Passageira de condutor embriagado morre em capotamento no retorno de um forró

Publicado em 08 de junho de 2014 às 8h29
Atualizado em 08 de junho de 2014 às 12h40

ATUALIZADOUm acidente de trânsito com vítima fatal na madrugada deste domingo (8), na estrada vicinal que liga o distrito rural de Alvora com a cidade de Severínia. A identidade da vítima só foi descoberta após investigação da Polícia Civil.

Segundo consta, Marcelo de Loredo, 25, em visível estado de embriaguez, capotou o seu veículo no barranco lateral da vicinal Milton Domingues, quilômetro 1, na zona rural, estando acompanhado de uma mulher que, segundo ele, não a conhece e que estaria lhe fazendo companhia de retorno de um forró.

Os policiais militares que atenderam a ocorrência, cabo Souza Costa e soldado Vinícius, foram acionados para um acidente de capotamento, envolvendo um Ford Escort L, placas BLY-9388, de Olímpia, ano 1985, cor dourada. Eles encontraram, de fato, o veículo capotado e, nas proximidades, uma mulher não identificada, ao solo, desacordada, com ferimentos. A ambulância foi acionada e a vítima conduzida ao Pronto-Socorro Municipal.

O motorista Marcelo de Loredo estava, também, com ferimentos, em visível estado de embriaguez, com forte odor etílico, fala pastosa, andar cambaleante e olhos avermelhados. Também foi socorrido ao PS de Severínia e, devido à gravidade dos ferimentos, provavelmente traumatismo craniano, foi transferido para a UPA de Olímpia.

A vítima do sexo feminino não resistiu aos ferimentos e morreu. Nenhum documento foi encontrado com ela. O motorista alegou que não a conhece, que deu-lhe carona de retorno de um forró. Ela é morena, estatura baixa, corpo robusto, cabelos crespos, possui uma tatuagem de um anjo no peito do lado direito e um dragão no braço direito.

Foi acionado o guincho para o local, onde foi elaborado um auto de infração de trânsito por conduzir o veículo sob efeito de álcool e o Ford Escort recolhido ao pátio da Ciretran.

O investigador Marcelo da Polícia Civil compareceu ao Pronto Socorro, tomou ciência dos fatos e informou que o delegado de plantão, Marcelo Pupo de Paula, determinou que fosse registrado boletim de ocorrência de acidente de trânsito com vítima fatal, homicídio culposo e embriaguez ao volante, e liberasse o motorista para que possa responder em liberdade.

O Diário de Olímpia recebeu a informação, via inbox da rede social, de que a vítima se tratava de Marcia Aparecida da Silva, sem maiores detalhes. A identidade foi confirmada pelo investigador Marcelo, da Polícia Civil.

Márcia era tia da criança que, tempos atrás, morreu queimada em um incêndio naquela cidade.

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário