Homem de 48 anos morre vítima de gripe suína

Publicado em 30 de junho de 2013 às 13h02
Atualizado em 30 de junho de 2013 às 13h03

Fernandópolis registrou a primeira morte por gripe suína da história da cidade. Jonir Scarpa, 48 anos, morreu na quinta-feira, 27, após passar três dias internado na Santa Casa da cidade. O homem começou a sentir falta de ar e tosse no dia 20, uma semana antes da morte. A mulher dele, Ana Scarpa, relata que no mesmo dia procurou o pronto-atendimento da Santa Casa. “Eles não fizeram nem um raio-X. Só deram remédio e mandaram voltar para casa”, se queixa.

gripe

Como Jonir não apresentava melhora, a família marcou uma consulta particular alguns dias depois. “O médico pediu exames, raio-X e percebeu que ele não estava bem”, relata a mulher. No mesmo dia, segunda-feira, ele foi internado no Hospital das Clínicas de Fernandópolis, mas na terça-feira foi encaminhado para a UTI da Santa Casa.

A mulher ainda não entendeu a morte tão repentina. “A gente fica achando que os médicos poderiam ter socorrido mais rápido.”

Jonir trabalhava como faturista em um frigorífico e tinha dois filhos. “A morte dele não tem retorno. Mas a gente quer que fique de alerta para outras pessoas e até para os médicos. É preciso socorrer o mais rápido”, desabafa Ana.

A região de Rio Preto registrou neste ano sete mortes por gripe suína: três em Rio Preto, uma em Catanduva, uma em Jales, uma em Votuporanga e a de Jonir, em Fernandópolis. No ano passado todo foram 12 mortes na região, duas delas em Rio Preto.

Só em Rio Preto já foram confirmados 24 casos de gripe suína. Os dois casos mais recentes foram divulgados pela Secretaria de Saúde anteontem. Um homem de 38 anos e uma criança de 11 meses estão internados no Hospital de Base em estado estável pela gripe suína. Os dois pacientes foram internados no dia 25. (Diarioweb)

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário