A UTI na UTI: portas fechadas para reformas e balanço

Publicado em 26 de junho de 2014 às 15h27
Atualizado em 26 de junho de 2014 às 21h56

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Olímpia fecha as suas portas a partir do dia 1′ de julho. Além das razões de readequação do prédio, há muitas queixas quanto ao minguado caixa da instituição.

20140626-152604-55564316.jpg

“Precisamos reformar toda a UTI, que está obsoleta, como também reavaliarmos o prejuízo que ela vem dando à instituição”, disse o provedor Mario Montini (foto) ao Diário na tarde desta quinta-feira (26).

Ouvido a respeito do assunto, o diretor clínico da Santa Casa, médico Nilton Martinez, confirmou: “A UTI não pode continuar fora dos padrões de segurança, oferecendo até riscos de infecção hospitalar, sem contar o espaço apertado e os aparelhos já decadentes”.

Martinez confirma a deficiência financeira: “A sociedade tem que se conscientizar, se envolver e se preocupar mais, afinal a primeira parada em caso de emergência é aqui mesmo, em nossa Santa Casa”.

Ele avalia que a UTI local deverá permanecer fechada por, no máximo, dois meses.

Assunto(s):

Leia também:

3 comentários

  1. CC disse:

    Con Con só me tire uma dúvida. Se alguém precisar da UTI será encaminhado para onde nestes 2 meses sem funcionamento?

  2. Mário disse:

    Absurdo, vergonha e infinitas coisas que tenho vontade de escrever mas tenho certeza que não vai ser publicado.

    Não existe explicação para tal ato.

  3. CC disse:

    se alguém precisar, morre?

Faça um comentário