Prefeitura de Severínia nega que sirva produtos vencidos na Merenda

Publicado em 19 de agosto de 2015 às 8h16
Atualizado em 19 de agosto de 2015 às 8h18

A Prefeitura Municipal de Severínia esclarece que quanto à denúncia de produtos vencidos na Merenda Escolar, é verídico que houve uma notificação da Vigilância Sanitária Municipal, que constatou e retirou do estoque da Cozinha Piloto Municipal a quantidade de 713 unidades de margarina, 14 litros de leite e 5 quilos de farinha de trigo, todos com prazos de validades expirados. Porém, contesta que esses produtos tenham sido utilizados na elaboração da Merenda Escolar.

No último dia 12, um dia após a notificação da Vigilância Sanitária, a Prefeitura instaurou um Processo Administrativo, elegeu uma comissão formada por três funcionários públicos, para apurar o ocorrido. A responsável pelo setor foi notificada, e dentro do prazo legal, prestará esclarecimentos do ocorrido.Foi designado também um funcionário especializado para colaborar no controle de estoque e gestão dos alimentos na Cozinha Piloto.

A Prefeitura vem afirmar que “oferecer alimentos fora do prazo de validade, vai contra o interesse público e humano. Que é de grande preocupação da atual gestão, garantir alimentação saudável, que proporcione um ganho na qualidade de vida dos que se servem dos alimentos oferecidos pela Cozinha Piloto. Fato é que o atual prefeito tem na Rede Municipal de Ensino, duas filhas, uma neta e sobrinhas, todas atendidas pela mesma Merenda Escolar”.

Desde que assumiu a prefeitura, em 2013, o prefeito Edwanil de Oliveira “foi contundente na exigência de uma merenda digna e de alta qualidade, não poupando investimentos no setor. O resultado foi a aprovação total da nova alimentação e o aumento da demanda. A quantidade enviada às unidades já foi acrescida por pelo menos duas vezes”.

Pensando em aumentar ainda mais a adesão dos alunos à merenda, a Prefeitura Municipal de Severínia, através da Secretaria de Educação Municipal, desenvolve o Projeto Alimentação Saudável, “que incentiva o consumo de alimentos naturais e a consciência de sua contribuição para a promoção da saúde, tudo de forma atraente, lúdica e educativa.Para isso os alunos estão visitando o local onde são preparadas as refeições”.

A nota revela que, hoje, a cozinha piloto oferece mais de 11 mil refeições diárias para mais de 3 mil e trezentos alunos, além da APAE e projetos sociais. “Conta com onze funcionárias que preparam todos os dias em dois períodos, uma média de 120 kg de arroz, 40 Kg de feijão, 100 kg de carne, saladas, frutas, verduras, leite e pão à vontade”, esclarece.

“Para melhorar ainda mais o serviço de alimentação, a Prefeitura Municipal está reformando o prédio da Cozinha Piloto, fazendo ajustes na estrutura e nova pintura. No ano passado a Prefeitura trocou todos os copos e talheres da unidades atendidas e já está chegando mais 3 mil novos pratos”, assinala.

E, conclui: “Contudo, continuaremos na busca da melhoria contínua da Merenda Escolar, certos de que uma boa alimentação é a base para o desenvolvimento educacional. Prefeitura Municipal de Severínia 18/08/2015”.

Assunto(s): ,

Leia também:

2 comentários

  1. paulo disse:

    Engraçado, a prefeitura nega que tenha servido merenda estraga mas o fato foi comprovado através da vigilância sanitaria.Denúncia feita pelos vereadores da oposição porque se for esperar alguma atitude dos vereadores da posição(puxasacos do prefeito) podem esquecer. Outra coisa, havia 750 unidades de margarina vencida , sem data de fabricação e sem lote. Estranho ter tanta margarina né. Se um dia seu filho que esta na escola e comer da merenda municipal chegar cagando e vomitando na sua casa pode ter certeza que comeu alguma comida estragada. Com as filhas do prefeito isso não vai acontecer.

  2. Tatiana disse:

    Severinia e a cidade mais atrasada que já vi em minha vida cade o dinhero que vem sempre pra prefeitura mexe na cidade? Que palhaçada e essa Nil

Faça um comentário