Revista “Município Verde” destaca gestões de Olímpia

Publicado em 16 de setembro de 2009 às 12h23
Atualizado em 02 de dezembro de 2009 às 22h38

A revista “Município Verde”, editada pelo grupo Bom Dia, de São José do Rio Preto, edição de agosto, traz duas páginas sobre ações desenvolvidas pelo prefeito Geninho Zuliani (DEM) para atender os requisitos do programa estadual “Selo Verde”. Foram destacados 24 municípios, além de Olímpia: Álvares Florence, Ariranha, Catanduva, Cedral, Cosmorama, Guapiaçu, Guaraci, Ipiguá, José Bonifácio, Mendonça, Neves Paulista, Nova Aliança, Onda Verde, Orindiúva, Paraíso, Paulo de Faria, Poloni, Potirendaba, Rio Preto, Santa Adélia, Tanabi, Ubarana e Votuporanga.

Em artigo assinado em conjunto à página 6 dessa revista, o secretário estadual do meio ambiente, Xico Graziano, e o seu chefe de gabinete, Ubirajara Guimarães, destacaram a preocupação com o meio ambiente através das ações dos prefeitos empossados em janeiro último. “O cidadão comum pouco participava, desconhecendo como o seu cotidiano poderia afetar a natureza. Hoje percebe-se uma grande mudança de pensamento”, destacaram.

No que diz respeito à Olímpia, às páginas 40 e 41 da revista “Município Verde”, a ênfase da reportagem começou a partir da distribuição de milhares de sacolas ecológicas pelo prefeito Geninho, em junho, quando se comemorou o Dia Mundial do Meio Ambiente, inclusive com comemorações o dia todo, ficou conhecido como “Dia Verde de Olímpia”.

Na reportagem da revista, a assessora do Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura, Ana Lúcia Volpe, revelou que “já distribuímos centenas de sacolas ecológicas pela cidade. As sacolas de plástico são uma praga da vida moderna. Elas demoram muito para se decompor. Mudar de atitude, como usar sacolas ecológicas, pode ajudar a preservar o meio ambiente”.

Outro destaque foi a preocupação de Geninho com o lixo. Citou a revista: “Acabar com o lixo é um dos objetivos do Protocolo Município Verde. E Olímpia busca um novo aterro sanitário para o lixo do município”. E o prefeito foi ouvido: “Nosso atual aterro já está saturado e está com os dias contados. Vamos buscar uma nova área para o aterro”.

A intenção, segundo descreveu a reportagem, “também é montar no ano que vem uma associação de catadores de lixo e iniciar o trabalho de coleta seletiva”.

Além disso, a revista destacou, também, que o município conta com uma biblioteca municipal “para conscientizar os futuros cidadãos a preservar a natureza, a biblioteca abriu o Espaço de Educação Ambiental”. O local pode ser frequentado pela população em geral, mas está voltado especialmente para estudantes, que utilizam a biblioteca para fazer trabalhos e pesquisas escolares.

A próxima etapa será a instalação de uma biblioteca ambiental ambulante.

Numa matéria à parte, a “Revista Verde” citou dez ações que o prefeito Geninho vem desenvolvendo na questão ambiental, passando pela preocupação com o esgoto a ser 100% tratado, lixo mínimo, recuperação da mata ciliar, arborização urbana, educação ambiental, habitação sustentável, uso racional da água potável, poluição do ar, estrutura ambiental (departamento na prefeitura) e, por último, a criação de um Conselho Ambiental (CONDEMA).

Assunto(s): ,

Leia também:

Faça um comentário