Mãe sem habilitação mata filho de três anos ao ‘treinar direção’ no quintal de casa, hoje

Publicado em 07 de setembro de 2011 às 21h45
Atualizado em 07 de setembro de 2011 às 21h45

Uma jovem de 24 anos provocou a morte do filho de 3 anos na tarde desta quarta-feira em Franca (SP).

De acordo com a Polícia Civil, a mulher manobrava o carro no quintal da casa enquanto o filho brincava com um velocípede no quintal.

Segundo o delegado João Walter Garcia, ela não tinha habilitação e fazia pequenas manobras no veículo para "treinar" a direção. Ele suspeita que a jovem tenha perdido o controle do carro ao dar ré e não tenha percebido que o filho estava atrás do veículo.

A criança foi prensada contra uma parede e chegou a ser levada para a Santa Casa de Franca, de acordo com o Corpo de Bombeiros, mas os médicos não tiveram como socorrê-lo.

A jovem, que é casada e não tem outros filhos, deve responder em liberdade por homicídio culposo (sem intenção de matar).

O delegado disse ainda que os pais devem ter o máximo de cautela ao manobrar veículos quando há crianças pequenas em casa. "Devido à altura delas, fica difícil observá-las", disse. (Élida Oliveira, Folha Ribeirão)

***

Leia com atenção antes de comentar esta notícia:

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Blog do Concon. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Leia antes a nossa Política de Comentários.

O Portal Blog do Concon poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Assunto(s):

Leia também:

4 comentários

  1. Carlos Roberto de Souza disse:

    A incidencia destes fatos é muito grande, temos que ficar atentos ao dar ré no veiculo em casa ou mesmo onde quer que esteja pois criaçãs somem atras do corro fica impossivel de ver pelos retrovisores laterais mesmo no retrovisor central

  2. samantha disse:

    o problema do acidente é que sempre há aquele que o faz, geralmente, por negligência, isso que é o grave….senao, ele, provalvelmente, nao aconteceria….

  3. Mateus Costa disse:

    Coitada dessa moça… só Deus e o tempo para curar as feridas dessa perda!

  4. perone disse:

    Coitada, ela nao vai responder as autoridades mas a consciencia dela todos os dias de sua vida ao lembrar desse lamentavel incidente. Que Deus a conforte, porque deve ser muito triste.

Faça um comentário