Azul terá voos diretos de Rio Preto para Uberlândia

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras terá voos diretos entre Rio Preto e Uberlândia a partir o dia 7 de fevereiro. A operação será semanal, aos sábados, e permitirá aos clientes paulistas chegar a Porto Seguro e ao Recife, ambas no Nordeste, com apenas uma parada no destino mineiro. Os voos serão realizados com jatos Embraer 195. A ligação para a capital pernambucana terá origem na cidade mineira, enquanto o voo para o destino baiano partirá de Rio Preto e terá escala em Uberlândia. (Foto Leonardo Concon)

azul2

O voo partirá de Rio Preto às 13h05 e vai chegar a Uberlândia às 13h45. Saindo da cidade mineira, o voo parte às 21h50 e chega às 22h35. O valor das tarifas ainda não foi divulgado pela empresa, mas já é possível comprar pelo site. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou recentemente a solicitação da companhia para as novas operações, dedicadas à Azul Viagens, operadora de turismo da Azul.

"Com apenas uma escala em Uberlândia, os clientes de Rio Preto poderão chegar a dois dos destinos mais procurados por turistas de todo o Brasil. Assim, terão ainda mais comodidade, ao evitar conexões. Apostamos no sucesso desta rota, sempre com o serviço de qualidade oferecido pela Azul", afirma Marcelo Bento, diretor da Azul Viagens.

Outra linha

Os moradores de Rio Preto e região que utilizam o aeroporto Eribelto Manoel Reino também terão outra linha disponível no mês que vem. A TAM Linhas Aéreas lançou, no fim do ano passado, um voo direto entre Brasília e Rio Preto. A rota (ida e volta) será operada seis vezes por semana, a partir do dia 1º. Segundo a empresa, a iniciativa visa aumentar a conectividade entre a região Centro-Oeste e o interior paulista.

Os passageiros terão novas alternativas para os aeroportos de Belém (PA), Imperatriz (MA), Macapá (AP), Teresina (PI) e Rio Branco (AC). O voo sairá de Rio Preto às 5h40, chegando em Brasília às 7h15, de segunda a sábado. De Brasília, sai às 20h18 e chega aqui às 22h16, de segunda a domingo, exceto aos sábados. Segundo informou em dezembro de 2014, as passagens podem ser encontradas a partir de R$ 139 (o trecho) para compras com 60 dias de antecedência, e já estão à venda pelo site www.tam.com.br.

Fonte: Diarioweb

Governo federal confirma investimentos em três aeroportos da região Noroeste

Nove aeroportos regionais de São Paulo estão contemplados na primeira fase do programa de investimentos para expansão da aviação regional. Na região Noroeste, estão confirmados investimentos em Fernandópolis, Barretos e Araçatuba.

Edinho-Moreira-Franco

A ampliação e modernização dos aeroportos do interior de São Paulo, dentro do plano nacional de aviação, foi uma das reivindicações levadas pelo deputado federal Edinho Araújo ao ministro da Aviação Civil Moreira Franco.

O total de recursos investidos nos três aeroportos só será conhecido após a licitação, feita no modelo de Regime Diferenciado de Contratação.

“Como os projetos já estão prontos, a concorrência será disparada em breve e existe a possibilidade de se iniciarem as ampliações e reformas ainda este ano”, explicou o deputado Edinho Araújo.

No total, o governo federal investirá R$ 7,2 bilhões em 270 aeroportos regionais pelo Brasil. Em 40 terminais, as obras já estão em andamento.

“É, sem dúvida, uma grande conquista para a região num momento em que a aviação civil cresce e os passageiros precisam de novas opções para voos de curta distância”, destacou o deputado Edinho.

Em Barretos os investimentos permitirão realizar um antigo sonho: criar uma linha aérea regular até São Paulo, para facilitar o transporte de pacientes e acompanhantes até o Hospital de Câncer, referência nacional em tratamento da doença.

Plaza traz simuladores de voo além de exposição cultural e curiosidades da aviação

Uma exposição traz para São José do Rio Preto (SP) apresenta curiosidades sobre a história da aviação civil brasileira, espaços culturais e simuladores de voo dos aviões Boeing 737 e Cessna 172/180, usados para a formação de pilotos civis.  A mostra está instalada no Plaza Avenida Shopping e ficará aberta ao público até o dia 2 de setembro com entrada gratuita.

p1170496

Os apaixonados pela aviação poderão sentir o gostinho de pilotar aeronaves modelo Boeing 737 e Cessna 172/180. A classificação para o simulador do Boeing é de 18 anos e do Cessna é de 10 anos, ambos acompanhados de instrutores.

Além dos simuladores estarão expostas réplicas de aviões em madeira e uma maquete de resina em fibra do avião Airbus 320. Cabines culturais exibirão a história da aviação através de filmes educativos. Santos Dumont, é um dos homenageados, na forma de um boneco em tamanho real, e uma réplica do avião 14 Bis.

As atrações são gratuitas, mas para participar da simulação de voo, o público deve visitar as cabines culturais e realizar uma das atividades para retirar o voucher.

Serviço:
Exposição Expo Fly

Data: até 2 de setembro
Horário: Das 10h às 22h, de segunda a sábado e das 14h às 20h aos domingos e feriados.
Preço: Aberto ao público
Local: Plaza Avenida Shopping, Avenida José Munia, 4775.

Fonte: G1

ASSINE O NOSSO BOLETIM DIÁRIO, VIA E-MAIL – É GRÁTIS E VOCÊ FICA BEM INFORMADOCLIQUE AQUI

Aeroportos de Rio Preto e Barretos receberão investimentos, anuncia Edinho

Os aeroportos de Rio Preto e Barretos estão entre os 19 aeroportos regionais de São Paulo que receberão investimentos do Governo Federal, em valores a serem definidos no segundo semestre deste ano. A confirmação foi obtida nesta quinta-feira (25) pelo deputado Federal Edinho Araújo (PMDB-SP), durante audiência com o ministro da Secretaria da Aviação Civil (SAC), Moreira Franco.

Edinho-com-ministro-Moreira-Franco--Foto-Elio-Sales-de-Holanda---SAC

O deputado Edinho Araújo foi até o Ministério tratar dos novos investimentos em aeroportos regionais paulistas, dentro de um cronograma de ampliação de modernização estabelecido pelo governo federal.

O ministro Moreira Franco confirmou que o Estado de São Paulo receberá recursos da ordem de R$ 360 milhões para modernização de 19 aeroportos regionais.

“Levei ao ministro a preocupação com a ampliação de modernização dos aeroportos para atender aos grandes eventos previstos, como a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, que certamente aumentarão o fluxo de turistas no Estado de São Paulo. E um bom transporte aéreo é fundamental para atender essa demanda e integrar as regiões do Estado”, explicou Edinho Araújo.

O ministro garantiu que o cronograma de investimentos em cada aeroporto será definido no segundo semestre deste ano e que, em breve, os detalhes serão discutidos entre a Secretaria de Aviação Civil e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Lançado no ano passado, o programa vai investir cerca de R$ 7 bilhões na primeira etapa do Plano de Aviação Regional, em 270 aeroportos regionais, de 26 Estados da Federação.

Na região Noroeste de São Paulo, segundo o deputado Edinho, está confirmado que serão atendidos nesta etapa os aeroportos de Rio Preto, Araçatuba, Barretos e Fernandópolis. “Vamos aguardar a definição do volume de recursos para cada um, mas a confirmação dos investimentos já é uma grande conquista para nossa região”, explicou.

Aeroporto de Rio Preto terá novos serviços a partir do ano que vem

Os passageiros do aeroporto de São José do Rio Preto poderão ganhar mais três opções de serviços a partir de 2013. O Daesp., Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo, publicou editais para concessão de áreas destinadas à implantação de locadora de veículos, equipamento de proteção de bagagem  e caixa eletrônico.

aero-rio-preto

Os envelopes dos editais foram abertos neste mês. O espaço destinado para a instalação da locadora de veículos é de seis metros quadrados e tem valor estimado de R$ 16,5 mil mensais pelo período de 24 meses. Para o equipamento de proteção de bagagens, o espaço destinado ao serviço é de três metros quadrados na área interna do terminal de passageiros. O valor previsto é de R$ 400 mensais, durante 24 meses.

Os usuários do aeroporto também devem ganhar mais um caixa eletrônico, na área externa do aeroporto, que mede 9,88 metros quadrados. O valor mensal estimado para a área é de R$ 3,5 mil.

O aeroporto de Rio Preto opera com aviação comercial e geral. De janeiro a outubro de 2012, recebeu 646.220 mil passageiros,  2.572 mil pousos/decolagens e 429 mil quilos de cargas. (Diarioweb)

Piloto do acidente de Marrone se envolve em nova queda de helicóptero

O piloto que se envolveu no acidente de helicóptero com o sertanejo Marrone, que faz dupla com Bruno, em junho, no interior de São Paulo, é investigado em mais caso, que provocou a destruição do helicóptero de um senador em Goiás. Desde que teve a perna decepada no acidente com o cantor, Almir Carlos Bezerra, de 51 anos, sofreu restrições como piloto que o impedem de voar sozinho.

helicoptero-editada2

O novo caso ocorreu em 11 de dezembro quando Almir sobrevoava o Aeroclube de Goiânia com um helicóptero Esquilo AS50. A aeronave pertence ao senador Wilder Morais (DEM-GO), que ocupa a vaga do cassado Demóstenes Torres e foi casado com Andressa Mendonça, atual mulher do bicheiro Carlinhos Cachoeira.

Além de Almir, outras três pessoas estavam a bordo. Testemunhas relataram que a aeronave fez várias manobras antes de cair. A destruição foi total. Ninguém ficou ferido.

Após o acidente com Marrone, Almir fez uma avaliação médica na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e teve o certificado de capacidade física estendido até 6 de junho de 2013, em uma cláusula de flexibilidade. Apesar de ser habilitado para diversos helicópteros, foi considerado apto para pilotar apenas Esquilo e proibido de realizar voos sozinho.

A Anac e o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) apuram se Almir descumpriu a restrição e se, supostamente, poderia estar dando instrução na hora da queda. A Anac informou que abriu um processo administrativo, pois “há indícios de que o helicóptero era pilotado por Almir sem a presença de um copiloto, exigido para operações aéreas em que o piloto apresente restrições para voos solo”.

O caso pode gerar multas, suspensão ou cassação das licenças, tanto de Almir como do proprietário do helicóptero, disse a Anac.

No acidente com Marrone, a Polícia Civil levantou a hipótese de que Marrone estaria com os comandos na hora da queda e pediu que o sertanejo fosse responsabilizado por comandar o helicóptero sem ter a autorização. Marrone negou, em depoimento, estar comandando o aparelho. Almir corroborou a versão.

Ao G1, Almir, que teve uma prótese reimplantada na perna, disse que não queria falar sobre o novo acidente. “O Cenipa está investigando, o processo ainda está em análise, não há necessidade de eu me manifestar agora. Sofro vários problemas com a Anac e, se me manifestar em hora errada, posso me complicar ainda mais”, afirmou.

O piloto negou que estivesse proibido de voar sozinho. “Colocaram em meu cheque um médico que me avaliou e ele não me deu nenhuma restrição de voo”.

Esse é o terceiro acidente em que Almir se envolve: além do de Marrone e do senador Wilder Morais, Almir pilotava um Esquilo que caiu na mata de Roraima, em 1998, com o ator Danton Mello. Três ficaram feridos e uma pessoa morreu.

Helicóptero de senador

O advogado de Wilder Morais, Brandão de Souza Passos, informou que o Esquilo que caiu, de matrícula PT-YSW, era da construtora Orca, de propriedade do senador, e que foi apenas emprestada ao piloto. “Almir ligou para o senador e pediu emprestado o helicóptero e ele consentiu, são amigos de longa data. O senhor Wilder não sabia para que o Almir usaria, foi um papo informal. Só falou: ‘pode pegar’”, diz.

“A aeronave estava no pátio no aeroclube, e o Almir pediu para fazer os treinamentos dele, sem copiloto. O senador não tem nada a ver com o caso”, diz o advogado.

Segundo boletim de ocorrência registrado na 21ª Delegacia de Polícia de Goiânia, no banco do copiloto estava um piloto habilitado somente para voar aeronaves de instrução R22 e R44 e que não podia atuar em um Esquilo. No banco de trás, estava o coronel reformado da PM Jorge Alves Sobrinho, piloto oficial do senador Wilder Morais.

“Como Almir pediu direto ao senador emprestado, só fui junto para acompanhar, porque, se ele mudasse alguma configuração, eu tinha que saber para não ter problemas depois”, disse Sobrinho.

“Foi Almir quem chamou as pessoas que estavam a bordo, tanto o copiloto quanto a mulher que sentou ao meu lado”, afirmou.

Sobrinho, que é piloto há 20 anos e implantou o serviço aéreo da PM de Goiás, lembra ter se sentido impotente diante da queda: “A manutenção estava em dia, não tinha motivo para o acidente. A sensação de não poder fazer nada é péssima. Nunca mais voo como passageiro em um helicóptero”, disse.

Colocaram em meu cheque um médico, que voou comigo. Eu não tenho nenhuma restrição de voo”

Almir não quis falar sobre as causas do acidente ou se ele fazia treinamento ou instrução na aeronave. Disse apenas que “não sabia” que o piloto ao seu lado não podia voar Esquilo e que ainda está analisando com a Anac o caso.

Marrone pagou prótese

A prótese implantada na perna de Almir, que permitiu que ele voltasse a voar, foi paga por Marrone, segundo a assessoria do sertanejo. O cantor também matinha o pagamento de um salário até que ele pudesse voltar a trabalhar. A assessoria diz que o piloto não presta mais serviços a Marrone desde que o cantor adquiriu um King Air B-200, ao qual Almir não é habilitado.

A Aeronáutica informou que enviou à Anac uma notificação sobre o caso e que ainda está levantando informações sobre as causas do acidente.

Já o delegado José Luís Chain, que apurou a queda do helicóptero de Marrone em São José do Rio Preto, mostrou-se surpreso com o novo caso envolvendo Almir:  “Mas ele não perdeu uma perna, como pôde continuar pilotando?”. O sertanejo e o piloto não foram indiciados no acidente porque não foi possível comprovar quem estava pilotando no momento da queda.

A apuração do Cenipa, que tem como objetivo mostrar as causas do acidente e se Marrone pilotava ou não, já foi concluída, mas ainda não tem prazo para ser divulgada. (G1)

Azul espera regularizar voos hoje, mas ainda há atrasos

Apesar da reabertura da pista do aeroporto Viracopos em Campinas no final da tarde de segunda-feira, os clientes da Azul Linhas Aéreas ainda enfrentaram problemas como atraso para embarque e decolagem ontem no aeroporto Eribelto Manoel Reino, em Rio Preto.

aero-rio-preto

No entanto, segundo a empresa, a Azul está regularizando sua malha aérea e prestando auxílio aos clientes. Os voos devem continuar funcionando na medida do possível e espera-se que a situação seja normalizada no máximo até hoje.

