Estamos na pré-classificação, segundo SMA

Selo Verde: ainda temos chance até o final de janeiro, se melhorarmos esgoto e lixo

Estamos na pré-classificação, segundo SMA
Estamos na pré-classificação, segundo SMA

Nem tudo está perdido. Apesar da “herança maldita”, o prefeito Geninho Zuliani (DEM) conseguiu (quase) chegar lá. Olímpia ainda não perdeu o Selo Verde Azul 2009. Até o final de janeiro poderá cumprir o que ainda falta, dentro das 10 diretivas exigidas.

Aliás, se cumprir duas das dez diretivas que ainda restam, não chegando a 100% do ideal, mas aumentando a eficiência do tratamento de esgoto e do lixo urbano, até o final de janeiro ainda poderá sair do estado de ‘município pré-certificado’ para, definitiva e merecidamente, um dos seletos 163 municípios do Estado a deter o Selo Verde Azul do Governo do Estado e, assim, receber incentivos públicos para continuar investindo em ações ambientais.

Com a gestão ambiental compartilhada, o Governo passou a ter os municípios como fortes parceiros, tomando decisões conjuntas, estimulando ações municipais em prol do meio ambiente e da sociedade.

Esta política ambiental descentralizada também visa promover a participação da sociedade na gestão ambiental e, dessa forma, conscientizar a população, transformando-a em atores sociais comprometidos com as questões ambientais de suas cidades.

A adesão dos municípios ao Projeto se dá a partir da assinatura de um “Protocolo de Intenções” que propõe 10 Diretivas Ambientais que abordam questões ambientais prioritárias a serem desenvolvidas. Assim é estabelecida a parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente que orienta, segundo critérios específicos a serem avaliados, rumo às ações necessárias para que o município seja certificado como “Município Verde Azul”.

As 10 Diretivas são: Esgoto Tratado, Lixo Mínimo, Recuperação da Mata Ciliar, Arborização Urbana, Educação Ambiental, Habitação Sustentável, Uso da Água, Poluição do Ar, Estrutura Ambiental e Conselho de Meio Ambiente, onde os municípios concentram os seus esforços na construção de uma agenda ambiental efetiva. Todos os 645 municípios paulistas já assinaram o Protocolo.

Em uma das muitas reuniões que o prefeito Geninho e o diretor Fernando Velho promoveram sobre meio ambiente. Na foto, com produtores rurais
Em uma das muitas reuniões que o prefeito Geninho e o diretor Fernando Velho promoveram sobre meio ambiente. Na foto, com produtores rurais

Segundo o diretor de meio ambiente da Prefeitura, engenheiro Fernando Barbosa Velho, que esteve na cerimônia de entrega do prêmio Selo Verde no Anhembi, ontem, 1, na capital paulista…

“Fizemos a lição de casa, vencemos a ‘herança’ deixada do grande passivo ambiental e cumprimentos oito das dez diretivas, agora é trabalhamos para uma maior eficácia no tratamento do esgoto e do lixo, não é necessário 100%, o que será impossível agora, mas o governo quer o empenho dos municípios, e está vendo o nosso, ao contrário do passado, hoje saímos praticamente do zero e conquistamos mais de 83 pontos, quase chegando perto de cidades como Rio Preto, já é uma grande vitória”.

Um comentário em “Selo Verde: ainda temos chance até o final de janeiro, se melhorarmos esgoto e lixo”

  1. Postei um comentário referente ao tema ” Herança Maldita”: Olímpia ganha o Selo Verde, mas não leva. Passivo ambiental…”,publicado anteriormente (2), que diz:
    ……………

    ” Conjuguemos”:

    – no passado: nada foi feito.

    – no presente: medidas são tomadas.

    – no futuro : o primeiro Selo Verde será conquistado.Acredito”.

    ……………

    Hoje, com a presente notícia, o futuro está bem próximo.

    Nossa cidade poderá receber o certificado Município Verde,até o final de janeiro vindouro; habilitando-se a obter incentivos públicos para aplicação nas questões ambientais.

    ……………

    ” Resumindo: chegaremos ao progresso tão esperado para que todos os que torcem e que trabalham pela cidade, possam visualizar Olímpia ressurgir “mitologicamente”, das cinzas do passado”.

    Abraços do poeta,

    Luiz Augusto da Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *