Vereador troca a GCM pelo incremento da Atividade Delegada, após ser convencido pela PM

Publicado em 19 de fevereiro de 2015 às 18h45
Atualizado em 19 de fevereiro de 2015 às 18h46

O vereador Marcos Santos (PSC), visitou a 2ª Companhia de Polícia MIlitar, de Olímpia, sendo recebido pelo Capitão Zoppellari, para discutir a criação da Guarda Municipal, projeto de sua autoria que está em trâmite na Câmara Municipal.

03

Durante o encontro, o Capitão mostrou os números e índices positivos da Polícia Militar, em sua jurisdicação, principalmente após a criação da Atividade Delegada no município. Segundo Zopellari, com essa iniciativa dobrou o efetivo na cidade e assim houve a redução das ocorrências.

Zoppellari demonstrou que não há, de imediato, a necessidade da implantação da GCM, pois com a atividade delegada, tem ajudado a suprir a demanda, e a mesma praticamente realiza o trabalho que seria feito pela GCM, só que com um gasto mensal bem inferior, e ainda com um serviço de melhor qualidade, uma  vez que o mesmo será um serviço militarizado.

O vereador Marcos se dispôs, então, a retirar o projeto da Guarda e encaminhar ao prefeito Geninho Zuliani (DEM) em forma de indicação para que seja realizado um melhor estudo sobre o tema.

E para contribuir ainda mais com a segurança pública de Olímpia, o vereador irá também requerer ao prefeito, já na próxima sessão, em forma de indicação, o aumento do número de vagas para a Atividade Delegada, e o aumento do valor na hora paga aos Policiais Militares, incentivando assim ainda mais o desempenho nos trabalhos realizados.

Assunto(s):

Leia também:

6 comentários

  1. jean disse:

    emtã!!! sera que ha algum controle e cobrança em cima da policia . acho que a gcm mostraria mis serviço para população, mas esses vereadores são ums sem ideia né

  2. Jurista disse:

    Infelizmente foi uma decisão muito errônea. A atuação da guarda municipal se diferencia principalmente por NÃO ser militarizada e esse é seu fator principal, pois sua natureza civil é que fortalece a Democracia. A atuação da Polícia Municipal (Guarda Municipal) é notoriamente a melhor em todo o mundo e no Brasil, se ela se distanciar do militarismo que existe na Polícia Militar que é um treinamento de combate (Guerra), será também mais eficaz, pois será um policiamento comunitário de homens treinados nos moldes do Estado Democrático de Direito e com respeito a dignidade da pessoa humana. Olímpia perde com a não criação de sua polícia municipal (GCM). Gastaria-se mais realmente, mas seria um ótimo avanço para uma segurança pública municipal de qualidade e distante de qualquer treinamento militar ou algo semelhante, uma polícia para proteger o povo, sem vícios ou qualquer outra coisa que possa prejudicar seu trabalho.

  3. Souza disse:

    Sem a GCM fosse uma opção ruim, não estaria presente em capitais do Brasil como é o caso do estado de São Paulo e Rio de Janeiro, existe trabalho sério e falhas em todo lugar, mais com essa opção diferente acredito que teríamos um reforço na segurança pública como vários municipios do Brasil.

    Não sei se a jornada extra em boa para este tipo de atividade, talvez deveriam aumentar o efetivo a pagar melhores salários a esses profissionais, enfim é como se fosse um bico.

  4. Vereador Marco Santos disse:

    Gostaria de muito de agradecer ao jornalista pela publicação da matéria em questão e a todos que estão comentando trazendo assim um debate positivo e democrático para contribuir com a população olimpiense.
    Quero deixar claro que o projeto não foi retirado, ou taõ pouco arquivado, e sim encaminhando ao Poder Executivo, em forma de indicação, para que seja melhor estudado, consiga o orçamento necessário para a implantação da GCM.
    Pois o que este vereador poderia fazer e se empenhar para que seja implantado a GCM no município, esta fazendo. Pois trouxemos a tona a discussão sobre o tema GCM, para o poder Executivo e Legislativo, Agora não depende mais de nós, a não ser continuar cobrando a implantação do projeto, que sem dúvida acreditamos na eficiência dele, pois por este motivo somos autor.
    Pois o projeto não cabe ao Legislativo legislar sobre o tema, e sabíamos disso, mas a intenção foi trazer a discussão ao legislativo e chegar ao poder EXECUTIVO, e criar se um debate em relação ao tema, pois só assim isso pode ser possível.
    Agora depende só do nosso Prefeito a implantação ou não .

  5. cruz disse:

    O VEREADOR MARCOS ESTA COM MUITA BOA VONTADE QUE A GCM SEJA IMPLANTADA EM OLIMPIA ESTA FAZENDO UM OTIMO TRABALHO SÓ QUE ESTA LONGE DE ACONTECER ISSO COMO ELE DIZ DEPENDE DO PREFEITO,A REALIDADE É UMA SÓ A GCM TRAZ GASTOS NÃO A RECADA DINHEIRO PARA ALGUNS POR NO BOLSO, SE O PREFEITO QUIZESSE IMPLANTAR A GCM JA TERIA FEITO, ISSO TUDO É UMA PALHAÇADA ESTAMOS SENDO FEITOS DE TONTOS.

Faça um comentário