Caminhão baú no centro rompe fios e deixa 15 mil pessoas sem energia no horário do almoço

Publicado em 16 de março de 2011 às 14h31
Atualizado em 16 de março de 2011 às 14h31

IMG_0149Cerca de 15 mil pessoas ficaram sem energia por, pelo menos, 40 minutos, na área central da cidade hoje, por volta das 11h30, quando um caminhão-baú Mercedes-Benz, de uma transportadora de Arapongas (PR), encostou em alguns cabos da rede primária de energia da CPFL Energia, rompendo-os bruscamente.

IMG_0139

O acidente ocorreu no cruzamento das ruas David de Oliveira com General Osório, horário de pico do comércio, coincidindo com almoço de funcionários. Consta que o motorista Aílton Anastácio Ribeiro, de 24 anos de idade, da transportadora Sinbal, de Arapongas (PR), ao tentar manobrar naquele cruzamento, rompeu os fios da rede primária de energia.

Cerca de cinco quarteirões centrais foram isolados para, num primeiro instante, a energia ao redor ser restabelecida, já que vários cabos foram rompidos e estavam soltos no meio do caminho, podendo causar acidentes. Imediatamente a rede foi desenergizada e, aí sim, uma área menor foi isolada, desta vez com fitas vermelhas para que o pessoal da CPFL continuasse o trabalho.

IMG_0145

Segundo estimativas, mais de 5 mil usuários foram prejudicados em todo o centro da cidade por causa desse acidente. Calculando três pessoas por imóvel, chega-se ao número de 15 mil pessoas prejudicadas. Boa parte delas já recebeu energia assim que alguns cabos de energia foram refeitos, e outra ainda aguardou mais uma hora e meia pelo serviço ficar concluído.

IMG_0141

Policiais militares e bombeiros auxiliaram a CPFL, orientando os transeuntes a não ultrapassarem as fitas de segurança devido à presença dos cabos rompidos. Da PM, estiveram o 2° sargento Queiróz e o soldado Pessoal. Dos bombeiros, o sargento Netto. Da CPFL, os encarregados engenheiros Márcio e Mauro.

IMG_0155

Apesar de não ser a causa do acidente, o caminhão trafegava no centro da cidade em horário proibido.

IMG_0142IMG_0143IMG_0151IMG_0144

***


* Fique à vontade para dar a sua opinião, mas atenção: se ele não aparecer no mesmo dia é porque, com certeza, você não leu a nossa política de comentários. No momento, está sob moderação.

Assunto(s): ,

Leia também:

5 comentários

  1. Marcelo Henrique Cury disse:

    Não entendi como o caminhão consegui romper os fios naquela altura.

  2. Danilo disse:

    Esse motorista foi CAMPEÃO!!!! Nem ai ele deveria estar, pois, caminhão neste horário é proibido…
    abr…

  3. Murilo Esteves disse:

    Concon, agora você me diz, a PM não é responsável por fiscalizar e multar esses caminhões que andam todos os dias e aos montes no perímetro proibido para eles nesses horários?
    Eu nunca vi, e nem sei se já existiu alguma multa em casos assim, de caminhão rodando no centro nos horários proibidos, agora se eu que passo apenas umas 2 vezes por dia no vejo, cadê a PM para multar esses caminhões? Se eles disserem que não vê é porque não estão rodando ali pro centro, ou eles só vão quando tem que multar algum carro sem o cartão de Zona Azul? Isso eu já vi eles fazendo bastante.

    Abraços,

    Murilo Esteves

  4. rogerio disse:

    uma pergunta que gostaria de saber a resposta, a cidade está cheia de placas falando que é proibido transito de caminhões deste porte no horário comercial, se eu não me engano, tem lei municipal a respeito, e ninguem faz nada, a policia só fiscalizou no começo, e agora a cidade está cheia de caminhões de entrega no horário comercial, agora, se existe a lei, onde está a policia para fiscalizar? fica a pergunta ao atual comandante.

  5. Keli Cristina disse:

    Olá Leonardo.
    Outra situação que também deve ser levada em consideração é que em várias cidades da região existe um pedágio na entrada da cidade para caminhões de carga. Tem poucos dias que a Av. Mário Vieira Marcondes foi recapeada e ficamos livres dos buracos que existiam ali. Pois bem, por esta avenida passam caminhões com várias toneladas de carga, que usam nossas avenidas como rota alternativa e em pouco tempo o asfalto vai estar em situação precária de novo. Não sei como funciona a lei desse tipo de pedágio mas seria interessante que nossos vereadores pudessem estudar um projeto de lei e fizessem algo nesse sentido. Obrigada.

Faça um comentário