Cortador de cana agride a mulher e é flagrado com maconha que diz ser ‘para o trabalho’

Publicado em 03 de fevereiro de 2011 às 10h37
Atualizado em 03 de fevereiro de 2011 às 10h37

Um cortador de cana, residente no distrito de Baguaçu, agrediu a mulher com tapas e, depois, na chegada da guarnição da Polícia Militar de Olímpia, após ameaçar com faca os policiais cabo Ladário e soldado Hial, foi flagrado com maconha que, segundo ele, seria consumida em seu trabalho.

A amásia Salene Pereira da Silva, de 29 anos, ligou para o 190 da PM e pediu apoio, denunciando o marido Fábio Júnior Pereira de Sousa, que a teria ameaçado de morte e a agredido com dois tapas no rosto.

Ela estava na casa de amigos quando os policiais chegaram em Baguaçu, por volta das 22h de ontem, quarta (2). Em sua residência, Fábio Jr. recebeu os PMs com uma faca na mão, mas, obedeceu em seguida à ordem de soltá-la. A sua mochila foi revistada e, em seu interior, havia uma pequena porção de maconha.

O cortador de cana alegou que essa maconha seria para ser consumida em seu trabalho, no corte de cana. Diante dos fatos, as partes foram encaminhadas ao plantão policial, onde o delegado Mário Renato Depieri Michelli lavrou o Boletim de Ocorrência e, em seguida, liberou as partes, uma vez que a mulher não quis registrar queixa contra Fábio Jr.

***


* Fique à vontade para dar a sua opinião, mas atenção: se ele não aparecer no mesmo dia é porque, com certeza, você não leu a nossa política de comentários. No momento, está sob moderação.

Assunto(s):

Leia também:

Faça um comentário