Prefeitos se unem em consórcio para reforçar ações políticas e Geninho é o presidente

Publicado em 25 de setembro de 2015 às 12h11
Atualizado em 25 de setembro de 2015 às 12h12

Foi fundado na manhã desta quinta-feira (24), o Consórcio de Desenvolvimento do Vale do Rio Grande (Codevar), integrado por prefeitos de Guaíra, Embaúba, Colômbia, Olímpia, Barretos, Severínia, Taquaral, Bebedouro e Cajobi, e que tem o objetivo de unir lideranças políticas para o desenvolvimento das cidades. Na oportunidade foram eleitos, por unanimidade, o prefeito Geninho Zuliani, de Olímpia, como presidente do Codevar, e de Barretos, Guilherme Ávila, como vice-presidente.

codevar 2

Para Zuliani, o Consórcio terá autonomia para poder tocar as demandas. Vários temas serão defendidos pelo Codevar, como, por exemplo, a questão do lixo, da iluminação pública, da Saúde, do desenvolvimento regional e dos roteiros turísticos integrados.

“É preciso que haja vontade, predisposição visando o desenvolvimento regional, o que seria o nosso maior motivo. A grande saída para nossos problemas comuns é este Consórcio, que é muito bem-vindo”, disse ele.

OS PREFEITOS

Para o prefeito de Bebedouro, Fernando Galvão Moura, o consórcio é uma união de municípios em busca de uma colaboração na gestão. “Hoje os municípios estão numa dificuldade muito grande até por conta de recursos. O pacto federativo no Brasil é muito injusto, os recursos ficam todos concentrados no Governo Federal e os municípios acabam recebendo uma parcela muito pequena”, afirmou.

“O consórcio é uma união política dos municípios, inclusive para que a gente mostre a força política perante o Governo do Estado e Governo Federal, mas principalmente para a troca de experiências em gestão. Juntos, nós somos muito mais fortes para buscar recursos. Juntos, nós também vamos nos ajudar na gestão internamente”, completou o Moura.

codevar

Denir Ferreira dos Santos, vice-prefeito de Guaíra, disse que a fundação do consórcio é um marco importante: “Nós sabemos que numa cidade de 40 mil habitantes é impossível que se faça gestões no sentido de captar recursos, tanto na área federal como também na área estadual. Então, quando várias cidades se reúnem, a somatória dos eleitores é muito grande e consequentemente os governadores, presidente e deputados olham com mais carinho para essa densidade eleitoral”.

Já Laércio Vicente Scaramal, prefeito de Taquaral, espera conseguir mais recursos e oportunidades para o município: “Por intermédio do consórcio teremos a oportunidade de buscar diminuir as nossas despesas. Essa união vai facilitar muito. Hoje nós temos muitas dificuldades, município pequeno não tem uma estrutura adequada para atender todas as necessidades, então, com o consórcio, vai facilitar muito”, disse.

“Nós estamos empenhados na criação deste consórcio. Essa ideia surgiu devido às grandes dificuldades que os municípios vêm passando. E nós acreditamos que com a união de todos esses municípios vamos ter mais força para buscar recursos e um desenvolvimento melhor para cada cidade”, avaliou o prefeito Endrigo Lucas Gambarato Bertin, de Colômbia.

Paulo Rogério Bruneli, Prefeito de Embaúba, acredita que o consórcio irá ajudar, principalmente, os municípios menores. “Como município pequeno, temos sempre a esperança de procurar melhorar. O consórcio vem realmente ajudar, não só os grandes municípios, mas também os pequenos, a conquistarem recursos e buscarem sempre o desenvolvimento das cidades”.

Para o Prefeito Guilherme Ávila, de Barretos, o consórcio é fundamental para todos os municípios: “Quando queremos pensar em um crescimento sustentável temos que pensar grande. Quando eu vou pedir uma verba, seja no Governo do Estado ou em Brasília, eu vou num pedido de 115 mil pessoas. Quando nos unimos nesse consórcio vamos num pedido de 300 mil pessoas e esse número aumenta cada vez mais. Então, a força é muito maior, a região é muito maior. A possibilidade de conseguirmos esse desenvolvimento em todas as áreas, seja econômica, social, saúde e no turismo é muito maior, a chance de obter êxito é muito grande. O consórcio vem para poder facilitar e auxiliar os municípios na elaboração de projetos”.

Também estiveram presentes na reunião os prefeitos Edwanil Oliveira, de Severínia; Márcio Donizeti Barbarelli, de Cajobi; e Marina Hizeko Nozaki Sano, vice-prefeita de Colômbia.

Na ocasião, foi formado também o Conselho Fiscal do Codevar e decidido que a sede do Consórcio será em Olímpia.

O Conselho Fiscal é formado pelos seguintes prefeitos: Paulo Rogério Bruneli, presidente; Laércio Vicente Scaramal, vice-presidente; Endrigo Lucas Gambarato Bertin, secretário; Edwanil de Oliveira, suplente, e Sérgio de Melo, suplente.

Assunto(s): ,

Leia também:

Faça um comentário