Provedora da Santa Casa move Ação para impedir posse de suplentes da PEC

Além dos problemas da Santa Casa de Misericórdia para resolver, a provedora Helena de Sousa Pereira está com tempo de sobra para outra guerra: a de impedir os cinco suplentes de Olímpia a não tomarem posse através da PEC dos Vereadores, recentemente promulgada, aumentando em mais de 7 mil vereadores em todo o País. Em Ação impetrada junto à Procuradoria, dias atrás, Helena, que é advogada, afirma que eles não foram eleitos pelo povo e, portanto, devem ficar de fora da Câmara de Olimpia.

Os suplentes que podem tomar posse, caso seja resolvida a pendenga, não a de Helena, mas na alçada do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), são Marco Antonio Parolim de Carvalho, Valter Joaquim Bitencourt, Luiz Antonio Moreira Salata, João Vitor Ferraz e Geraldo Viana.

Particularmente, não sei a razão que move Helena para esse tipo de atitude. Claro que tem o direito. É cidadã e advogada. Tem opinião. Discordo quando ela fundamenta que eles não foram eleitos. Foram, sim, todos. Até o que teve um voto. Depende da matemática de quem toma ou não posse, e são essas contas que estão sendo questionadas. Os cinco suplentes tem condições, de sobra, de tomarem posse e fazerem um bom trabalho por Olímpia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *