UPA de Olímpia é reclassificada pelo Ministério da Saúde por atender turistas e a comarca

Publicado em 06 de fevereiro de 2014 às 14h07
Atualizado em 06 de fevereiro de 2014 às 14h15

A Secretaria de Saúde de Olímpia conseguiu recursos financeiros de investimentos do Ministério da Saúde volta para os Estados, Distrito Federal e municípios,  destinados à aquisição de equipamentos e materiais para a expansão e consolidação do SUS – Sistema Único de Saúde.

upa-olimpia

Em Olímpia, foi recebido o valor de R$ 432.622,00 para a compra de equipamentos para o laboratório municipal, ultrassom, mobiliários para o ARE – Ambulatório de Especialidades, entre outros.

Além desse recurso, a Saúde também solicitou ao Ministério da Saúde a alteração da UPA – Unidade de Pronto Atendimento 24 horas de Porte I para Porte II. A UPA atende, além dos olimpienses, toda a população turística e ainda os municípios de Altair, Cajobi, Guaraci e Severínia.

“A UPA já atendia para Porte II, pois contava com atendimento de dois médicos clínico geral e um médico pediatra 24 horas. O recurso que vinha do Ministério da Saúde era apenas para um clínico geral e um pediatra, mas entendemos a necessidade de já funcionarmos com dois médicos”, disse a secretária Silvia Forti Storti.

De acordo com o levantamento feito para o Projeto de Alteração, no quadrimestre julho, agosto, setembro, outubro de 2012, a UPA movimentou 26.218 atendimentos, que gerou 88.303 procedimentos, destes, que totalizaram 212 municípios que utilizaram dos serviços assistências de Olímpia. Já o SAMU, no mesmo período, realizou 184 atendimentos aos usuários.

O pedido de alteração para Porte II foi feito em março de 2013 e apenas no final do ano saiu à alteração. Agora, a UPA, que antes recebia R$ 170 mil, passa a receber R$ 300 mil ao mês do Ministério da Saúde, além da contrapartida da Prefeitura.

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário