Prossegue a vacinação de animais neste final de semana. Confira local e horário

Publicado em 18 de outubro de 2014 às 9h55
Atualizado em 18 de outubro de 2014 às 12h41

A Secretaria de Saúde de Olímpia prossegue na Campanha de Combate à Raiva Animal, iniciada no último dia 11, iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, em parceria com as prefeituras de diversas cidades do Estado.

IMG_20130901_084135

Durante os finais de semana, nos dias 11, 12, 18 e 19, equipes de profissionais realizarão a vacinação em pontos estratégicos em diversos bairros da cidade e nos distritos. Durante a semana, do dia 13 a 16 de outubro, as equipes estarão vacinando em bairros rurais, porém, para quem preferir, do dia 13 ao dia 17 será fixado na Secretaria de Saúde um posto de vacinação, no qual pode-se levar qualquer cão e gato acima de três meses de idade para ser vacinado das 8h30 às 16h30.

A raiva é uma doença que acomete mamíferos e pode ser transmitida aos homens, sendo, portanto, uma zoonose causada por um vírus mortal, tanto para os homens quanto para os animais. A doença envolve o sistema nervoso central, levando ao óbito após curta evolução da doença. A imunidade pode ser adquirida através da vacinação. Em alguns países desenvolvidos, a raiva humana está erradicada e a raiva nos animais domésticos está controlada, mas ainda é efetuada vigilância epidemiológica em função dos animais silvestres. No Brasil, a raiva humana ainda faz vítimas, devendo haver, principalmente por parte dos municípios, um melhor desempenho nas atividades de controle da raiva animal.

IMG_20130831_084014

Os cuidados preventivos são: tocar em animais estranhos, feridos e doentes; perturbar animais quando estiverem comendo, bebendo ou dormindo; entrar em grutas ou furnas e tocar em qualquer tipo de morcego (vivo ou morto); criar animais silvestres ou tirá-los de seu “habitat” natural; entre outros. Quando for agredido por um animal lavar imediatamente o ferimento com água e sabão; procurar com urgência o Serviço de Saúde mais próximo; não matar o animal, e sim deixá-lo em observação durante 10 dias, para que se possa identificar qualquer sinal indicativo da raiva; o animal deverá receber água e alimentação normalmente, num local seguro, para que não possa fugir ou atacar outras pessoas ou animais; se o animal adoecer, morrer, desaparecer ou mudar de comportamento, voltar imediatamente ao Serviço de Saúde; nunca interromper o tratamento preventivo sem ordens médicas; quando um animal apresentar comportamento diferente, mesmo que ele não tenha agredido ninguém, não o mate e procure o Serviço de Saúde.

IMG_20130901_085251

RAIVA-QUADRO

Assunto(s): ,

Leia também:

Faça um comentário