Roubos envolvendo ciganos tem perseguição, luta com PM e até helicóptero

Publicado em 17 de maio de 2013 às 4h33
Atualizado em 17 de maio de 2013 às 4h34

Uma ocorrência policial envolveu roubos em Olímpia e Severínia, por volta do meio-dia desta quinta-feira (16), e teve um desfecho cinematográfico: perseguição em rodovia, em alta velocidade resultando em motor fundido dos meliantes, fuga em meio a um canavial nas proximidades de Baguaçu, luta corporal com PM na tentativa de roubar-lhe o revólver e até a presença do helicóptero Águia, da PM de Rio Preto, na busca do líder da quadrilha.

IMG_20130516_171904

Por fim, uma família, que se diz de ciganos, de Monte Alegre (MG), foi presa: um homem, duas mulheres e duas crianças (que também eram usadas para os furtos em residências aparentemente vazias). E muitos produtos de furtos e roubos, inclusive joias e até um cofre.

São eles: Lúcia Moreira, 31 anos; A.M.D., 13 anos; e Nei Dias, foragido; e as crianças A.D., 10 meses, e G.D., 9 anos de idade. Vítimas: Geovani Barbosa da Silva, 35 anos, moradora do bairro santa Elisa, Olímpia; Maria Bonini, 55 anos, Jardim Álvaro Brito, Olímpia; Fabiano José Pereira, 36 anos, Jardim Camacho, Severínia; André Ricardo Oliveira Schenten, 31 anos, Severínia; e o policial militar Otávio Hial, 31 anos, de Olímpia. O boletim de roubo e ato infracional foi lavrado pelo delegado Ricardo Afonso Rodrigues.

IMG_20130516_171929

Objetos apreendidos: artigos para bebê e para viagem, 15 peças de vestuário diversas, uma bolsa térmica, 10 carrinhos de brinquedo, um triciclo Bandeirante, um GPS Foston, três ferramentas (marreta, chave de fenda e turquesa), uma máquina digital Kodak, alimentos, 20 peças de joias e bijuterias, um cofre, um auto rádio toca CD e MP3, uma espada artesanal, cinco frascos de perfumes, dois aparelhos celulares (Samsung e Nokia), R$ 80 em moedas e R$ 50 em cédulas, seis pares de óculos de Sol.

Durante a ocorrência, foi apreendido também o veículo utilizado para os delitos e fuga, um GM Monza SL 1.8, marrom, em nome de Valdevino Cassiano, placas BGJ-4178, de Uberlândia (MG), ano 1992.

Os fatos foram apresentados pelo 2º sargento PM Otoniel e soldado Fábio, mas todo o efetivo da PM de Olímpia, com apoio de guarnições de Severínia, Força Tática e Canil (Barretos) e até o helicóptero Águia 17 (capitão Azevedo), da PM de Rio Preto, contribuíram para o sucesso dessa ocorrência.

IMG_20130516_172017

OS FATOS

Através de ligação via 190 da Polícia Militar, foi informado de que na rua Romeu Seno, 465, estava ocorrendo uma tentativa de furto e que os indivíduos tinham fugido em um Monza cor cinza. Ato contínuo, outra queixa de furto em residência pela rua Nicola Botino, 141, suspeitos com as mesmas características.

Policiais de Severínia também informaram furtos semelhantes com os mesmos suspeitos, tudo simultaneamente. Daí, as guarnições se deslocaram até à rodovia Assis Chateaubriand, sentido São José do Rio Preto, enquanto as demais viaturas patrulhavam pelo município, e pela área central os policiais avistaram um veículo suspeito que empreendeu fuga em alta velocidade, tomando rumo ignorado, aproveitando-se do fluxo de veículos.

Ocorre que, estando no trevo principal da Assis Chateaubriand (Minerva) o sargento PM Otoniel e soldado Fábio, o referido Monza fez o trevo, tomando sentido Rio Preto, ainda em alta velocidade notando a presença das viaturas. Momentos de apreensão, uma vez que o Monza, em alta velocidade, fazia ultrapassagens perigosas, quando, de repente, o seu motor não resistiu, estourou e cobriu toda a pista de fumaça. O motorista se aproveitou para entrar sentido Baguaçu, abandonando o veículo e os cinco ocupantes, perdendo-se no meio do canavial.

O apoio da PM se deslocou ao local, onde foi feito um certo e lograram encontrar os cinco ocupantes do Monza, sendo dois homens, uma mulher e duas crianças. Eles receberam voz de prisão, quando os dois homens partiram sobre o policial da ROCAM, Otávio Hial, iniciando-se uma intensa luta corporal, onde Nei Dias, um deles, tentou arrancar a arma do policial, agarrando e puxando o revólver, mas, ato contínuo, Nei Dias fugiu adentrando em uma mata fechada.

Com o cerco, os PMs detiveram Lúcia Moreira, A. M. D., 13 anos; e as crianças A.D., 10 meses, e G.D., 9 anos de idade. Todos confessaram os furtos e se declararam ‘ciganos’.

Mesmo com reforço do Águia 17, Força Tática, Canil e demais policiais e suas viaturas, Nei Dias não foi encontrado. Mas, no Monza apreendido, todos os objetos de furto recuperados.

A ocorrência foi apresentada na Delegacia de Polícia de Olímpia, onde a mulher e o adolescente responderão por roubo e ato infracional. Consta que a mulher e as crianças tinham efetiva participação nos crimes, pois batiam palmas nos imóveis para identificar quais estavam vazios.

E um fato inusitado: quando da apresentação da ocorrência na Delpol, apareceu um táxi de Rio Preto com outros ciganos, que pretendiam tumultuar o trabalho policial. Porém, consultada a documentação, ficou constatado de que o taxista estava procurado pela Justiça, sendo o mesmo encarcerado na Cadeia de Severínia, a mulher cigana na Cadeia Feminina de Colina e o adolescente será apresentado à Vara da Infância e Juventude.

Assunto(s):

Leia também:

4 comentários

  1. JOAO CARLOS disse:

    Estes FDPs vieram tocar o interfone na minha casa ontem, e eu atendi, me ofereceram toalha e roupa de cama, e eu disse que não queria, Eu até achei meio estranho, porque ele parou o carro em frente da minha casa, e só foi na minha casa, depois ele entrou no carro e saiu, ainda bem que sempre fica alguém na minha casa, porque provavelmente eu seria mais uma vitima. Fiquem atentos porque a coisa ta feia!

  2. sueli disse:

    bom trabalho dos PMs tomara que a justiça não os solte.

  3. Denis souza disse:

    Parabéns aos Policiais, no turno do Sgt. Otoniel os ladrões sempre dançam.Boa pessoal pra cima dos malas…..

  4. Alan disse:

    Há PM tinha que aproveitar que estavam no meio da cana, e passar fogo em todo mundo.

Faça um comentário