Enquanto isso, em Rio Preto… “Moça, isso é um assalto! Me dê a sua calcinha…”

Publicado em 15 de maio de 2015 às 10h32
Atualizado em 15 de maio de 2015 às 10h33

A cena é insólita. Um criminoso aponta a arma para uma mulher no meio da rua, dá uma tesoura para ela e a obriga a cortar as laterais da calcinha. Em, seguida, ela precisa se espremer para retirar a peça íntima por baixo da roupa para, então, entregar a lingerie ao improvável ladrão, que foge em uma motocicleta.

ilustracao

Pois acredite. O caso aconteceu exatamente assim em Rio Preto na noite de quarta-feira, dia 13, na avenida São Judas Tadeu, esquina com a rua Antônio Pedro Ferracine. A vítima foi uma vendedora de 19 anos, que registrou a ocorrência na polícia somente na tarde desta quinta-feira, dia 14.

A moça contou à polícia que o ladrão maluco estava com um revólver e em uma motocicleta quando parou a seu lado, que estava a pé. Ele, então, mandou que vítima fosse até um lugar mais escuro da rua, apontou-lhe a arma, entregou-lhe a tesoura e exigiu sua calcinha.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima caminhava pela avenida São Judas Tadeu quando, na esquina da rua Antônio Pedro Ferracine, foi abordada por um motociclista, que dirigia uma Honda Titan, de cor verde. A arma, segundo a moça,  aparentava ser uma pistola com acabamento oxidado.

A vendedora não ficou ferida. Ela informou à polícia que o homem era pardo ou queimado de sol e de estatura mediana, usava blusa verde e, por estar de capacete, o reconhecimento seria prejudicado. No entanto, a vítima afirmou que é capaz de reconhecer a blusa, a arma e a voz do assaltante.

Fonte: Diarioweb

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário