karina_thumb.jpg

Psicóloga Karina Younan escreve sobre a ‘Síndrome do Pânico’

Por Karina Younan – No mundo inteiro, existem pessoas que sofrem de Síndrome do Pânico. Homens e mulheres, em geral adultos jovens, entre 20 e 40 aos de idade.

karina

De acordo com estudos, de 2 a 4% da população mundial é acometida por esta síndrome, relacionada à ansiedade, que já é considerada um sério problema de saúde.

O Pânico é, certamente, uma das causas mais frequentes de procura pela psicoterapia, precedido apenas pela Depressão. Os dados são do Psiqueweb.

Os episódios são essencialmente traumáticos. As crises se manifestam por ansiedade aguda, medo de algo ruim acontecer de repente, como morte iminente, ou passar mal, desmaiar, perder o controle, etc.

Mesmo que durem minutos, após o primeiro episódio de Pânico as pessoas tornam-se amedrontadas, tensas e inseguras. Considerar que o extremo mal estar pelo qual passaram tenha tido origem puramente emocional é a última coisa que acreditam.

Se a Síndrome do Pânico é uma espécie de reação emocional ansiosa à determinados conflitos, vivências e/ou circunstâncias da vida, por quê a pessoa reage apresentando Pânico e não, por exemplo, depressão ou ansiedade típica? Porque diante da tensão, do estresse e da angústia as pessoas reagem diferentemente.

Se existe características comuns ao portadores de Pânico é que costumam se preocupar excessivamente com problemas do cotidianos e precisam estar no controle da situação, têm expectativas altas, pensamento rígido, são competentes e altamente exigentes consigo.

Essa maneira da pessoa ser acaba por predispor a situações de estresse acentuado e isso pode levar ao aumento intenso da atividade de determinadas regiões do cérebro, desencadeando assim um desequilíbrio bioquímico e consequentemente o aparecimento do Pânico.

NUNCA MENOSPREZE O PROBLEMA. A síndrome do pânico não é frescura, bobagem ou loucura. Nunca diga a uma pessoa que apresenta sintomas de pânico que ela não tem nada demais ou que é fraqueza dela. Tenha calma porque a pessoa não é fraca nem covarde, apenas está doente e precisa de ajuda.

* Karina Younan é Psicóloga em Rio Preto (SP) e colaboradora do Diário de Olímpia.Com

2 comentários em “Psicóloga Karina Younan escreve sobre a ‘Síndrome do Pânico’”

  1. Na cidade de Olimpia existe cerca de 100 psicologos, porque buscam um de Rio Preto para escrever artigos, sera que acredita que santo de casa nao faz milagre isso e mito.Os profissionais devem ser priorizados pois sao muito competentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *