Iquegami e Bulle Arruda reclamam retificação de área urbana, a exemplo da CDHU

Publicado em 01 de junho de 2015 às 16h39
Atualizado em 01 de junho de 2015 às 16h46

A Câmara de Vereadores de Severínia deve votar, nesta segunda-feira (1º), projeto de lei do prefeito Edwanil de Oliveira, o Nil, atualizando o perímetro urbano para que sejam construídas 200 casas populares através da Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano do Estado de São Paulo (CDHU). Fotos Tadeu Fonseca

20150601142608

Para o presidente da Câmara, Dênis Correia Moreira, Denão, “há outras áreas para serem adequadas, como a do empresário José Iquegami, que reclama uma urgente retificação de área para o seu Supermercado, e que ameaça deixar Severínia, e o mega loteamento residencial Bulle Arruda, que o atual governo não se interessou”.

Segundo relata o assessor de imprensa Tadeu Fonseca, em seu blog, “são moradias conquistadas pelo prefeito Nil, ainda em 2013. De lá pra cá a administração precisou enfrentar vários desafios, entre eles a falta de terrenos no município e uma batalha perdida na Justiça para desapropriação de uma área particular. Em seguida a aprovação na Câmara para a concessão do atual terreno, que pertencia ao setor de ensino municipal. Na sequência, levar a rede de energia elétrica para o local, e por fim cumprir uma série de exigência documentais, entre as quais está o perímetro urbano atualizado que deverá ser votado pelos vereadores” logo mais às 20h.

20150601142644

Tadeu lembrou que, segundo a engenheira do Departamento de Engenharia do Município de Severínia, Alessandra Stefanelli, para a confecção do novo mapa, foram gastos mais de quatro meses só de novas medições e topografia.

“A CDHU exigiu e quando fomos buscar nas Leis, vimos que estava tudo desorganizado, que existia além da Lei principal de 1994, mais 13 Leis, e nem na principal tinha o mapa do perímetro urbano da cidade. Agora, aproveitando essa necessidade do CDHU, unificamos todas as Leis, medimos todas as quadras, e sempre que houver uma complementação de área, será feita no total, agregando ao novo mapa e perímetro”, disse Alessandra.

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário