Mulher é presa com 24 pedras de crack, 18 delas escondidas na calcinha

Publicado em 01 de julho de 2015 às 23h34
Atualizado em 01 de julho de 2015 às 23h34

Por volta das 20h38 de hoje, quarta-feira (1), a Polícia Militar de Olímpia prendeu em flagrante no tráfico de entorpecentes uma mulher de 33 anos no bairro Santa Ifigênia. Com ela, 24 porções de crack, que pesaram nove gramas, sendo 18 delas escondidas em sua calcinha.

  
Em patrulhamento pelo bairro, a equipe com cabos Nairton Reginaldo e soldado Henrique e Passarela, recebeu a denúncia de que em uma casa da Rua Sete estavam pessoas envolvidas no tráfico de drogas. Com apoio dos cabos Deiviti e Vicentini, os militares foram ao endereço denunciado e, de fato, flagraram sentadas em um sofá Elizangela Alves de Moura, 33, desocupada, e Daniela Patricia Pereira, 25, também desocupada.

Nas mãos de Elizangela, os PMs encontraram seis porções de crack embaladas em papel alumínio, e em um de seus bolsos, a quantia de 46,05 reais. Questionada, ela confessou a propriedade da droga e ainda revelou que, escondida em seu corpo, na calcinha, havia uma caixa de cigarros com mais 18 pedras de crack, também embaladas para o tráfico.

Já com Daniela, nada foi encontrado naquele momento. Ambas receberam voz de prisão dos policiais militares e foram encaminhadas ao plantão da Delegacia de Polícia Civil.

  
No plantão, a investigadora Lucimara fez revistas minuciosas Elizangela e Daniela, sendo confirmadas as 18 pedras de crack escondidas na calcinha da primeira e nada de ilícito com a segunda, sendo esta arrolado como testemunha dos fatos.

O delegado Ricardo Afonso Rodrigues confirmou a prisão de Elizangela, que, após os procedimentos de praxe, foi encaminhada à Cadeia Feminina de Colina.

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário