Pimenta quer candidato do PSDB na eleição local. E quer apoio

Publicado em 31 de outubro de 2014 às 21h00
Atualizado em 31 de outubro de 2014 às 21h01

A esmagadora vitória de Aécio Neves nas urnas de Olímpia fortaleceu ainda mais o PSDB, que já tinha ganhado força no primeiro turno, com a vitória e reeleição do tucano Geraldo Alckmin para governador.

IMG_3927.JPG

O vice-prefeito Gustavo Pimenta, líder do PSDB em Olímpia, o presidente do diretório local, Márcio André Pimenta, e o vereador Marco Rodrigues, o Marcão do Gazeta, único representante do partido no legislativo olimpiense, acompanharam a apuração juntos, no domingo.

Após o anúncio da vitória de Dilma, Gustavo Pimenta lamentou a derrota de Aécio, mas agradeceu a população de Olímpia pela vitória do senador na cidade. “Respeito a democracia. Acredito no voto livre. Obrigado aos olimpienses que acreditaram em nosso candidato do PSDB, Aécio, e junto com as demais coligações partidárias deram 19.550 votos. Fizemos a nossa parte, trabalhamos e votamos. Agora desejo boa sorte ao Brasil”.

Na sessão da Câmara de terça-feira (segunda foi feriado do servidor municipal), o vereador Marcão do Gazeta usou a tribuna para também agradecer os olimpienses pela expressiva votação em Aécio, e afirmou: “Vamos continuar lutando e já vamos nos preparar para 2018, para combater o candidato Lula, que deve disputar mais uma vez a presidência”.

Marcão do Gazeta ainda lembrou que Olímpia ficou acima da média na votação em relação ao estado. “No Estado de São Paulo o Aécio teve 64,31% dos votos válidos e Dilma teve 35,69%. Aqui a diferença foi maior: 67,70% de Aécio contra 32,30% da candidata do PT”.

Em entrevista ao jornal Gazeta, Gustavo Pimenta voltou a ressaltar a expressiva votação de Aécio em Olímpia. Mas disse que houve um crescimento proporcional na votação do PT em comparação a eleição no primeiro turno. “Acredito que o fato se deve pela divulgação dos investimentos realizados pelo governo federal no município, sendo bem divulgado por eles, faltando, acho, que mais divulgação da administração quanto às realizações do governo do estado (PSDB), por esse motivo acredito que houve essa diferença no crescimento da votação do primeiro para o segundo turno”, observou Pimenta.

No mais, segundo ele, “os olimpienses reconheceram o trabalho de campanha do candidato Aécio, acreditando nas propostas por ele apresentadas”.

Em relação ao futuro do PSDB de Olimpia, Gustavo Pimenta adiantou que na segunda quinzena de novembro estará em reunião com o diretório estadual para acompanhar as diretrizes do partido quanto às eleições municipais. “E por questão de coerência política e compromissos partidários acredito que Olimpia terá um candidato do PSDB nas próximas eleições municipais”, frisou o vice-prefeito.

De acordo com ele, tudo dependerá das articulações futuras na cidade, pois sozinho o PSDB não chegará a lugar algum, e também da chancela do governador Geraldo Alckmin. “A cidade não pode parar por causa de disputas políticas internas, precisamos colocar o interesse coletivo na frente e deixar de lado as vaidades e o interesse pessoal, senão haverá retrocesso na cidade, temos sim que respeitar a vontade do povo agindo no interesse da população, podemos ter posturas politicas diferentes, mas o compromisso moral com a população, esse é intransigível”, finalizou.

Fonte: Gazeta de Olímpia

Assunto(s):

Leia também:

4 comentários

  1. Rodrigo Bijotti disse:

    É isso ai, o PSDB é forte e precisa mostrar isso com uma administração, hoje se faz necessário mostrar que honestidade virou qualidade da pessoa e não uma obrigação de ser humano. O PSDB tem pessoas honestas que podem ajudar em uma campanha politica, onde a grande maioria se vê manipulada pelo poder público com ações assistencialistas que não ajudam em nada na criação de “homens” que queiram trabalhar de forma digna e honrada, sem esse negócio de BOLSA NÃO SEI O QUE PRA TUDO e estão deixando de trabalhar e ficando em suas casas.ISSO BASTA.

    • Ana Paula disse:

      Eu acredito que em todos há honestos e também corruptos, isso existe em todas as esferas, desde a pequena municipal até à federal. Quanto ao bolsa família deve-se buscar a principal finalidade, mesmo porque não se sustenta uma família com esse provento, o que na verdade beneficiou é que não se vê mais crianças na rua como existia antes desse benefício. Porque não dividir com os necessitados? Chega desse Brasil onde se fatia o queijo com a burguesia. Quem precisa de apoio é o pobre.

  2. Geilsa Lima disse:

    Adorei o comentário da Ana Paula, pois quem precisa de apoio é o Pobre…

  3. Rodrigo Bijotti disse:

    Também concordo que quem tem que ter o apoio é logico que é o mais necessitado, não para comprar celular ultima moda, instalar a SKY TV, e também tem que ser uma ajuda temporária, para que a família tenha uma chance de oportunidade para melhorar sua situação que se encontra em dificuldade, e não pra ficar sentado o dia inteiro na calçada esperando o mês passar para receber de novo. É VERO…

Resposta para Geilsa Lima