Mãe de filho que está preso por tráfico, foi presa hoje vendendo crack em seu portão

Publicado em 06 de fevereiro de 2011 às 23h33
Atualizado em 07 de fevereiro de 2011 às 9h09

Se já não bastasse o filho Deco (Vanderson de Jesus Cristóvão), de 20 anos, que está com prisão preventiva sob acusação de tráfico de drogas, a mãe foi presa em flagrante na tarde deste domingo (6), pela Polícia Militar de Olímpia, no portão de sua casa, no bairro Santa Ifigênia.

Edina Barbosa de Jesus, de 38 anos de idade, foi flagrada pelos policiais militares sentada com o seu amásio, Vanderlei Cristóvão, de 42 anos, vendendo crack, às 15h30.

Como o local já é conhecido dentro da ‘rota do tráfico’ que a PM possui, os PMs decidiram abordar o casa. Edina correu para dentro de casa, sendo perseguida pelo soldado PM Claudinei que a flagrou jogando algo para o quintal do vizinho.

O policial conferiu através do muro e viu um pacote plástico. Em seu interior, havia 11 pedras de crack.

O amásio Vanderlei fechou o portão tentando impedir a entrada dos policiais, momento em que foi detido.

Em seguida, os PMs vistoriaram o interior da residência. Dentro de uma gaveta, havia a importância de R$ 330 em dinheiro. Em outras gavetas, foram encontrados material para embrulhar a droga, como papel alumínio, tesoura e fita crepe.

O casal recebeu voz de prisão e, com os materiais apreendidos, assim como as pedras de crack, foram levadas à autoridade da Policial Civil de plantão. Lá, o delegado Mário Renato Depieri Micheli, determinou a prisão apenas de Edina, liberando o amásio (que ainda poderá sofrer processo de crime de associação ao tráfico).

Aconselhada pelo advogado, a mãe de Deco disse que só falaria em Juízo.

CONDENADO NO THERMAS

Como já divulgado neste Portal, Vanderson de Jesus Cristóvão, de 20 anos, o filho de Edina, foi reconhecido dentro do clube Thermas dos Laranjais, quarta-feira passada (2). Ele havia sido condenado por tráfico de drogas, através de mandado de prisão expedido pela 3ª Vara Criminal da Comarca de Olímpia, estando sentenciado em prisão preventiva.

Os policiais militares Alves, Hial e Henrique, da 2ª Companhia, e soldado Ferri, do 15° BPM/3ª Cia., reconheceram o traficante condenado. Deram voz de prisão e solicitaram o apoio da guarnição, integrada pelo 3° sargento PM Otoniel e saldo Reginaldo.

O traficante ficou preso provisoriamente numa cela do plantão da Delegacia de Policia Civil, no 1° Distrito e, posteriormente, encaminhado para a Cadeia Pública de Severínia.

***

* Fique à vontade para dar a sua opinião, mas atenção: se ele não aparecer no mesmo dia é porque, com certeza, você não leu a nossa política de comentários. No momento, está sob moderação.

Assunto(s):

Leia também:

2 comentários

  1. jcassio disse:

    Parabens açao da policia militar. omo dizem serviço completo. rsrs

  2. FABIO disse:

    Como o tráfico de drogas esta se tornando um negócio rentável não? A instituição família perdeu sua verdadeira identidade, pais e mães que dão maus exemplos, tem filhos bandidos, na vida você colhe aquilo que planta. Infelizmente é fácil verificar principalmente pelos bairros sta. efigênia, são josé e santa fé, o número incontável de crianças e adolescentes perdidos no mundo das drogas, vendendo e usando diuturnamente, lamentável ver adultos que deveriam trabalhar e gozam de boa saúde, levando a vida numa boa, vendendo o vício, vendendo a morte e se sentindo amparados por um poder paralelo que desafia as autoridades. A luta da Polícia contra o tráfico eu classifico como a luta do bem contra o mau, homens em inferioridade numérica, pais de família, que se arriscam entre becos e vielas, para tentar limpar a cidade e devolver a paz aos moradores, pessoas de bem que infelizmente estão cercados por essa escória. As polícias cívil e militar, deveriam trabalhar unidas, sem rusgas, na guerra contra o crime, pois quem poupa o lobo sacrifica o cordeiro.

Faça um comentário