Peão acusado de matar tricampeão de Barretos vai a juri popular no dia 24 de abril

Publicado em 18 de janeiro de 2012 às 12h49
Atualizado em 18 de janeiro de 2012 às 12h52

Cinco anos depois, a Justiça de Novo Horizonte marcou o júri do acusado de matar o tricampeão de Barretos, Virgilio Gonçalves, durante uma competição em 2007. Aparecido Alves dos Santos, que na época do crime usava nome falso de Rinaldo Aragão, vai a júri popular no dia 24 de abril.

assassino-e-vitima

O crime aconteceu antes de uma montaria na festa do peão de Novo Horizonte. Os disparos, segundo a polícia, partiram de Aparecido e ocorreram no local onde os peões se preparam para o início do rodeio, durante a queima de fogos. Aparecido Alves dos Santos fugiu, mas foi preso dias depois em uma fazenda de Goiânia.

Tricampeão em montaria em cavalos em Barretos, Virgílio era considerado um dos melhores do país. O peão de 35 anos foi atingido por dois tiros, um na cabeça e outro no braço. O motivo seria um desentendimento.

Na época do crime, o presidente da festa do peão de Novo Horizonte, Antônio Carlos Cristóvão, disse que havia uma rixa entre os dois peões. “O suspeito de disparar os tiros havia sido cortado de uma das seletivas em Barretos por Virgílio, que era um dos organizadores. Desde então, a vítima estava sendo atacada verbalmente pelo peão”, disse.

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário