Mulher se defende em briga doméstica e acaba presa por porte ilegal

Uma discussão de casal na noite de ontem, segunda-feira (14), na Chácara Nossa Senhora Aparecida, proximidades de um Pesque-Pague, terminou no plantão policial, com uma arma de fogo apreendida.

arma-de-fogo

Segundo relata a vítima Ana Lúcia Franco, 36, cuidadora de idoso, aos policiais militares que a atenderam – cabo Vinicius e soldado Anderson, o seu amásio Luiz Fernando da Cruz, 49, agricultor, agrediu-lhe e tentou enforcar o seu pescoço, quando se desvencilhou e se trancou no banheiro. No apoio, viatura com tenente Marlon, cabo Kleber Lima e soldado Adaor.

De posse de um revólver Rossi, de inox, calibre 22, tentou disparar várias vezes em direção à janela, quando Luiz, segundo ela, tentou entrar no banheiro, mas nenhum disparo foi efetuado, já que seis estavam picotadas e um vazio.

Aqb1b5n72Zil2ohUIk_aALFA-XWAYJjU6Tw-Sh-VtSe2

Muito nervosa, ela alegou aos PMs que tinha encontrado essa arma em um mato nas proximidades, meses atrás, e logo entregou-a alegando que poderia ‘fazer uma besteira’ com o marido se este continuasse a lhe agredir.

Luiz Fernando disse desconhecer a existência da arma na residência do casal. E também negou a agressão à mulher.

Ambos foram parar no plantão policial, onde o delegado titular Marcelo Pupo de Paula registrou a ocorrência como vias de fato e posse ilegal de porte de arma, dando voz de prisão para a mulher, arbitrando fiança de R$ 800, que foi paga, e assim ela responderá em liberdade pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

Homem drogado ataca recepcionistas de motel, fere e tenta estuprar

PLANTÃO DO DIÁRIO – A Polícia Militar de Olímpia está fazendo o flagrante de tentativa de homicídio, estupro tentado e lesão corporal dolosa. Neste instante, aos 15 minutos de sábado (11), a PM faz a ocorrência com o indivíduo já dominado. Não tivemos mais informações, mas o caso está sendo apresentado pelo sargento Queiroz.

Consta que esse indivíduo, Flávio Mariano, ocupou um dos quartos do Motel Antares e, após fazer uso de entorpecentes e álcool, invadiu a recepção, atacando as funcionárias, tendo atingido uma facada no rosto de uma delas, mas conseguiu escapar dessa fúria, quando outra funcionária iniciava o turno, foi rendida, levada a um banheiro e, nua, espancada e foi agarrada por trás.

Como ela levou diversas pancadas, quase percebermos sentidos, pelo agressor, não tem certeza se foi violentada, afirmando que provavelmente não.

Não há mais detalhes, por ora, já que as fontes ouvidas pelo Diário afirmam que, por ora, trata-se de sigilo. Mas, com certeza, saberemos mais detalhes e passaremos aos leitores

Filho valentão destrói casa do pai e dorme na Cadeia

O filho valentão, de 20 anos, foi preso na tarde desta quinta-feira (16), ao provocar danos na casa de seu pai, e também ao ameaçá-lo, no Jardim do Bosque, em Guaraci.

  

Uaslei da Silva Martins, segundo o boletim de ocorrência lavrado pelos policiais militares sargento Cesar e cabo Aleixo, destruiu três portas, um vitrô, o box do tanque de lavar roupas, e vários pisos da cozinha, utilizando-se um aparelho caseiro de levantamento de peso, além de uma enxada.

  

Além de todo esse dano, Uaslei ameaçou o seu pai, David Martins Netto, 43 anos, dizendo-lhe que, para o seu próprio bem, ficar quieto diante dos fatos.

 

Os PMs deram-lhe voz de prisão, ratificada pela Delegada Debora Cristina Abdala Nóbrega, em flagrante por dano e ameaça, sendo arbitrada fiança no valor de R$ 3 mil, que não foi paga pelo indiciado e, assim, foi encarcerado na Cadeia de Severínia.

   

Advogado Laraia é agredido por filhos na escola ‘Capitão Narciso Bertolino’

O pátio da Escola Estadual “Capitão Narciso Bertolino”, de Olímpia, foi palco de cenas dramáticas no momento da votação das Eleições 2014, por volta das 15h. Dois homens, de cerca de 30 anos, agrediram violentamente o pai, de mais de 60 anos, com chutes e socos, conforme atesta o exame de corpo de delito que o agredido levou na Delegacia de Polícia Civil para registrar Boletim de Ocorrência.

20141005_200228

O advogado Antonio Luiz Pimenta Laraia, fundador do Rotary Club Integração e da Società Dante Alighieri, foi agredido por seus filhos Luiz Mori Laraia Neto e Diego Ortiz Laraia, segundo consta no B.O., “incentivados pela mãe Angela Maria Ortiz e pela irmã Isabela Ortiz Laraia”.

20141005_200144

Também registrou queixa com exame de corpo de delito a filha da esposa de Laraia, Claudia Vanessa, que tomou chutes e socos quanto tentou apaziguar os agressores Luiz e Diego.

20141005_200209

O advogado olimpiense, que atualmente reside e trabalha em Rio Preto, foi levado para as dependências do Colégio e Claudia Vanessa foi escoltada por policiais miliares que temiam a sequência das agressões, até à sala de votação.

O incidente foi testemunhado por dezenas de olimpienses que foram à escola votar, e muitos levaram sua solidariedade ao pai que, por sua vez, disse que “sentiu muito mais pela agressão que partiu de filhos, do que pelos ferimentos que teve no corpo”.

EXAMES DOS CORPOS DE DELITOS

20141005_155106

20141005_155155

Ulysses Terceiro ganha em primeira instância ação de agressão sofrida em Severínia

No último dia16 foi lavrado acórdão pelo Colégio Recursal da Comarca de Barretos referente à ação de n.º 0000198-50.2013.8.26.0400 movida por Ulysses Fernando dos Santos (Ulysses Terceiro), de Severínia,contra Carlos Alberto Secchieri Júnior e Guilherme Augusto de Almeida Secchieri, que tramita perante a Vara do Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Olímpia.

ulysses

A decisão trata-se do julgamento do Recurso Inominado interposto por Carlos Alberto e Guilherme Augusto Secchieri contra decisão de 1º Grau da Comarca de Olímpia que os condenou ao pagamento da quantia de R$.5.000,00 em favor do autor Ulysses, em decorrência das agressões físicas praticadas pelos réus contra o autor após denúncia deste feita ao Ministério Público, em 2009, de que quatro parentes de Guilherme Augusto de Almeida Secchieri, ocupante do cargo de Secretário Municipal à época dos fatos, estavam trabalhando na prefeitura de Severínia.

Segundo opina o advogado de Ulysses, Stefano Cocenza, de Rio Preto, “referida decisão incentiva o trabalho de fiscalização e posteriores denúncias de irregularidades realizadas pelos vereadores da cidade de Severínia com a certeza de que a Justiça será aplicada, não podendo sentirem-se ameaçados”.

A decisão cabe recurso.

A ÍNTEGRA DOS FATOS E DECISÃO

‘Praça de guerra’ na Aurora ontem à noite: PM registra desobediência e agressões, e reage

A Polícia Militar de Olímpia, com apoio da Força Tática de Barretos, teve de intervir com uso de bombas de efeito moral e outras ações previstas na CDC (Conduta de Distúrbio Civil), em meio a jovens que, segundo eles, ensaiavam com som alto e muita bebida alcoólica um bloco para o próximo Carnaval, através da empresa A Construtora, rua Senador Virgílio Alves, nas imediações da Avenida Aurora Forti Neves, a partir das 20h30.

foto1

Segundo informações do subcomandante da PM, tenente Alessandro Righetti, “recebemos muitas informações de que, além do som exageradamente alto, daqueles carros tunados (preparados com som pesado), além do permitido legal, havia a distribuição de muita bebida alcóolica, inclusive entre menores de idade, e que poderia estar havendo uso e tráfico de entorpecente, e outras atitudes denunciadas insistentemente pela vizinhança”.

Segundo o tenente, num primeiro momento “as viaturas foram até o local, que este ano não tem autorização legal para ensaio de bloco carnavalesco, não recebemos nada neste sentido, e pediram para que o som fosse baixado, porém, alguns veículos tem o som controlado por controle remoto e ora subia, ora descia, principalmente quando os policiais se afastavam, atentando contra a autoridade policial, já que, por controle remoto não poderíamos identificar os autores”.

Um veículo de uma jovem, que tentou passar pelo local, teve o espelho retrovisor quebrado.

Daí, foi requisitada a presença da Força Tática de Barretos porque, segundo Righetti, “eles tem treinamento para enfrentar turbas”. Quando os policiais chegaram, foram recebidos por vaias e objetos arremessados, inclusive uma pedra atingiu o carro de um frentista do Auto Posto Cergal.

O tenente Righetti afirmou que a Força Tática fez uso de ações CDC, tais como bombas de efeito moral, “porque a turba era maior do que o número de policiais, não tinha como enfrentar e a autoridade policial foi desafiada e recebida com agressões, houve resistência física”.

Quatro pessoas foram conduzidas ao plantão da Delegacia de Polícia Civil, cujo boletim de ocorrência foi registrado pela delegada Débora Cristina Nóbrega Abdala, e liberadas. A PM desconhece, ao contrário de acusações e comentários em redes sociais, que pessoas estejam feridas por causa dessa ação, inclusive crianças ou idosos. “Agimos dentro da lei e em face da resistência dos jovens que não quiseram obedecer à ordem policial”, disse o subcomandante.

Quer comentar? Antes, leia esse recado. Se o comentário não aparecer, é porque você não leu:

comentarios

Homem tenta se matar, PM impede e, mais tarde, ele desfere pedradas em várias vítimas

DSC07769Um homem de 34 anos foi preso na manhã de hoje depois de tentar roubar uma moto, no centro da cidade e, depois, ferir um repórter, um funcionário do Fórum e um policial militar, com pedaço de concreto, socos e pontapés. E, antes de tudo isso, ele havia tentado contra a sua vida no trevo da rodovia Armando Salles de Oliveira.

Totalmente desnorteado, ele desferiu soco no nariz de um PM e tentou arrancar a arma de seu coldre e, por isso, foi preciso força física moderada e o uso da tonfa (substituto moderno do cassetete), defronte à Delegacia de Polícia Civil onde os fatos se desenrolaram. Leia mais…