Além disso, voos extras foram disponibilizados para suprir a grande demanda que surgiu com os cancelamentos da segunda-feira e não há previsão para mais nenhum cancelamento por causa do acontecido, apesar de ainda existir a chance. A empresa pede para que os clientes que já possuem passagens compradas para estes dias que entrem em contato com a empresa antes de prosseguirem para o aeroporto para verificarem o status de seus voos.

O cliente pode utilizar o callcenter (4003-1118), o site (www.voeazul.com.br) ou se dirigir diretamente a uma loja da empresa.

Cerca de 470 voos foram afetados desde a noite de sábado por conta da interdição na pista que foi ocasionada por avião de uma companhia norte-americana que apresentou problemas durante o pouso, bloqueando a única pista do aeroporto Viracopos. (Diarioweb)

Azul retoma voos para Campinas, mas ainda há atrasos e reclamações

Passageiros que embarcariam num voo da companhia Azul às 6h desta terça-feira (17) em São José do Rio Preto ficaram pelo menos quatro horas esperando no saguão do aeroporto. Algumas pessoas optaram por viajar de ônibus e outras embarcaram em voos de outras companhias.

guiche_azul

O empresário Luismar Pereira teve que remarcar para o dia seguinte o compromisso. “O prejuízo ficou comigo. Tive que aguardar a empresa me dizer quando e como eu iria ter que embarcar. Espero resolver tudo hoje”, comentou o empresário enquanto esperava pelo voo remarcado para esta terça-feira (16).

Nesta segunda-feira (16), muitos transtornos foram registrados na região noroeste paulista. No fim de semana, um avião de carga teve problemas com o trem de pouso que quebrou durante a aterrissagem no aeroporto em Campinas (SP). A aeronave, que transportava equipamentos eletrônicos, ficou quebrada na pista, o que impediu pousos e decolagens. Foram mais 300 vôos cancelados por causa do incidente, o que refletiu no interior paulista.

As companhias TAM e GOL desviaram as rotas para São Paulo, mas os passageiros da Azul foram os mais prejudicados, porque a empresa não opera na capital. Em Rio Preto, muita gente precisou dormir na cidade ou tentou resgatar o dinheiro para embargar por outra companhia.

Em Araçatuba, mais transtorno. Durante toda a segunda-feira (16), passageiros procuraram informações. O projetista Milton Hatsuo Kudo e a mulher tiveram que passar a noite em um hotel na cidade e pagaram a diária. Agora, vão tentar o reembolso.

Em casos como este, os passageiros devem ficar atentos aos direitos. Reembolso da passagem, de diária em hotéis, alimentação e até transporte estão assegurados pelo Código de Defesa do Consumidor.

Em nota, a Azul disse que “está reunindo esforços para regularizar sua malha aérea o quanto antes e prestando todo o auxílio aos seus Clientes de acordo com a Resolução 141 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Todos os voos que foram afetados estão sendo retomados e, gradativamente, normalizados desde às 17h30 de ontem (15) e reforça o pedido aos seus Clientes para que verifiquem o status de seus voos, antes de se dirigir ao aeroporto, por meio dos canais de atendimento  4003-1118, ou site da companhia”. (G1)

Cancelamentos de voos da Azul prejudicam passageiros que partem de Rio Preto

Por causa de um acidente de um avião de carga no aeroporto Viracopos, em Campinas (SP), que está fechado desde sábado (13), todos os voos da companhia Azul foram cancelados. Muitos passageiros da região noroeste paulista foram prejudicados.

azul2

Em São José do Rio Preto, a companhia Azul não divulgou quantos voos de Rio Preto para Campinas foram cancelados. A empresa informou que avisou os passageiros sobre cancelamentos. Alguns receberam o dinheiro de volta, outros foram acomodados em hotéis e para os que não podiam adiar a viagem, a companhia aérea pagou viagens de táxi. Nesta segunda-feira (15), dois aviões da Azul estão parados no local.

Em Araçatuba, a situação está tranquila. Todos os passageiros foram informados sobre o problema com antecedência. Na cidade, houve apenas dois cancelamentos. Os voos da TAM e da Gol com destino a Campinas foram desviados para São Paulo. O que não pôde ser feito pela Azul, que não opera na capital.

Todo o transtorno foi causado por um problema no trem de pouso de um avião cargueiro americano que ficou encalhado na pista no sábado à noite. Na hora de pousar, a aeronave quebrou e a turbina arrastou 800 metros na pista. Técnicos da empresa do cargueiro estão em Campinas para providenciar a retirada do avião. Ainda não há previsão de que horas os trabalhos sejam concluídos.

Dois morrem após queda de avião em Ibirá

Duas pessoas morreram após a queda de avião no final da tarde deste domingo, dia 14, em Ibirá. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros de Rio Preto, que atendeu a ocorrência, o monomotor caiu no meio de um canavial a dois quilômetros do aeroclube da cidade. Os corpos do piloto José Eduardo Veronezzi, de 42 anos, e da passageira Michelle Lavaro, de 28, ficaram totalmente carbonizados.

aviaocana

Os bombeiros foram acionados às 18h deste domingo e as buscas também contaram com a ajuda do helicóptero Águia, da Polícia Militar. Segundo as informações, após a queda, a aeronave explodiu e pegou fogo. O piloto e passageira morreram na hora. No início da noite, peritos foram até o local para averiguar as causas do acidente.

O monomotor, um KR2, era um modelo com capacidade para duas pessoas. Ele decolou do aeroclube de Ibirá, que fica a uns dois quilômetros do local do acidente, o que indica que já estava no caminho de volta. Veronezzi era amigo da família de Michelle Lavaro. A jovem foi convidada para fazer um passeio que deveria durar no máximo uns 20 minutos. A mãe dela havia voado na mesma aeronave momentos antes.

A causas do acidente ainda são desconhecidas e serão investigadas pelo Cenipa, que é o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aéreos.

Todos os voos da Azul foram cancelados nesta segunda-feira devido acidente em Viracopos

A Azul Linhas Aéreas informou, por meio de comunicado enviado na noite do domingo (14), que suas operações no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo, permanecem suspensas devido à interdição na pista na noite do sábado (13) depois que um avião de carga teve problemas na aterrissagem, bloqueando a pista.

azul

A companhia informou que todos os voos que têm como partida ou chegada ao Aeroporto de Viracopos serão cancelados até às 11 horas desta segunda-feira. Em Rio Preto, até às 10h30 desta segunda-feira, 15, dois voos haviam sido cancelados.

Ainda segundo o comunicado, as vendas de passagens com saída ou destino de Campinas também estão temporariamente suspensas. O objetivo é facilitar a reacomodação dos clientes prejudicados pelos voos cancelados.

Os pousos e decolagens estão suspensos desde as 19h55 do sábado (13), quando um cargueiro apresentou problemas durante o pouso e ficou parado na pista. A empresa responsável pela aeronave que causou a interdição do aeroporto é a americana Centurion Cargo.

A previsão da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) era de que a pista fosse liberada às 20 horas do domingo (14), mas a Centurion ainda não havia conseguido remover a aeronave e não tinha previsão de quando isso seria possível. De acordo com o diretor-geral da Centurion, Vanderlei Morelli, o cargueiro MD11, que vinha de Miami, teve problemas no trem de pouso. Não houve feridos.

Até as 20 horas do domingo (14), 97 voos deveriam ter partido de Viracopos, mas 93 foram cancelados. A Azul é a maior prejudicada, já que é a empresa de aviação civil que mais utiliza o aeroporto. Os clientes da Azul podem confirmar a situação do seu voo por meio do telefone 4003-1118, do site www.voeazul.com.br ou diretamente nas lojas da companhia aérea.

Passaredo interrompe ligação direta Rio Preto a Brasília. Agora, só com escala

A Passaredo Linhas Aéreas está oferecendo uma opção para ligação aérea entre Rio Preto e Brasília. O voo direto entre as duas cidades foi suspenso ela companhia ontem, conforme anunciou na noite de quarta-feira. A empresa voltou a oferecer o trecho, mas agora o passageiro terá que fazer uma escala em Ribeirão Preto.

passaredo

Segundo a central de vendas da empresa, os voos saem uma vez ao dia de Rio Preto, às 5h15, e, depois de uma parada em Ribeirão Preto, chegam a Brasília por volta das 8h24. Os preços podem variar entre pouco mais de R$ 200 e R$ 1.324, dependendo da época em que se compra a passagem.

Segundo a empresa, a suspensão do voo direto é temporária e a rota deverá ser retomada até dezembro deste ano. Em caso de dúvidas, o cliente pode consultar a Passaredo pelo telefone (16) 3604-7126 ou por meio do e-mail [email protected]

(Diarioweb)

Azul vende passagens a R$ 39,90 só até a próxima segunda e saindo de Rio Preto

Entre esta segunda-feira e a próxima (13), a companhia aérea Azul venderá passagens por R$ 39,90 por trecho, válidas para voos saindo de Campinas, São Paulo Congonhas, São José do Rio Preto e Belo Horizonte (MG).

107927[1]

Segundo a operadora, os preços promocionais serão válidos para os destinos: Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Uberaba, Presidente Prudente, Marília, Juiz de Fora, Bauru, Uberaba, Ipatinga e aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Segundo dados coletados no site da empresa nesta segunda-feira à tarde, os preços dos bilhetes, sem o desconto da promoção, para uma viagem hoje (6) custam entre R$ 99 e 289,90 por trecho, conforme o destino escolhido.

azul

A empresa informou que os preços com desconto são válidos apenas para voos diretos operados pela Azul e que é obrigatório fazer reserva. Além disso, as viagens com os bilhetes mais em conta devem ser feitas no período de 28 de fevereiro a 31 de março. (Diarioweb)

Azul fará voo inaugural no dia 1° de março a partir de Rio Preto

Às 6h10 do dia 1º de março, uma terça-feira, a Azul Linhas Aéreas fará o seu voo inaugural a partir de Rio Preto e marcará com isso não só a ampliação das opções aéreas aos usuários da região, como o início de uma nova etapa de expansão da própria empresa no País.

atr

A partir de Rio Preto, serão feitos cinco horários diários de ida a Campinas (Aeroporto de Viracopos) de segunda a sexta-feira, e outros cinco de volta no mesmo trajeto. Aos sábados e domingos, serão três horários de ida e outros três de volta. Leia mais…

A partir do dia 17, Rio Preto a Rio de Janeiro em dois vôos diretos pela Passaredo

passaredo Em janeiro, a Passaredo começará a operar novos voos diretos ligando Rio Preto ao Rio de Janeiro. Os novos voos, em duas frequências diárias, têm início em 17 de janeiro.

De Rio Preto, o primeiro voo sai às 10h57 com chegada prevista para às 12h17 e o segundo, sai às 18h45 e chega às 20h04. Já partindo do Rio de Janeiro, os horários são: saída às 08h57 com chegada às 10h17 e partida às 16h54 com chegada às 18h14. O valor do trecho é a partir de R$ 169. Leia mais…

TV Blog – A chegada de Chiarelli de helicóptero. Para quem curte, como eu…

O deputado federal Fernando Chiarelli (PDT) chegou num helicóptero Robinson R-44, de Ribeirão Preto (SP), no final da tarde de sábado (12), descendo no estacionamento do Thermas dos Laranjais. A viagem durou 1 hora, sendo preciso, por causa do mau tempo, descer em um canavial no meio do caminho. Helicópteros, chuvas e ventos, não combinam. Segundo o comandante, o helicóptero fez a viagem na altitude mínima de 500 pés (150 metros) do solo, a 1o0 nós de velocidade (cerca de 185 kms/h). Assistam à chegada: