covas

PF abre inquérito para apurar os R$ 102 mil em poder de assessor de Covas

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar a origem de dinheiro flagrado, no sábado (27), em posse de um colaborador do deputado estadual Bruno Covas (PSDB-SP), que disputa mandato para a Câmara dos Deputados.

covas

O radialista Mário Welber, suplente de vereador em São José do Rio Preto (SP), foi interceptado no aeroporto de Congonhas, na capital paulista, carregando R$ 102 mil em dinheiro e um envelope com 16 cheques e um cartão da campanha do neto do ex-governador de São Paulo Mário Covas. Os valores foram identificados na passagem dele pelo aparelho de raio X.

O caso foi noticiado nesta quinta-feira (2) pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. Segundo a publicação, ao ser flagrado, o suplente não explicou a procedência do dinheiro. Ele não foi preso.

Segundo a assessoria de Bruno Covas, o deputado não tem nenhuma relação com o dinheiro apreendido com Mario Welber e diz que o colaborador só fazia uma gentileza para a campanha:

“Os cheques se destinavam a pagamentos de prestadores de serviço da região de Rio Preto, estavam contabilizados e dentro da prestação de contas da campanha. Mario Welber estava em São Paulo para compromissos particulares e, a pedido do contador da campanha, aproveitou a passagem para encontra-lo e levar os cheques para o coordenador local, uma vez que voltaria naquele mesmo dia para Rio Preto. De acordo com o advogado, Mario Welber prestou os esclarecimentos necessários e se prontificou a esclarecer quaisquer que sejam as informações necessárias. Diante do extravio, os cheques serão cancelados. Todo e qualquer cheque emitido por uma campanha é regular e está contabilizado na  prestação de contas”, informou a assessoria de Bruno Covas.

Radialista e suplente de vereador do PSDB em São José do Rio Preto, Mário Welber informa no Facebook que trabalha na Secretaria de Estado do Meio Ambiente de São Paulo.

Fonte: Folha de S.Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *