Parece uma usina de lixo?

Parece um shooping, mas é uma usina de incineração de lixo de Paris. Ao lado do Senna e sem cheiro

Parece uma usina de lixo?
Parece uma usina de lixo?

Mais parece um Shopping Center, mas não é. Lá dentro, só lixo, devidamente tratado e pronto para ser incinerado. É o que não presta mais, não dá para ser reciclado, reaproveitado. O prefeito Geninho Zuliani (DEM) e a comitiva de prefeitos do interior que participam da 24ª Pollutec, Feira de Meio Ambiente em Lyon, França, desde o começo da semana, visitaram ontem, quinta-feira (3) uma Usina de Incineração de Lixo de Paris. A queima faz a geração de energia elétrica, e o principal: é uma alternativa para os aterros sanitários.

Geninho e prefeitos do Interior entrando na usina
Geninho e prefeitos do Interior entrando na usina

“O objetivo é diminuir o impacto do transporte de lixo, minimizando as distâncias, e a necessidade de grandes áreas de aterro sanitário”, explicou Geninho, em email ao Blog, após a visita técnica à essa usina.

O lixo está sendo queimado
O lixo está sendo queimado

A incineração foi adotada por ser viável e possibilitar o recebimento de grande volume de resíduos. “Em Paris, há estações de incineração e está se investindo nisso. No Japão, se o lixo não pode ser reciclado, ele é incinerado. Lá, a questão do espaço é muito importante.”

O trabalho dentro da usina
O trabalho dentro da usina

Geninho revela que a usina visitada está a 5o metros do Rio Senna e não emite nenhum barulho ou cheiro. “Parece que estávamos indo ao Shopping Center, mas era lixo, e lá dentro também a gente se surpreende com tanta tecnologia, preocupação com o meio ambiente e  com o bem-estar dos parisienses”, conclui.

2 comentários em “Parece um shooping, mas é uma usina de incineração de lixo de Paris. Ao lado do Senna e sem cheiro”

  1. Leiam, por favor, o comentário que postei na matéria: “STF na região para discutir Desenvolvimento e Meio Ambiente”, publicada neste blog no dia 07 do corrente.

    Muito Obrigado.

    Luiz Augusto da Silva – poeta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *