IMG_1759.jpg

Ex-presidente da Câmara de Severínia rebate suspeitas de vereadora: “Vou provar que está errada”

Na última sessão ordinária da Câmara Municipal de Severínia, a vereadora Olga Paro (PSB) questionou as contas do ex-presidente da Casa, vereador Carlos Alberto Secchieri, o Cacá (PDT), e diante do fato do plenário estar com pessoas levadas por outros pares e até pelo prefeito Edwanil de Oliveira, o Nil, para tumultuar o andamento, não pode responder à altura. “Estou tranquilo quanto às contas, o Tribunal de Contas do Estado, que é o órgão gestor maior, aprovou as minhas contas de 2013 e, dentro de pouco tempo, as do ano passado também estarão aprovadas”, disse Cacá ao Diário. Fotos Diário

IMG_1760

Ele garante que, na próxima sessão do dia 2, às 20h, apresentará relatório detalhado de suas contas, assim como de seu antecessor, Celso da Usina, do partido da vereadora, comparando os gastos. “Ela quer lançar dúvidas dos gastos, mas tenho tudo controlado, nada foi excedido, vou comparar com a gestão do Celso, amigo e companheiro dela de partido, para ver que agimos corretamente, e agora em uma sessão menos tumultuada, porque o presidente Denis Correia Moreira, o Denão, tomará as providências cabíveis, não deixando bagunçar o bom andamento democrático legislativo”, completou.

IMG_1709

De fato, conforme o Diário atestou, muitos manifestantes que foram à última sessão Severinense não exerceram o seu papel democrático de assistir e apenas fiscalizar o trabalho dos vereadores, mas, conduzidos por um vereador e pelo prefeito Nil, vaiaram e não deixaram a sessão ter um bom trâmite, principalmente quando Cacá explicava que o prefeito, em requerimento enviado à Câmara, em resposta a sete vereadores, se negava a demonstrar o estado financeiro da Prefeitura.

IMG_1759

Alguns desses ‘populares’ são funcionários de um vereador, levados para tumultuar a sessão. Outros, usavam o celular para comunicar para ‘alguém’ o estado da baderna legislativa, e outros, na primeira fila, instigavam os companheiros a vaiar.

IMG_1742

IMG_1752

“Vou tomar providências”, disse o presidente Denão. Ele chegou a chamar a polícia na sessão, mas não deu tempo para acalmar. Na próxima sessão, haverá seguranças e a PM presente, para cumprir o Regimento Interno. “A Câmara é do povo e não da mãe Joana”, disse o presidente ao Diário.

OLGA, NIL E CELSO

Para o vereador Cacá, esse ‘novo posicionamento’ de Olga Paro pode ter uma explicação bem aparente: “Consta que ela se alinhou com o prefeito, já que era Oposição, porque, como dizem, inclusive em toda a região, que já ouvi, como Nil não terá chance de se reeleger pela péssima gestão, o seu candidato será o Celso da Usina, companheiro político e amigo de Olga, daí ela se alinhar com ambos nessa nova jornada, mas provaremos que, pelo menos das suspeitas que ela levanta, não tem razão. Não se pode misturar ação legislativa com interesses próprios, ainda mais quando já somos atacados pelo Executivo, agora dentro da própria Casa não tem cabimento”.

10258734_1505720796314258_7160304478570122956_o

O prefeito, segundo Cacá, “deveria se preocupar mais em restaurar a dignidade dos severinenses, ruas esburacadas, saúde precária, alunos caminhando entre carros em movimento na vicinal para Álvora, e não ficar brigando com vereadores, construindo canteiros defronte a entrada e saída do posto de nossa família, de seu vice-prefeito, jogando dinheiro do povo em obra inútil”.

Um comentário em “Ex-presidente da Câmara de Severínia rebate suspeitas de vereadora: “Vou provar que está errada””

  1. Severínia,

    como sempre… ela pouca vergonha, é brincadeira a quantidade de políticos corruptos que temos no municipio. O mais engraçado é que a prefeitura está no vermelho, porém, dinheiro para fazer canteiro em um lugar impróprio tem. O pior é que não pensam nos moradores da rua que são caminhoneiros, a rua é muito estreita e só com o “risco da obra” já da pra perceber que esse coitado vai ter que deixar o caminhão em outro lugar longe da residência, possibilitando o risco de incêndio… já que agora virou moda atear fogo.

    Severinia em descaso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *