Direção Segura flagra 10 motoristas alcoolizados na cidade de Olímpia

Publicado em 24 de agosto de 2013 às 12h43
Atualizado em 24 de agosto de 2013 às 13h05

O Programa Direção Segura flagrou 10 pessoas conduzindo veículos sob efeito de álcool entre a noite da última sexta-feira (23) e a madrugada de sábado (24), na cidade de Olímpia, na região de Barretos.  Ao todo, 164 condutores fizeram o teste do etilômetro durante a blitz realizada na Av. Aurora Forti Neves. Fotos de Daniel Diotto para o Diário

IMG_1662

A operação na cidade começou às 20h de sexta (23) e se estendeu até às até as 2h deste sábado (24) na cidade de Olímpia. A operação foi coordenada pelo Detran.SP, e a equipe da PM pelo Ten. PM Righetti. O delegado de Polícia Civil César Aparecido Martins, com a sua equipe, também esteve no local.

Dois dos motoristas flagrados poderão responder por crime de trânsito. Eles apresentaram índice a partir de 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido no teste do etilômetro. Se condenados, poderão pegar de seis meses a três anos de prisão, conforme prevê a nova Lei Seca, também chamada de “tolerância zero” (lei 12.760/2012).

IMG_1642

Além do processo criminal, esses condutores vão pagar multa no valor de R$ 1.915,40, receberão sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e vão responder administrativamente junto ao Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) para a suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Os outros oito motoristas flagrados nas operações apresentaram índices de até 0,33 no etilômetro e foram autuados por embriaguez ao volante. Eles receberão as penalidades administrativas (multa, pontos na carteira e processo para suspensão do direito de dirigir).

Pela lei, todos os motoristas alcoolizados ou sob efeito de drogas que foram flagrados em fiscalizações têm direito de ampla defesa, até que a CNH seja efetivamente suspensa. Se o condutor voltar a cometer a mesma infração durante o processo administrativo, o valor da multa será dobrado.

IMG_1667

AÇÃO INTEGRADA – Lançado no Carnaval deste ano, o Programa Direção Segura integra equipes do Detran.SP, das Polícias Militar, Civil e Técnico-Científica, e do Corpo de Bombeiros. O objetivo é reduzir o número de acidentes e mortes no trânsito, conscientizando a sociedade sobre o perigo da combinação entre álcool, outras drogas e direção.

Desde o lançamento, foram aplicados 7.369 testes de etilômetro em todo o Estado. Ao todo, 608 pessoas foram autuadas por embriaguez ao volante. Outras 175 cometeram crime de trânsito. Os motoristas abordados e que têm resultado zero na detecção de álcool recebem um kit, com folder explicativo, “bafômetro” descartável, porta lixo para carro, adesivos, chaveiro e caneta, com o slogan da campanha: “São Paulo pela vida”.

IMG_1670

Todas as regiões do Estado já receberam blitze do Programa Direção Segura, nas seguintes cidades: São Paulo, Campinas, Santos, Sorocaba, São Bernardo do Campo, São José dos Campos, Ribeirão Preto, Americana, Jaguariúna, Bauru, Marília, Franca, Barretos, Araraquara, Itanhaém, Presidente Prudente, Mogi Guaçu, Piracicaba e Olímpia.

Programa Direção Segura / Acumulado Geral no Estado (8/2 a 24/8) – Estado

Total de testes de detecção de álcool: 7.369
Total de testes positivos para álcool, com índice de até 0,33 no etilômetro: 608
Total de flagrantes por crime de trânsito – a partir de 0,34 no etilômetro: 175
Total de testes positivos para drogas: 6

SOBRE A NOVA LEI SECA

A lei nº 12.760, conhecida por “tolerância zero”, foi sancionada em 20 de dezembro de 2012 e instituída pela resolução 432 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em 23 de janeiro de 2013.

Quantidade de álcool
* Antes – Se o etilômetro registrasse até 0,10 miligrama de álcool por litro de ar expelido, o motorista era liberado.

* Hoje – A presença de 0,05 miligrama de álcool por litro de ar expelido já configura infração. O novo limite equivale a menos de um copo de cerveja. Ou seja, qualquer quantidade de álcool já é suficiente para gerar a infração, o que significa “tolerância zero”.

Multa e prisão
* De 0,05 miligramas a 0,33 miligramas – Multa de R$ 1.915,40 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses (sete pontos na CNH – infração gravíssima).

* A partir de 0,34 miligramas – Multa de R$ 1.915,40, suspensão do direito de dirigir por 12 meses (sete pontos na CNH – infração gravíssima), além de processo por crime de trânsito, que pode levar à pena de seis meses a três anos de prisão. Se o condutor voltar a cometer a infração no período de 12 meses, a multa será dobrada.

Provas do consumo de álcool
* Com a nova lei, podem ser utilizados, além do etilômetro, exames de sangue (e outros exames laboratoriais), testemunhos de terceiros, fotos e vídeos para comprovar a embriaguez do motorista.

GALERIA DE FOTOS por Daniel Diotto

[nggallery id=357]

Assunto(s):

Leia também:

6 comentários

  1. aparecido disse:

    parabens a policia vamos acabar com cachaceiro no volante e trazer mais segurança as pessoas isso e otimo!!!

  2. Paulo Ribeiro disse:

    Só 10??? Essa blitz não funcionou direito. Se fizer entre 6a feira e domingo à noite, pega no mínimo uns 200 bêbados

  3. alfredo disse:

    muito bom o serviço deles ! mais pq não vão atrás de bandido que ta cheio na cidade ? tem medo será ?

  4. ivo zangirolami disse:

    Sim…perfeito…mas para mim…além da Blitz…que diga se de passagem…estão de parabéns…a policia deveria criar uma unidade…que cuidasse somente de motoristas com sinal de embriaguez…é facil…não é dificil…é só querer pegar…está diante dos nossos olhos…e essa unidade estaria somente a procura de motoristas com sinais de embriaguês…facil facil…estariamos mais protegidos no transito!!!

Faça um comentário