IMG_7038.JPG

Prefeito de Barretos aperta o cinto: sem CarnaBarretos e Virada Cultural

O prefeito de Barretos, Guilherme Ávila (foto), definiu esta semana uma série de medidas de austeridade para a administração municipal. As medidas buscam reduzir despesas em algumas áreas para manter os investimentos considerados prioritários, como pavimentação e outras obras de infraestrutura.

IMG_7038.JPG

Entre os cortes, foi definida a não realização do CarnaBarretos e da Virada Cultural em 2015, a redução das horas extras e um corte de 20% nas despesas com compras e custeio de todas as secretarias municipais.

“Os cortes do governo federal e do governo estadual indicam uma queda de arrecadação e devem ter efeito nas contas de Barretos. Estamos tendo que suspender alguns projetos para que os investimentos prioritários sejam mantidos”, explicou o prefeito.

Em relação ao CarnaBarretos, o prefeito informou que, apesar do sucesso de público que o evento teve em 2014, alguns possíveis parceiros recuaram da proposta de investir diante da piora da expectativa e de indícios de recessão na economia. “Estão todos com o pé no freio e a Prefeitura neste momento tem compromisso com outas prioridades”, reforçou o prefeito.

Segundo ele, foram feitos contatos com os membros da Liga das Escolas de Samba, que concordaram este ano em experimentar um novo modelo para a festa, que está sendo chamado de Carnaval na Comunidade, com cada uma promovendo eventos em bairros da cidade. A ideia é que, com um prazo maior para planejamento, o modelo do CarnaBarretos possa ser retomado em 2016.

No caso da Virada Cultural, Guilherme Ávila explicou que o custo para a manutenção do projeto, parceria com o governo estadual, ficaria mais alto este ano. Em função disto, a Prefeitura preferiu priorizar outros projetos, como o Nosso Bairro Nosso Talento, a Viola e Canturia e o Curtindo Nossa Praça, além da recém lançada Casa do Hip Hop.

Nos próximos dias, a Secretaria de Finanças e cada secretaria e diretoria municipais definirão sua programação de despesas para 2015. A determinação é que os cortes de despesas, custeio e horas extras sejam definidos caso a caso. “A ideia é preservar ao máximo os serviços prestados à população”, destacou Guilherme Ávila.

Fonte: Portal NBR

Um comentário em “Prefeito de Barretos aperta o cinto: sem CarnaBarretos e Virada Cultural”

  1. Creio que o prefeito de Barretos esta correto, devemos priorizar os serviços essenciais e mais importantes para a comunidade. Chega de gastar dinheiro naquilo que vai virar bagunça. Precisamos de mais austeridade no gasto com o dinheiro público.Na minha opinião o prefeito esta certo e os outros prefeitos devem fazer o mesmo porque vem ai diminuição de repasses financeiros a todas as prefeituras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *