“Herança Maldita”: Olímpia ganha o Selo Verde, mas não leva. Passivo ambiental…

Fernando Barbosa Velho, diretor de meio ambiente da PMO
Fernando Barbosa Velho, diretor de meio ambiente da PMO

Aí, vem o blogueiro ‘do lado negro’ da força e escreve: eles não esquecem o Carneiro. Nem dá pra esquecer. Aliás, ele não nos deixa esquecê-lo. Por culpa da péssima gestão ambiental do ex-prefeito Luiz Fernando Carneiro (PMDB), Olímpia bem que poderia figurar nesta terça-feira, 1, na lista recém-lançada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente dos 156 municípios que cumpriram as diretivas ambientais, conquistando o Selo Verde Azul, com notas acima de 80 pontos.

“Olímpia bem que fez a lição de casa”, conforme explicou agora pouco, ao Blog, o diretor de Meio Ambiente da Prefeitura, engenheiro Fernando Velho, por telefone. “O nosso passivo por conta do esgoto e outras mazelas nos impediram de comemorar hoje o primeiro Selo Verde de Olímpia”, disse.

Conquistamos mais de 80 pontos, mas ficamos na ‘pré-classificação’. Ganhamos, e não vamos levar. O passivo ambiental por culpa do não tratamento de um centímetro de esgoto sequer nos últimos oito anos, sem contar a falta de leis, educação ambiental, tratamento e destinação do lixo, entre outros entulhos não tratados do passado recente.

Pelo segundo ano consecutivo, Santa Fé do Sul foi a campeã. Novo Horizonte ficou em segundo lugar. Buritama foi a sétima classificada. Jales ficou na décima posição. Rio Preto ficou com o 98º lugar e também conseguiu ganhar o selo.

A adesão dos municípios ao Protocolo Verde é voluntária. Seu endosso resulta no comprometimento com uma agenda de 10 diretivas ambientais. O prefeito Geninho Zuliani (DEM) assinou o termo de adesão ao Selo Verde assim que tomou posse, ou seja, no dia 24 de janeiro, no auditório da Secretaria da Educação.

Ocasião em que Geninho assina o protocolo de intenções
Ocasião em que Geninho assina o protocolo de intenções

São elas:

1. Esgoto Tratado
Realizar a despoluição dos dejetos em 100% até o ano de 2010, ou, sendo financeiramente inviável, firmar um termo de compromisso com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente, comprometendo-se a efetivar o serviço até o final de 2014.

2. Lixo Mínimo
Eliminar até 2010 os lixões a céu aberto, promovendo a coleta seletiva e a reciclagem do lixo no município.

3. Mata Ciliar
Auxiliar o governo na recuperação das matas protetoras dos córregos e das nascentes d’água.

4. Arborização urbana
Aprimorar as áreas verdes municipais, diversificando a utilização das espécies plantadas, visando atingir 12 m² por habitante.

5. Educação ambiental
Implementar um programa de educação ambiental na rede de ensino municipal, promovendo a conscientização da população a respeito dos problemas ecológicos.

6. Habitação sustentável
Definir critérios de sustentabilidade na expedição de alvarás da construção civil, restringindo o uso de madeira da Amazônia e favorecendo tecnologias de economia de água e energia fóssil.

7. Uso da água
Implantar um programa municipal contra o desperdício de água.

8. Poluição do ar
Auxiliar o governo no combate da poluição atmosférica, especialmente no controle da fumaça preta dos ônibus e caminhões a diesel.

9. Estrutura ambiental
Criar um Departamento ou Secretaria municipal de meio ambiente.

10. Conselho de Meio Ambiente
Constituir órgão de participação da sociedade, envolvendo a comunidade local na agenda ambiental.

Um comentário em ““Herança Maldita”: Olímpia ganha o Selo Verde, mas não leva. Passivo ambiental…”

  1. Na vida, sempre há uma consolação para tudo: melhor está dentre os pré-classificados do que, literalmente, desclassificado.

    Exmo Sr prefeito Geninho, continue administrando de acordo com a sua consciência política em benefício da cidadania e em particular, neste caso, preservando e controlando o meio ambiente.

    Conjuguemos:

    – no passado: nada foi feito.

    – no presente: medidas são tomadas.

    – no futuro : o primeiro “Selo Verde” será

    conquistado. Acredito.

    REFLEXÃO: ” Os ideais são alcançados dia após dia. A perseverança e a calma devem e deverão ser exercidas. Não sejamos imediatistas”.

    “Procuremos, como um alpinista, galgarmos o ponto culminante.Lembremo-nos que a escalada começa a partir do sopé da montanha”

    Resumindo:chegaremos ao progresso tão esperado por todos aqueles que torcem e que trabalham para que Olímpia “mitologicamente” ressurja das cinzas do passado.

    Abraços.

    Desejo a todos um Feliz Natal e um próspero Ano Novo.

    São os sinceros votos do poeta,

    Luiz Augusto da Silva.

Deixe uma resposta para LUIZ AUGUSTO DA SILVA Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *