter convênio firmado.

O Banco Postal permite a realização de praticamente todos os serviços oferecidos por bancos, como pagamento e recebimentos de contas, desde que possuam convênio com o Banco do Brasil, solicitação de cartões de crédito, saques, depósitos e até abertura de contas. De acordo com os Correios, qualquer pessoa pode realizar o pagamento de contas em dinheiro no Banco Postal com limite de recebimento de no máximo R$ 1,5 mil, para títulos do Banco do Brasil, e R$ 300, para títulos de outros bancos.

Também é possível pagar todas as suas contas sem sair da sua casa, pelo internet banking, ou até mesmo de qualquer lugar em que estiver, pelo celular. O presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Tecnologia da Informação (Apeti), Rafael Derrico, afirma que, apesar dos riscos existirem, o internet banking pode ser bem seguro com alguns cuidados. “É essencial utilizar um computador com um antivírus de qualidade.

caixa-federal

É importante também tomar cuidado com links e e-mails acessados desse computador, que podem instalar arquivos mal-intencionados na máquina. Além disso, os bancos, hoje em dia, sempre disponibilizam ferramentas próprias, que servem como guardiões para o acesso online”. No entanto, procurar a Fundação Procon-SP para registrar uma reclamação formal deve ser a última opção, afirma Alexandre Cavalheiro, coordenador do núcleo regional do Procon-SP em Rio Preto.

Proposta é baixa, diz sindicalista

Os últimos detalhes da greve foram decididos na noite de ontem em uma última assembleia realizada na sede do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Rio Preto e Região. O presidente do sindicato em Rio Preto, Aparecido Roveroni, comentou a necessidade de a categoria se unir para conseguir melhores resultados na negociação com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

“Fomos chamados no sábado para mais uma reunião, mas, infelizmente, a proposta feita pela Federação foi muito baixa. Não sabemos até onde vão, mas vamos lutar para conseguir pelo menos um resultado semelhante à greve do ano passado”, disse. No ano passado, a greve terminou depois de 23 dias de duração, quando a Fenaban apresentou a proposta de reajuste dos salários de 8%, com ganho real de 1,82%.

banco-santander

Os pisos iniciais dos bancários receberão uma correção de 8,5%. Descontada a inflação, a reposição chega a 2,29%. O pedido da categoria é de reajuste salarial de 12,5% e direito ao 14º salário, vale-alimentação, refeição, cesta alimentação, 13ª cesta e auxílio-creche/babá no valor de R$ 724 para cada um desses itens. Quanto à PLR, o pedido é de três salários mais parcela adicional de R$ 6.247.

Os bancários também querem gratificação de caixa de R$ 1.042,74, gratificação de função de 70% do salário do cargo efetivo e vale-cultura de R$ 112,50. Na última rodada de negociações, feita no sábado, a Fenaban ofereceu 7,35% (inflação dos últimos 12 meses, de setembro de 2013 a agosto de 2014, mais 0,94% de aumento real) e 8% para o piso (1,55% acima da inflação).

Fonte: Diarioweb

É sempre assim: bancários, insatisfeitos, podem entrar em greve dia 30

O Comando Nacional dos Bancários divulgou nota declarando considerar insuficientes as propostas de caráter econômico apresentadas pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) na última sexta-feira (19), na sétima rodada de negociações da Campanha Nacional, que incluem reajuste de 7% no salário (0,61% de aumento real), na PLR e nos auxílios refeição, alimentação e creche, além de 7,5% no piso (1,08% acima da inflação).

greve bancos

O Comando Nacional dos Bancários aprovou um calendário de mobilização para pressionar os bancos a apresentarem novas propostas que atendam as expectativas da categoria, apontando para a deflagração de greve por tempo indeterminado a partir de 30 de setembro, com assembleias deliberativas nos sindicatos da categoria nos dias 25 e 29 desde mês.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Barretos e região, Marco Antônio Pereira, declarou que “o índice de reajuste apresentado apesar de contemplar a reposição integral da inflação e aumento real de 0,61%, são muito insuficientes diante do lucro do sistema financeiro.

Além disso, a Fenaban não apresentou propostas para proteger o emprego, combater o assédio moral, metas abusivas e melhorar a segurança, que hoje são fundamentais para os bancários, clientes e usuários”, disse.

Fonte: Diário de Barretos

Bancos fecham às 12h30 nas cidades sedes da Copa

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) divulgou nesta segunda-feira, 9, os horários de funcionamento das instituições financeiras durante a Copa do Mundo, de acordo com recomendação da Circular do Banco Central n.º 3.703/2014.

>20140609-190821-68901860.jpg

Segundo a entidade, nas 12 cidades sedes da Copa (Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Cuiabá, Brasília, Salvador, Recife, Natal, Fortaleza e Manaus), caso haja feriado em alguma delas, os bancos fecham para atendimento ao público e seguem o decreto municipal.

Em dias de jogos do Brasil, caso não haja decreto de feriado local, todos os bancos devem abrir ao público das 8h30 às 12h30. Nos demais jogos, caso não haja feriado, o funcionamento das agências bancárias será normal.

A Febraban ainda esclareceu que os bancos deverão afixar em suas dependências aviso sobre o horário de atendimento nos dias de jogos, com uma com antecedência mínima de 48 horas. A entidade também lançou a “Cartilha Canais Alternativos” para orientar a população durante o campeonato esportivo.

Fonte: Estadão

Bancos só funcionarão por duas horas nesta terça-feira. Depois, só reabrem na quinta

Os bancos terão o horário de atendimento alterado ou entrarão em recesso nos feriados do Natal e do Ano-Novo, conforme divulgou a Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

Na véspera de Natal, as instituições financeiras irão funcionar das 9h às 11h nas federações que seguem o horário de verão, conforme resolução do Banco Central. Como é o caso de Olímpia e Estado de São Paulo. Fecham no Natal, dia 25, e reabrem normalmente no dia 26, quinta-feira.

São elas: Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

Já as agências localizadas em Estados com diferença de até 3h em relação ao horário de Brasília irão funcionar das 7h às 9h (horário local).

As demais agências (em Estados fora do horário de verão) prestarão atendimento das 8h às 10h, de acordo com o horário local.

Os consumidores devem aproveitar o horário reduzido da véspera de Natal para resolver pendências financeiras. Isso porque no dia 25 de dezembro e 1º de janeiro, além do último dia útil do ano (31), as agências bancárias vão fechar.

Siga o Diário de Olímpia no Twitter, Facebook e Flickr

Atendimento alternativo

A população, mesmo durante os recessos, poderá utilizar outros canais de atendimento para realizar operações bancárias. São eles: internet banking, mobile banking, banco por telefone e correspondentes, como casas lotéricas e outros estabelecimentos comerciais credenciados.

As contas de consumo, como de água e luz, e os carnês que vencerem nos dias de recesso poderão ser pagos no próximo dia útil, sem multa.

As pessoas também podem agendar nos bancos os pagamentos das contas de consumo ou pagar as que têm código de barra nos caixas automáticos ou em correspondentes.

Os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser agendados ou pagos por meio do DDA (Débito Direto Autorizado).

A mudança de horário segue a resolução nº 2932 do Banco Central que exige que as agências ofereçam um atendimento mínimo de duas horas durante a Quarta-feira de Cinzas, a véspera de Natal ou em outro casos como festividades locais.

Após 23 dias de tormento, usuário encontra bancos abertos a partir de hoje

Bancários de Olímpia, assim como em todo o Estado paulista, voltaram a trabalhar normalmente na manhã desta segunda-feira (14), depois de 23 dias em greve. A decisão foi definida em uma assembleia realizada na última sexta-feira (11). Para o usuário, foi um tormento a greve, prejudicando o interesse coletivo em muitas situações em que o caixa eletrônico ou bankline (internet) não poderiam resolver.

banco1

A categoria reivindicava reajuste nos salários, recomposição da inflação de 2012 e aumento real, que juntos somavam mais de 23%, mas a Febraban, Federação Brasileira dos Bancos oferecia 6%.

banco2

Depois de muita negociação e assembleias, os funcionários aceitaram a proposta da federação que ofereceu um aumento final de 8,5% no piso da categoria e mais 8% nos demais benefícios.

Mais de 85% das agências do noroeste paulista aderiram à greve.

Bancários cruzam os braços a partir desta quinta. Saiba minimizar prejuízos

A partir de quinta-feira (19) os bancários iniciam paralisação nacional, com prazo indeterminado. A greve já havia sido aprovada no dia 12 de setembro, e, como não foram apresentadas novas propostas dos bancos às reivindicações dos trabalhadores, a paralisação foi confirmada para amanhã.

greve-bancos

Segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, que tem 2.835 agências bancárias em sua base, a adesão não será de 100% no primeiro dia. Como ocorreu em anos anteriores, ela deve crescer gradualmente. Ainda hoje, a partir das 19 horas, haverá uma assembleia com os trabalhadores com o objetivo de organizar a paralisação na Capital.

Os bancários reivindicam, principalmente, reajuste salarial de 11,93% – sendo 5% de aumento real, maior participação sobre lucros e resultados e “fim das metas abusivas” – exigências de mínimo de venda de produtos do banco por seus funcionários.

Ainda, pedem um piso salarial de R$ 2.860,21, valor calculado pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) como sendo o mínimo para que o trabalhador possa pagar suas despesas básicas e de sua família.

Por sua vez, a proposta dos bancos é 6,1% de reajuste salarial, mantendo a mesma fórmula de participação nos lucros.

COMO ENFRENTAR A GREVE

A paralisação não isenta o consumidor de pagar suas contas dentro do prazo estipulado pelo credor.

Para evitar eventuais encargos, como multas e juros pelo não pagamento da dívida em dia, a primeira atitude é ligar para a agência na qual possui conta para saber se ela aderiu à greve. Caso tenha aderido, procure saber se outra agência está operando.

Na impossibilidade de utilizar uma agência bancária, a solução é procurar, o quanto antes, o credor e solicitar outra opção de local para efetuar o pagamento, como internet, sede da empresa, casas lotéricas, código de barras para pagamento nos caixas eletrônicos, e outros.

Lembrando que a greve não afeta o funcionamento dos caixas eletrônicos das instituições financeiras.

De acordo com o Procon-SP, diante de um cenário de greve, as empresas são obrigadas a oferecer outro local de pagamento. Se o fornecedor se recusar a disponibilizar uma alternativa, o cliente deve documentar sua tentativa e registrar uma reclamação junto ao Procon.

COMPROVANTES

O cliente deve guardar os comprovantes, tanto os que indicam que ele buscou o credor para solicitar outra forma de pagamento, quando os comprovantes de pagamento feitos por outros canais, como internet e telefone.

“No caso da internet, o comprovante pode ser impresso. Pelo telefone, o consumidor deve anotar o número do protocolo”, diz o Idec (Instituto Nacional de Defesa do Consumidor).

ÁGUA, LUZ E TELEFONE

As contas de serviços públicos como água, luz e telefone não precisam necessariamente ser pagas nas agências bancárias. É possível quitar em casas lotéricas e em alguns supermercados.

CONTAS EM ATRASO

Para quem tem conta como luz, água, telefone, gás em atraso, a orientação é fazer o pagamento normalmente pelos canais alternativos do banco (internet, telefone, corresponde bancário).

As próprias concessionárias de serviço público costumam inserir os juros e as multas na conta do mês seguinte.

No caso dos títulos de cobrança –condomínio, escola, academia, financiamentos– a orientação da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) é pedir ao cedente do título um novo boleto já com os valores atualizados ou fazer o pagamento pelo Débito Direto Autorizado (DDA).

O DDA é um serviço de apresentação eletrônica de boletos bancários, que permite ao cliente realizar o pagamento de boletos eletronicamente.

Caso o boleto seja do próprio banco e a agência estiver fechada, o pagamento pode ser feito no site do banco. Lá, é possível solicitar nova via de boleto em atraso, mesmo para pessoas que não são correntistas.

Basta acessar o serviço de atualização de boleto, na página inicial do banco emissor do título de cobrança. Em seguida inserir a numeração do código de barras do boleto, o site irá gerar um novo boleto para pagamento.

Com o boleto atualizado, é possível pagá-lo pelos canais alternativos do banco.

 

Caixas Eletrônicos

  • Pagar contas: pagamento de contas (não vencidas); agendamento de pagamentos e DOC; Pagamento e de cartão de crédito.
  • Saques e depósitos: Saques / retirada de folha de cheque; depósitos em dinheiro ou cheque; consulta e retirada de saldo/extrato; transferências; saques de benefícios sociais (INSS, PIS/Abono Salarial, FGTS, etc.
  • Outros serviços: bloqueio de cartão; empréstimo pessoal (CDC); resgate de investimento e solicitação de débito automático.

Correspondentes

São os supermercados, casas lotéricas e postos dos Correios e, em Olímpia, as Casas Bahia (Bradesco) e algumas padarias.

  • Pagar contas: água; luz; telefone –com ou sem fatura; tributos municipais e estaduais; boletos de bancos; carnês; INSS / GPS; FGTS-GRF / GRRF / GRDE (com código de barras) e Contribuição sindical (em dinheiro).
  • Sacar dinheiro e benefícios: bolsa família; INSS; FGTS; Seguro desemprego; PIS; com cartão magnético – limitado à R$ 1000,00 ou três transações diárias.
  • Depositar: em conta corrente ou em conta poupança. Operação limitada à R$ 1.000 ou em até três transações por dia.
  • Outros serviços: Consulta de saldos e extratos de contas correntes e poupanças; fazer Declaração Anual de Isento (Imposto de Renda); entrega de propostas de cartão de crédito, conta corrente, cheque especial e empréstimo por consignação para aposentados, pensionistas do INSS, empregados de empresas conveniadas e recarga de celular pré-pago.

Internet banking

  • Consultas: saldo; extrato; lançamentos futuros; extrato de compras com Cartões de Débito; informe de rendimentos; investimento; poupança; aplicações e transações agendadas.
  • Pagamentos: DDA (Débito Direto Autorizado); agendamento de pagamento de contas (água, luz, telefone e gás); bloqueio de cobrança; DARF / DARF Simples; DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional); GFIP – FGTS; GPS – INSS; IPVA; DPVAT; IPTU/ISS; GRCS; ISS; licenciamento de veículos; e recarga de celular.
  • Transferências: entre outros bancos; TED e DOC eletrônico.
  • Outros Serviços: solicitação e desbloqueio de talão de cheques; solicitação, consulta e cancelamento de débito automático; empréstimos e outros.

Banco por telefone

  • Pagamentos: pagamento de boleto a vencer da mesma instituição e de outras, pagamento de conta de consumo (água, luz, telefone, gás) e pagamento de imposto e taxas.
  • Consultas: consulta de saldo, fatura do cartão de crédito, entre outros.

Correios cruzam os braços e os bancários a partir de quinta-feira

Os funcionários dos Correios começaram uma greve, por tempo indeterminado, na noite de quarta-feira (11). Além de São Paulo, aderiram à paralisação os Estados do Rio de Janeiro, Tocantins, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul, Pernambuco, além das regiões do interior paulista, como Sorocaba, Bauru, São José dos Campos e São José do Rio Preto.

greve

Os servidores, que têm data-base este mês, não aceitaram a proposta da empresa de aumento de 5,27%, abaixo da inflação anual, de 6,27%, medida pelo IPCA (Índice de Preços do Consumidor Amplo), como explica o presidente do Sintect-RJ (Sindicato das Empresas de Correios e Telégrafos do Rio), Marcos Sant’Aguida.

— Os 5,27% de aumento que os Correios apresentaram está bem abaixo da inflação. A inflação é direito, e nós queremos o aumento real do salário. Na reunião [terça-feira (10)], nós falamos que caso a empresa não apresentasse uma nova proposta, nós iríamos entrar em greve.

BANCÁRIOS

Os bancários do Estado de São Paulo decidiram em assembleia na noite desta quinta-feira (12), rejeitar a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) de reajuste de 6,01% para a categoria, que tem data-base neste mês e marcar uma greve para a próxima quinta-feira (19) por tempo indeterminado.

Os bancários reivindicam 11,93% de aumento, sendo 6,93% referente a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e 5% de ganho real, além das cláusulas sociais.

O presidente da subsede do Sindicato dos Bancários, em Olímpia, vereador Hilário Ruiz (PT), confirmou que a tendência será a de greve a partir de quinta-feira, também na cidade e região. (R7 e Abril)

Pastor aprova lei que proíbe celular nos bancos de Olímpia. Só falta virar lei

Os vereadores aprovaram na noite desta segunda-feira (27), em primeira discussão, projeto de lei de autoria do vereador, pastor e ex-diretor do Procon, Leonardo Simões, proibindo o uso de celular dentro das agências bancárias de Olímpia. O único voto contrário foi do vereador petista, e líder sindical dos bancários na comarca, Hilário Ruiz, alegando que essa medida atrapalha a vida dos usuários e que há medidas de segurança mais eficazes que os bancos não estão adotando.

celular-no-banco

A lei entrou em vigor na capital paulista e em diversas cidades brasileiras para combater um tipo de assalto comum nas grandes cidades. “Um bandido fica dentro da agência, quando vê um cliente sacar muito dinheiro liga para o resto da quadrilha, que espera a vítima sair para roubá-la. Sem o celular, esse crime ficaria mais difícil. É a famosa ‘saidinha’, como diretor do Procon eu vivenciei esse tipo de delito várias vezes”, justificou Simões.

É lei em boa parte do país, mas nem todo mundo respeita o uso de celular nos bancos foi proibido, para evitar assaltos na saída das agências. A polícia e especialistas em segurança têm dúvidas sobre a utilidade da lei.

O presidente do sindicato dos bancários, vereador e advogado Hilário Ruiz, também. “Como você vai impedir que as pessoas se comuniquem? Vai chamar a polícia contra o direito de um cidadão se manter informado sobre questões da empresa, da família, avisar que vai demorar, enfim, não será recolhendo celulares, que hoje, aliás, estão inclusive minúsculos e podem ser operados sem fio, e até em relógios?”, questiona Hilário.

A lei vai para sanção do prefeito Geninho Zuliani (DEM), após a aprovação em segunda discussão e aprovação, e redação final, nas próximas sessões, e o prefeito poderá vetá-la parcial ou totalmente. Os bancos são obrigados a colocar cartazes para informar os clientes sobre a proibição do uso de celulares, caso o projeto aprovado vingue como lei. As agências que não respeitarem essa regra podem ser multadas. Mas não existe punição prevista para quem insistir em usar os aparelhos lá dentro. Por isso, os críticos da lei dizem que ela é ineficaz.

“Não há nada que demonstre que isso possa estar inibindo a ação de criminosos. Eles têm simplesmente o método de um olheiro indicar, fazer um sinal para o individuo, sem usar o celular necessariamente”, explica coronel José Vicente da Silva Filho, especialista em Segurança Pública.

Transferência Eletrônica cai para R$ 1 mil a partir desta sexta, informa Febraban

O valor mínimo para uma Transferência Eletrônica Disponível (TED) cairá de R$ 2 mil para R$ 1 mil a partir de sexta-feira informa em nota a assessoria da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Internet-Banking

A ideia dos bancos é ampliar o acesso a este serviço para que um número maior de clientes pessoas físicas e jurídicas possa fazer transferências de recursos entre bancos diferentes.

“A TED faz com que o crédito entre na conta do destinatário no mesmo dia em que a transferência é solicitada. Em outras formas de movimentação financeira, como o Documento de Crédito (DOC), é preciso aguardar pelo menos um dia para a conclusão da operação”, diz a nota da Febraban.

Essa é a terceira redução do valor da TED. Em 2010, o valor caiu de R$ 5 mil para R$ 3 mil, foi para R$ 2 mil em novembro do ano passado e, agora, para R$ 1 mil. Para evitar que o atrativo da TED gere uma demanda em excesso e sobrecarregue os sistemas de pagamento e de compensação das transações financeiras, os bancos estabelecem um valor mínimo para realizar esse tipo de transferência.

Para transferências interbancárias abaixo de R$ 1.000,00, os clientes ainda podem recorrer aos DOCs, que têm valor limitado a R$ 5.000,00 por transação.

Fonte: Agencia Estado

Bancos fecham na segunda e terça de Carnaval

A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) informa que na segunda e na terça-feira de carnaval (11 e 12) as agências bancárias permanecerão fechadas.

banco

O atendimento ao público será retomado às 12 horas da quarta-feira de Cinzas (13).

As contas de água, energia, telefone e carnês que tiverem o vencimento no período poderão ser pagos no primeiro dia útil depois do feriado (13), sem acréscimo.

A população ainda pode utilizar os meios alternativos de atendimento, como os caixas eletrônicos, ressalta a federação.

barbatira

Fonte: Agencia Estado

Bancários encerram greve que durou 9 dias

Os bancários de Olímpia e cidades da região retornam hoje ao trabalho, após nove dias de greve. A decisão foi tomada ontem à noite, durante assembleia da categoria, que aceitou proposta formulada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

bancarios

Pela nova proposta patronal, os salários dos bancários serão reajustados em 7,5% o índice de reajuste dos trabalhadores (aumento real de 2,02%). Já o piso da categoria recebeu 8,5% e passa para R$ 1.519. O mesmo índice foi ofertado para os auxílios refeição e alimentação (ganho real de 2,95%). Também ficou definido reajuste de 10% no valor fixo da regra básica e no limite da parcela adicional da Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

Na negociação com a Fenaban também ficou acertado de que não haverá desconto dos dias parados. A entidade propôs a manutenção da regra de compensação nos dias parados até 15 de dezembro deste ano, nos mesmos moldes da convenção coletiva do ano passado.

De acordo com os grevistas, nos nove dias de greve em Rio Preto foram fechadas 56 das 89 agências bancárias, que mobilizou mais de 900 dos 1,6 mil bancários da cidade. Também ocorreu paralisação em Mirassol, Nhandeara, Monte Aprazível, Olímpia, Macaubal e Bálsamo ficaram com os bancos fechados nos últimos dias.

De acordo com a assessoria do sindicato dos bancários, a assembléia foi presidida por Luiz Carlos dos Santos, o Brechó, vice-presidente do Sindicato, já que o presidente Aparecido Roveroni permaneceu em São Paulo para finalizar as negociações com a Fenaban. “Não fomos contemplados em tudo aquilo que a gente queria, mas levando-se em conta o cenário nacional onde praticamente nenhuma categoria vem conseguindo aumento real, até que o que conseguimos não foi ruim”, avaliou Brechó.