Na ‘Casa da Vanda’, quatro são presos com quase 60 gramas de drogas

Publicado em 27 de junho de 2015 às 11h31
Atualizado em 27 de junho de 2015 às 11h32

A Polícia Militar de Olímpia prendeu quatro pessoas, sendo um adolescente de 15 anos, com 31 porções de maconha, 14 pinos de cocaína, 5 porções de crack, além de apreender um caderno com anotações do tráfico, cerca de 500 pinos vazios para o envase de cocaína e R$ 202 em espécie. No total, 57 gramas de entorpecentes.

IMG_7241

Em patrulhamento pelo bairro Santa Ifigênia, os policiais militares cabo Nairton e soldado Henrique receberam informação anônima de moradores de que, na ‘Casa da Vanda’, conhecida dos meios policiais, estavam sendo embaladas drogas para o tráfico.

Diante disso, com apoio de outra viatura com soldados Pedra e Passarela, e motos da ROCAM, os PMs foram ao local, chegando à casa da Vanda, entrando pelos fundos, encontrando, de fato, quatro pessoas embalando drogas, um deles adolescente, D.G.C., 15 anos.

Os demais qualificados são Carlos Alberto de Souza, 53, pedreiro; Maria Edivânia LIra do Nascimento, desocupada, 34; e Romário Ferreira dos Santos, ajudante, 25.

Aos PMs, o pedreiro Carlos confirmou que vende apenas o pinos vazios encontrados atrás da geladeira da residência. Negou ser dono das 26 porções de maconha encontradas debaixo da mesma geladeira e entre as suas roupas, bem como os dois pinos de cocaína escondidos dentro de um rádio.

drogas

Edivânia declarou que nada sabia das drogas encontradas no banheiro de sua casa e no quintal. E que alugou o cômodo dos fundos para Carlos e que, também, não sabia a respeito das drogas que foram encontradas naquele cômodo.

Por sua vez, Romarinho disse que as cinco porções de maconha encontradas dentro do colchão, no quintal, e os sete pinos de cocaína dentro de um potinho, também no quintal, lhe pertenciam. E mostrou aos policiais, dentro da casa da Vanda, escondidos nos tijolos do banheiro, as cinco porções de crack e os cinco pinos contendo cocaína, mas disse que tudo lhe pertencia.

O adolescente nada declarou.

Todos foram encaminhados ao plantão da Delegacia de Polícia Civil onde o delegado titular Marcelo Pupo de Paula ratificou a prisão dos adultos, encaminhando-os à Cadeia de Severínia (Vanda foi para a Cadeia Feminina de Colina), e a apreensão do menor, que será apresentado no plantão judiciário em Barretos no próximo expediente.

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário